Tradução Brasileira (2010) (TB)
90

LIVRO IV

A eternidade de Deus e a transitoriedade do homem

Oração de

90, título
Dt 33.1
Moisés, homem de Deus

901Senhor, tu tens sido a nossa

90.1
Sl 71.3
91.1
Dt 33.27
Ez 11.16
morada

de geração em geração.

2Antes que nascessem

90.2
Jó 15.7
Pv 8.25
os montes

ou que tivesses

90.2
Sl 102.25
104.5
Gn 1.1
formado a terra e o mundo,

desde a

90.2
Sl 93.2
102.24,27
Jr 10.10
eternidade até a eternidade, tu és Deus.

3Tu

90.3
Sl 104.29
Gn 3.19
Jó 34.14-15
reduzes os mortais ao pó

e dizes: Tornai-vos, filhos dos homens.

4Pois

90.4
2Pe 3.8
mil anos aos teus olhos

são como o

90.4
Sl 39.5
dia de ontem, ao findar-se,

e como

90.4
Êx 14.24
Jz 7.19
vigília noturna.

5Tu os

90.5
Jó 22.16
27.20
arrebatas, como por uma torrente, são eles
90.5
Jó 20.8
qual um sono.

De manhã são como a

90.5
Sl 103.15
Is 40.6
relva que cresce,

6de manhã,

90.6
Jó 14.2
brota e cresce;

de tarde, é

90.6
Sl 92.7
Mt 6.30
ceifada e
90.6
Tg 1.11
seca.

7Pois somos

90.7
Sl 39.11
consumidos pela tua ira

e, pela tua cólera, somos conturbados.

8Diante de ti,

90.8
Sl 50.21
Jr 16.17
puseste as nossas iniquidades

à

90.8
Sl 19.12
Ec 12.14
luz do teu rosto, os nossos pecados secretos.

9Pois

90.9
Sl 78.33
todos os nossos dias se passam na tua ira;

gastamos os nossos anos como um suspiro.

10Os dias da nossa vida elevam-se a setenta anos

ou, em caso de vigor, a

90.10
2Rs 19.35
oitenta anos.

O que lhes faz o orgulho é

90.10
Ec 12.2-7
Jr 20.18
enfado e miséria,

porque depressa passa, e

90.10
Sl 78.39
Jó 20.8
voamos.

11Quem conhece o

90.11
Sl 76.7
poder da tua ira

e a tua cólera, segundo o

90.11
Ne 5.9
temor que te é devido a ti?

12

90.12
Sl 39.4
Dt 32.29
Ensina-nos a contar os nossos dias,

de sorte que

90.12
Pv 2.1-6
alcancemos um coração sábio.

13

90.13
Sl 6.4
80.14
Volta, Jeová,
90.13
Sl 6.3
74.10
até quando?

90.13
Sl 106.45
135.14
Êx 32.12
Dt 32.36
Am 7.3,6
Jn 3.9
E tem compaixão dos teus servos.

14

90.14
Sl 36.8
65.4
103.5
Jr 31.14
Sacia-nos de manhã com a tua benignidade,

para que cantemos de júbilo e

90.14
Sl 31.7
85.6
nos alegremos em todos os nossos dias.

15

90.15
Sl 86.4
Alegra-nos por tantos dias quantos nos tens afligido

e

90.15
Sl 31.10
Dt 2.14-16
pelos anos em que temos visto a adversidade.

16Apareçam aos teus servos

90.16
Sl 44.1
77.12
92.4
Dt 32.4
Hc 3.2
as tuas obras,

e

90.16
1Rs 8.11
Is 6.3
a tua glória, sobre seus filhos.

17Seja sobre nós a

90.17
Sl 27.4
graça do Senhor, nosso Deus.

90.17
Sl 37.23
Is 26.12
1Co 3.7
Estabelece tu sobre nós as obras das nossas mãos,

sim, a obra das nossas mãos, estabelece-a.

91

A segurança daquele que se acolhe em Deus

911Aquele que habita

91.1
Sl 27.5
31.20
32.7
no esconderijo do Altíssimo

à

91.1
Sl 17.8121.5
Is 25.4
32.2
sombra do Todo-Poderoso descansará.

2De Jeová direi: Ele é o meu

91.2
Sl 14.6
91.9
94.22
refúgio e a minha
91.2
Sl 18.2
31.3
Jr 16.19
fortaleza,

Deus meu, em quem

91.2
Sl 25.2
56.4
confio.

3Pois ele me livrará

91.3
Sl 124.7
Pv 6.5
do laço do passarinheiro

e da

91.3
Sl 91.6
1Rs 8.37
2Cr 20.9
peste perniciosa.

4

91.4
Is 51.16
Cobrir-te-á de suas penas,

e,

91.4
Sl 36.7
57.1
63.7
sob as suas asas encontrarás refúgio.

91.4
Sl 35.2
Pavês e escudo são a sua
91.4
Sl 40.11
verdade.

5

91.5
Sl 23.4
27.1
Jó 5.19-23
Não te assustarás
91.5
Ct 3.8
do terror noturno,

91.5
Sl 64.4
nem da seta que voa de dia,

6

91.6
Sl 91.10
2Rs 19.35
nem da pestilência que anda nas trevas,

91.6
Jó 5.22
nem da destruição que assola ao meio-dia.

7Ainda que caiam mil ao teu lado,

e dez mil, à tua destra,

91.7
Gn 7.23
Js 14.10
ela não se chegará a ti.

8Somente com os teus olhos contemplarás

91.8
Sl 37.34
58.10
e verás a recompensa dos perversos.

9Pois tu, Jeová, és o meu refúgio!

Fizeste do Altíssimo a tua morada.

10

91.10
Pv 12.21
Nenhum mal te sucederá,

nem praga alguma se aproximará da tua tenda.

11

91.11
Sl 34.7
Mt 4.6
Lc 4.10-11
Pois aos seus anjos ordenará ao teu respeito,

que te guardem em todos os teus caminhos.

12Eles te susterão nas suas mãos,

para não tropeçares em alguma pedra.

13

91.13
Jz 14.6
Dn 6.22
Lc 10.19
Pisarás o leão e a cobra,

calcarás aos pés o leãozinho e a serpente.

14Pois

91.14
Sl 145.20
que ele me consagrou o seu afeto, eu o livrarei;

91.14
Sl 59.1
pô-lo-ei em alto retiro, porque
91.14
Sl 9.10
ele conhece o meu nome.

15

91.15
Sl 50.15
Jó 12.4
Clamará a mim, e lhe responderei;

com ele serei na angústia,

livrá-lo-ei e o

91.15
1Sm 2.30
Jo 12.26
glorificarei.

16Saciá-lo-ei com

91.16
Sl 21.4
Dt 6.2
diuturnidade de dias

e

91.16
Sl 50.23
mostrar-lhe-ei a minha salvação.

92

O salmista louva a Deus por amor da sua bondade

Salmo ou Canção para o dia de sábado

921

92.1
Sl 147.1
Bom é render graças a Jeová

e

92.1
Sl 135.3
cantar louvores ao teu nome, ó Altíssimo,

2

92.2
Sl 59.16
e manifestar de manhã a tua benignidade

e, todas as noites,

92.2
Sl 89.1
a tua fidelidade,

3com um instrumento de

92.3
Sl 33.2
1Sm 10.5
1Cr 13.8
Ne 12.27
dez cordas, com o saltério

e com a música solene da harpa.

4Pois me alegraste, Jeová,

92.4
Sl 40.5
90.16
pelos teus feitos;

92.4
Sl 106.47
exultarei nas
92.4
Sl 8.6
111.7
143.5
obras das tuas mãos.

5Quão

92.5
Sl 40.5
111.2
Ap 15.3
grandes são as tuas obras, Jeová!

92.5
Sl 36.6
Rm 11.33
Profundíssimos são
92.5
Sl 33.11
40.5
139.17
os teus pensamentos.

6

92.6
Sl 49.10
94.8
O homem estúpido não sabe,

nem o néscio compreende isto:

7Quando

92.7
Sl 90.5
brotarem, como erva, os perversos,

e florescerem os que

92.7
Sl 94.4
obram a iniquidade,

é que serão

92.7
Sl 37.38
destruídos para sempre.

8Tu, porém, Jeová, estás

92.8
Sl 93.4
113.5
nas alturas para todo o sempre.

9Pois eis que os teus inimigos, Jeová,

pois eis que os teus inimigos

92.9
Sl 37.20
perecerão;

92.9
Sl 68.1
89.10
serão dispersos todos os que obram iniquidade.

10Mas exaltaste o meu

92.10
Sl 75.10
89.17
112.9
poder como o dum boi selvagem;

estou

92.10
Sl 23.5
45.7
ungido com óleo fresco.

11Os meus olhos também já

92.11
Sl 54.791.8
viram o que é feito dos que me espreitam,

os meus ouvidos já ouviram o que sucederá aos malfeitores que se levantam contra mim.

12O justo

92.12
Sl 1.3
52.8
72.7
Nm 24.6
Jr 17.8
Os 14.5-6
florescerá como a palmeira,

crescerá como o

92.12
Sl 104.16
Ez 31.3
cedro no Líbano.

13Os que são

92.13
Sl 80.15
Is 60.21
plantados na Casa de Jeová

92.13
Sl 100.4
116.19
florescerão nos átrios do nosso Deus

14Na velhice, ainda

92.14
Pv 11.30
Is 37.31
Jo 15.2
Tg 3.18
darão frutos,

serão cheios de seiva e de verdura,

15para

92.15
Sl 25.8
Jó 34.10
mostrarem que Jeová é reto.

Ele é a

92.15
Sl 18.294.22
minha Rocha, e nele não
92.15
Rm 9.14
há injustiça.