Tradução Brasileira (2010) (TB)
75

Deus abate os orgulhosos, mas exalta os justos

Ao cantor-mor. Adaptado a al-tasete. Salmo ou Canção de Asafe

751Graças

75.1
Sl 79.13
te rendemos, ó Deus;

graças te rendemos, pois

75.1
Sl 145.18
próximo está o teu nome.

Os homens

75.1
Sl 26.7
44.1
71.17
anunciam as tuas maravilhas.

2Quando chegar

75.2
Sl 102.13
o tempo marcado,

eu

75.2
Sl 9.8
67.4
Is 11.4
julgarei com equidade.

3Ainda que se estejam dissolvendo a

75.3
Sl 46.6
Is 24.19
terra e todos os seus habitantes,

sou eu quem lhe firma as

75.3
1Sm 2.8
colunas. (Selá)

4Eu disse aos arrogantes: Não sejais arrogantes;

e aos perversos:

75.4
Zc 1.21
Não levanteis a vossa fronte.

5Não levanteis ao alto a vossa fronte;

75.5
Sl 94.4
1Sm 2.3
não faleis arrogantemente contra a Rocha.

6Pois não é do Oriente, nem do Ocidente,

nem dos desertos das montanhas que vem

75.6
Sl 3.3
113.7
auxílio.

7

75.7
Sl 50.6
Mas Deus é o juiz;

75.7
Sl 147.6
1Sm 2.7
Dn 2.21
a um abate, a outro exalta.

8Porque há na mão de Jeová um

75.8
Sl 11.6
60.3
Jó 21.20
Jr 25.15
copo cujo vinho espuma;

é cheio de

75.8
Pv 23.30
mistura, e ele dá a beber da mesma.

Decerto, as suas fezes, todos os perversos da terra as hão de absorver e

75.8
Ob 16
de beber.

9Mas, quanto a mim, para sempre

75.9
Sl 22.22
40.10
declararei;

cantarei louvores ao Deus de Jacó.

10Todas as

75.10
Jr 48.25
forças dos perversos, abatê-las-ei;

mas as

75.10
Sl 89.17
92.10
148.14
1Sm 2.1
forças do justo serão exaltadas.

76

A majestade e o poder do Deus de Jacó

Ao cantor-mor. Sobre instrumentos de cordas. Salmo ou Canção de Asafe

761

76.1
Sl 48.3
Conhecido é Deus em Judá;

em Israel,

76.1
Sl 99.3
grande é o seu nome.

2Em

76.2
Gn 14.18
Salém, é o seu
76.2
Sl 27.5
Lm 2.6
tabernáculo;

e a sua

76.2
Sl 9.11
132.13
135.21
morada, em Sião.

3Ali,

76.3
Sl 46.9
quebrou ele as setas do arco,

o escudo, a espada e a batalha. (Selá)

4Ilustre és tu, majestoso, vindo do monte de presa.

5Despojados são os

76.5
Is 10.12
46.12
corajosos de coração; caíram no seu último sono;

e nenhum dos valentes pode defender-se.

6À tua

76.6
Sl 80.16
repreensão, ó Deus de Jacó,

tanto

76.6
Sl 78.53
Êx 15.1-21
carros como cavalos são lançados num profundo sono.

7Tu, sim, tu és

76.7
Sl 89.7
96.4
1Cr 16.25
para ser temido;

76.7
Sl 130.3
Ed 9.15
Na 1.6
Ml 3.2
Ap 6.17
e quem te pode resistir uma vez que te irares?

8Lá do céu, fizeste ouvir a tua sentença;

76.8
Sl 33.8
1Cr 16.30
temeu a terra e ficou imóvel,

9

76.9
Sl 74.22
82.8
ao levantar-se Deus para julgar,

para salvar todos os mansos da terra. (Selá)

10Na verdade,

76.10
Êx 9.16
Rm 9.17
a ira do homem redundará em teu louvor;

da ira restante tu te cingirás.

11Fazei votos e

76.11
Sl 50.14
pagai-os a Jeová, vosso Deus;

todos os que o rodeiam,

76.11
Sl 68.29
tragam presentes àquele que deve ser temido.

12Ele quebrantará o espírito dos príncipes;

76.12
Sl 47.2
é formidável aos reis da terra.

77

O salmista anima a sua alma pela consideração das grandes obras e da misericórdia de Deus

Ao cantor-mor,

77, título
Sl 62
segundo Jedutum. Salmo de Asafe

771Com a minha voz

77.1
Sl 3.4
142.1
clamarei a Deus;

com a minha voz a Deus clamarei, e ele me escutará.

2

77.2
Sl 50.15
86.7
No dia da minha angústia, busquei ao Senhor;

77.2
Sl 63.6
Is 26.9
de noite, a minha mão
77.2
Sl 88.9
Jó 11.13
ficou estendida e não afrouxou;

a minha alma

77.2
Gn 37.35
recusou ser consolada.

3Lembro-me de Deus e fico em

77.3
Sl 42.5,11
43.5
desassossego;

77.3
Sl 55.2
142.2
ponho-me a cismar, e
77.3
Sl 61.2
143.4
desfalece o meu espírito. (Selá)

4Não me deixaste fechar os olhos;

estava perturbado e

77.4
Sl 39.9
não podia falar.

5Pensava nos

77.5
Sl 44.1
143.5
Dt 32.7
Is 51.9
dias de outrora,

nos anos dos tempos passados.

6Lembro-me do

77.6
Sl 42.8
meu cântico à noite;

77.6
Sl 4.4
consulto com o meu coração,

e o meu espírito perscruta.

7Acaso

77.7
Sl 44.9
rejeitará o Senhor para sempre?

Não tornará ele a ser

77.7
Sl 85.1,5
favorável?

8Já cessou para sempre a sua

77.8
Sl 89.49
benignidade?

77.8
2Pe 3.9
Acabou-se a sua promessa para todas as gerações?

9

77.9
Is 49.15
Esqueceu-se Deus de ser compassivo?

Encerrou ele na ira as suas

77.9
Sl 25.6
40.11
51.1
ternas misericórdias?

10Então, disse eu:

77.10
Sl 31.22
73.15
Esta é a minha enfermidade,

mas eu me lembrarei dos anos

77.10
Sl 44.2-3
da destra do Altíssimo.

11Comemorarei os

77.11
Sl 105.5
143.5
feitos de Jeová,

sim, me lembrarei das tuas maravilhas da antiguidade.

12

77.12
Sl 145.5
Meditarei também em todas as tuas obras

e ponderarei os teus feitos.

13O teu caminho é, ó Deus, em santidade.

77.13
Sl 71.19
86.8
Êx 15.11
Quem é deus grande como Deus?

14Tu és

77.14
Sl 72.18
o Deus que fazes maravilhas.

77.14
Sl 106.8
Tens feito notória a tua força entre os povos.

15Com o teu braço,

77.15
Sl 74.2
78.42
Êx 6.6
Dt 9.29
remiste o teu povo,

os filhos de Jacó e de

77.15
Sl 80.1
José. (Selá)

16

77.16
Sl 114.3
Êx 14.21
Hc 3.8,10
Viram-te as águas, ó Deus;

viram-te as águas e temeram.

Os abismos também se abalaram.

17Desfizeram-se em águas

77.17
Jz 5.4
as nuvens;

os céus

77.17
Sl 68.33
fizeram soar a sua voz.

Também as

77.17
Sl 18.14
suas setas correram duma para outra parte.

18

77.18
Sl 18.13
104.7
A voz do teu trovão estava no redemoinho;

77.18
Sl 97.4
os relâmpagos alumiaram o mundo;

77.18
Sl 18.7
Jz 5.4
a terra tremeu e estremeceu-se.

19

77.19
Is 51.10
Hc 3.15
O teu caminho foi no mar,

as tuas veredas, nas grandes águas,

e os teus passos não foram conhecidos.

20

77.20
Sl 78.52
80.1
Êx 13.21
14.19
Is 63.11-13
Conduziste o teu povo, como um rebanho,

pela mão de

77.20
Sl 105.26
Êx 6.26
Moisés e de Arão.