Tradução Brasileira (2010) (TB)
69

Um grito de angústia e maldições sobre os adversários

Ao cantor-mor. Adaptado a Sosanim. Salmo de Davi

691Salva-me, ó Deus,

porque as

69.1
Sl 32.6
42.7
69.14-15
Jó 22.11
águas me entraram até a alma.

2Atolado estou em profundo

69.2
Sl 40.2
lamaçal,

onde não se pode firmar o pé;

entrei nas profundezas das águas,

e a

69.2
Jn 2.3
corrente me submerge.

3Estou

69.3
Sl 6.6
cansado de gritar, e ressequida está a minha garganta;

69.3
Sl 38.10
119.82,123
Dt 28.32
Is 38.14
definham-se-me os olhos, enquanto espero por meu Deus.

4São mais que os cabelos da minha cabeça os que

69.4
Sl 35.19
Jo 15.25
sem causa
69.4
Sl 35.19
38.19
59.3
me odeiam.

69.4
Sl 35.11
Jr 15.10
Por isso, tive de restituir o que não estorquira.

5Ó Deus, tu conheces a

69.5
Sl 38.5
minha estultícia,

e as

69.5
Sl 44.21
minhas culpas não te são ocultas.

6Não sejam

69.6
2Sm 12.14
envergonhados por minha causa os que em ti esperam, ó Jeová, Deus dos Exércitos;

não sejam por meu respeito confundidos os que te buscam, ó Deus de Israel.

7Pois,

69.7
Jr 15.15
por amor de ti, tenho suportado afrontas;

69.7
Sl 44.15
Is 50.6
Jr 51.51
confusão me cobre o rosto.

8Tornei-me

69.8
Sl 31.11
38.11
Jó 19.13-15
estranho a meus irmãos

e alheio para os filhos de minha mãe.

9Pois o

69.9
Sl 119.139
Jo 2.17
zelo da tua casa me consumiu,

e

69.9
Sl 89.41,50
Rm 15.3
as afrontas dos que te afrontam caíram sobre mim.

10Quando chorei e

69.10
Sl 35.13
castiguei a minha alma com jejum,

isso se me tornou em afrontas.

11Quando

69.11
Sl 35.13
1Rs 20.31
do cilício fiz o meu vestido,

fui para eles um

69.11
Sl 44.14
1Rs 9.7
Jó 17.6
Jr 24.9
provérbio.

12Falam de mim os que estão

69.12
Gn 19.1
Rt 4.1
sentados à porta;

sou objeto das

69.12
Jó 30.9
cantigas dos bêbados.

13Mas, quanto a mim, ó Jeová, a minha oração dirige-se a ti

69.13
Sl 32.6
Is 49.8
2Co 6.2
em tempo aceitável;

Ó Deus, na

69.13
Sl 51.1
multidão da tua benignidade,

responde-me na verdade da tua salvação.

14

69.14
Sl 69.2
Livra-me do tremedal, e que não me afunde eu;

69.14
Sl 144.7
seja eu salvo dos que me odeiam e
69.14
Sl 69.2
das profundezas das águas.

15Não me submerja a

69.15
Sl 124.4-5
corrente das águas,

nem me trague o abismo;

não cerre a

69.15
Sl 28.1
141.7
Nm 16.33
cova a sua boca sobre mim.

16Responde-me, Jeová, porque é boa a tua

69.16
Sl 63.3
109.21
benignidade;

69.16
Sl 51.1
106.45
segundo a multidão das tuas ternas misericórdias,
69.16
Sl 25.16
86.16
volta-te para mim.

17

69.17
Sl 27.9
102.2
143.7
Não escondas do teu servo o rosto;

porque estou

69.17
Sl 31.9
66.14
angustiado, responde-me depressa.

18Aproxima-te da minha alma e

69.18
Sl 26.11
49.15
2Sm 4.9
redime-a;

69.18
Sl 119.134
resgata-me por causa dos meus inimigos.

19Tu conheces o meu

69.19
Sl 22.6
31.11
opróbrio, a minha vergonha e a minha ignomínia;

os meus adversários estão todos diante de ti.

20O opróbrio tem-me

69.20
Jr 23.9
quebrantado o coração, e estou gravemente doente.

69.20
Sl 142.4
Esperei por alguém que fosse movido de compaixão, porém não houve;

69.20
Jó 16.2
e por quem me confortasse, mas a ninguém achei.

21Deram-me também

69.21
Dt 29.18
fel por comida

e, na minha sede,

69.21
Mt 27.34,48
Mc 15.23
Lc 23.36
Jo 19.28-30
propinaram-me vinagre.

22Torne-se-lhes

69.22
Rm 11.9-10
a mesa diante deles em laço;

e,

69.22
1Ts 5.3
quando estiverem seguros, sejam-lhes armadilha.

23

69.23
Is 6.10
Obscureçam-se-lhes os olhos, para que não vejam;

E faze que os seus

69.23
Dn 5.6
lombos tremam constantemente.

24

69.24
Sl 79.6
Jr 10.25
Ez 20.8
Os 5.10
Derrama sobre eles a tua indignação

e apanhe-os o furor da tua ira.

25Fique desolado o

69.25
Mt 23.38
Lc 13.35
At 1.20
lugar da sua morada,

e não haja quem habite nas suas tendas.

26

69.26
2Cr 28.9
Zc 1.15
Pois perseguem a
69.26
Is 53.4
quem tu feriste

e conversam sobre a mágoa daqueles que

69.26
Sl 109.22
tu chagaste.

27

69.27
Sl 109.14
Ne 4.5
Rm 1.28
Ajunta-lhes iniquidade sobre iniquidade,

e não entrem

69.27
Sl 103.17
na tua justiça.

28Sejam

69.28
Êx 32.33
Ap 3.5
riscados do
69.28
Fp 4.3
Ap 13.8
20.15
livro da vida

e não

69.28
Sl 87.6
Ez 13.9
Lc 10.20
Hb 12.23
sejam registrados com os justos.

29Eu, porém, sou

69.29
Sl 70.5
aflito e amargurado;

ponha-me a tua salvação, ó Deus,

69.29
Sl 20.1
59.1
em alto retiro.

30

69.30
Sl 28.7
Louvarei o nome de Deus com um cântico

e o

69.30
Sl 34.3
exaltarei com
69.30
Sl 50.14
ação de graças.

31Será isso mais

69.31
Sl 50.13-14
51.16
do agrado de Jeová do que um boi

ou novilho com chifres e unhas.

32Isso veem

69.32
Sl 34.2
os mansos e se alegram.

Quanto a vós que buscais a Deus,

69.32
Sl 22.26
reviva o vosso coração

33Pois

69.33
Sl 12.5
Jeová ouve os necessitados

69.33
Sl 68.6
e não despreza os seus prisioneiros.

34Louvem-no

69.34
Sl 96.11
98.7
148.1-13
Is 44.23
49.13
os céus e a terra,

os mares e quanto neles se move.

35Pois Deus

69.35
Sl 46.5
51.18
salvará a Sião e
69.35
Sl 147.2
Is 44.26
edificará as cidades de Judá;

e ali habitarão e

69.35
Ob 17
as possuirão.

36Também a

69.36
Sl 25.13
102.28
descendência dos seus servos as herdará;

e os que amam o nome dele nelas

69.36
Sl 37.29
habitarão.

70

Na sua aflição, Davi suplica a Deus que se apresse em livrá-lo

Ao cantor-mor. Salmo de Davi. Para trazer à lembrança

701

70.1
Sl 70.1-5
40.13-17
Apressa-te, ó Deus, em me livrar;

dá-te pressa, ó Jeová, em me socorrer.

2Sejam envergonhados e confundidos

aqueles que buscam tirar-me a vida;

sejam obrigados a voltar atrás e cubram-se de ignomínia

os que folgam no meu mal.

3Voltem para trás de vergonha

os que dizem: Ah! Ah!

4Folguem e em ti se alegrem

todos os que te buscam.

Digam continuamente os que amam a tua salvação:

Magnificado seja Deus!

5Mas, quanto a mim, pobre e necessitado,

70.5
Sl 141.1
apressa-te em me valer, ó Deus.

Tu és o meu amparo e o meu libertador;

Ó Jeová, não tardes.

71

Oração dum ancião para que Deus o liberte

711

71.1
Sl 71.1-3
31.1-3
Em ti, Jeová, me refugio;

não seja eu jamais envergonhado.

2Livra-me na tua retidão e resgata-me;

inclina para mim os teus ouvidos e salva-me.

3Sê para mim uma rocha de

71.3
Sl 90.1
91.9
Dt 33.27
morada a que sempre me acolha.

71.3
Sl 7.6
42.8
Tu hás ordenado que eu seja salvo,

porquanto tu és a

71.3
Sl 18.2
minha rocha e a minha fortaleza.

4

71.4
Sl 140.1,4
Livra-me, Deus meu, da mão do iníquo,

do poder do malfeitor e do violento.

5Pois tu és a minha

71.5
Sl 39.7
Jr 14.8
17.7,13,17
50.7
esperança, Senhor Jeová;

és a minha

71.5
Sl 22.9
confiança desde a minha mocidade.

6Em ti me tenho

71.6
Sl 22.10
Is 46.3
escorado desde que nasci;

tu és aquele que me

71.6
Sl 22.9
Jó 10.18
tiraste das entranhas de minha mãe.

71.6
Sl 34.1
De ti se fará sempre o meu hino de louvor.

7Tornei-me um

71.7
Is 8.18
1Co 4.9
portento para muitos,

mas tu és o

71.7
Sl 61.3
meu forte refúgio.

8A minha

71.8
Sl 63.5
boca encher-se-á do teu louvor,

71.8
Sl 96.6
104.1
e da tua glória, de contínuo.

9Não me enjeites

71.9
Sl 71.18
92.14
Is 46.4
no tempo da velhice;

quando faltar a minha força, não me desampares.

10Pois falam de mim os meus inimigos,

e os que

71.10
Sl 56.6
espreitam a minha alma
71.10
Sl 31.13
83.3
Mt 27.1
consultam juntos,

11dizendo:

71.11
Sl 3.2
Deus o desamparou;

persegui-o e tomai-o, pois

71.11
Sl 7.2
não há quem o livre.

12Ó Deus,

71.12
Sl 10.1
22.11
35.22
38.21
não te apartes de mim;

Deus meu,

71.12
Sl 38.22
40.13
70.5
dá-te pressa em me socorrer.

13Sejam

71.13
Sl 35.4,26
40.14
envergonhados e consumidos os que são adversários da minha alma;

sejam

71.13
Sl 109.29
cobertos de opróbrio e ignomínia os que
71.13
Sl 71.24
Et 9.2
buscam o meu mal.

14Mas, quanto a mim, sempre

71.14
Sl 130.7
esperarei

e ainda te

71.14
Sl 71.8
louvarei mais e mais.

15A minha

71.15
Sl 35.28
boca relatará a tua justiça

71.15
Sl 96.2
e a tua salvação, de contínuo,

pois não lhes

71.15
Sl 40.5
poderei saber o número.

16Virei com os

71.16
Sl 106.2
poderosos feitos do Senhor Jeová;

71.16
Sl 51.14
farei menção da tua justiça, da tua tão somente.

17Ó Deus, tu me

71.17
Dt 4.5
6.7
tens ensinado desde a minha mocidade;

e até agora tenho

71.17
Sl 26.7
40.5
119.27
declarado as tuas maravilhas.

18Até à

71.18
Sl 71.9
velhice e às cãs, ó Deus, não me desampares;

até que eu tenha

71.18
Sl 22.31
78.4,6
declarado a tua força à geração vindoura

e o teu poder a todo o que há de vir.

19

71.19
Sl 36.6
57.10
A tua justiça, ó Deus, atinge os céus.

Tu que

71.19
Sl 126.2
Lc 1.49
tens feito grandezas;

ó Deus,

71.19
Sl 35.10
Dt 3.24
quem é semelhante a ti?

20Tu, que nos

71.20
Sl 60.3
fizeste ver muitas e penosas tribulações,

de novo, nos

71.20
Sl 80.18
85.6
119.25
138.7
Os 6.2
restituirás à vida

e,

71.20
Sl 86.13
das profundezas da terra, nos tornarás a trazer.

21Aumenta a

71.21
Sl 18.35
minha grandeza

e torna a

71.21
Sl 23.4
86.17
Is 12.1
49.13
confortar-me.

22Eu também te darei graças ao som do

71.22
Sl 33.2
81.2
144.9
saltério,

celebrarei a tua verdade, Deus meu.

Cantarei a ti louvores ao som da

71.22
Sl 33.2
147.7
harpa,

71.22
Sl 78.41
89.18
Is 1.4
ó Santo de Israel.

23Os meus lábios

71.23
Sl 5.11
32.11
132.9,16
exultarão, quando eu cantar os teus louvores;

exultará a

71.23
Sl 34.22
55.18
103.4
minha alma, que tu remiste.

24Também a minha

71.24
Sl 35.28
língua celebrará a tua justiça continuamente,

porque estão

71.24
Sl 71.13
envergonhados, porque estão confundidos os que buscam o meu mal.