Tradução Brasileira (2010) (TB)
63

A alma sedenta satisfeita em Deus

Salmo de Davi, quando estava no deserto de Judá

631Ó Deus,

63.1
Sl 118.28
tu és o meu Deus; ansiosamente te buscarei.

A minha alma

63.1
Sl 42.2
84.2
Mt 5.6
tem sede de ti, a minha alma anseia por ti

numa terra

63.1
Sl 143.6
árida e cansada, onde não há água.

2Assim, no santuário te

63.2
Sl 27.4
contemplarei,

para ver a tua força e a tua glória.

3Porquanto

63.3
Sl 69.16
tua benignidade é melhor do que a vida,

os meus lábios te louvarão.

4Assim, te bendirei

63.4
Sl 104.33
146.2
enquanto viver.

Em teu nome,

63.4
Sl 28.2
143.6
levantarei as minhas mãos.

5Como de banha e gordura,

63.5
Sl 36.8
será saciada a minha alma,

e, com lábios de júbilo,

63.5
Sl 71.23
te louvará a minha boca.

6Quando,

63.6
Sl 4.4
no meu leito, de ti me recordo,

63.6
Sl 16.7
42.8
119.55
durante as vigílias da noite, em ti medito,

7

63.7
Sl 27.9
porque tens sido o meu auxílio,

63.7
Sl 17.8
e, à sombra das tuas asas, me regozijarei.

8A minha alma

63.8
Nm 32.12
Dt 1.36
Os 6.3
te segue de perto;

63.8
Sl 18.35
41.12
a tua destra me ampara.

9Mas aqueles que

63.9
Sl 40.14
buscam a minha vida para a destruírem

descerão às

63.9
Sl 55.15
profundezas da terra;

10

63.10
Jr 18.21
Ez 35.5
serão entregues ao poder da espada;

hão de ser o

63.10
Lm 5.18
quinhão dos chacais.

11

63.11
Sl 21.1
O rei, porém, se regozijará em Deus.

Gloriar-se-á todo aquele

63.11
Dt 6.13
Is 45.23
65.16
que por ele jura,

pois será

63.11
Jó 5.16
Sl 107.42
Rm 3.19
tapada a boca dos que falam mentiras.

64

Davi suplica a Deus que guarde a sua vida de inimigos secretos

Ao cantor-mor. Salmo de Davi

641Ouve, ó Deus, a minha voz na

64.1
Sl 55.2
minha queixa;

64.1
Sl 140.1
preserva do terror do inimigo a minha vida.

2Esconde-me da assembleia

64.2
Sl 56.6
secreta dos malfeitores,

do ajuntamento

64.2
Sl 59.2
dos que obram a iniquidade,

3os quais

64.3
Sl 140.3
afiam, como espada, a sua língua

64.3
Sl 58.7
e apontam as suas setas — palavras amargas,

4para

64.4
Sl 10.8
11.2
em lugares ocultos dispararem sobre o íntegro.

De repente, atiram contra ele e

64.4
Sl 55.19
não temem.

5Firmam-se num mau propósito;

falam em

64.5
Sl 140.5
armar laços secretamente;

dizem:

64.5
Jó 22.13
Quem nos verá?

6Planejam iniquidades.

Concluímos, dizem eles, um plano bem traçado;

64.6
Sl 49.11
o pensamento e o coração de cada um deles é um abismo.

7

64.7
Sl 7.12-13
Mas Deus atirará contra eles uma seta;

de repente, ficarão feridos.

8Assim,

64.8
Sl 9.3
serão levados a tropeçar, tendo contra si
64.8
Pv 12.13
18.7
a sua própria língua.

64.8
Sl 22.7
44.14
Jr 18.16
48.27
Lm 2.15
Menearão a cabeça todos os que neles puserem os olhos.

9Todos os homens

64.9
Sl 40.3
temerão,

declararão a obra de Deus

e entenderão os feitos dele.

10

64.10
Sl 32.11
Jó 22.19
Alegrar-se-á o justo em Jeová e nele
64.10
Sl 11.1
25.20
se refugiará;

e se gloriarão todos os de reto coração.

65

Os abundantes favores de Deus à terra e ao homem

Ao cantor-mor. Salmo e canção de Davi

651A ti, ó Deus, é devido em Sião um hino de louvor,

e a ti se pagará

65.1
Sl 116.18
o voto.

2Ó tu que ouves a oração,

a ti virá

65.2
Sl 86.9
145.21
Is 66.23
toda a carne.

3

65.3
Sl 38.4
40.12
Iniquidades prevalecem contra mim;

mas as nossas transgressões,

65.3
Sl 79.9
tu as expiarás.

4

65.4
Sl 33.12
84.4
Feliz é aquele a quem escolhes e achegas,

para que habite em teus átrios.

65.4
Sl 36.8
Seremos satisfeitos com a bondade da tua casa, do santo lugar do teu templo.

5

65.5
Sl 45.4
66.3
Com coisas terríveis, nos responderás em justiça,

65.5
Sl 85.4
Ó Deus da nossa salvação,

tu que és a firme esperança de todos os

65.5
Sl 22.27
48.10
confins da terra

65.5
Sl 107.23
e do mais remoto mar;

6que, por tua força,

65.6
Sl 95.4
firmas os montes,

65.6
Sl 93.1
cingido de poder;

7

65.7
Sl 89.9
93.3-4
107.29
Mt 8.26
que aquietas o ruído dos mares, o ruído das suas ondas

65.7
Sl 2.1
74.23
Is 17.12-13
e o tumulto dos povos.

8Também os que habitam

65.8
Sl 2.8
139.9
Is 24.16
os mais remotos confins são tomados de medo à vista dos teus sinais;

fazes exultar de júbilo o Oriente e o Ocidente.

9Visitas a terra e

65.9
Sl 68.9
104.13
147.8
Lv 26.4
Jó 5.10
a regas,

grandemente a

65.9
Sl 104.24
enriqueces.

As levadas de Deus

65.9
Sl 46.4
correm cheias de água;

preparas-lhes o

65.9
Sl 104.14
147.14
trigo, pois assim preparas a terra,

10regando-lhe os sulcos,

aplanando-lhe as leivas.

Tu a amoleces com

65.10
Sl 72.6
147.8
Dt 32.2
chuviscos,

abençoas as suas novidades.

11Coroas o ano da tua

65.11
Sl 104.28
bondade;

e as tuas veredas

65.11
Sl 147.14
Jó 36.28
destilam gordura,

12destilam sobre as

65.12
Jó 38.26-27
Jl 2.22
pastagens do deserto,

e de júbilo

65.12
Sl 98.8
Is 55.12
se cingem os outeiros.

13As pastagens

65.13
Sl 144.13
Is 30.23
revestem-se de rebanhos,

e os vales

65.13
Sl 72.16
cobrem-se de trigo.

65.13
Sl 98.8
Is 44.23
Eles exultam de alegria, sim, eles cantam.