Tradução Brasileira (2010) (TB)

Davi ora para que lhe seja concedida proteção contra os ímpios

Ao cantor-mor, para flautas. Salmo de Davi

51

5.1
Sl 54.2
Dá ouvidos, Jeová, às minhas palavras,

atende ao

5.1
Sl 104.34
murmúrio dos meus lábios.

2Escuta,

5.2
Sl 84.3
Rei meu, Deus meu,
5.2
Sl 140.6
a voz do meu clamor,

pois a ti é que oro.

3Ouvirás de manhã a minha voz, Jeová;

5.3
Sl 88.13
de manhã te apresentarei a minha oração
5.3
Sl 130.5
e ficarei de vigia.

4Pois tu não és Deus que

5.4
Sl 11.5
34.16
se compraza na maldade;

5.4
Sl 92.15
o mau não poderá assistir contigo.

5Não

5.5
Sl 1.5
poderão permanecer à tua vista os
5.5
Sl 73.3
75.4
arrogantes;

5.5
Sl 11.5
45.7
aborreces todos os que obram a iniquidade.

6

5.6
Sl 52.4-5
Destruirás os que proferem mentiras;

ao

5.6
Sl 55.23
sanguinário e ao fraudulento, Jeová abomina.

7Quanto a mim, porém,

5.7
Sl 69.13
pela abundância da tua bondade, entrarei na tua casa;

no

5.7
Sl 115.11,13
temor que te é devido,
5.7
Sl 138.2
inclinar-me-ei para o teu templo.

8

5.8
Sl 31.3
Guia-me, Jeová,
5.8
Sl 31.1
na tua retidão, por
5.8
Sl 27.11
causa dos meus inimigos;

aplaina diante de mim o teu caminho.

9Pois, na boca deles, não

5.9
Sl 52.3
há fidelidade.

O seu

5.9
Sl 7.14
interior é todo crimes;

a sua

5.9
Rm 3.13
garganta é um sepulcro aberto;

lisonjeiam com a sua língua.

10Toma-lhes contas, ó Deus;

que

5.10
Sl 9.16
caiam por seus mesmos planos!

5.10
Sl 36.12
Lança-os fora por suas muitas transgressões,

porque eles

5.10
Sl 107.10-11
se rebelaram contra ti.

11

5.11
Sl 33.1
64.10
Regozijem-se, porém, todos os que em ti
5.11
Sl 2.12
confiam;

folguem de júbilo para sempre, porque tu

5.11
Sl 12.7
os defendes.

Exultem em ti também os que

5.11
Sl 69.36
amam o teu nome.

12Pois tu

5.12
Sl 29.11
abençoarás o justo;

5.12
Sl 32.7,10
cercá-lo-ás, Jeová, de favor, como dum pavês.

Davi recorre à misericórdia de Deus

Ao cantor-mor, com instrumentos de corda afinados em seminite. Salmo de Davi

61Jeová, não me

6.1
Sl 38.1
118.18
repreendas na tua ira,

nem me castigues no teu furor.

2Compadece-te de mim, Jeová, porque eu me sinto

6.2
Sl 102.4,11
abatido;

6.2
Sl 41.4
147.3
sara-me, Jeová, porque os
6.2
Sl 22.14
31.10
meus ossos estão perturbados.

3A minha

6.3
Sl 88.3
Jo 12.27
alma está também em extremo perturbada;

mas tu, Jeová,

6.3
Sl 90.13
até quando?

4Volta-te, Jeová,

6.4
Sl 17.13
livra a minha alma.

Salva-me por amor da tua bondade.

5Pois,

6.5
Sl 30.9
88.10,12
115.17
Ec 9.10
Is 38.18
na morte, não há recordação de ti;

no Sheol, quem te dará louvor?

6Estou

6.6
Sl 69.3
cansado do meu gemido;

todas as noites faço nadar a minha cama;

inundo de

6.6
Sl 42.3
lágrimas o meu leito.

7A minha

6.7
Sl 31.9
38.10
vista de mágoa desfalece,

tem-se envelhecido por causa de todos os meus adversários.

8

6.8
Sl 119.115
Apartai-vos de mim, todos os que obrais a iniquidade,

porque Jeová

6.8
Sl 28.6
já ouviu a voz do meu pranto.

9Jeová

6.9
Sl 116.1
já ouviu a minha súplica,

Jeová

6.9
Sl 66.19-20
receberá a minha oração.

10Todos os meus inimigos serão

6.10
Sl 71.24
envergonhados e, em extremo, perturbados;

tornarão atrás e serão envergonhados

6.10
Sl 73.19
num momento.

Davi confia em Deus e roga-lhe que o defenda dos ímpios

Sigaiom que Davi cantou a Jeová a respeito das palavras de Cuxe, benjamita

71Jeová, Deus meu,

7.1
Sl 31.1
71.1
em ti busco refúgio;

salva-me de todos os que me perseguem e

7.1
Sl 31.15
livra-me,

2para que não dilacere ele,

7.2
Sl 57.4
qual leão, a minha alma,

despedaçando-a, sem haver quem acuda.

3Jeová, Deus meu, se eu fiz isso,

se há

7.3
1Sm 24.11
iniquidade nas minhas mãos;

4se

7.4
Sl 109.4
paguei com mal ao que tinha paz comigo

(Antes,

7.4
1Sm 24.7
26.9
livrei aquele que sem motivo era meu adversário.)

5persiga o inimigo a minha alma e alcance-a;

espezinhe ele no chão a minha vida

e faça habitar no pó a minha glória. (Selá)

6

7.6
Sl 3.7
Levanta-te, Jeová, na tua ira,

7.6
Sl 94.2
exalta-te contra as
7.6
Sl 138.7
fúrias dos meus adversários.

7.6
Sl 35.23
Desperta-te por mim; já preparaste o juízo.

7Reúna-se ao redor de ti a congregação dos

7.7
Sl 22.27
povos,

e, por cima dela, remonta-te ao alto.

8Jeová administra

7.8
Sl 96.13
98.9
justiça aos povos.

7.8
Sl 26.1
35.24
43.1
Julga-me, Jeová, conforme a retidão e integridade que há em mim.

9Cesse

7.9
Sl 34.21
94.23
a maldade dos iníquos,

mas

7.9
Sl 37.23
40.2
estabelece tu o justo,

pois o justo Deus

7.9
Sl 11.4-5
Jr 11.20
sonda os corações e os rins.

10O meu

7.10
Sl 18.2
escudo está em Deus,

que

7.10
Sl 97.10-11
salva os retos de coração.

11Deus é um juiz

7.11
Sl 50.6
justo,

um Deus que sente

7.11
Sl 90.9
indignação todos os dias.

12Se alguém não se

7.12
Sl 58.4-5
arrepender,

Deus

7.12
Dt 32.41
afiará a sua espada;

7.12
Sl 64.7
armou o seu arco e tem-no pronto.

13Para ele já preparou os instrumentos de morte,

as suas

7.13
Sl 18.14
45.5
setas, fá-las ardentes.

14Eis que o mau está com dores de iniquidade,

7.14
Jó 15.35
Is 59.4
Tg 1.15
concebe a malvadez e dá à luz a falsidade.

15Abriu um poço, e cavou-o,

e

7.15
Sl 57.6
cairá no fosso que fez.

16A sua

7.16
Sl 140.9
malvadez tornará a cair sobre a sua cabeça,

e, sobre a sua mioleira, descerá a sua

7.16
Sl 140.11
violência.

17Darei graças a Jeová,

7.17
Sl 71.15-16
segundo a sua retidão,

e

7.17
Sl 9.2
65.1-2,4
cantarei louvores ao nome de Jeová Altíssimo.