Tradução Brasileira (2010) (TB)
39

A vaidade da vida

Ao cantor-mor, Jedutum. Salmo de Davi

391Disse eu:

39.1
Sl 119.9
1Rs 2.4
2Rs 10.31
Guardarei os meus caminhos,

para não

39.1
Sl 34.13
Jó 2.10
Tg 3.5-12
pecar com a minha língua.

Guardarei a

39.1
Sl 141.3
Tg 3.2
minha boca com uma mordaça,

enquanto o iníquo estiver diante de mim.

2

39.2
Sl 38.13
Emudeci no silêncio da resignação, fiquei calado ainda a respeito do bem,

e a minha mágoa se agravou.

3

39.3
Sl 32.4
Jr 20.9
Lc 24.32
Escandesceu-se o meu coração dentro de mim;

enquanto eu meditava, acendeu-se o fogo.

Então, disse eu com a minha língua:

4Faze-me conhecer, Jeová,

39.4
Sl 90.12
119.84
Jó 6.11
o meu fim,

e a medida dos meus dias, qual é.

Possa eu saber quão

39.4
Sl 78.39
103.14
frágil sou.

5Eis que deste aos

39.5
Sl 89.47
meus dias o comprimento de algumas palmas de mão,

e

39.5
Sl 144.4
o tempo da minha vida é como nada diante de ti.

Na verdade, todo homem, por mais firme que esteja, é totalmente

39.5
Sl 62.9
Jó 14.2
Ec 6.12
vaidade. (Selá)

6Na verdade, o homem

39.6
1Co 7.31
Tg 1.10-11
1Pe 1.24
anda como uma aparência;

na verdade, em vão

39.6
Sl 127.2
Ec 5.17
se inquieta.

39.6
Sl 49.10
Ec 2.26
5.14
Lc 12.20
Amontoa riquezas, e não sabe quem as levará.

7Agora, Jeová, que espero eu?

A minha

39.7
Sl 38.15
esperança está em ti.

8

39.8
Sl 51.9,14
79.9
Livra-me de todas as minhas transgressões;

não me faças o

39.8
Sl 44.13
79.4
119.22
opróbrio do insensato.

9

39.9
Sl 39.2
Emudeci, não abri a minha boca,

porquanto

39.9
2Sm 16.10
Jó 2.10
tu o fizeste.

10

39.10
Jó 9.34
13.21
Tira de sobre mim o teu flagelo.

39.10
Sl 32.4
Pelo golpe da tua mão, eu estou consumido.

11Quando, com

39.11
Ez 5.15
2Pe 2.16
repreensões, castigas o homem por causa da iniquidade,

39.11
Sl 90.7
Jó 13.28
Is 50.9
destróis, como traça, o que ele tem de precioso.

Na verdade

39.11
Sl 39.5
todo o homem é vaidade.(Selá)

12

39.12
Sl 102.1
143.1
Ouve, Jeová, a minha oração

e dá ouvidos ao meu clamor por teu socorro.

Não sejas surdo às minhas

39.12
Sl 56.8
2Rs 20.5
lágrimas,

porque eu sou para contigo um peregrino,

39.12
Lv 25.23
1Cr 29.15
Sl 119.19
Hb 11.13
1Pe 2.11
um forasteiro como todos os meus pais.

13

39.13
Sl 102.24
Jó 7.19
14.6
Desvia de mim o teu olhar, para que eu tome alento,

antes que eu me vá e não exista mais.

40

A obediência é melhor do que o sacrifício; oração a Deus para que o livre dos males

Ao cantor-mor. Salmo de Davi

401

40.1
Sl 25.5
27.14
37.7
Esperei com paciência por Jeová;

ele se inclinou para mim e

40.1
Sl 34.15
ouviu o meu clamor por socorro.

2Também me tirou duma

40.2
Sl 69.2
Jr 38.6
cova de perdição, dum tremedal de lama;

40.2
Sl 27.5
colocou os meus pés sobre uma rocha e
40.2
Sl 37.23
firmou os meus passos.

3Pôs

40.3
Sl 32.7
33.3
um novo cântico na minha boca, hino de louvor ao nosso Deus.

Muitos

40.3
Sl 52.6
64.9
verão isso, temerão

e confiarão em Jeová.

4

40.4
Sl 84.12
Feliz é o homem que faz de Jeová a sua confiança

40.4
Jó 37.24
e não se vira para os arrogantes e para os
40.4
Sl 125.5
apóstatas mentirosos.

5Muitas são, Jeová, Deus meu,

40.5
Sl 136.4
Jó 5.9
as tuas maravilhas que tens feito

e bem assim os teus

40.5
Sl 139.17
Is 55.8
pensamentos para conosco.

Ninguém há que se possa comparar a ti.

Se eu quisesse declará-los e deles falar,

são

40.5
Sl 71.15
139.18
mais do que se podem contar.

6

40.6
Sl 51.16
1Sm 15.22
Is 1.11
Jr 6.20
7.22-23
Am 5.22
Mq 6.6-8
Hb 10.5-7
Em sacrifícios e em ofertas de cereais, não te deleitas;

abriste-me os ouvidos;

holocaustos e ofertas pelo pecado, não os exigiste.

7Então, disse eu: Eis que venho;

no rolo do livro, está escrito a meu respeito.

8Em fazer a tua vontade, Deus meu, eu me deleito;

40.8
Sl 37.31
2Co 3.3
a tua lei está dentro do meu coração.

9

40.9
Sl 22.25
Proclamei boas-novas de justiça nas grandes congregações;

eis que

40.9
Sl 119.13
não fechei os meus lábios.

Tu, Jeová,

40.9
Sl 139.4
Jó 22.22
o sabes.

10Não

40.10
At 20.20,27
ocultei dentro do meu coração a tua justiça;

40.10
Sl 89.1
declarei a tua fidelidade e a tua salvação.

Não escondi da grande congregação a tua benignidade e a tua verdade.

11Tu, Jeová, não me retirarás as tuas ternas misericórdias;

40.11
Sl 43.3
57.3
61.7
Pv 20.28
a tua benignidade e a tua verdade sempre me guardarão.

12Pois

40.12
Sl 18.5
116.3
me cercaram males inumeráveis;

40.12
Sl 38.4
65.3
as minhas iniquidades me alcançaram, e não posso ver;

são

40.12
Sl 69.4
mais que os cabelos da minha cabeça, e
40.12
Sl 73.26
o meu coração me desamparou.

13Digna-te, Jeová, livrar-me;

dá-te

40.13
Sl 22.19
71.12
pressa, Jeová, em me socorrer.

14Sejam, à

40.14
Sl 35.4,26
70.2
71.13
uma, envergonhados e confundidos

aqueles que

40.14
Sl 63.9
buscam tirar-me a vida;

sejam obrigados a voltar atrás e cubram-se de ignomínia

aqueles que folgam com o meu mal.

15

40.15
Sl 70.3
Fiquem desolados em razão da sua vergonha

40.15
Sl 35.21
70.3
os que me dizem: Ah! Ah!

16Folguem e regozijem-se em ti

todos os que te buscam.

40.16
Sl 35.27
Digam continuamente os que amam a tua salvação:

Magnificado seja Jeová!

17

40.17
Sl 70.5
86.1
109.22
Mas, quanto a mim, pobre e necessitado,

40.17
Sl 40.5
1Pe 5.7
o Senhor cuida de mim.

Tu és o meu amparo e o meu libertador;

Não tardes, Deus meu.

41

Davi queixa-se da traição dos seus inimigos e busca o socorro de Deus

Ao cantor-mor. Salmo de Davi

411Feliz é aquele que

41.1
Sl 82.3-4
Pv 14.21
atende ao fraco;

Jeová o livrará

41.1
Sl 27.5
37.19
no dia do mal.

2Jeová o

41.2
Sl 37.28
guardará, lhe conservará a vida e far-lhe-á
41.2
Sl 37.22
feliz na terra,

41.2
Sl 27.12
não o entregará à vontade dos seus inimigos.

3Jeová o sustentará

41.3
Sl 6.6
no leito da enfermidade.

Tu lhe amaciarás a cama na sua doença.

4Disse eu da minha parte: Jeová, compadece-te de mim;

41.4
Sl 6.2
103.3
147.3
sara a minha alma, porque
41.4
Sl 51.4
pequei contra ti.

5

41.5
Sl 38.12
Falam mal contra mim os meus inimigos, dizendo:

Quando morrerá e perecerá o seu nome?

6Se algum deles vem visitar-me,

41.6
Sl 12.2
62.4
Pv 26.24-26
diz falsidades;

o seu coração prepara-se para maldizer.

Saindo ele para fora, fala.

7À uma, segredam contra mim todos os que me odeiam;

contra mim

41.7
Sl 56.5
imaginam males, dizendo:

8Alguma coisa ruim se lhe apega;

e, agora, que está de cama, não se

41.8
Sl 71.10-11
levantará mais.

9Até o meu

41.9
Jó 19.13,19
Sl 55.12-13,20
Jr 20.10
Mq 7.5
Jo 13.18
amigo íntimo em quem confiava,

que comia o meu pão,

levantou contra mim o seu calcanhar.

10Tu, porém, Jeová, compadece-te de mim e

41.10
Sl 3.3
levanta-me,

para que eu lhes retribua.

11Por isso, conheço que tu te

41.11
Sl 37.23
147.11
deleitas em mim,

por não

41.11
Sl 25.2
triunfar de mim o meu inimigo.

12Quanto a mim,

41.12
Sl 18.32
37.17
63.8
tu me susténs na minha integridade

e me colocas

41.12
Sl 21.6
Jó 36.7
diante da tua face para sempre.

13

41.13
Sl 72.18-19
89.52
106.48
150.6
Bendito seja Jeová, Deus de Israel,

desde a eternidade até a eternidade!

Amém e amém!