Tradução Brasileira (2010) (TB)
34

Jeová, um Provedor e Libertador

Salmo de Davi, quando se fingiu louco na presença de Abimeleque, que o expulsou, e ele se foi

341

34.1
Ef 5.20
1Ts 5.18
Bendirei a Jeová em todo o tempo;

34.1
Sl 71.6
o seu louvor estará sempre na minha boca.

2Em Jeová

34.2
Sl 44.8
Jr 9.24
1Co 1.31
se gloriará a minha alma;

ouvirão os

34.2
Sl 69.32
humildes e se alegrarão.

3

34.3
Sl 35.27
69.30
Lc 1.46
Engrandecei a Jeová comigo, e todos, à uma,
34.3
Sl 18.46
exaltemos o seu nome.

4

34.4
Sl 9.10
2Cr 15.2
Mt 7.7
Busquei a Jeová, e ele me respondeu

34.4
Sl 34.6,17,19
e de todos os meus temores me livrou.

5

34.5
Sl 36.9
Is 60.5
Os que olharam para ele foram alumiados,

e os seus rostos

34.5
Sl 25.3
jamais serão confundidos.

6Este aflito clamou;

34.6
Sl 34.4
Jeová ouviu

e o livrou de todas as suas tribulações.

7O

34.7
Sl 91.11
Dn 6.22
anjo de Jeová acampa-se ao redor dos que o temem

e livra-os.

8

34.8
Sl 119.103
Hb 6.5
1Pe 2.3
Gostai e vede que Jeová é bom.

34.8
Sl 2.12
Feliz é o homem que nele se refugia.

9Temei a Jeová,

34.9
Sl 31.23
vós que sois os seus santos,

porque

34.9
Sl 23.1
nada falta aos que o temem.

10Os leõezinhos necessitam e sofrem fome,

mas os que buscam a Jeová,

34.10
Sl 84.11
bem algum lhes faltará.

11

34.11
Sl 66.16
Vinde, filhos, e escutai-me;

eu vos ensinarei

34.11
Sl 111.10
o temor de Jeová.

12

34.12
Sl 34.12-16
1Pe 3.10-12
Quem é o homem que deseja a vida

e quer largos dias para

34.12
Ec 3.13
ver prosperidade?

13

34.13
Sl 141.3
Pv 13.3
Tg 1.26
Guarda a tua língua do mal

e os teus lábios de

34.13
1Pe 2.22
falarem dolo.

14

34.14
Sl 37.27
Is 1.16-17
Desvia-te do mal e faze o bem;

busca a paz e

34.14
Rm 14.19
Hb 12.14
segue-a.

15

34.15
Sl 33.18
Os olhos de Jeová estão fixos nos justos,

e os seus ouvidos, atentos ao clamor deles.

16

34.16
Jr 44.11
Am 9.4
O rosto de Jeová está contra os que fazem o mal,

34.16
Sl 9.6
109.15
Jó 18.17
para apagar da terra a memória deles.

17

34.17
Sl 34.6
Gritaram os justos; Jeová ouviu

e livrou-os de todas as suas tribulações.

18

34.18
Sl 145.18
Perto está Jeová daqueles que têm o
34.18
Sl 147.3
Is 61.1
coração quebrantado

e salva os que têm o

34.18
Sl 51.17
Is 57.15
espírito contrito.

19Muitas são as

34.19
Sl 71.20
2Tm 3.11-12
aflições do justo,

mas de todas elas Jeová o

34.19
Sl 34.4,6,17
livra.

20Ele lhe preserva todos os ossos;

nem sequer um deles é quebrado.

21

34.21
Sl 94.23
140.11
Pv 24.16
A malícia matará ao iníquo;

e os que odeiam o justo serão condenados.

22Jeová

34.22
Sl 71.23
resgata a alma dos seus servos;

dos que nele se

34.22
Sl 37.40
refugiam, nenhum será condenado.

35

Davi pede que Deus o livre dos seus inimigos

Salmo de Davi

351Contende, Jeová, com os que

35.1
Sl 18.43
Is 49.25
comigo contendem;

peleja contra os que

35.1
Sl 56.2
contra mim pelejam.

2Toma o

35.2
Sl 91.4
escudo e o pavês

e levanta-te em

35.2
Sl 44.26
meu auxílio.

3Tira da lança e embarga o passo aos que me perseguem.

Dize à minha alma: Eu sou a

35.3
Sl 62.2
tua salvação.

4

35.4
Sl 70.2
Sejam envergonhados e cobertos de desonra os que buscam tirar-me a vida;

35.4
Sl 40.14
129.5
sejam obrigados a voltar atrás e sejam confundidos os que tramam fazer-me o mal.

5

35.5
Sl 83.13
Jó 21.18
Is 29.5
Sejam como a moinha diante do vento,

acossando-os o anjo de Jeová.

6Torne-se o seu caminho escuro e

35.6
Sl 73.18
Jr 23.12
escorregadio,

perseguindo-os o anjo de Jeová.

7

35.7
Sl 69.4
109.3
140.5
Pois, sem causa, esconderam para mim um laço;

sem causa, abriram para a minha alma uma cova.

8

35.8
Sl 55.23
Is 47.11
1Ts 5.3
Venha sobre ele a destruição, quando menos pensa;

apanhe-o

35.8
Sl 9.15
o próprio laço que escondeu.

Nele caia para a sua

35.8
Sl 73.18
destruição.

9A minha alma

35.9
Is 61.10
exultará em Jeová,

35.9
Sl 9.14
13.5
Lc 1.47
regozijar-se-á na sua salvação.

10

35.10
Sl 51.8
Todos os meus ossos dirão: Jeová,
35.10
Êx 15.11
Sl 86.8
Mq 7.18
quem é semelhante a ti,

que livras o pobre

35.10
Sl 18.17
daquele que é mais forte do que ele;

35.10
Sl 37.14
109.16
o pobre e o necessitado, do que o despoja?

11

35.11
Sl 27.12
Levantam-se testemunhas injustas;

sobre coisas que ignoro, me interrogam.

12

35.12
Sl 38.20
109.5
Jr 18.20
Jo 10.32
Tornam-me o mal pelo bem,

o que é um esbulho para a minha alma.

13Mas, quanto a mim,

35.13
Jó 30.25
estando eles enfermos,

era o saco

35.13
Sl 69.11
a minha vestidura;

35.13
Sl 69.10
eu afligia a minha alma com jejum.

35.13
Mt 10.13
Lc 10.6
A minha oração, porém, voltou para o meu seio.

14Portava-me como se fora o meu amigo ou meu irmão;

35.14
Sl 38.6
eu ia curvado em pranto, como quem chora por sua mãe.

15

35.15
Ob 12
Mas, quando tropecei, eles se regozijaram e se ajuntaram;

35.15
Jó 30.1,8,12
ajuntam-se contra mim, injuriando-me por motivos que ignoro;

35.15
Sl 7.2
dilaceram-me e não cessam:

16Como vis bufões nos festins,

35.16
Jó 16.9
37.12
Lm 2.16
rangem contra mim os dentes.

17Senhor,

35.17
Sl 13.1
Hc 1.13
por quanto tempo estarás olhando?

Livra a minha alma

35.17
Sl 35.7
das suas violências;

dos leões, a minha

35.17
Sl 22.20-21
predileta.

18

35.18
Sl 22.22
Dar-te-ei graças na grande congregação;

entre muito povo te

35.18
Sl 22.25
louvarei.

19

35.19
Sl 13.4
30.1
38.16
Não se regozijem
35.19
Sl 38.19
69.4
119.78
injustamente sobre mim os meus inimigos,

35.19
Pv 6.13
10.10
nem pisquem o olho os
35.19
Jo 15.25
que, sem causa, me odeiam.

20Pois não falam paz,

mas tramam

35.20
Sl 55.21
Jr 9.8
Mq 6.12
enganos contra os que estão quietos sobre a terra.

21

35.21
Sl 22.13
Jó 16.10
Escancararam contra mim a boca;

disseram:

35.21
Sl 40.15
70.3
Ainda bem! Ainda bem! Os nossos olhos o viram.

22

35.22
Sl 10.14
Êx 3.7
Tu os viste, Jeová;
35.22
Sl 28.1
não fiques calado;

Senhor,

35.22
Sl 10.1
22.11
38.21
71.12
não te afastes de mim.

23

35.23
Sl 7.6
44.23
59.4
80.2
Acorda e desperta para o meu julgamento,

para a minha causa, Deus meu e Senhor meu.

24

35.24
Sl 9.4
26.1
43.1
Julga-me, Jeová, Deus meu, segundo a tua retidão;

35.24
Sl 35.19
e não se regozijem eles sobre mim.

25Não digam eles em seu coração:

35.25
Sl 35.21
Ainda bem! Cumpriu-se o nosso desejo.

Não digam eles:

35.25
Sl 56.1
124.3
Pv 1.12
Lm 2.16
Nós o devoramos.

26

35.26
Sl 40.14
Sejam envergonhados e confundidos juntamente os
35.26
Sl 38.16
Jó 19.5
que se regozijam com o meu mal;

cubram-se de vergonha e de ignomínia os que se engrandecem contra mim.

27

35.27
Sl 32.11
Cantem de júbilo e se alegrem os que têm prazer
35.27
Sl 9.4
na minha retidão;

35.27
Sl 40.16
70.4
digam continuamente: Seja magnificado Jeová,

35.27
Sl 147.11
149.4
que se deleita na prosperidade do seu servo!

28A

35.28
Sl 51.14
71.15,24
minha língua celebrará a tua justiça

e o teu louvor durante o dia todo.

36

A malícia dos homens e a benignidade de Deus

Ao cantor-mor. Salmo de Davi, servo de Jeová

361

36.1
Rm 3.18
Diz a Transgressão no coração do iníquo:

Não há medo de Deus diante dos seus olhos.

2Porque ela o

36.2
Dt 29.19
Sl 10.11
49.18
lisonjeia no seu coração, dizendo

que a sua iniquidade não há de ser descoberta e detestada.

3

36.3
Sl 10.7
12.2
As palavras da sua boca são iniquidade e dolo;

36.3
Sl 94.8
Jr 4.22
deixou de ser sábio e de fazer o bem.

4

36.4
Pv 4.16
Mq 2.1
Maquina a iniquidade no seu leito;

detém-se em

36.4
Is 65.2
caminho que não é bom;

36.4
Sl 52.3
Rm 12.9
não dá de mão o mal.

5

36.5
Sl 57.10
103.11
108.4
A tua benignidade, Jeová, chega aos céus;

a tua fidelidade, até as nuvens.

6

36.6
Sl 71.19
A tua justiça é como as montanhas de Deus;

36.6
Sl 77.19
Jó 11.8
Rm 11.33
os teus juízos são um abismo profundo.

36.6
Sl 104.14-15
145.16
Ne 9.6
Tu, Jeová, preservas os homens e os animais.

7

36.7
Sl 40.5
139.17
Quão preciosa é a tua benignidade, ó Deus!

Os filhos dos homens

36.7
Sl 57.1
91.4
Rt 2.12
refugiam-se debaixo da sombra das tuas asas.

8Eles serão

36.8
Sl 63.5
Is 25.6
Jr 31.12-14
saciados com a gordura da tua casa.

Far-lhes-ás beber da

36.8
Sl 46.4
Jó 20.17
At 22.1
torrente das tuas delícias.

9Pois em ti está

36.9
Jr 2.13
a fonte da vida;

na tua luz, veremos a luz.

10Continua a tua benignidade

36.10
Jr 22.16
aos que te conhecem,

e a tua

36.10
Sl 24.5
justiça, aos retos de coração.

11Não venha contra mim o pé de soberba.

E não me repila a mão dos iníquos.

12Ali, estão caídos os que obram a iniquidade;

estão derrubados e não

36.12
Sl 140.10
Is 26.14
se poderão levantar.