Tradução Brasileira (2010) (TB)
125

A segurança daquele que confia em Deus

Cântico dos degraus

1251Aqueles que confiam em Jeová

são como o monte Sião, que

125.1
Sl 46.5
não se pode abalar, mas
125.1
Sl 61.7
Ec 1.4
permanece para sempre.

2Como em redor de Jerusalém estão os montes,

assim

125.2
Zc 2.5
Jeová está em redor do seu povo,

125.2
Sl 121.8
desde agora e para sempre.

3Pois sobre a sorte dos justos não repousará a

125.3
Sl 89.22
Pv 22.8
Is 14.5
vara da maldade,

para que os justos

125.3
Sl 55.20
1Sm 24.10
At 12.1
não estendam as suas mãos para a iniquidade.

4

125.4
Sl 119.68
Faze o bem, Jeová, aos bons

e aos que são

125.4
Sl 7.10
11.2
32.11
36.10
94.15
retos de coração.

5Mas, quanto aos que

125.5
Sl 40.4
101.3
Jó 23.11
se desviam para os seus
125.5
Pv 2.15
Is 59.8
caminhos tortuosos,

Jeová levá-los-á juntamente com os que

125.5
Sl 92.7
94.4
obram iniquidade.

125.5
Sl 128.6
Gl 6.16
Que a paz seja sobre Israel!

126

Deus é louvado porque fez voltar do cativeiro o seu povo

Cântico dos degraus

1261Quando

126.1
Sl 85.1
Jr 29.14
Os 6.11
Jeová reconduziu os cativos de Sião,

éramos

126.1
At 12.9
como aqueles que estão sonhando.

2Então, a

126.2
Jó 8.21
nossa boca se encheu de riso,

e a

126.2
Sl 51.14
Is 35.6
nossa língua, de júbilo.

Dizia-se, então, entre as nações:

Grandes coisas

126.2
Sl 71.19
1Sm 12.24
Lc 1.49
tem feito Jeová por eles.

3Grandes coisas tem feito Jeová por nós;

somos

126.3
Is 25.9
Sf 3.14
cheios de júbilo.

4Faze, Jeová, voltar os nossos cativos

como as

126.4
Is 35.6
43.19
torrentes no Neguebe.

5Aqueles que semeiam

126.5
Sl 80.5
Jr 31.16
Lm 1.2
em lágrimas

126.5
Is 35.10
51.11
61.7
Gl 6.9
com júbilo ceifarão.

6Embora alguém saia chorando, levando a semente para semear,

tornará a vir com júbilo, trazendo os seus feixes.

127

Segurança, prosperidade e fecundidade vêm de Deus só

Cântico dos degraus. De Salomão

1271Se Jeová não

127.1
Sl 78.69
edificar a casa,

em vão trabalham os que a edificam;

se Jeová

127.1
Sl 121.4
não guardar a cidade,

em vão vigia o que a guarda.

2É inútil que madrugueis, que tarde repouseis,

127.2
Gn 3.17
que comais o pão de dores.

127.2
Sl 60.5
Aos seus amados ele o dá
127.2
Jó 11.18-19
Pv 3.24
Ec 5.12
enquanto dormem.

3Eis

127.3
Sl 113.9
Gn 33.5
que os filhos são herança da parte de Jeová;

127.3
Dt 7.13
28.4
Is 13.18
o fruto do ventre é uma recompensa.

4

127.4
Sl 112.2
120.4
Como setas na mão dum homem valente,

assim são os filhos da mocidade.

5

127.5
Sl 128.2-3
Feliz é o homem que tem a sua aljava cheia deles.

Não serão envergonhados,

127.5
Is 29.21
Am 5.12
quando falarem com os seus inimigos
127.5
Gn 34.20
na porta.