Tradução Brasileira (2010) (TB)
5

Os perigos dum amor impudico

51Filho meu,

5.1
Pv 4.20
atende à minha sabedoria;

5.1
Pv 22.17
inclina o teu ouvido para a minha prudência,

2a fim de que

5.2
Pv 3.21
observes a discrição,

e os teus

5.2
Ml 2.7
lábios guardem o conhecimento.

3Pois os lábios da

5.3
Pv 5.20
2.16
7.5
22.14
prostituta
5.3
Ct 4.11
destilam mel,

e a sua boca é

5.3
Sl 55.21
mais macia do que o azeite;

4mas o seu fim é

5.4
Ec 7.26
amargoso como o absinto

e

5.4
Sl 57.4
agudo, como espada de dois gumes.

5Os seus pés

5.5
Pv 7.27
descem à morte,

os seus passos seguem o caminho do Sheol.

6Ela não

5.6
Pv 5.21
4.26
faz plana a vereda da vida,

5.6
2Pe 2.14
incertos são os seus caminhos,
5.6
Pv 30.20
e ela o ignora.

7

5.7
Pv 7.24
Agora, pois, filhos, escutai-me

e

5.7
Sl 119.102
não vos desvieis das palavras da minha boca.

8

5.8
Pv 7.25
Afasta para longe dela o teu caminho

e não chegues à

5.8
Pv 9.14
porta da sua casa,

9para que não dês a outros a tua honra,

e os teus anos, a cruéis;

10para que não suceda que estrangeiros se fartem dos teus bens,

e os teus trabalhos vão para casa alheia;

11e gemas no teu fim,

quando forem consumidos a tua carne e o teu corpo,

12e que digas: Como tenho

5.12
Pv 1.7,22,29
aborrecido a instrução,

e como tem

5.12
Pv 1.25
12.1
desprezado o meu coração a repreensão;

13não tenho obedecido à voz

5.13
Pv 1.8
dos que me ensinavam,

nem tenho inclinado o meu ouvido para os que instruíam!

14Quase que me achei em todo o mal,

que sucedeu no meio da congregação e da assembleia.

15Bebe água da tua própria cisterna

e água que corre do teu poço.

16Hão de espalhar-se os teus

5.16
Pv 5.18
9.17
Ct 4.12,15
mananciais para fora,

e os teus ribeiros de água, nas ruas?

17Sejam para ti só

e não para estrangeiros juntamente contigo.

18Seja a tua fonte abençoada,

5.18
Ec 9.9
e regozija-te
5.18
Ml 2.14
na mulher da tua mocidade.

19Como

5.19
Ct 2.9,17
4.5
7.3
corça amável e graciosa cabra montês,

satisfaçam-te os seus peitos em todo o tempo;

e sejas sempre arrebatado pelo seu amor.

20Por que, filho meu, havias de ser arrebatado por

5.20
Pv 5.3
uma prostituta,

E abraçarias o seio

5.20
Pv 2.16
6.24
7.5
23.27
duma estrangeira?

21Pois

5.21
Pv 15.3
Jó 14.16
31.4
34.21
Sl 119.168
Jr 16.17
32.19
Os 7.2
Hb 4.13
os caminhos do homem estão diante dos olhos de Jeová,

o qual lhe

5.21
Pv 4.26
torna planas todas as suas veredas.

22

5.22
Pv 1.31-32
Nm 32.23
Sl 7.15
9.15
40.12
As suas próprias iniquidades prenderão o perverso,

e, pelas cordas do seu pecado, será detido.

23

5.23
Jó 4.21
36.12
Ele morrerá por falta de instrução

e, na grandeza da sua loucura, se perderá.