Tradução Brasileira (2010) (TB)
12

121Quem

12.1
Pv 9.8
ama a correção ama o conhecimento;

mas aquele que

12.1
Pv 5.12
15.10
aborrece a repreensão é estúpido.

2

12.2
Pv 3.4
8.35
O homem de bem alcançará de Jeová o favor,

mas

12.2
Pv 6.18
o homem de desígnios perversos será condenado por ele.

3O homem

12.3
Pv 11.5
não se estabelecerá pela perversidade,

mas a raiz dos

12.3
Pv 10.25
justos jamais será abalada.

4

12.4
Pv 31.11
1Co 11.7
A mulher virtuosa é a coroa de seu marido;

mas a que causa vergonha é como

12.4
Pv 14.30
Hc 3.16
apodrecimento nos seus ossos.

5Os pensamentos dos retos são justos,

mas os

12.5
Pv 12.20
conselhos dos perversos são engano.

6As

12.6
Pv 1.11,16
palavras dos perversos são emboscadas para derramar sangue,

mas a

12.6
Pv 14.3
boca dos retos é um livramento.

7Os

12.7
Pv 10.25
Jó 34.25
perversos são derrubados e deixam de existir,

mas a

12.7
Mt 7.24-27
casa dos justos permanecerá.

8Segundo a sua inteligência, será louvado o homem;

mas aquele que é de

12.8
Pv 18.3
coração perverso será desprezado.

9Melhor é aquele que é estimado em pouco e tem servo

do que quem se engrandece a si mesmo e tem falta de pão.

10

12.10
Dt 25.4
O justo atende pela vida dos seus animais,

mas as entranhas dos perversos são cruéis.

11

12.11
Pv 28.19
Aquele que lavra a sua terra será farto de pão,

mas o que se entrega ao ócio é falto de entendimento.

12

12.12
Pv 21.10
O perverso deseja a rede dos maus,

mas a raiz dos justos

12.12
Pv 11.30
dá fruto.

13Pela transgressão dos

12.13
Pv 18.7
lábios, se enlaça o mau,

mas

12.13
Pv 11.8
21.23
2Pe 2.9
o justo escapará da angústia.

14Pelo fruto da sua boca, o homem

12.14
Pv 13.2
15.23
18.20
se fartará de bem;

e o que

12.14
Pv 1.31
24.12
Jó 34.11
Is 3.10-11
Os 4.9
fazem as suas mãos, isso se lhes retribuirá.

15

12.15
Pv 14.12
16.2
21.2
O caminho do insensato é direito aos seus olhos,

mas quem é

12.15
Pv 9.9
sábio ouve conselhos.

16

12.16
Pv 14.33
27.3
29.11
A vexação do insensato logo se revela,

mas o homem prudente

12.16
Pv 11.13
encobre a afronta.

17Quem

12.17
Pv 14.5
profere a verdade manifesta a justiça,

mas a

12.17
Pv 6.19
testemunha falsa, o engano.

18Quem

12.18
Sl 57.4
fala levianamente fere como espada,

mas

12.18
Pv 4.22
15.4
a língua dos sábios produz a cura.

19O lábio de verdade permanece para sempre,

mas o

12.19
Pv 19.9
Sl 52.4-5
lábio de mentira, só um momento.

20

12.20
Pv 12.5
Engano há no coração dos que maquinam o mal,

mas há gozo para os que aconselham a paz.

21

12.21
Pv 1.33
Sl 91.10
121.7
1Pe 3.13
Nenhuma desgraça acontecerá ao justo,

mas

12.21
Pv 14.14
os perversos estarão cheios de males.

22

12.22
Pv 6.17
11.20
Os lábios mentirosos são abominação a Jeová,

mas os que

12.22
Pv 11.1
falam a verdade são seu prazer.

23

12.23
Pv 10.14
11.13
13.16
15.2
29.11
O homem prudente encobre o conhecimento,

mas o coração dos tolos proclama a estultícia.

24A mão dos diligentes dominará,

mas a que é remissa será

12.24
Gn 49.15
Jz 1.28
1Rs 9.21
sujeita a trabalhos forçados.

25

12.25
Pv 15.13
A ansiedade no coração do homem o abate,

mas

12.25
Is 50.4
uma boa palavra o alegra.

26O justo serve de guia para o seu vizinho,

mas o caminho

12.26
Pv 16.29
dos perversos os faz errar.

27O preguiçoso não assa a sua caça,

mas a fazenda preciosa dos homens

12.27
Pv 10.4
13.4
é para o diligente.

28A vida está

12.28
Pv 10.16
11.19
na vereda da justiça,

e no seu caminho não há morte.

13

131

13.1
Pv 10.1
15.20
O filho sábio ouve a instrução de seu pai,

mas o

13.1
Pv 9.7-8
15.12
escarnecedor não escuta a reprovação.

2Pelo fruto da sua boca, o homem

13.2
Pv 12.14
comerá o bem,

mas a alma dos prevaricadores

13.2
Pv 1.31
Os 10.13
comerá a violência.

3Quem

13.3
Pv 18.21
21.23
Tg 3.2
guarda a sua boca conserva a sua vida,

mas aquele que

13.3
Pv 18.7
20.19
abre grandemente os seus lábios será destruído.

4A alma do

13.4
Pv 6.9-11
10.4
20.4
21.25
preguiçoso deseja e nada tem;

mas a alma dos

13.4
Pv 12.27
21.5
prudentes será saciada.

5O justo aborrece ao que é falso,

mas o perverso se faz odioso e

13.5
Pv 3.35
se cobre de vergonha.

6

13.6
Pv 11.3,5
A justiça guarda ao que anda em integridade,

mas a perversidade arruína ao pecador.

7Uns

13.7
Pv 11.24
Lc 12.20-21
se dizem ricos sem ter nada;

outros se dizem

13.7
Lc 12.33
2Co 6.10
Tg 2.5
pobres, sendo mui ricos.

8O resgate da vida do homem são os seus haveres,

mas o pobre não escuta a repreensão.

9

13.9
Pv 4.18
Jó 29.3
A luz dos justos alegra,

mas a

13.9
Pv 24.20
Jó 18.5
lâmpada dos perversos se apagará.

10Da soberba provém só a contenda,

mas

13.10
Pv 11.14
com os bem avisados está a sabedoria.

11

13.11
Pv 10.2
21.6
As riquezas adquiridas às pressas diminuir-se-ão,

mas aquele que ajunta

13.11
Pv 14.23
pouco a pouco será próspero.

12A esperança prolongada faz adoecer o coração,

mas o

13.12
Pv 13.19
10.24
desejo cumprido é árvore de vida.

13Quem

13.13
Nm 15.31
2Cr 36.16
despreza a palavra traz sobre si a destruição,

mas

13.13
Pv 13.21
será recompensado o que teme o mandamento.

14O ensino do sábio é

13.14
Pv 10.11
14.27
fonte de vida,

para escapar dos

13.14
Sl 18.5
laços da morte.

15

13.15
Pv 3.4
Sl 111.10
A boa inteligência consegue favor,

mas o

13.15
Pv 21.8
caminho dos prevaricadores é escabroso.

16Todo

13.16
Pv 12.23
15.2
29.11
homem prudente procede com conhecimento,

mas o

13.16
Pv 14.33
tolo ostenta a estultícia.

17O mensageiro perverso faz cair na desgraça,

mas o

13.17
Pv 25.13
embaixador fiel consegue a cura.

18A pobreza e a afronta virão sobre aquele que

13.18
Pv 15.5,32
despreza a correção,

mas o que tem em conta a repreensão será honrado.

19O

13.19
Pv 13.12
desejo realizado deleita a alma,

mas apartar-se do mal é

13.19
Pv 29.27
abominação para os loucos.

20Quem

13.20
Pv 2.20
15.31
anda com os sábios será sábio,

mas o

13.20
Pv 28.19
companheiro dos loucos achar-se-á mal.

21

13.21
Sl 32.10
54.5
Is 47.11
O mal persegue os pecadores,

mas

13.21
Pv 13.13
11.31
Is 3.10
os justos serão recompensados com o bem.

22O homem de bem

13.22
Ed 9.12
Sl 37.25
deixa uma herança aos filhos de seus filhos,

e

13.22
Pv 28.8
Jó 27.16-17
Ec 2.26
os bens do pecador estão reservados para o justo.

23Bastante

13.23
Pv 12.11
alimento há na lavoura dos pobres,

mas há quem se consome pela falta de justiça.

24Aquele que

13.24
Pv 19.18
22.15
23.13-14
29.15,17
poupa a vara aborrece a seu filho,

mas quem o ama diligentemente

13.24
Pv 3.12
Dt 8.5
Hb 12.7
o corrige.

25

13.25
Pv 10.3
Sl 34.10
103.5
132.15
O justo come até matar a fome,

mas o ventre

13.25
Pv 13.18
Lc 15.14
dos perversos terá falta.

14

141A mulher

14.1
Pv 9.1
24.3
sábia edifica a sua casa,

mas a insensata a derruba com as suas mãos.

2Quem

14.2
Pv 19.1
28.6
anda na retidão teme a Jeová,

mas aquele que é

14.2
Pv 2.15
perverso nos seus caminhos o despreza.

3Na

14.3
Pv 10.14
boca do insensato, está o rebento da soberba,

mas os

14.3
Pv 12.6
lábios dos sábios os conservarão.

4Onde não há bois, vazia está a manjedoura;

mas, pela força do boi, há abundância de novidades.

5

14.5
Ap 1.5
3.14
A testemunha fiel não mentirá,

mas

14.5
Pv 6.19
12.17
Êx 23.1
Dt 19.16
a testemunha falsa
14.5
Pv 19.5
profere mentiras.

6

14.6
Pv 24.7
O escarnecedor busca a sabedoria e não a acha;

mas para o inteligente o

14.6
Pv 8.9
10.23
17.24
conhecimento é fácil.

7Afasta-te da

14.7
Pv 23.9
presença do homem insensato;

não é nos seus lábios que acharás a ciência.

8

14.8
Pv 15.21
A sabedoria do prudente é entender o seu caminho,

mas a

14.8
Pv 14.24
estultícia dos loucos é engano.

9A culpa

14.9
Is 1.11
Os 4.19
zomba dos insensatos,

mas

14.9
Pv 3.34
11.20
os retos têm o favor de Deus.

10O coração conhece

14.10
1Sm 1.10
Jó 21.25
a sua própria amargura,

e o estranho não participa da sua alegria.

11

14.11
Pv 3.33
12.7
15.25
A casa dos perversos será destruída,

mas a tenda dos retos florescerá.

12

14.12
Pv 12.15
16.25
Há um caminho que ao homem parece direito,

mas, no

14.12
Rm 6.21
fim, guia para a morte.

13Até no riso o coração pode ter a dor,

e a

14.13
Ec 2.1-2
alegria pode acabar em tristeza.

14Quem erra de coração

14.14
Pv 1.31
12.21
se encherá dos seus caminhos,

mas a

14.14
Pv 12.14
18.20
plenitude do homem de bem vem de si mesmo.

15O simples

14.15
Pv 17.4
dá crédito a tudo o que se lhe diz,

mas o

14.15
Pv 27.12
prudente considera os seus passos.

16O sábio teme e

14.16
Pv 3.7
22.3
Jó 28.28
Sl 34.14
desvia-se do mal,

mas o tolo é arrogante e dá-se por seguro.

17Quem

14.17
Pv 14.29
se encoleriza facilmente fará loucuras,

e o homem de desígnios perversos é odiado.

18Os simples herdarão a estultícia,

mas os

14.18
Pv 18.15
prudentes serão coroados de conhecimento.

19

14.19
Pv 11.29
1Sm 2.36
Os maus prostram-se perante os bons,

e os perversos, junto às portas dos justos.

20

14.20
Pv 19.7
O pobre é odiado até pelo seu vizinho,

mas o

14.20
Pv 19.4
rico tem muitos amigos.

21Quem

14.21
Pv 11.12
despreza ao seu vizinho peca,

mas

14.21
Pv 19.17
28.8
Sl 41.1
aquele que se compadece dos pobres, esse é feliz.

22Porventura, não erram os que

14.22
Pv 3.29
12.2
Sl 36.4
Mq 2.1
maquinam o mal?

Mas haverá

14.22
Pv 3.3
benignidade e verdade para os que planejam o bem.

23Há proveito

14.23
Pv 13.11
em todo trabalho;

meras palavras, porém, só levam à penúria.

24

14.24
Pv 10.22
13.8
21.20
A riqueza dos sábios é uma coroa para eles,

mas

14.24
Pv 14.8
a estultícia dos loucos não passa de estultícia.

25A testemunha verdadeira livra almas,

mas quem

14.25
Pv 14.5
profere mentiras causa engano.

26

14.26
Pv 18.10
19.23
Is 33.6
Quem teme a Jeová tem seguro apoio,

e os seus filhos terão um lugar de refúgio.

27O temor de Jeová é

14.27
Pv 10.11
13.14
fonte de vida,

para desviar dos laços da morte.

28Na

14.28
1Rs 4.20
multidão do povo, está a glória do rei,

mas, na falta do povo, está a destruição do príncipe.

29Quem é

14.29
Pv 16.32
19.11
Ec 7.9
Tg 1.19
tardio em irar-se é grande em entendimento,

mas o que tem

14.29
Pv 29.20
espírito impaciente exalta a estultícia.

30

14.30
Pv 15.13
O ânimo tranquilo é a vida da carne,

mas a inveja é a

14.30
Pv 12.4
Hc 3.16
podridão dos ossos.

31Quem

14.31
Pv 17.5
oprime ao pobre ultraja ao seu Criador,

mas honra-o aquele

14.31
Pv 14.21
que se compadece do necessitado.

32O perverso

14.32
Pv 6.15
24.16
é derrubado pela sua malícia,

mas o

14.32
Gn 49.18
Sl 16.11
17.15
37.37
73.24
2Co 1.9
5.8
2Tm 4.18
justo, ainda morrendo, tem esperança.

33A sabedoria

14.33
Pv 2.10
repousa no coração do inteligente,

mas o que está

14.33
Pv 12.16
18.2
29.11
no interior dos loucos vem a lume.

34A justiça

14.34
Pv 11.11
exalta as nações,

mas o pecado é o opróbrio dos povos.

35

14.35
Pv 16.13
O favor do rei é concedido ao servo que procede sabiamente,

mas a sua ira manifesta-se contra aquele que causa vergonha.