Tradução Brasileira (2010) (TB)

A rebelião de Coré, Datã e Abirão

161Ora,

16.1
Êx 6.21
Jd 11
Coré, filho de Jizar, filho de Coate, filho de Levi, juntamente com
16.1
Nm 26.9
Dt 11.6
Datã e Abirão, filhos de Eliabe, e Om, filho de Pelete, filhos de Rúben, tomaram gente; 2levantaram-se perante Moisés com certos homens dos filhos de Israel, a saber, com duzentos e cinquenta príncipes da congregação,
16.2
Nm 1.16
26.9
chamados à assembleia, varões de renome; 3ajuntaram-se
16.3
Nm 12.2
Sl 106.16
contra Moisés e contra Arão e disseram-lhes:
16.3
Nm 16.7
Basta-vos! Visto que toda a congregação é santa, todos o são, e
16.3
Nm 5.3
Jeová está no meio deles; por que razão, pois, vos elevais sobre a assembleia de Jeová?

4Quando Moisés ouviu isso,

16.4
Nm 14.5
lançou-se com o rosto em terra; 5e disse a Coré e a toda a sua companhia: Pela manhã, Jeová fará conhecer aquele que lhe pertence. Ele permitirá chegar a si o
16.5
Lv 10.3
Sl 65.4
que é santo, a saber, permitirá chegar a si
16.5
Nm 17.5,8
o que escolher. 6Fazei isto: Coré e toda a sua companhia, tomai incensários, 7e amanhã ponde fogo neles, e sobre eles deitai incenso diante de Jeová; e o homem a quem Jeová escolher, esse será santo;
16.7
Nm 16.3
basta-vos, filhos de Levi! 8Disse Moisés a Coré: Ouvi, filhos de Levi: 9é para vós, porventura, coisa de somenos importância que o Deus de Israel vos tenha separado da congregação de Israel,
16.9
Nm 3.6,9
para vos fazer chegar a si, a fim de cumprirdes o serviço do tabernáculo de Jeová e estardes perante a congregação para lhe ministrar? 10Que te haja feito chegar a ti, e a todos os teus irmãos, filhos de Levi?
16.10
Nm 3.10
18.1-7
Procurais também o sacerdócio? 11Portanto, tu e toda a tua companhia sois os que vos sublevastes
16.11
Êx 16.7
contra Jeová; e Arão, quem é ele, para que
16.11
1Co 10.10
murmureis contra ele?

12Mandou Moisés chamar a Datã e Abirão, filhos de Eliabe; mas eles responderam: Não subiremos; 13acaso, não é bastante que nos tenhas tirado de uma

16.13
Nm 11.4-6
Êx 16.3
terra que mana leite e mel, para nos
16.13
Nm 14.2-3
fazeres morrer no deserto; mas queres ainda fazer-te príncipe sobre nós? 14De mais a mais, não nos introduziste numa
16.14
Nm 13.27
14.8
terra que mana leite e mel, nem nos deste em herança
16.14
Nm 20.5
Êx 22.5
23.11
campos e vinhas; pensas que
16.14
Jz 16.21
1Sm 11.2
lançarás pó aos olhos destes homens? Pois não subiremos.

15Moisés, irado grandemente, disse a Jeová:

16.15
Gn 4.4-5
Não atentes para a sua oferta;
16.15
1Sm 12.3
nem um só jumento tenho tirado deles, nem a nenhum deles tenho feito mal. 16Disse mais Moisés a Coré: Estai tu e toda a tua congregação diante de Jeová; sim, tu, e eles, e Arão, amanhã. 17Tomai, cada um o seu incensário, e sobre eles deitai incenso, e trazei diante de Jeová, cada um o seu incensário, duzentos e cinquenta incensários; também tu e Arão, cada um o seu incensário. 18Tomaram, pois, cada um o seu incensário, e neles puseram fogo, e sobre eles deitaram incenso, e estiveram em pé à entrada da tenda da revelação, juntamente com Moisés e Arão. 19Coré fez reunir toda a congregação contra eles à entrada da tenda da revelação, e a
16.19
Nm 16.42
14.10
20.6
glória de Jeová apareceu a toda a congregação.

Os rebeldes castigados

20Disse Jeová a Moisés e a Arão: 21

16.21
Nm 16.45
Separai-vos do meio desta congregação, para que
16.21
Êx 32.10,12
eu os consuma imediatamente. 22Lançaram-se com o rosto em terra e disseram: Ó Deus,
16.22
Nm 27.16
Deus dos espíritos de toda a carne, acaso,
16.22
Gn 18.23-32
Lv 4.3
pecaria um só homem, e indignar-te-ias contra toda a congregação? 23Respondeu Jeová a Moisés: 24Dize à congregação:
16.24
Nm 16.45
Subi do derredor do tabernáculo de Coré, Datã e Abirão.

25Levantou-se Moisés e foi ter com Datã e Abirão; e os anciãos de Israel o seguiram. 26Disse à congregação: Retirai-vos das tendas destes homens perversos e não toqueis coisa que lhes pertença,

16.26
Gn 19.15,17
para que não sejais arrebatados em todos os seus pecados. 27Subiram, pois, do derredor do tabernáculo de Coré, Datã e Abirão; e saíram Datã e Abirão e estiveram em pé à entrada das suas tendas com suas mulheres, e
16.27
Nm 26.11
seus filhos, e seus pequeninos. 28Então, disse Moisés: Nisto conhecereis que
16.28
Êx 3.12-15
4.12,15
Jeová me enviou a fazer todas estas obras; porque não as tenho feito de mim mesmo. 29Se estes homens morrerem como todos morrem ou se forem visitados como são visitados todos os homens, não é Jeová quem me enviou. 30Mas, se Jeová criar uma nova coisa, e a terra abrir a boca e os tragar com tudo o que lhes pertence, e vivos descerem ao Sheol, sabereis que estes homens desprezaram a Jeová.

31Ao acabar ele de falar todas essas palavras, fendeu-se a terra que estava debaixo deles; 32

16.32
Nm 26.10
Dt 11.6
Sl 106.17
a terra abriu a boca e tragou-os com as suas famílias, com
16.32
Nm 26.11
todos os homens que pertenciam a Coré e com toda a sua fazenda. 33Eles e todos os que lhes pertenciam, vivos, desceram ao Sheol; a terra cobriu-os, e pereceram do meio da assembleia. 34Todo o Israel, que estava ao redor deles, fugiu ao clamor dos que pereciam, porque diziam: Não suceda que a terra nos trague a nós. 35De Jeová
16.35
Nm 11.1-3
26.10
saiu fogo e consumiu os
16.35
Nm 16.2
duzentos e cinquenta homens que ofereciam o incenso.

Os incensários dos rebeldes aproveitados

36Disse Jeová a Moisés: 37Fala a Eleazar, filho do sacerdote Arão, que tire do incêndio os incensários. Espalha tu o fogo lá, porque se tornaram santos 38os incensários destes homens que pecaram contra as suas vidas. Deles se façam lâminas batidas para uma coberta do altar, pois se ofereceram diante de Jeová; portanto, se tornaram santos; e serão por sinal aos filhos de Israel. 39Eleazar, o sacerdote, tomou os incensários de cobre, aos quais tinham oferecido os que foram queimados; e os converteram em lâminas para coberta do altar, 40para servir de memorial aos filhos de Israel, a fim de que

16.40
Nm 1.51
nenhum estrangeiro que não seja da semente de Arão se chegue para
16.40
Êx 30.7-10
queimar incenso diante de Jeová; para que não seja como Coré e como a sua companhia, conforme Jeová lhe falou por intermédio de Moisés.

O povo murmura e é visitado com uma praga

41Porém, no dia seguinte, toda a congregação dos filhos de Israel

16.41
Nm 16.3
murmurou contra Moisés e contra Arão, dizendo: Vós matastes o povo de Jeová. 42Quando a congregação se havia reunido contra Moisés e contra Arão, viraram-se para a tenda da revelação; eis que a nuvem a cobriu, e apareceu a
16.42
Nm 16.19
glória de Jeová. 43Vieram Moisés e Arão à frente da tenda da revelação. 44Disse Jeová a Moisés: 45
16.45
Nm 16.21,24
Subi do meio desta congregação, para que eu os consuma imediatamente. Então, se prostraram com o rosto em terra. 46Disse Moisés a Arão: Toma o teu incensário, e põe nele fogo do altar, e sobre ele deita incenso, e leva-o depressa à congregação, e
16.46
Nm 25.13
faze expiação por eles; pois de Jeová já
16.46
Nm 18.5
Dt 9.22
saiu a ira, e já começou a praga. 47Tomou-o Arão, como Moisés lhe falou, e correu ao meio da assembleia (eis que já havia começado a praga entre o povo), e
16.47
Nm 25.7-8,13
deitou o incenso, e fez expiação pelo povo. 48Pôs-se em pé entre os mortos e os vivos, e cessou a praga. 49
16.49
Nm 25.9
Ora, os que morreram da praga foram quatorze mil e oitocentos, além dos que
16.49
Nm 16.32,35
morreram no caso de Coré. 50Voltou Arão para Moisés, à entrada da tenda da revelação; e cessou a praga.

A vara de Arão floresce

171Disse Jeová a Moisés: 2Fala aos filhos de Israel e recebe deles varas, uma pela casa de cada pai de todos os seus príncipes, segundo as casas de seus pais, isto é, doze varas; escreve o nome de cada um sobre a sua vara. 3Escreverás o nome de Arão sobre a vara de Levi, porque cada cabeça das casas de seus pais terá uma vara. 4Depositá-las-ás na tenda da revelação, diante do

17.4
Nm 17.7
Êx 25.16,21-22
Testemunho, onde venho a vós. 5Brotará a vara do
17.5
Nm 16.5
homem que eu escolher; assim farei cessar de mim as murmurações dos filhos de Israel, que murmuram contra vós. 6Falou Moisés aos filhos de Israel, e todos os seus príncipes deram-lhe varas, cada príncipe lhe deu uma, segundo as casas de seus pais, isto é, doze varas; e a vara de Arão achava-se entre as varas deles. 7Moisés depositou as varas diante de Jeová na
17.7
Nm 1.50,53
9.15
tenda do Testemunho.

8No dia seguinte, entrou Moisés na tenda do Testemunho; eis que a

17.8
Hb 9.4
vara de Arão pela casa de Levi tinha brotado, e, inchando os gomos, arrebentou em flores, e deu amêndoas maduras. 9Então, Moisés trouxe todas as varas de diante de Jeová a todos os filhos de Israel; eles viram, e receberam, cada um a sua vara. 10Disse Jeová a Moisés: Torna a pôr a vara de Arão
17.10
Nm 17.4
diante do Testemunho, para se guardar, como memorial, contra os
17.10
Dt 9.7,24
filhos de rebelião; para que faças acabar as suas murmurações contra mim, a fim de que não morram. 11Assim fez Moisés; como Jeová lhe ordenou, assim fez.

12Os filhos de Israel disseram a Moisés:

17.12
Is 6.5
Eis que expiramos, perecemos, todos nós perecemos. 13
17.13
Nm 1.51
Todo o que se chegar ao tabernáculo de Jeová morrerá; porventura, expiraremos todos?

Os deveres e direitos dos sacerdotes

181Disse Jeová a Arão: Tu, e teus filhos, e a casa de teus pais levareis sobre vós a iniquidade do santuário; tu e teus filhos

18.1
Êx 28.38
Lv 10.17
22.16
levareis sobre vós a iniquidade do vosso sacerdócio. 2Faze chegar contigo também teus irmãos, a tribo de Levi, a tribo de teu pai, para que
18.2
Nm 3.5-10
se unam a ti e te sirvam, enquanto tu e teus filhos estiverdes diante da tenda do Testemunho. 3Farão o serviço que te é devido a ti e a toda a tenda; porém
18.3
Nm 4.15-20
não se chegarão aos vasos do santuário, nem ao
18.3
Nm 18.7
1.51
altar, para que não morram, nem eles, nem vós. 4Unir-se-ão a ti e farão o serviço que é devido à tenda da revelação, relativamente a todo serviço da tenda; o estrangeiro não se chegará a vós. 5Fareis o serviço que é devido ao santuário e ao altar,
18.5
Nm 16.46
para que se não levante outra vez indignação sobre os filhos de Israel. 6Eu, eis que tomei do meio dos filhos de Israel vossos irmãos, os levitas; eles vos são uma
18.6
Nm 3.9
dádiva, feita a Jeová, para fazer o serviço da tenda da revelação. 7Mas tu e teus filhos
18.7
Êx 29.9
cumprireis o vosso sacerdócio relativamente a tudo o que é do altar e a tudo o que está dentro do véu e servireis. Dou-vos o sacerdócio como
18.7
Nm 18.20
Dt 18.2
Mt 10.8
1Pe 5.2-3
serviço de dádiva; o
18.7
Nm 1.51
estrangeiro que se chegar será morto.

8Disse mais Jeová a Arão: Eis que eu te dei o que se guarda das

18.8
Lv 7.28-34
ofertas alçadas que me são feitas, a saber, todas as coisas santificadas dos filhos de Israel; a ti as dei como porção, e a teus filhos, por um direito perpétuo. 9Isto será teu das coisas santíssimas, reservadas do fogo: todas as suas oblações, a saber, todas as suas ofertas de cereais, e todas as suas ofertas pelo pecado, e
18.9
Lv 2.1-16
todas as suas
18.9
Lv 6.30
ofertas pela culpa com que me fazem restituição, serão santíssimas para ti e para teus filhos. 10Num lugar santíssimo, o comerás; todo homem o comerá; ser-te-á santo. 11Isto é teu:
18.11
Nm 18.1
Dt 18.3
a oferta alçada de suas dádivas, a saber, todas as ofertas movidas dos filhos de Israel.
18.11
Lv 22.1-16
Eu as dei a ti, e a teus filhos, e a tuas filhas, por um direito perpétuo. Todo o que estiver limpo na tua casa comerá delas. 12
18.12
Dt 18.4
32.14
Sl 81.16
147.14
Tudo o que do azeite há de melhor e tudo o que do mosto e do grão há de melhor, as primícias destes que eles dão a Jeová, a ti as dei. 13
18.13
Êx 22.29
23.19
34.26
Os frutos temporões de tudo o que estiver na sua terra, que são trazidos a Jeová, a ti pertencerão; todo o que estiver limpo na tua casa comerá deles. 14
18.14
Lv 27.1-33
Tudo o que for devotado em Israel será teu. 15
18.15
Nm 3.46
Êx 13.13,15
Todo o que abrir a madre, de toda a carne, que oferecem a Jeová, tanto de homens como de animais, será teu; contudo, os primogênitos dos homens, certamente, remirás, e os primogênitos dos animais imundos também remirás. 16Os que deles hão de ser remidos, desde a idade de um mês os remirás, segundo a tua avaliação, por cinco siclos de dinheiro, segundo o siclo do santuário (o siclo tem vinte óbolos). 17Porém não remirás o primogênito da vaca, nem o primogênito da ovelha, nem o primogênito da cabra; eles são santos. Derramarás o seu sangue sobre o altar e queimarás a sua gordura por oferta queimada, de suave cheiro a Jeová. 18As suas carnes serão tuas; como o peito movido e a espádua direita, elas serão tuas. 19
18.19
Nm 18.11
Todas as ofertas alçadas, as coisas sagradas que os filhos de Israel oferecem a Jeová, eu as dei a ti, e a teus filhos, e a tuas filhas, por um direito perpétuo;
18.19
2Cr 13.5
é aliança perpétua diante de Jeová para ti e para a tua semente. 20Disse mais Jeová a Arão:
18.20
Dt 10.9
12.12
14.27,29
Não terás herança na sua terra, nem terás parte entre eles;
18.20
Dt 18.2
Js 13.33
Ez 44.28
eu é que sou a tua porção e a tua herança entre os filhos de Israel.

Os dízimos para os levitas

21Aos filhos de Levi dei todos os

18.21
Lv 27.30-33
dízimos em Israel por herança, em compensação do serviço que prestam, isto é, do serviço da tenda da revelação. 22Para o futuro,
18.22
Nm 1.51
os filhos de Israel não se chegarão à tenda da revelação, para que não levem sobre si o pecado e morram. 23Mas os levitas farão o serviço da tenda da revelação e
18.23
Nm 18.1
levarão sobre si a iniquidade do povo; será estatuto perpétuo durante as vossas gerações, e entre os filhos de Israel
18.23
Nm 18.20
não terão herança. 24Porque os dízimos dos filhos de Israel que eles fazem como oferta alçada a Jeová, eu os dei por herança aos levitas; portanto, lhes disse: Entre os filhos de Israel não terão herança.

25Disse Jeová a Moisés: 26Também falarás aos levitas e lhes dirás: Quando receberdes dos filhos de Israel os

18.26
Nm 18.21
dízimos que deles vos dei por vossa herança, fareis uma oferta alçada deles,
18.26
Ne 10.38
o dízimo dos dízimos. 27Imputar-se-vos-á a vossa oferta alçada, como grão da eira e como a plenitude do lagar. 28Assim também fareis uma oferta alçada a Jeová de todos os vossos dízimos, que receberdes dos filhos de Israel; e a dareis ao sacerdote Arão. 29De todas as dádivas que são feitas, oferecereis toda oferta alçada que é devida a Jeová, a parte que lhe é consagrada, tudo o que é melhor delas. 30Portanto, lhes dirás: Quando alçardes o que há de melhor nos dízimos, será imputado aos levitas como a novidade da eira e como a novidade do lagar. 31Comê-lo-eis em todo lugar, vós e as vossas famílias, pois é vossa recompensa pelo vosso serviço na tenda da revelação. 32Pelo que não levareis sobre vós pecado, quando tiverdes alçado o que há de melhor; e não
18.32
Lv 22.15-16
profanareis as coisas sagradas dos filhos de Israel, para que não morrais.