Tradução Brasileira (2010) (TB)
13

131Disse

13.1
Dt 1.22-23
Jeová a Moisés: 2Envia homens que espiem a terra de Canaã, que eu hei de dar aos filhos de Israel; de cada tribo de seus pais enviarás um homem, sendo cada qual príncipe entre eles. 3Do deserto de Parã enviou-os Moisés à ordem de Jeová, todos eles homens que eram cabeças dos filhos de Israel. 4Estes eram os seus nomes: da tribo de Rúben, Samua, filho de Zacur. 5Da tribo de Simeão, Safate, filho de Hori. 6Da tribo de Judá, Calebe, filho de Jefoné. 7Da tribo de Issacar, Jigeal, filho de José. 8Da tribo de Efraim,
13.8
Nm 13.16
Dt 32.44
Oseias, filho de Num. 9Da tribo de Benjamim, Palti, filho de Rafu. 10Da tribo de Zebulom, Gadiel, filho de Sodi. 11Da tribo de José, a saber, da tribo de Manassés, Gadi, filho de Susi. 12Da tribo de Dã, Amiel, filho de Gemali. 13Da tribo de Aser, Setur, filho de Micael. 14Da tribo de Naftali, Nabi, filho de Vofsi. 15Da tribo de Gade, Geuel, filho de Maqui. 16Estes são os nomes dos homens que Moisés enviou a espiar a terra. A
13.16
Nm 13.8
Oseias, filho de Num, Moisés chamou Josué.

17Moisés enviou-os a espiar a terra de Canaã e disse-lhes: Subi ao

13.17
Gn 12.9
13.1,3
Neguebe e penetrai nas montanhas. 18Vede a terra, que tal é; e o povo que nela habita, se é forte ou fraco, se são poucos ou muitos; 19que tal é a terra em que habitam, se é boa ou má; que tais são as cidades em que habitam, se em arraiais ou em fortalezas; 20e que
13.20
Dt 1.24-25
tal é a terra, se gorda ou magra, se há nela lenha ou não.
13.20
Dt 31.6,23
Esforçai-vos por obter do fruto da terra. Ora, a estação era a das uvas temporãs.

21Assim, subiram e espiaram a terra desde o

13.21
Nm 20.1
27.14
33.36
deserto de Zim até Reobe, até a
13.21
Js 13.5
entrada de Hamate. 22Subiram ao
13.22
Nm 13.17
Neguebe e foram a Hebrom, onde estavam
13.22
Js 15.14
Aimã, Sesai e Talmai, filhos de
13.22
Nm 13.28,33
Anaque (Ora, Hebrom foi edificada sete anos antes de
13.22
Sl 78.12,43
Zoã, no Egito). 23Foram até o vale de
13.23
Nm 13.23
32.9
Gn 14.13
Dt 1.24
Escol e ali cortaram um ramo de vide com um só cacho, o qual dois homens levaram sobre uma padiola; levaram também romãs e figos. 24Esse lugar se chamou o vale de Escol, por causa do cacho que ali cortaram os filhos de Israel.

O relatório desanimador dos espias

25Passados quarenta dias, voltaram de espiarem a terra. 26Caminharam e vieram ter com Moisés, e com Arão, e com toda a congregação dos filhos de Israel, ao deserto de Parã, a

13.26
Nm 20.1,14
32.8
Cades; deram-lhes notícias, a eles e a toda a congregação, e mostraram-lhes o fruto da terra. 27Deram-lhe conta, e disseram: Fomos à terra a que nos enviaste, a qual, na verdade,
13.27
Êx 3.8,17
13.5
mana leite e mel;
13.27
Dt 1.25
este é o fruto da terra. 28Todavia, o povo que habita nessa terra é forte, e as cidades são fortificadas e mui grandes; também vimos ali
13.28
Nm 13.33
os filhos de Anaque. 29Amaleque habita na terra do
13.29
Nm 13.17
14.25,45
Neguebe, os heteus, os jebuseus e os
13.29
Js 10.6
amorreus habitam nas montanhas, e os
13.29
Nm 14.43,45
cananeus habitam junto do mar, à margem do Jordão.

30Então, Calebe fez calar o povo diante de Moisés e disse: Subamos e possuamos a terra, porque bem podemos prevalecer contra ela. 31Porém os homens que subiram com ele disseram:

13.31
Dt 1.28
9.1-3
Não poderemos subir contra o povo, porque é mais forte do que nós. 32Diante dos filhos de Israel,
13.32
Nm 14.36-37
Sl 106.24
infamaram a terra que haviam espiado, dizendo: A terra por meio da qual passamos para a espiar é
13.32
Ez 36.13-14
terra que devora os seus habitantes;
13.32
Am 2.9
todo o povo que vimos nela são homens de grande estatura. 33Ali, vimos os
13.33
Gn 6.4
nefilins (os filhos de Anaque são dos nefilins);
13.33
Dt 1.28
9.2
Js 11.21
éramos, aos nossos próprios olhos, como gafanhotos, e assim também o éramos aos seus olhos.