Tradução Brasileira (2010) (TB)

Tobias expulso do templo

131Naquele dia, ouvindo o povo,

13.1
Ne 9.3
leu-se no livro de Moisés e achou-se escrito que o
13.1
Ne 13.23
Dt 23.3-5
amonita e o moabita não entrassem jamais na assembleia de Deus; 2porque não saíram a receber os filhos de Israel com pão e água, mas contra eles
13.2
Nm 22.3-11
assalariaram a Balaão para os amaldiçoar. Todavia, o nosso Deus converteu a maldição em bênção. 3Tendo eles ouvido a lei,
13.3
Ne 9.2
separaram de Israel toda a
13.3
Êx 12.38
multidão mista.

4Ora, dantes, o sacerdote Eliasibe,

13.4
Ne 12.44
encarregado das câmaras do nosso Deus, sendo aparentado com
13.4
Ne 2.10
6.1,17-18
Tobias, 5tinha preparado para este uma câmara grande, onde, dantes, depositavam as ofertas de cereais, o incenso, os vasos e os dízimos do trigo, do mosto e do azeite,
13.5
Nm 18.21
que eram dados por ordenança aos levitas, aos cantores e aos porteiros, como também as contribuições para os sacerdotes. 6Mas, em todo esse tempo, não me achei em Jerusalém, porque, no
13.6
Ne 5.14
ano trinta e dois de
13.6
Ed 6.22
Artaxerxes, rei da Babilônia, fui eu ter com o rei e, passados certos dias, pedi licença ao rei. 7Voltei para Jerusalém e soube do mal que Eliasibe tinha cometido por servir a Tobias,
13.7
Ne 13.5
preparando-lhe uma câmara nos átrios da Casa de Deus. 8Isso muito me desagradou; pelo que deitei todos os móveis da casa de Tobias fora da câmara. 9Então, por minha ordem,
13.9
2Cr 29.5,15-16
purificaram as câmaras, para onde reconduzi os vasos da Casa de Deus, juntamente com as ofertas de cereais e o incenso.

10Percebi que os

13.10
Ne 10.37
quinhões dos levitas não lhes tinham sido dados, de maneira que os levitas e os cantores que faziam a obra haviam fugido,
13.10
Ne 12.28-29
cada um para o seu campo. 11Então,
13.11
Ne 13.17,25
contendi com os magistrados e disse:
13.11
Ne 10.39
Por que está a Casa de Deus abandonada? Ajuntei os levitas e os cantores e os estabeleci nos seus lugares. 12Então, todo o Judá trouxe para os celeiros
13.12
Ne 10.37
12.44
os dízimos do trigo, do vinho e do azeite. 13Fiz tesoureiros para superintender os celeiros, a Selemias, o sacerdote, e a Zadoque, o escriba, e, dentre os levitas, a Pedaías; e, como ajudante deles, a Hanã, filho de Zacur, filho de Matanias, porque
13.13
Ne 7.2
eram tidos como fiéis, e se lhes encarregou de fazerem a distribuição por entre seus irmãos. 14
13.14
Ne 13.22,31
5.19
Lembra-te de mim, Deus meu, por isso e não apagues as boas obras que eu tenho feito para a Casa do meu Deus e para o que se observa nela.

Supressão da violação dos sábados

15Naqueles dias, vi em Jerusalém homens que pisavam nos lagares

13.15
Êx 20.8
34.21
aos sábados, e traziam molhos, e carregavam jumentos; vi também vinho, uvas, figos e toda sorte de cargas
13.15
Ne 10.31
levadas a Jerusalém no dia de sábado e
13.15
Ne 13.21
9.29
protestei contra eles no dia em que vendiam comestíveis. 16Também em Jerusalém moravam homens de Tiro, que traziam peixes e toda sorte de mercancias e os vendiam, no sábado, aos filhos de Judá e em Jerusalém. 17Então,
13.17
Ne 13.11,25
contendi com os nobres de Judá e lhes disse: Que maldade é esta que cometeis, profanando o dia de sábado? 18
13.18
Ed 9.13
Jr 17.21
Não fizeram assim vossos pais, e não fez o nosso Deus cair todo este mal sobre nós e sobre a nossa cidade? Contudo, vós aumentais a ira sobre Israel, profanando o sábado.

19Ordenei que, ao começar a fazer-se escuro nas portas de Jerusalém,

13.19
Lv 23.32
antes do sábado, fossem elas fechadas, e mandei que as não abrissem até passar o sábado, e às portas pus alguns dos meus servos para que não entrasse carga alguma no dia de sábado. 20Os negociantes e os que vendiam toda sorte de mercancias pousaram uma ou duas vezes fora de Jerusalém. 21Então,
13.21
Ne 13.15
protestei contra eles e lhes disse: Por que passais vós a noite defronte do muro? Se outra vez o fizerdes, castigar-vos-ei. Daquele tempo em diante, não vieram mais no sábado. 22Ordenei aos levitas
13.22
Ne 12.30
1Cr 15.12
que se purificassem e que viessem guardar as portas para santificar o dia de sábado. Por isso, também,
13.22
Ne 13.14,31
lembra-te de mim, Deus meu, e poupa-me segundo a abundância da tua misericórdia.

Condenação dos casamentos com mulheres estranhas

23Também vi, naqueles dias, os judeus que

13.23
Ne 10.30
Ed 9.2
tinham casado com mulheres de
13.23
Ne 4.7
Asdode, de
13.23
Ne 13.1
Ed 9.1
Amom e de Moabe; 24e seus filhos falavam metade das suas palavras na língua de Asdode e não podiam falar a língua dos judeus, mas a dum e de outro povo. 25
13.25
Ne 13.11,17
Contendi com eles, e os amaldiçoei, e
13.25
Dt 25.2
castiguei alguns deles, e arranquei-lhes os cabelos, e
13.25
Ne 10.29-30
fiz-lhes jurar por Deus, dizendo-lhes: Não dareis vossas filhas aos filhos deles, nem tomareis as filhas deles para vossos filhos ou para vós mesmos. 26
13.26
1Rs 11.1
Não pecou nisso Salomão, rei de Israel? Todavia,
13.26
1Rs 3.13
2Cr 1.12
entre muitas nações não havia rei semelhante a ele, e ele era amado do seu Deus, e Deus o constituiu rei sobre todo o Israel. Não obstante isso, as mulheres estrangeiras o fizeram cair no pecado. 27Havemos nós de vos atender, para fazermos todo este grande mal,
13.27
Ne 13.23
Ed 10.2
cometer esta transgressão contra o nosso Deus, tomando mulheres estrangeiras?

28Um dos filhos de Joiada, filho do sumo sacerdote Eliasibe, era genro de

13.28
Ne 2.10,19
Sambalá, horonita; pelo que o afugentei de mim. 29
13.29
Ne 6.14
Lembra-te deles, Deus meu, porque contaminaram o sacerdócio e a
13.29
Nm 25.13
aliança sacerdotal e levítica.

30Assim,

13.30
Ne 10.30
os purifiquei de todos os estrangeiros e pus em vigor o que deviam observar os sacerdotes e os levitas, cada um na sua função, 31e o que diz respeito
13.31
Ne 10.34
à oferta de lenha, em tempos determinados, bem como às primícias.
13.31
Ne 13.14,22
Lembra-te de mim, Deus meu, para o meu bem.