Tradução Brasileira (2010) (TB)
1

Neemias, sabendo o triste estado de Jerusalém, ora a Deus

11Palavras de

1.1
Ne 10.1
Neemias, filho de Hacalias.

Sucedeu

1.1
Zc 7.1
no mês de quisleu,
1.1
Ne 2.1
no ano vinte, quando eu estava no castelo de
1.1
Et 1.2
Dn 8.2
Susa, 2veio
1.2
Ne 7.2
Hanani, um de meus irmãos, com alguns homens de Judá; e perguntei-lhes a respeito dos judeus que tinham escapado, os restos do cativeiro, e a respeito de Jerusalém. 3Eles me responderam: Os restos que ficaram do cativeiro lá na
1.3
Ne 7.6
província estão em grande aflição e
1.3
Ne 2.17
opróbrio.
1.3
Ne 2.17
Os muros de Jerusalém estão demolidos, e
1.3
Ne 2.3
as suas portas, consumidas do fogo.

4Ao ouvir essas palavras,

1.4
Ed 9.3
10.1
sentei-me, e chorei, e pranteei alguns dias; jejuei, e orei diante
1.4
Ne 2.4
do Deus do céu, 5e disse: Rogo-te, Jeová, Deus do céu,
1.5
Ne 4.14
9.32
que és o Deus grande e terrível, que guardas a aliança e a misericórdia com aqueles que o amam e observam os seus mandamentos, 6
1.6
Dn 9.17
estejam atentos os teus ouvidos e abertos os teus olhos, para ouvires a oração de teu servo, que eu hoje faço em tua presença, de dia e de noite, pelos filhos de Israel, teus servos,
1.6
Ed 10.1
Dn 9.20
confessando eu os pecados dos filhos de Israel, que temos cometido contra ti.
1.6
2Cr 29.6
Eu e a casa de meu pai temos pecado. 7
1.7
Dn 9.5
Perversamente temos procedido contra ti e não temos guardado os mandamentos, nem os estatutos, nem os juízos
1.7
Dt 28.14
que ordenaste ao teu servo Moisés. 8Lembra-te da palavra que ordenaste ao teu servo Moisés, dizendo:
1.8
Lv 26.33
Se vós transgredirdes, eu vos espalharei por entre os povos; 9
1.9
Dt 30.2-3
mas, se vos converterdes a mim, e guardardes os meus mandamentos, e os cumprirdes, ainda que os vossos dispersos estejam na extremidade do céu,
1.9
Dt 30.4
contudo, de lá os ajuntarei, e os reconduzirei
1.9
Dt 12.5
para o lugar que escolhi para ali fazer habitar o meu nome. 10
1.10
Êx 32.11
Dt 9.29
Estes são os teus servos e o teu povo, os quais resgataste com teu grande poder e com tua mão poderosa. 11Rogo-te, Senhor,
1.11
Ne 1.6
que estejam atentos os teus ouvidos à oração do teu servo e à oração dos teus servos que se deleitam em temer o teu nome; faze hoje bem sucedido o teu servo e concede-lhe misericórdia diante deste homem. Ora, eu era
1.11
Ne 2.1
Gn 40.21
copeiro do rei.

2

Artaxerxes permite a Neemias ir a Jerusalém e edificar os muros

21No mês de nizã,

2.1
Ne 1.1
no vigésimo ano do rei
2.1
Ed 7.1
Artaxerxes, como o vinho estivesse posto diante dele,
2.1
Ne 1.11
eu o tomei e o ministrei ao rei. Ora, eu não tinha estado dantes triste na sua presença. 2O rei me disse: Por que está triste o teu rosto, visto que não estás doente?
2.2
Pv 15.13
Isso não é outra coisa senão tristeza de coração. Então, foi em extremo grande o meu medo. 3Eu disse ao rei:
2.3
Dn 2.4
Viva o rei para sempre! Porque não há de estar triste o meu rosto,
2.3
Ne 1.3
quando a cidade, lugar dos sepulcros de meus pais, está deserta, e as suas portas consumidas do fogo? 4Perguntou-me o rei: Que me pedes tu?
2.4
Ne 1.4
Orei ao Deus do céu. 5Eu disse ao rei: Se for do agrado do rei, e se o teu servo tiver achado graça diante de ti, peço-te que me envies a Judá, à cidade dos sepulcros de meus pais, para que eu a reedifique. 6O rei disse-me (estando a rainha também sentada junto a ele): Que tempo durará a tua viagem? Quando voltarás? Aprouve ao rei enviar-me; e
2.6
Ne 5.14
13.6
eu lhe apontei um prazo. 7Disse mais eu ao rei: Se for do agrado do rei, deem-se-me cartas
2.7
Ed 7.21
8.36
para os governadores além do rio, para que me permitam passar até chegar a Judá; 8como também uma carta para Asafe, guarda do
2.8
Ec 2.5-6
bosque do rei, a fim de que ele me dê madeiras para fazer vigas para as portas do
2.8
Ne 7.2
castelo que pertence à casa, para os muros da cidade e para a casa em que eu entrar. O rei deu-mas, segundo
2.8
Ne 2.18
Ed 7.6
a boa mão do meu Deus sobre mim.

9Fui ter com os

2.9
Ne 2.7
governadores além do rio, e lhes entreguei as cartas do rei. Ora,
2.9
Ed 8.22
o rei tinha enviado comigo capitães do exército e cavaleiros. 10O que, tendo ouvido,
2.10
Ne 2.19
4.1
Sambalá, horonita, e o servo Tobias, amonita, ficaram em extremo agastados por ter vindo um homem a procurar o bem dos filhos de Israel. 11Assim, cheguei a Jerusalém e estive ali três dias. 12Levantei-me de noite, eu e uns poucos homens comigo; e não disse eu a ninguém o que o meu Deus me pôs no coração para fazer em benefício de Jerusalém. Não havia comigo animal algum senão o em que eu estava montado. 13Saí de noite pela
2.13
Ne 3.13
Entrada do Vale, em direção à Fonte do Dragão, e até a Entrada do Esterco e contemplava os muros de Jerusalém,
2.13
Ne 1.3
que estavam demolidos,
2.13
Ne 2.3,17
e as suas portas, que tinham sido consumidas do fogo. 14Passei
2.14
Ne 3.15
à Entrada da Fonte
2.14
2Rs 20.20
e à piscina do rei; porém não havia lugar por onde pudesse passar o animal em que ia montado. 15Subi de noite pela torrente; contemplei os muros, e, voltando, entrei pela Entrada do Vale, e assim voltei. 16Os magistrados não sabiam aonde eu fui, nem o que eu fiz; nem ainda o tinha eu dito aos judeus, nem aos sacerdotes, nem aos nobres, nem aos magistrados, nem aos mais que faziam a obra.

17Eu lhes disse: Vós vedes o triste estado em que nos achamos, como

2.17
Ne 1.3
Jerusalém está deserta, e as suas portas consumidas do fogo; vinde, e reedifiquemos o muro de Jerusalém, para que não sejamos mais opróbrio. 18Referi-lhes como a mão do meu Deus me fora favorável e as palavras que o rei me tinha falado. Eles disseram: Levantemo-nos e edifiquemos.
2.18
2Sm 2.7
Fortaleceram as suas mãos para a boa obra. 19Mas, quando Sambalá, horonita, e o servo Tobias, amonita,
2.19
Ne 6.6
e Gesém, árabe, o souberam,
2.19
Ne 4.1
zombaram de nós, desprezaram-nos e disseram: Que é isto que vós fazeis?
2.19
Ne 6.6
Quereis rebelar-vos contra o rei? 20Respondi-lhes:
2.20
Ne 2.4
O Deus do céu é quem nos fará bem sucedidos; portanto, nós, seus servos, nos levantaremos e reedificaremos; mas vós não tendes parte, nem direito, nem memorial em Jerusalém.