Tradução Brasileira (2010) (TB)
2

21Então, orou Jonas a Jeová, seu Deus, lá

2.1
Jó 13.15
Sl 130.1-2
Lm 3.53-56
do ventre do peixe. 2Ele disse:

Da minha aflição,

2.2
1Sm 30.6
Sl 18.4-6
22.24
120.1
clamei a Jeová,

e ele me respondeu;

do ventre do

2.2
Sl 18.5-6
61.2
86.13
83.1-7
Sheol gritei,

e tu ouviste a minha voz.

3Pois me

2.3
Sl 69.1-2,14-15
Lm 3.54
lançaste no profundo, no coração dos mares,

e a corrente das águas me cercou;

todas as tuas

2.3
Sl 42.7
ondas e as tuas vagas passaram por cima de mim.

4Eu disse:

2.4
Sl 31.22
Jr 7.15
Lançado estou de diante dos teus olhos;

todavia, tornarei a olhar

2.4
1Rs 8.38
2Cr 6.38
Sl 5.7
para o teu santo templo.

5

2.5
Lm 3.54
As águas me cercaram até a alma,

2.5
Sl 69.1-2
o abismo me rodeou;

a alga se pegava à minha cabeça.

6

2.6
Sl 18.5
116.3
Desci até os fundamentos dos montes;

a terra me encerrou para sempre com os seus

2.6
Is 38.10
Mt 16.18
ferrolhos;

contudo, tu, Jeová, meu Deus,

2.6
Jó 33.28
Sl 16.10
30.3
Is 38.17
fizeste subir da cova a minha vida.

7Quando, dentro de mim,

2.7
Sl 142.3
desfalecia a minha alma,
2.7
Sl 77.10-11
143.5
lembrei-me de Jeová;

e entrou a ti a

2.7
2Cr 30.27
Sl 18.6
minha oração, no
2.7
Jn 2.4
Sl 11.4
65.4
Mq 1.2
Hc 2.20
teu santo templo.

8Os que

2.8
2Rs 17.15
Sl 31.6
Jr 16.19
observam vaidades mentirosas

abandonam aquele que lhes é misericordioso.

9Eu, porém,

2.9
Sl 50.14,23
Jr 33.11
Os 14.2
te oferecerei sacrifícios com a voz de ação de graças;

2.9
Jó 22.27
Ec 5.4-5
pagarei o que votei.

2.9
Sl 3.8
Is 45.17
A Jeová pertence a salvação.

10Jeová falou ao

2.10
Jn 1.17
peixe, e o peixe vomitou a Jonas na terra.

3

Jonas prega em Nínive: o arrependimento dos ninivitas

31Pela

3.1
Jn 1.1-2
segunda vez, veio a palavra de Jeová a Jonas, dizendo: 2Levanta-te, vai à grande cidade de
3.2
Sf 2.13-15
Nínive e
3.2
Jr 1.17
Ez 2.7
faze-lhe a pregação que eu te ordeno. 3Levantou-se, pois, Jonas e foi a Nínive, conforme a palavra de Jeová. Ora, Nínive era uma
3.3
Jn 1.2
4.11
cidade em extremo grande, de três dias de jornada. 4Jonas começou a entrar na cidade, fazendo a jornada dum dia, e
3.4
Mt 12.41
Lc 11.32
clamou, e disse:
3.4
2Rs 20.1,6
Jr 18.7-10
Ainda quarenta dias, e Nínive será subvertida.

5Os homens de Nínive creram em Deus; proclamaram um

3.5
Dn 9.3
Jl 1.14
jejum e vestiram-se de
3.5
Gn 37.34
2Sm 3.31
saco,
3.5
Jr 31.34
desde o maior até o menor deles. 6Chegou a nova ao rei de Nínive; ele se levantou do seu trono, se despiu do seu manto e,
3.6
Et 4.1-4
Jr 6.26
Ez 27.30-31
Dn 9.3
cobrindo-se de saco, se assentou sobre a cinza. 7Ele fez
3.7
Jn 3.5
2Cr 20.3
Ed 8.21
apregoar e publicou em Nínive pelo decreto do rei e dos seus nobres o que se segue: Não provem coisa alguma nem homens, nem animais, nem bois, nem ovelhas; não comam, nem bebam água; 8mas sejam cobertos de saco, tanto homens como animais,
3.8
Jn 1.6,14
Sl 130.1
e clamem fortemente a Deus; sim,
3.8
Is 1.16-19
55.6-7
Jr 18.11
convertam-se cada um do seu mau caminho e da violência que se acha nas suas mãos. 9
3.9
2Sm 12.22
Jl 2.14
Quem sabe se voltará Deus, e se arrependerá, e se apartará do furor da sua ira, para que não pereçamos? 10Viu Deus o que fizeram, como
3.10
1Rs 21.27-29
Jr 31.18
se converteram de seu mau caminho;
3.10
Êx 32.14
Jr 18.8
Am 7.3,6
Deus arrependeu-se do mal que tinha dito lhes faria e não o fez.

4

A queixa de Jonas e a lição do palma-christi

41Mas isso desagradou extremamente a Jonas, e ele ficou

4.1
Jn 4.4,9
Mt 20.15
Lc 15.28
irado. 2
4.2
Jr 20.7
Orou a Jeová e disse: Ah! Jeová, não foi esta a minha palavra, estando eu ainda no meu país? Por isso é que me apressei
4.2
Jn 1.3
a fugir para Társis, pois eu sabia que tu és um
4.2
Êx 34.6
Nm 14.18
Sl 86.5,15
Jl 2.13
Mq 7.18
Deus clemente e misericordioso, tardio em irar-se e de grande beneficência e que te arrependes do mal. 3Agora, Jeová,
4.3
Jn 4.8
1Rs 19.4
Jó 6.8-9
tira-me a vida, pois
4.3
Jó 7.15-16
Ec 7.1
melhor me é morrer do que viver. 4Respondeu Jeová:
4.4
Jn 4.9
Mt 20.11,15
Fica-te bem a tua ira? 5Então, Jonas saiu da cidade e
4.5
1Rs 19.9,13
se assentou ao oriente dela; ali, fez para si uma barraca e, debaixo dela, sentou-se à sombra, até ver o que houvesse de suceder à cidade.

6

4.6
Jn 1.17
Deus Jeová preparou um palma-christi e fê-lo subir por cima de Jonas, para que lhe desse sombra sobre a cabeça, a fim de o livrar do seu mau estado. Jonas, pois, ficou em
4.6
Am 6.13
extremo contente por causa do palma-christi. 7Deus, porém, preparou um bicho ao romper da alva no dia seguinte, e o bicho feriu o palma-christi, de sorte que
4.7
Jl 1.12
se secou. 8Ao nascer do sol, preparou Deus um
4.8
Ez 19.12
Os 13.15
vento calmoso do oriente; o
4.8
Sl 121.6
Is 49.10
sol deu na cabeça de Jonas, de maneira que desmaiou; pediu para si a
4.8
Jn 4.3
morte e disse: Melhor me é morrer do que viver. 9Deus perguntou a Jonas:
4.9
Jn 4.4
Fica-te bem a tua ira por causa do palma-christi? Respondeu ele: Tenho razão de me irar até a morte. 10Jeová disse: Tu tiveste compaixão do palma-christi, pela qual não trabalhaste, nem fizeste crescer; que nasceu numa noite e numa noite pereceu. 11Não hei de eu
4.11
Jn 3.10
ter compaixão da
4.11
Jn 3.3
grande cidade de
4.11
Jn 1.2
3.2-3
Nínive, em que há mais de cento e vinte mil pessoas que
4.11
Dt 1.39
Is 7.16
não sabem discernir entre a sua mão direita e a sua esquerda, e também muito
4.11
Sl 36.6
gado?