Tradução Brasileira (2010) (TB)
12

Jeremias queixa-se

121

12.1
Jr 11.20
Ed 9.15
Sl 129.4
Justo és tu, Jeová, quando eu pleitear contigo; contudo,
12.1
Jó 13.3
pleitearei a causa contigo. Por que prospera
12.1
Jr 5.27-28
Hc 1.4
Ml 3.15
o caminho dos iníquos? Por que vivem em paz todos os que
12.1
Jr 3.7,20
5.11
procedem aleivosamente? 2
12.2
Jr 12.17
45.4
Ez 17.5-10
Plantaste-os, e lançaram raízes; medraram, dão fruto;
12.2
Jr 3.10
Is 29.13
Ez 33.31
Tt 1.16
perto estás na boca deles, mas longe dos seus rins. 3Porém tu, Jeová,
12.3
Sl 139.1-4
me conheces; tu me vês e
12.3
Jr 11.20
Sl 7.9
11.5
provas o meu coração para contigo.
12.3
Jr 17.18
18.21-23
50.27
Arranca-os como ovelhas destinadas para o matadouro e prepara-os para o dia da matança. 4Até quando lamentará
12.4
Jr 4.28
9.10
23.10
a terra, e murchará
12.4
Jl 1.10-17
a erva do campo todo? Por causa da maldade dos que nela habitam, consumidos foram os
12.4
Os 4.3
Hc 3.17
animais e as
12.4
Jr 4.25
aves, porque disseram: Ele não verá o nosso
12.4
Jr 5.31
Ez 7.2
fim.

Resposta de Jeová

5Se, correndo com os que iam a pé, te fizeram cansar, então, como podes

12.5
Jr 26.8
36.26
38.4-6
competir com os cavalos? Embora numa terra de paz estejas seguro, como hás de fazer na
12.5
Jr 49.19
50.44
soberba do Jordão? 6Pois até teus
12.6
Jr 9.4-5
Gn 37.4-11
Jó 6.15
Sl 69.8
irmãos, e a casa de teu pai, até esses mesmos se houveram aleivosamente contigo; até esses clamaram após ti a grandes vozes. Não te fies deles, ainda que te dirijam
12.6
Sl 12.2
Pv 26.25
boas palavras.

O país é devastado. Profecia contra os seus devastadores

7

12.7
Jr 7.29
23.39
Is 2.6
Deixei a minha casa, abandonei a minha herança; entreguei a
12.7
Jr 12.15
Lm 2.1
Os 11.1-8
amada da minha alma às mãos dos seus inimigos. 8A minha herança tornou-se-me como leão no bosque;
12.8
Is 59.13
levantou a voz contra mim; por isso,
12.8
Os 9.15
Am 6.8
eu a aborreço. 9Acaso, é para mim a minha herança como uma ave de rapina de várias cores? Acaso,
12.9
2Rs 24.2
Ez 23.22-25
as aves de rapina se voltam contra ela de todos os lados? Ide, ajuntai todos os
12.9
Jr 7.33
15.3
34.20
Is 56.9
animais do campo, trazei-os para a devorarem. 10Muitos pastores
12.10
Jr 23.1
destruíram a minha
12.10
Sl 80.8-16
Is 5.1-7
vinha,
12.10
Is 63.18
calcaram aos pés a minha porção, fizeram da minha
12.10
Jr 3.19
Lm 1.10
aprazível porção um ermo desolado. 11Tornaram-na em desolação; ela, assolada,
12.11
Jr 12.4
Jr 14.2
23.10
pranteia ao meu pesar.
12.11
Jr 4.20,27
25.11
Toda a terra está devastada, porque ninguém
12.11
Is 42.25
toma isso a peito. 12Sobre todos os
12.12
Jr 3.2,21
altos escalvados do deserto são vindos despojadores, porque
12.12
Jr 47.6
Is 34.6
Am 9.4
a espada de Jeová devora desde uma até outra extremidade da terra;
12.12
Jr 16.5
30.5
não há paz para nenhuma carne. 13
12.13
Lv 26.16
Dt 28.38
Mq 6.15
Ag 1.6
Semearam trigo, mas ceifaram espinhos;
12.13
Jr 9.5
Is 55.2
cansaram-se, mas não recebem proveito algum. Envergonhados sereis dos vossos
12.13
Jr 17.10
frutos por causa do
12.13
Jr 4.26
25.37-38
ardor da ira de Jeová.

14Assim diz Jeová acerca de todos os meus

12.14
Jr 49.1,7
Sf 2.8-10
maus vizinhos, que
12.14
Jr 2.3
50.11-12
Zc 2.8
tocam a herança que fiz herdar o meu povo de Israel: Eis que os
12.14
Dt 30.3
Sl 106.47
Is 11.11-16
arrancarei a eles da sua terra e arrancarei a casa de Judá do meio deles. 15Depois de os ter eu arrancado,
12.15
Jr 48.47
49.6,39
tornarei e me compadecerei deles; fá-los-ei voltar, cada um para a sua herança e cada um para a sua terra. 16Se
12.16
Is 42.6
49.6
aprenderem diligentemente os caminhos do meu povo,
12.16
Jr 4.2
jurando pelo meu nome… Pela vida de Jeová, assim como ensinaram o meu povo a
12.16
Jr 5.7
Js 23.7
jurar por Baal; serão
12.16
Jr 3.17
4.2
16.19
edificados no meio do meu povo. 17Porém, se não ouvirem,
12.17
Sl 2.8-12
Is 60.12
arrancarei essa nação, arrancando-a e destruindo-a, diz Jeová.

13

O cativeiro é representado pelo símbolo dum cinto de linho

131Assim me disse Jeová: Vai,

13.1
Jr 13.11
Jr 19.1
27.2
Ez 4.1
compra-te um cinto de linho e põe-no sobre os teus lombos, porém não o metas na água. 2Comprei, pois, um cinto
13.2
Is 20.2
Ez 2.8
conforme a palavra de Jeová e o pus sobre os meus lombos. 3Pela segunda vez, veio-me a palavra de Jeová, dizendo: 4Toma o cinto que compraste, o qual está sobre os teus lombos; levanta-te, vai ao
13.4
Jr 51.63
Eufrates e esconde-o ali na fenda duma pedra. 5Fui, pois, e escondi-o junto ao Eufrates,
13.5
Êx 39.42-43
40.16
como Jeová me ordenou. 6Passados muitos dias, disse-me Jeová: Levanta-te, vai ao Eufrates e toma dali o cinto que te ordenei que o escondesses ali. 7Então, fui ao Eufrates, cavei e tomei o cinto do lugar em que o havia escondido; eis que já tinha apodrecido o cinto e para nada prestava.

8Então, me veio a palavra de Jeová, dizendo: 9Assim diz Jeová: Deste mesmo modo, farei apodrecer

13.9
Jr 13.15-17
Lv 26.19
Is 2.10-17
23.9
Sf 3.11
a soberba de Judá e muita soberba de Jerusalém. 10Este povo mau,
13.10
Jr 11.8,10
Nm 14.11
2Cr 36.15-16
que recusa ouvir as minhas palavras, que anda na obstinação do seu coração e já se foi após outros deuses para os servir e para os adorar, será tal qual este cinto, que para nada presta. 11Pois assim como se une o cinto aos lombos dum homem, assim fiz
13.11
Êx 19.5-6
Dt 32.10-11
unir-se a mim toda a casa de Israel e toda a casa de Judá, diz Jeová, para que me fossem
13.11
Jr 7.23
por povo, e
13.11
Jr 32.20
por nome,
13.11
Jr 33.9
Is 43.21
e por louvor, e por glória. Porém
13.11
Jr 7.13,24,26
Sl 81.11
não quiseram ouvir.

O símbolo da vasilha cheia

12Portanto, lhes dirás esta palavra: Assim diz Jeová, Deus de Israel: Toda a vasilha se encherá de vinho; e responder-te-ão: Acaso, não sabemos que toda vasilha se encherá de vinho? 13Então, lhes dirás: Assim diz Jeová: Eis que vou encher de

13.13
Jr 25.27
51.57
Sl 60.3
75.8
embriaguez a todos os habitantes desta terra, isto é, aos reis que se assentam sobre o trono de Davi, e aos sacerdotes, e aos profetas, e a todos os habitantes de Jerusalém. 14
13.14
Jr 19.9-11
Is 9.20-21
Atirá-los-ei uns contra outros,
13.14
Jr 6.21
Ez 5.10
os pais bem como os filhos, diz Jeová;
13.14
Jr 16.5
21.7
Dt 29.20
Is 27.11
não perdoarei, nem pouparei, nem serei movido de compaixão, nada me impedirá de os destruir.

15Ouvi e dai ouvidos; não vos

13.15
Pv 16.5
Is 28.14-22
ensoberbeçais; porque Jeová falou. 16
13.16
Sl 96.8
Dai glória a Jeová, vosso Deus, antes que ele
13.16
Is 5.30
59.9
Am 5.18
faça vir as trevas, e antes que tropecem
13.16
Jr 23.12
Pv 4.19
os vossos pés nos montes tenebrosos, antes que mude a luz
13.16
Jr 2.6
Sl 107.10,14
em sombra de morte, e a converta em escuridão, estando vós esperando por ela. 17Mas,
13.17
Ml 2.2
se o não ouvirdes,
13.17
Jr 9.1
14.17
Sl 119.136
Lc 19.41-42
chorará em segredo a minha alma por causa da vossa soberba; os meus olhos chorarão amargamente e se desfarão em lágrimas, porque
13.17
Jr 23.1-2
Sl 80.1
o rebanho de Jeová será levado cativo.

18Dize ao

13.18
Jr 22.26
2Rs 24.12,15
rei e à rainha-mãe:
13.18
2Cr 33.12,19
Humilhai-vos, sentai-vos no chão, porque da vossa cabeça já caiu
13.18
Êx 39.28
Is 3.20
Ez 24.17,23
44.18
a coroa da vossa glória. 19Fechadas estão
13.19
Jr 32.44
as cidades do Neguebe, e não há quem as abra;
13.19
Jr 20.4
52.27-30
Judá, todo ele, é levado cativo, inteiramente cativo.

Ameaças de cativeiro

20Levantai os vossos olhos e vede os que

13.20
Jr 1.15
6.22
Hc 1.6
vêm do Norte; onde está o
13.20
Jr 13.17
Jr 23.2
rebanho que te foi confiado, o teu lindo rebanho? 21
13.21
Jr 5.31
Que dirás, quando ele puser por cabeça sobre ti os que ensinaste a serem
13.21
Jr 2.25
38.22
teus amigos? Não te tomarão
13.21
Jr 4.31
Is 13.8
as dores, como as duma mulher que está de parto? 22Se
13.22
Dt 7.17
disseres no teu coração:
13.22
Jr 5.19
16.10
Por que me sobrevieram essas coisas? Pela
13.22
Jr 2.17-19
9.2-9
grandeza da tua iniquidade foram descobertas as tuas fraldas, e fez-se violência aos teus calcanhares. 23
13.23
Pv 27.22
Is 1.5
Mt 19.24
Acaso, pode o etíope mudar a sua pele ou o leopardo, as suas malhas? Então, podereis também vós
13.23
Jr 4.22
9.5
fazer o bem, os quais sois acostumados a fazer o mal. 24Por isso, os
13.24
Jr 9.16
Lv 26.33
Ez 5.2,12
espalharei como o restolho que passa arrebatado pelo
13.24
Jr 4.11
18.17
vento do deserto. 25Esta é a tua
13.25
Sl 11.6
Mt 24.51
sorte, a porção
13.25
Jr 2.32
3.21
Sl 9.17
106.21-22
que te é medida por mim, diz Jeová, porque te esqueceste de mim e confiaste na mentira. 26Portanto, também
13.26
Lm 1.8
eu levantarei as tuas fraldas sobre o teu rosto, e aparecerá a tua vergonha. 27Tenho visto as tuas abominações sobre os
13.27
Jr 2.20
outeiros no campo, a saber, os
13.27
Jr 5.7-8
teus adultérios, os teus rinchos, e
13.27
Jr 11.15
a luxúria da tua prostituição. Ai de ti, Jerusalém!
13.27
Pv 1.22
Os 8.5
Quanto tempo haverá ainda, antes que
13.27
Jr 4.14
Ez 24.13
te purifiques?

14

Jeremias intercede pelo povo

141A palavra de Jeová que veio a Jeremias a respeito da

14.1
Jr 17.8
seca.

2

14.2
Jr 4.28
Is 3.26
Jl 1.10
Pranteia Judá, e desfalecem as suas portas, sentam-se de
14.2
Jr 8.21
luto no chão, e já subiu
14.2
Jr 11.11
46.12
Zc 7.13
o clamor de Jerusalém. 3Os seus nobres
14.3
1Rs 18.5
enviam os seus inferiores procurar água. Estes vão aos
14.3
Jr 2.13
2Rs 18.31
poços e não acham água; voltam com os seus cântaros vazios, ficam
14.3
Jó 6.20
Sl 40.14
envergonhados e confundidos e
14.3
2Sm 15.30
cobrem as suas cabeças. 4Por não ter
14.4
Jr 3.3
caído chuva
14.4
Jl 1.19-20
sobre a terra, esta se fende, e, por esse motivo,
14.4
Jl 1.11
ficam envergonhados os lavradores e
14.4
Jr 14.3
cobrem as suas cabeças. 5Até a veada no campo pare e abandona a sua cria, porque não há
14.5
Is 15.6
relva. 6
14.6
Jr 2.24
Jó 39.5-6
Os asnos selvagens põem-se nos altos escalvados e, ofegantes, sorvem o ar como chacais; desfalecem os seus olhos, porque
14.6
Jl 1.18
não há erva.

7Ainda que

14.7
Is 59.12
Os 5.5
as nossas iniquidades dão testemunho contra nós, opera tu, ó Jeová,
14.7
Jr 14.21
por amor do teu nome, porque muitas são
14.7
Jr 5.6
8.5
as nossas apostasias; contra ti
14.7
Jr 14.20
Jr 3.25
8.14
temos pecado. 8
14.8
Jr 17.13
Ó Esperança de Israel,
14.8
Is 43.3
63.8
Salvador seu
14.8
Sl 9.9
50.15
no tempo de aperto, porque serias tu como peregrino na terra e como um viandante que se desvia para passar a noite? 9Por que serias como homem surpreendido, como um valente
14.9
Nm 11.23
Is 50.2
que não pode salvar? Contudo,
14.9
Jr 8.19
Sl 46.5
tu, Jeová, estás no meio de nós, e somos
14.9
Jr 15.16
Is 63.19
chamados do teu nome; não nos desampares.

Jeová declara ser inútil a intercessão

10Assim diz Jeová a respeito deste povo:

14.10
Jr 2.25
3.13
Gostam de andar errantes,
14.10
Sl 119.101
não retêm os seus pés. Por isso, Jeová
14.10
Jr 6.20
Am 5.22
não os aceita; agora,
14.10
Jr 44.21-23
Os 8.13
se lembrará da iniquidade deles, e visitará os seus pecados. 11Disse-me mais Jeová:
14.11
Jr 7.16
11.14
Êx 32.10
Não ores por este povo para o bem seu. 12Quando jejuarem,
14.12
Jr 11.11
Is 1.15
não ouvirei o seu clamor; quando oferecerem
14.12
Jr 6.20
7.21
holocaustos e oblações, não os aceitarei; porém os
14.12
Jr 8.13
consumirei
14.12
Jr 21.9
pela espada, e pela fome, e pela peste.

13Disse eu: Ah! Senhor Jeová! Eis que os profetas lhes dizem:

14.13
Jr 5.12
23.17
Não vereis espada, nem tereis fome; mas vos darei
14.13
Jr 6.14
8.11
verdadeira paz neste lugar. 14Disse-me Jeová:
14.14
Jr 5.31
23.25
Os profetas profetizam mentiras em meu nome.
14.14
Jr 23.21,32
27.15
Não os enviei, nem lhes dei ordem, nem lhes falei; eles vos profetizam
14.14
Jr 23.16,26
27.9-10
Ez 12.24
uma visão mentirosa, e adivinhação, e vaidade, e o engano do seu coração. 15Portanto, assim diz Jeová acerca dos profetas que profetizam em meu nome, acerca desses profetas que eu não enviei e que contudo
14.15
Jr 5.12
dizem: Não haverá espada nem fome nesta terra. Esses profetas hão de ser consumidos
14.15
Ez 14.10
à espada e à fome. 16
14.16
Jr 6.11
Is 9.16
Mt 15.14
O povo a quem eles profetizam
14.16
Jr 7.33
15.2-3
Sl 79.2-3
será lançado nas ruas de Jerusalém por causa da fome e da espada; e não haverá
14.16
Jr 8.1-2
quem os sepulte a eles, a suas mulheres, a seus filhos e a suas filhas, porque
14.16
Jr 13.22-25
Pv 1.31
derramarei sobre eles a sua maldade. 17Dir-lhes-ás esta palavra:
14.17
Jr 9.1
13.17
Derramem os meus olhos lágrimas de noite e de dia e não cessem de chorar, porque a virgem,
14.17
Jr 8.21
Is 37.22
Lm 1.15
2.13
filha do meu povo, sofreu uma grande brecha e foi
14.17
Jr 10.19
30.14-15
mui gravemente ferida. 18Se eu
14.18
Jr 6.25
Lm 1.20
Ez 7.15
sair ao campo, eis os mortos à espada! Se eu entrar na cidade, eis os enfermos de fome! Porque
14.18
Jr 6.13
8.10
tanto o profeta como o sacerdote vão rodeando a terra
14.18
Jr 2.8
5.5
e não têm conhecimento.

19Porventura, já, de todo,

14.19
Jr 6.30
7.29
12.7
rejeitaste a Judá? Acaso, aborreceu a tua alma a Sião? Porque nos tens ferido, sem que haja para nós
14.19
Jr 30.13
cura alguma?
14.19
Jr 8.15
Jó 30.26
1Ts 5.3
Aguardamos a paz, porém não chegou bem algum; e o tempo da cura, e eis o pavor! 20
14.20
Jr 3.25
Ne 9.2
Sl 32.5
Reconhecemos, Jeová, a nossa maldade e a iniquidade de nossos pais, porque contra ti
14.20
Jr 14.7
Jr 8.14
havemos pecado. 21
14.21
Jr 14.7
Sl 25.11
Por amor do teu nome, não nos aborreças; não tragas opróbrio
14.21
Jr 3.17
17.12
sobre o trono da tua glória. Lembra-te, não anules a tua aliança conosco. 22Acaso, entre as
14.22
Jr 10.3
Is 41.29
vaidades das gentes, há quem possa
14.22
Jr 5.24
1Rs 17.1
fazer vir a chuva? Ou podem os céus dar chuvas?
14.22
Is 41.4
43.10
Não és tu, Jeová, nosso Deus, o que fazes isso? Portanto, por ti
14.22
Lm 3.26
esperaremos. Pois tu tens feito todas essas coisas.