Tradução Brasileira (2010) (TB)
58

Observação devida e indevida do jejum

581

58.1
Is 40.6,8
Clama em alta voz, não cesses, levanta como trombeta a tua voz e anuncia ao meu povo a sua
58.1
Is 43.27
48.8
50.1
59.12
transgressão e à casa de Jacó, os seus pecados. 2Contudo,
58.2
Is 1.11
Tt 1.16
me buscam cada dia e têm prazer em conhecerem os meus caminhos; como uma nação que praticou
58.2
Is 48.1
Jr 7.9-10
a justiça
58.2
Is 1.4,28
59.13
e não abandonou o juízo do seu Deus, pedem-me juízos retos, têm prazer
58.2
Is 29.13
57.3
Sl 119.150
Tg 4.8
em se chegarem a Deus. 3Por que temos nós
58.3
Ml 3.14
Lc 18.12
jejuado, dizem eles, e tu não atentas? Por que temos afligido as nossas almas, e tu não o sabes? Eis que,
58.3
Is 22.12-13
Zc 7.5-6
no dia do vosso jejum, prosseguis as vossas empresas e exigis que se façam todos os vossos trabalhos. 4Eis que jejuais para
58.4
Is 3.14-15
59.6
contendas e rixas e para ferirdes com punho iníquo; não jejuais hoje, de maneira que
58.4
Is 1.15
59.2
Jl 2.12-14
a vossa voz se faça ouvir no alto. 5Acaso, pode tal jejum ser o que escolhi? O dia em que o homem humilha a sua alma? Consiste, porventura, em inclinar o homem a cabeça como junco e em estender debaixo de si
58.5
1Rs 21.27
saco e cinza? Porventura chamará a isso jejum e
58.5
Is 49.8
61.2
dia aceitável a Jeová? 6Acaso, não é este o jejum que escolhi —
58.6
Ne 5.10-12
Jr 34.8
romper as ligaduras da iniquidade, desatar as ligaduras do jugo,
58.6
Is 1.17
deixar ir livres os oprimidos e
58.6
Is 58.9
quebrar todo o jugo? 7Acaso, não consiste ele em
58.7
Is 58.10
Jó 31.19-20
Ez 18.7,16
repartires o teu pão com o faminto
58.7
Is 16.3-4
Hb 13.2
e recolheres em casa os pobres desamparados? Em cobrires o
58.7
Mt 25.35
Lc 3.11
nu quando o vires e
58.7
Dt 22.1-4
Lc 10.31-32
não te esconderes da tua carne? 8Então, romperá a tua luz
58.8
Is 58.10
como a aurora, e depressa nascerá
58.8
Is 30.26
33.24
Jr 30.17
33.6
a tua cura; a tua
58.8
Is 62.1
Sl 85.13
justiça irá diante de ti; a glória de
58.8
Is 52.12
Êx 14.19
Jeová será a tua retaguarda. 9Então,
58.9
Is 55.6
65.24
Sl 50.15
clamarás, e Jeová responderá; chamarás, e ele dirá: Eis-me aqui.

58.9
Is 58.6
Se tirares do meio de ti o jugo, o
58.9
Pv 6.13
estender do dedo e o
58.9
Is 59.13
Sl 12.2
falar iniquamente; 10
58.10
Is 58.7
Dt 15.7
se abrires a tua alma ao faminto e fartares a alma aflita; então, nascerá
58.10
Is 58.8
42.16
Jó 11.17
Sl 37.6
a tua luz nas trevas, e a tua escuridão tornar-se-á como o meio-dia. 11
58.11
Is 49.10
57.18
Jeová te guiará continuamente,
58.11
Is 41.17
Sl 107.9
fartará a tua alma mesmo em lugares áridos
58.11
Is 66.14
e fortificará os teus ossos; serás como um
58.11
Is 27.3
Ct 4.15
Jr 31.12
jardim regado e como um
58.11
Jo 4.14
7.38
manancial de águas cujas águas não falham. 12Os que de ti procederem
58.12
Is 49.8
61.4
Ez 36.10
edificarão as antigas ruínas;
58.12
Is 44.28
levantarás os fundamentos de muitas gerações e serás chamado reparador
58.12
Is 30.13
Am 9.11
da brecha, restaurador de veredas para que o país se torne habitável.

13

58.13
Is 56.2,4,6
Êx 31.16-17
35.2-3
Jr 17.21-27
Se apartares do sábado o teu pé e não prosseguires as tuas empresas no meu santo dia, se ao sábado chamares
58.13
Sl 27.4
42.4
84.2,10
deleitoso, santificado por Jeová e digno de honra; se o honrares, não seguindo
58.13
Is 55.8
os teus caminhos, nem te ocupando nas tuas empresas, nem
58.13
Is 59.13
falando as tuas palavras, 14então,
58.14
Is 61.10
te deleitarás em Jeová. Eu te farei cavalgar sobre as
58.14
Is 33.16
Dt 32.13
Hc 3.19
alturas da terra e
58.14
Is 1.19
te alimentarei com a herança de teu pai Jacó, porque
58.14
Is 1.20
40.5
a boca de Jeová falou.

59

Confissão da maldade nacional

591Eis que

59.1
Is 50.2
Nm 11.23
Jr 32.17
a mão de Jeová não é tão curta, que não possa salvar,
59.1
Is 58.9
65.24
Ez 8.18
nem o seu ouvido tão pesado, que não possa ouvir; 2mas as vossas
59.2
Is 1.15
50.1
iniquidades são as que fizeram uma separação entre vós e o vosso Deus, e os vossos pecados fizeram-lhe esconder de vós o seu rosto, de sorte que
59.2
Is 58.4
não vos ouça. 3Pois as vossas
59.3
Is 1.15,21
Jr 2.30,34
Ez 7.23
Os 4.2
mãos estão manchadas de sangue, e os vossos dedos, de iniquidade; os vossos lábios falam
59.3
Is 59.13
28.15
30.9
mentiras, a vossa língua profere a iniquidade. 4
59.4
Is 59.14
5.7
Não há ninguém que invoque a justiça com retidão,
59.4
Is 59.14-15
nem há quem pleiteie com verdade;
59.4
Is 30.12
Jr 7.4,8
confiam na vaidade e falam mentiras;
59.4
Is 33.11
Jó 15.35
Sl 7.14
concebem o mal e dão à luz iniquidade. 5
59.5
Is 14.29
Chocam ovos de basiliscos e
59.5
Jó 8.14
tecem teias de aranha; o que comer dos ovos deles morrerá, e, se um dos ovos for pisado, sairá uma víbora. 6As suas teias não servirão para vestidos, nem os homens
59.6
Is 28.20
se cobrirão das obras deles;
59.6
Is 57.12
Jr 6.7
as suas obras são obras de iniquidade, e
59.6
Is 58.4
Ez 7.11
atos de violência estão nas suas mãos. 7
59.7
Pv 1.16
6.17
Rm 3.15-17
Os seus pés correm para o mal e se apressam para derramar o sangue inocente;
59.7
Is 65.2
66.18
Mc 7.21-22
os seus pensamentos são pensamentos de iniquidade; a desolação e a destruição acham-se nas suas veredas. 8
59.8
Lc 1.79
O caminho da paz, eles não o conhecem;
59.8
Is 59.9,11
Os 4.1
e não há juízo nos seus passos; fizeram para si veredas tortas;
59.8
Is 57.20-21
todo o que anda por elas não conhece a paz.

9Por isso, está longe de nós

59.9
Is 59.14
o juízo, e não nos alcança a justiça;
59.9
Is 5.30
8.21-22
esperamos pela luz, mas eis as trevas; pelos raios de luz, mas andamos na escuridão. 10Como cegos,
59.10
Is 6.9-10
56.10
Dt 28.29
Jó 5.14
Jo 11.9-10
apalpamos as pedras e, como homens sem olhos, andamos apalpando;
59.10
Is 8.14-15
28.13
tropeçamos ao meio-dia como no crepúsculo e nos achamos
59.10
Lm 3.6
como os mortos entre os que são cheios de vida. 11Todos nós bramamos como ursos e andamos
59.11
Is 38.14
Ez 7.16
gemendo como pombas; esperamos o
59.11
Is 59.9,14
juízo, e não o há; a salvação, e ela fica longe de nós. 12Pois
59.12
Is 58.1
Ed 9.6
as nossas transgressões se multiplicam diante de ti, e os
59.12
Is 3.9
Jr 14.7
Os 5.5
nossos pecados dão testemunho contra nós; as nossas transgressões estão conosco, e, quanto às nossas iniquidades, nós as conhecemos. 13Transgredimos,
59.13
Js 24.27
Pv 30.9
Mt 10.33
Tt 1.16
negamos a Jeová e nos desviamos de seguir após o nosso Deus; falamos a
59.13
Is 5.7
30.12
Jr 9.3-4
opressão e a rebelião, concebemos e
59.13
Is 59.3-4
Mc 7.21-22
proferimos do coração palavras de falsidade. 14
59.14
Is 1.21
5.7
O juízo já se tornou para trás, e
59.14
Is 46.12
Hc 1.4
a justiça põe-se de longe, porque na praça caiu por terra
59.14
Is 48.1
a verdade, e não pode entrar a equidade. 15A verdade foi posta em esquecimento, e quem se desvia do mal
59.15
Is 5.23
10.2
29.21
32.7
expõe-se a ser despojado.

Jeová o viu, e desagradou-lhe

59.15
Is 1.21-23
o não haver juízo. 16Viu que
59.16
Is 41.28
63.5
não havia varão e maravilhou-se por não haver
59.16
Is 64.7
Ez 22.30
quem intercedesse; por isso, o seu
59.16
Is 52.10
63.5
Sl 98.1
próprio braço lhe trouxe a salvação, e a sua própria justiça o susteve. 17Vestiu-se de
59.17
Ef 6.14
justiça como de uma couraça e pôs na cabeça o capacete da salvação; por vestidura, pôs sobre si
59.17
Is 63.2-3
vestidos de vingança e cobriu-se de
59.17
Is 9.7
37.32
Zc 1.14
zelo como de um manto. 18
59.18
Is 65.6-7
66.6
Jó 34.11
Jr 17.10
Segundo as obras deles, assim retribuirá com furor aos seus adversários e, com recompensa, aos seus inimigos; ele retribuirá recompensa às ilhas. 19Assim,
59.19
Is 11.9
66.18
temerão o nome de Jeová desde
59.19
Is 45.6
49.12
o poente e a sua glória, desde
59.19
Is 24.15
Sl 113.3
o nascente do sol, porque
59.19
Is 30.28
66.12
virá como uma corrente impetuosa, que o assopro de Jeová impele. 20Virá um
59.20
Rm 11.26-27
Redentor a Sião e aos que em Jacó se
59.20
Ez 18.30-31
At 2.38-39
desviam de transgressão, diz Jeová. 21Quanto a mim, esta é a minha
59.21
Jr 31.31-34
aliança com ele, diz Jeová: o meu
59.21
Is 11.2
32.15
44.3
Espírito, que está sobre ti, e as minhas
59.21
Is 44.26
55.11
palavras, que pus na tua boca,
59.21
Is 54.10
Jr 32.40
não se apartarão da tua boca, nem da boca da tua posteridade, nem da boca da posteridade da tua posteridade, diz Jeová, desde agora e para todo o sempre.

60

Jerusalém é restituída à sua glória

601

60.1
Is 52.2
Levanta-te, resplandece, porque é chegada
60.1
Is 60.19-20
a tua luz, e é nascida sobre ti a
60.1
Is 24.23
35.2
58.8
glória de Jeová. 2Pois eis que
60.2
Is 58.10
Jr 13.16
Cl 1.13
as trevas cobrirão a terra, e a escuridão, os povos; sobre ti, porém, nascerá Jeová, sobre ti se verá
60.2
Is 4.5
a sua glória. 3
60.3
Is 2.3
45.14,22-25
49.23
As nações se encaminharão para a tua luz, e
60.3
Is 60.11
os reis, para o resplendor da tua aurora.

4

60.4
Is 11.12
49.18
Levanta em roda os teus olhos e vê; todos estes se ajuntam,
60.4
Is 49.20-22
eles vêm ter contigo; teus filhos virão de longe, e tuas
60.4
Is 43.6
49.22
filhas serão levadas nos braços. 5Então, verás e estarás
60.5
Sl 34.5
radiante; o teu coração palpitará e se dilatará, porque a
60.5
Is 23.18
24.14
abundância do mar se tornará a ti,
60.5
Is 61.6
as riquezas das nações virão a ti. 6A multidão de camelos te cobrirá, os dromedários de
60.6
Gn 25.4
Midiã e de Efá; todos virão de
60.6
Gn 25.3
Sl 72.10
Sabá, trarão
60.6
Is 60.9
43.23
ouro e incenso e
60.6
Is 42.10
publicarão os louvores de Jeová. 7Todos os rebanhos de
60.7
Gn 25.13
Quedar se ajuntarão em ti, os carneiros de Nebaiote te servirão; serão aceitos ao serem oferecidos sobre o
60.7
Is 19.19
56.7
meu altar, e
60.7
Is 60.13
Ag 2.7,9
glorificarei a casa da minha glória. 8
60.8
Is 49.21
Quem são estes que vêm voando como as nuvens e como as pombas para as suas janelas? 9Certamente,
60.9
Is 11.11
24.15
42.4,10,12
49.1
51.5
66.19
as ilhas me esperarão, e
60.9
Is 2.16
Sl 48.7
as naus de Társis virão primeiro
60.9
Is 14.2
43.6
49.22
Gl 3.26
para trazerem de longe teus filhos e, com eles, a sua prata e o seu ouro para o nome de Jeová, teu Deus, e para o Santo de Israel, porque ele
60.9
Is 55.5
te glorificou.

10

60.10
Is 14.2
61.5
Zc 6.15
Estrangeiros edificarão os teus muros, e os seus
60.10
Is 49.23
reis te servirão, porque, na minha
60.10
Is 54.8
ira, te feri, mas, no meu furor, tive compaixão de ti. 11As tuas
60.11
Is 60.18
26.2
62.10
portas também, de contínuo, estarão abertas; não serão fechadas nem de dia nem de noite,
60.11
Is 60.5
para que te sejam trazidas as riquezas das nações e conduzidos com elas
60.11
Is 24.21
Sl 149.8
os seus reis. 12Pois a
60.12
Is 14.2
Zc 14.17
nação e o reino que não te servirem perecerão; as tuas nações serão de todo assoladas. 13
60.13
Is 35.2
A glória do Líbano virá a ti,
60.13
Is 41.19
o cipreste, o olmeiro e o buxo juntamente, para adornar o
60.13
1Cr 28.2
Sl 99.5
132.7
lugar do meu santuário, e farei glorioso o lugar dos meus pés. 14Virão a ti, inclinando-se,
60.14
Is 14.1-2
45.14,23
49.23
os filhos dos que te oprimiram; e prostrar-se-ão diante das plantas dos teus pés todos os que te desprezaram e chamar-te-ão
60.14
Is 1.26
a Cidade de Jeová,
60.14
Hb 12.22
Sião do Santo de Israel.

15Em lugar de seres

60.15
Is 1.7-9
6.11-13
Jr 30.17
abandonada e
60.15
Is 66.5
aborrecida, sem que
60.15
Is 33.8-9
ninguém por ti passe, far-te-ei
60.15
Is 4.2
65.18
uma excelência perpétua, delícias de muitas gerações. 16
60.16
Is 49.23
66.11
Mamarás o leite das nações e mamarás o peito dos reis; saberás que eu Jeová sou o teu
60.16
Is 19.20
43.3,11
45.15,21
63.8
Salvador e o teu
60.16
Is 59.20
63.16
Redentor, o Poderoso de Jacó. 17Em lugar de cobre, trarei ouro; em lugar de ferro, trarei prata; e, por madeira, cobre; e, por pedra, ferro; e farei paz os teus
60.17
Is 1.26
32.1
oficiais e justiça, os teus magistrados. 18Não se ouvirá mais falar de
60.18
Is 54.14
violência na tua terra, de
60.18
Is 51.19
desolação e de destruição nos teus termos, mas chamarás aos teus
60.18
Is 26.1
muros Salvação e
60.18
Is 60.11
às tuas portas, Louvor. 19Não te servirá mais
60.19
Ap 21.23
22.5
o sol para luz de dia, nem com o seu resplendor te alumiará a lua; mas
60.19
Is 2.5
9.2
Jeová te servirá de luz perpétua, e
60.19
Is 41.16
45.25
Zc 2.5
o teu Deus será a tua glória. 20Não se porá mais
60.20
Is 30.26
o sol, nem a tua lua se retirará, porque Jeová será a tua luz perpétua, e acabados serão os dias
60.20
Is 35.10
65.19
Ap 21.4
do teu pranto. 21O teu
60.21
Is 45.24-25
52.1
povo também, todos serão justos, eles
60.21
Is 57.13
61.7
Sl 37.11,22
herdarão a terra para sempre — renovos da minha plantação,
60.21
Is 19.25
26.12
29.23
45.11
64.8
obras das minhas mãos, para que eu seja
60.21
Is 44.23
61.3
glorificado. 22
60.22
Is 6.13
10.22
51.2
O mais pequeno virá a ser mil, e o mínimo, uma nação forte; eu, Jeová, apressarei isso a seu tempo.