Tradução Brasileira (2010) (TB)
1

Descrição dos sofrimentos do povo

11A visão que

1.1
Is 2.1
Isaías, filho de Amoz, teve acerca de
1.1
Is 2.1
40.9
Judá e de Jerusalém, nos dias de
1.1
2Rs 15.1,13
Uzias,
1.1
2Rs 15.32
Jotão,
1.1
Is 7.1
2Rs 16.1
Acaz e
1.1
2Rs 18.1
Ezequias, reis de Judá.

2

1.2
Dt 32.1
Ouvi, ó céus, e dá ouvidos, ó
1.2
Mq 1.2
terra, porque fala Jeová: Nutri e fiz crescer
1.2
Jr 3.22
filhos, mas eles
1.2
Is 1.23
30.1,9
65.2
se rebelaram contra mim. 3O boi conhece ao seu possuidor, e o jumento, a manjedoura do seu dono; mas Israel
1.3
Is 5.13
Jr 8.7
não tem conhecimento, o meu povo
1.3
Is 5.12
44.18
não entende. 4Ai da nação pecaminosa, do povo
1.4
Is 5.18
carregado de iniquidade, da
1.4
Is 14.20
semente que consta de malfeitores, dos filhos que
1.4
Ne 1.7
praticam a corrupção!
1.4
Is 1.28
Abandonaram Jeová,
1.4
Is 5.24
desprezaram o Santo de Israel, retiraram-se para trás. 5Por que quereis ainda ser feridos,
1.5
Is 31.6
continuando na apostasia? Toda a cabeça está
1.5
Is 33.24
Ez 34.4,16
enferma, e todo o coração, abatido. 6
1.6
Jó 2.7
Desde a planta do pé até a cabeça, não há nele
1.6
Sl 38.3
coisa sã; há só feridas,
1.6
Is 30.26
e contusões, e chagas vivas; não foram exprimidas, nem atadas, nem
1.6
Lc 10.34
amolecidas com óleo. 7A
1.7
Is 6.11
Lv 26.33
Jr 44.6
vossa terra está desolada, as vossas cidades, abrasadas de fogo; a vossa lavoura, os estrangeiros devoraram-na na vossa presença, e ela fica desolada, uma assolação feita por estrangeiros. 8A filha de Sião é deixada como a
1.8
Jó 27.18
choupana na vinha, como a choça no pepinal, como cidade sitiada. 9
1.9
Rm 9.29
Se Jeová dos Exércitos não nos tivesse deixado alguns de
1.9
Is 10.20-22
11.11,16
37.4,31-32
46.3
resto, teríamos sido como Sodoma, ter-nos-íamos tornado tais como Gomorra.

O formalismo é condenado

10Ouvi a

1.10
Is 8.20
28.14
palavra de Jeová, governadores de
1.10
Is 3.9
Ez 16.46
Ap 11.8
Sodoma; dai ouvidos à lei do nosso Deus, povo de Gomorra. 11
1.11
Is 66.3
Jr 6.20
Ml 1.10
De que me serve a mim a multidão dos vossos sacrifícios? — diz Jeová. Já estou farto dos holocaustos de carneiros e da gordura de animais cevados; e não me agrado do sangue de novilhos, ou de cordeiros, ou de bodes. 12Quando vindes a
1.12
Êx 23.17
comparecer perante mim, quem requereu de vós isto, o pisardes os meus átrios? 13Não continueis a trazer oblações;
1.13
Is 66.3
o incenso para mim é abominação; a
1.13
1Cr 23.31
lua nova e o sábado,
1.13
Êx 12.16
a convocação das assembleias… não posso suportar
1.13
Jr 7.9-10
a iniquidade e o ajuntamento solene. 14As vossas
1.14
Is 29.1-2
luas novas e as vossas festas fixas, a minha alma as aborrece; elas me são como carga; estou
1.14
Is 7.13
43.24
cansado de as sofrer. 15Quando
1.15
1Rs 8.22
Lm 1.17
estenderdes as vossas mãos,
1.15
Is 8.17
59.2
esconderei de vós os meus olhos; ainda quando
1.15
Mq 3.4
multipliqueis as vossas orações, não ouvirei:
1.15
Is 59.3
as vossas mãos estão cheias de sangue. 16
1.16
Sl 26.6
Lavai-vos,
1.16
Is 52.11
purificai-vos;
1.16
Is 55.7
tirai de diante dos meus olhos a maldade das vossas ações;
1.16
Jr 25.5
cessai de fazer o mal. 17Aprendei a fazer o bem,
1.17
Jr 22.3
Sf 2.3
procurai o que é justo,
1.17
Is 58.6
fazei que o opressor seja reto,
1.17
Sl 82.3
fazei justiça ao órfão, defendei a causa da viúva.

18Vinde, pois,

1.18
Is 41.1-21
43.26
Mq 6.2
arrazoemos, diz Jeová;
1.18
Is 44.22
45.25
Sl 51.7
Ap 7.14
ainda que os vossos pecados sejam como o escarlate, ficarão brancos como a neve; ainda que sejam vermelhos como o carmesim, tornar-se-ão como a lã. 19
1.19
Dt 30.15-16
Se for da vossa vontade e obedecerdes,
1.19
Is 30.23-24
55.2
58.14
62.8-9
65.21-22
Ed 9.12
comereis os produtos do país; 20mas, se recusardes e fordes rebeldes,
1.20
Is 3.25
65.12
sereis devorados pela espada. Pois
1.20
Is 34.16
40.5
58.14
Mq 4.4
a boca de Jeová o disse.

Sião está corrompida, mas ainda será remida

21Como se fez

1.21
Is 57.3-9
Jr 2.20
prostituta a cidade fiel! Ela que estava cheia de justiça! Nela, habitava a retidão, mas, agora,
1.21
Is 59.7
assassinos. 22A tua prata tornou-se
1.22
Ez 22.18
escória, o teu vinho foi misturado com água. 23
1.23
Is 3.14-15
Os 5.10
Mq 7.3
Os teus príncipes são rebeldes, companheiros de ladrões. Cada um deles
1.23
Êx 23.8
Mq 7.3
ama peitas e anda atrás de recompensas.
1.23
Is 10.2
Jr 5.28
Ez 22.7
Zc 7.10
Não fazem justiça ao órfão, nem a causa da viúva chega perante eles.

24Portanto, diz o Senhor, Jeová dos Exércitos, o

1.24
Is 49.26
60.16
Sl 132.2
Poderoso de Israel: Ah! Livrar-me-ei dos meus adversários e
1.24
Is 35.4
59.18
61.2
63.4
vingar-me-ei dos meus inimigos; 25voltarei a minha mão sobre ti, e
1.25
Ez 22.19-22
Ml 3.3
purificarei como com potassa a tua escória, e tirarei de ti todo o teu estanho; 26restituirei os teus
1.26
Is 60.17
Jr 33.7,11
juízes como foram dantes e os teus conselheiros, como no princípio; depois, serás chamada a Cidade da Justiça,
1.26
Is 33.5
60.14
62.1-2
Zc 8.3
a Cidade Fiel. 27Sião será
1.27
Is 35.9
62.12
63.4
remida pelo juízo, e os que regressam a ela, pela justiça. 28Mas os transgressores e os pecadores serão
1.28
Is 24.20
66.24
Sl 9.5
2Ts 1.8-9
destruídos juntos, e os que abandonarem a Jeová perecerão. 29Pois se terá vergonha por causa dos
1.29
Is 57.5
terebintos de que vos agradastes, e sereis confundidos por causa dos
1.29
Is 65.3
66.17
jardins que escolhestes. 30Pois vos tornareis como um terebinto, cujas
1.30
Is 64.6
folhas são murchas, e como um jardim que não tem água. 31O forte tornar-se-á como estopa, e a sua obra, como faísca, e ambos
1.31
Is 5.24
9.19
26.11
33.11-14
arderão juntamente,
1.31
Is 66.24
Mt 3.12
Mc 9.43
e não haverá quem os apague.

2

A glória futura do verdadeiro Israel. Juízos preparatórios. O dia do Senhor. A purificação de Jerusalém

21A revelação que

2.1
Is 1.1
Isaías, filho de Amoz, viu no tocante a Judá e a Jerusalém.

2

2.2
Mq 4.1-3
Sucederá, nos dias vindouros, que o
2.2
Is 27.13
66.20
monte da Casa de Jeová será estabelecido no cume dos montes e será exaltado sobre os outeiros; e concorrerão a ele
2.2
Is 56.7
todas as nações. 3
2.3
Is 45.14,22-25
49.12
55.5
60.3-6
66.18
Zc 8.20-23
Irão muitos povos e dirão: Vinde e subamos ao monte de Jeová, à Casa do Deus de Jacó; dê-nos ele a lição dos seus caminhos, e andaremos nas suas veredas; porque de
2.3
Is 51.4-5
Lc 24.47
Sião sairá a lei, e de Jerusalém, a palavra de Jeová. 4Ele julgará entre as nações e servirá de árbitro a muitos povos; das suas espadas
2.4
Is 32.17-18
Jl 3.10
forjarão relhas de arado e das suas lanças, podadeiras;
2.4
Is 9.5,7
11.6-9
Os 2.18
Zc 9.10
uma nação não levantará a espada contra outra nação, nem aprenderão mais a guerra.

5Vinde,

2.5
Is 58.1
ó casa de Jacó, e andemos na luz de
2.5
Is 60.1-2,19-20
1Jo 1.5
Jeová. 6Pois tu, Jeová,
2.6
Dt 31.17
rejeitaste o teu povo, a casa de Jacó, porque estão cheios de costumes do Oriente, e são
2.6
Is 57.3
Mq 5.12
agoureiros
2.6
2Rs 1.2
como os filisteus, e
2.6
2Rs 16.7-8
Pv 6.1
fazem alianças com os filhos dos estrangeiros. 7A sua terra está cheia de prata e de ouro, e sem limite são os seus tesouros; também a sua terra está
2.7
Is 30.16
31.1
Dt 17.16
Mq 5.10
cheia de cavalos, e dos seus carros não há fim. 8Também a sua terra está
2.8
Is 10.11
cheia de ídolos; adoram
2.8
Is 17.8
37.19
40.19
44.17
Sl 115.4-8
a obra das suas mãos, o que fizeram os seus dedos. 9Por isso, o
2.9
Is 5.15
Sl 49.2
62.9
homem tem de ser abatido, e o varão, humilhado, e
2.9
Ne 4.5
não lhes podes perdoar. 10
2.10
Is 2.19,21
Ap 6.15-16
Entra nas rochas e esconde-te no pó,
2.10
2Ts 1.9
para evitar o terror de Jeová e a glória da sua majestade. 11
2.11
Is 5.15
37.23
Os olhos altivos do homem têm de ser humilhados, e
2.11
Is 13.11
23.9
Sl 18.27
2Co 10.5
abatida a altivez dos varões; e só Jeová será exaltado naquele dia.

12Pois Jeová dos Exércitos tem um dia contra

2.12
Is 24.4,21
Jó 40.11-12
Ml 4.1
tudo o que é soberbo e altivo e contra tudo o que é elevado, para que seja humilhado; 13contra todos os
2.13
Is 10.33-34
cedros do Líbano, que são altos e elevados, e contra todos os
2.13
Zc 11.2
carvalhos de Basã; 14contra todos os
2.14
Is 40.4
montes altos e contra todos os outeiros elevados; 15contra toda
2.15
Is 25.12
torre alta e contra todo muro fortificado; 16contra todos os
2.16
Is 23.1,14
60.9
1Rs 10.22
navios de Társis e contra toda obra que agrada a vista. 17A arrogância do homem será abatida, e a altivez dos varões será humilhada; e só Jeová será exaltado naquele dia. 18Os
2.18
Is 21.9
Mq 1.7
ídolos, de todo, desaparecerão. 19Os homens
2.19
Is 2.10
meter-se-ão nas cavernas das rochas e nos buracos da terra,
2.19
Is 2.21
13.13
24.1,19-20
Sl 18.7
Na 1.3-6
Ag 2.6-7
Hb 12.26
para evitar o terror de Jeová e a glória da sua majestade, quando ele se levantar para espantar a terra. 20Naquele dia, o homem
2.20
Is 30.22
31.7
lançará às toupeiras e aos
2.20
Lv 11.19
morcegos os seus ídolos de prata, e os seus ídolos de ouro, que se fizeram para adorar, 21
2.21
Is 2.19
a fim de entrar nas cavernas das rochas e nas fendas dos rochedos, para evitar o terror de Jeová e a glória da sua majestade, quando ele se levantar para espantar a terra. 22
2.22
Sl 146.3
Jr 17.5
Deixai-vos de homem que não é senão o sopro dos seus narizes. Pois
2.22
Is 40.15,17
Sl 8.4
144.3-4
Tg 4.14
em que se deve ele estimar?

3

A idolatria de Israel tem de cessar

31Pois eis que o Senhor, Jeová dos Exércitos,

3.1
Is 5.13
9.20
Lv 26.26
Ez 4.16
tira de Jerusalém e de Judá o sustento e o bordão, todo o sustento de pão e todo o sustento de água; 2
3.2
Is 9.14-15
2Rs 24.14
Ez 17.12-13
o valente e o guerreiro; o juiz e o profeta, o adivinho e o ancião; 3o capitão de cinquenta, e o homem acatado, e o conselheiro, e o artífice hábil, e o encantador perito. 4Dar-lhes-ei
3.4
Ec 10.16
meninos por príncipes, e caprichos infantis dominarão sobre eles. 5O povo
3.5
Mq 7.3-6
oprimirá uns aos outros, homem a homem,
3.5
Is 9.19
Jr 9.3-8
e próximo a próximo; mostrar-se-ão atrevidos; o menino, contra o ancião, e o vil, contra o nobre. 6Quando alguém
3.6
Is 4.1
pegar de seu irmão na casa de seu pai, dizendo: Tu tens roupa, tu dominarás sobre nós, e fique esta ruína debaixo da tua mão, 7naquele dia, exclamará, dizendo: Não quero ser
3.7
Ez 34.4
Os 5.13
médico, pois em minha casa não há pão nem roupa; não me haveis de constituir dominador sobre o povo. 8Pois
3.8
Is 1.7
6.11
Jerusalém está arruinada, e Judá, caído; porque a sua
3.8
Is 9.17
59.3
Sl 73.9-11
língua e as suas ações são contra Jeová, para
3.8
Is 65.3,5
2Cr 33.6
Ne 4.5
Hb 3.16
desafiarem os olhos da sua glória. 9O aspecto do seu semblante dá testemunho contra eles; e, como
3.9
Is 1.10
Gn 13.13
Sodoma, publicam o seu pecado, sem o disfarçar. Ai das suas almas! Porque eles
3.9
Pv 8.36
15.32
Rm 6.23
fazem mal a si mesmos. 10Dizei do
3.10
Is 54.17
Dt 28.1-14
Ec 8.12
justo que ele será próspero, pois comerá o fruto das suas ações. 11Ai do perverso! Não será próspero, pois lhe será feito a ele
3.11
Is 65.6-7
Dt 28.15-68
o que fizeram as suas mãos. 12Quanto ao meu povo, os que o oprimem são
3.12
Is 3.4
crianças, e mulheres dominam sobre eles. Ó povo meu, os
3.12
Is 9.16
28.14-15
que te guiam te enganam e destroem o caminho das tuas veredas.

13

3.13
Is 66.16
Os 4.1
Mq 6.2
Jeová põe-se de pé para pleitear e apresenta-se para julgar os povos. 14Jeová
3.14
Ez 20.35-36
Jó 22.4
Sl 143.2
entrará em juízo com os anciãos do seu povo e com os príncipes do mesmo. Vós sois os que
3.14
Mq 3.3
Sl 14.4
consumistes a vinha; o
3.14
Is 10.1-2
Jó 24.9,14
Sl 10.9
Pv 30.14
Ez 18.12
Tg 2.6
despojo do aflito está em vossas casas. 15Que quereis vós os que
3.15
Sl 94.5
esmigalhais o meu povo e moeis o rosto dos aflitos? — diz o Senhor, Jeová dos Exércitos.

Mulheres emproadas condenadas

16Ainda mais disse Jeová:

3.16
Is 3.16—4.1
32.9-15
Porque as
3.16
Is 4.4
Ct 3.11
filhas de Sião são altivas, e andam com o pescoço emproado, fazendo acenos com os olhos, e passeiam andando a passos contados e fazendo tinir os ornamentos dos seus pés, 17portanto Jeová tornará caspenta a mioleira da cabeça das filhas de Sião e
3.17
Is 47.3
Ez 16.37
descobrir-lhes-á a nudez. 18Naquele dia, tirará Jeová o enfeite dos anéis dos artelhos, e das coifas, e das
3.18
Jz 8.21,26
luetas; 19os pendentes, e os braceletes, e os véus leves; 20
3.20
Êx 39.28
os diademas, e as cadeias para regularem os passos, e os cintos, e os vasos de perfume, e os amuletos; 21os anéis, e
3.21
Gn 24.47
Ez 16.12
as joias pendentes do nariz; 22os vestidos de gala, e os mantos, e os xales, e os bolsos; 23os espelhos, e as camisas de linho, e os turbantes, e os véus grandes. 24Será que, em lugar de
3.24
Et 2.12
perfume, haverá mau cheiro; e, por
3.24
Pv 31.24
cinto, corda; e, por
3.24
1Pe 3.3
cabelo encrespado,
3.24
Is 22.12
Ez 27.31
Am 8.10
calva; e, por faixa de peito,
3.24
Is 15.3
Lm 2.10
cinto de cilício; marca a fogo em lugar de formosura. 25Os teus homens
3.25
Is 1.20
65.12
cairão à espada, e os teus valentes, na guerra. 26As
3.26
Jr 14.2
Lm 1.4
portas de Sião lamentarão e prantearão; ela será desolada e se
3.26
Lm 2.10
assentará no chão.