Tradução Brasileira (2010) (TB)
25

Morte de Abraão

251Abraão tomou outra mulher, que se chamava Quetura. 2

25.2
1Cr 1.32-33
Ela lhe deu à luz a Zinrã, Jocsã, Medã, Midiã, Jisbaque e Sua. 3Jocsã gerou a Sebá e a Dedã. Os filhos de Dedã foram Assurim, Letusim e Leumim. 4Os filhos de Midiã foram Efá, Éfer, Enoque, Abida e Elda. Todos estes foram os filhos de Quetura. 5
25.5
Gn 24.35-36
Abraão deu a Isaque tudo quanto possuía. 6Porém, deu dádivas aos filhos das concubinas que tinha; e, ainda em vida, os separou de seu filho Isaque, enviando-os ao Oriente, à terra oriental. 7Foram os dias da vida de Abraão
25.7
Gn 12.4
cento e setenta e cinco anos. 8Abraão, exalando o seu espírito, morreu
25.8
Gn 15.15
numa boa velhice, ancião e cheio de dias, e
25.8
Gn 25.17
Gn 35.29
49.29,33
foi reunido ao seu povo. 9Sepultaram-no na
25.9
Gn 23.17-18
cova de Macpela, no campo de Efrom, filho de Zoar, o heteu, que estava em frente de Manre, 10o campo que Abraão havia comprado aos filhos de Hete. Ali foi sepultado Abraão, e Sara, sua mulher. 11Depois da morte de Abraão,
25.11
Gn 12.2-3
22.17
26.3
abençoou Deus a Isaque, seu filho; e habitava Isaque junto a
25.11
Gn 24.62
Beer-Laai-Roi.

Descendentes de Ismael

12Estas são as gerações de

25.12
Gn 16.15
Ismael, filho de Abraão, que Agar, a egípcia, serva de Sara, lhe deu à luz; 13e estes são os nomes
25.13
1Cr 1.29-31
dos filhos de Ismael, pelos seus nomes, segundo as suas gerações: o primogênito de Ismael foi Nebaiote, depois Quedar, Abdeel, Mibsão, 14Misma, Dumá, Massá, 15Hadade, Tema, Jetur, Nafis e Quedemá. 16Estes são os filhos de Ismael, e estes são os seus nomes pelas suas vilas e pelos seus aduares:
25.16
Gn 17.20
doze príncipes segundo as suas nações. 17Estes são os anos da vida de Ismael,
25.17
Gn 16.16
cento e trinta e sete anos; e exalando o seu espírito,
25.17
Gn 25.8
foi reunido ao seu povo. 18Habitaram desde Havilá até
25.18
Gn 20.1
Sur, que está em frente do Egito, como quem vai em direção da Assíria;
25.18
Gn 16.12
Ismael estabeleceu-se diante de todos os seus irmãos.

Os dois filhos de Isaque: Esaú e Jacó

19Estas são as gerações de Isaque, filho de Abraão: Abraão gerou a Isaque; 20e Isaque tinha quarenta anos, quando recebeu por mulher a

25.20
Gn 24.15,29
Rebeca, filha de Betuel, o siro de Padã-Arã, irmão de Labão, o siro. 21Isaque orou instantemente a Jeová por sua mulher, porque ela era estéril;
25.21
Sl 127.3
1Sm 1.17
atendeu Jeová às orações de Isaque, e Rebeca, mulher de Isaque, concebeu. 22Os filhos lutavam no ventre dela; e ela disse: Se é assim, por que vivo eu? E foi consultar a Jeová. 23Respondeu-lhe Jeová:

25.23
Gn 17.4-6,16
Nm 20.14
Dt 2.4,8
Duas nações há no teu ventre,

e dois povos se dividirão das tuas entranhas:

25.23
Gn 27.29
um povo será mais forte que o outro,

25.23
Gn 27.40
Ml 1.2-3
Rm 9.12
e o mais velho servirá ao mais moço.

24Cumpridos que foram os dias para ela dar à luz, eis que gêmeos estavam no seu ventre. 25Saiu o primeiro, ruivo, todo ele como um vestido de pelo; e chamaram-lhe Esaú. 26Depois, saiu seu irmão

25.26
Os 12.3
e agarrava com a mão o calcanhar de Esaú; pelo que foi chamado Jacó. Isaque tinha
25.26
Gn 25.20
sessenta anos, quando Rebeca deu à luz.

Esaú vende o seu direito de primogenitura

27Cresceram os meninos: Esaú saiu perito caçador, homem do campo; e Jacó, homem simples, que habitava em tendas. 28Isaque amava a Esaú, porque comia da sua caça; mas Rebeca amava a Jacó. 29Tendo Jacó feito um

25.29
2Rs 4.38
cozinhado, veio Esaú do campo, muito cansado, 30e disse-lhe: Deixa-me comer uma parte deste cozinhado vermelho, pois estou cansado. Por isso, se chamou Edom. 31Respondeu Jacó: Vende-me hoje o teu
25.31
Dt 21.16-17
1Cr 5.1-2
direito de primogenitura. 32Replicou Esaú: Eis que estou para morrer; que me aproveitará o direito de primogenitura? 33Então, disse Jacó: Jura-me primeiro. Jurou-lhe e
25.33
Hb 12.16
vendeu o seu direito de primogenitura a Jacó. 34Deu Jacó a Esaú pão e o cozinhado de lentilhas; ele comeu, e bebeu e, levantando-se, foi seu caminho. Assim, desprezou Esaú o seu direito de primogenitura.