Tradução Brasileira (2010) (TB)
15

Jeová promete a Abrão um filho

151Depois destas coisas, veio

15.1
Gn 15.4
1Sm 15.10
a palavra de Jeová a Abrão, numa visão, dizendo:
15.1
Gn 21.17
26.24
Não temas, Abrão; eu sou
15.1
Dt 33.29
teu escudo, a tua
15.1
Nm 18.20
recompensa será infinitamente grande. 2Respondeu Abrão: Senhor Jeová, que me darás, visto que morro sem filhos, e o herdeiro da minha casa é Eliézer de Damasco? 3Acrescentou Abrão: Eis que a mim não me tens dado filhos, e um
15.3
Gn 14.14
escravo vai ser o meu herdeiro. 4Veio-lhe a palavra de Jeová: Este não será o teu herdeiro;
15.4
Gl 4.28
porém aquele que será gerado de ti será o teu herdeiro. 5Fez-lhe sair para fora e disse: Olha para o céu e
15.5
Gn 22.17
26.4
Dt 1.10
conta as estrelas, se as poderes contar; e disse-lhe:
15.5
Êx 32.13
Rm 4.18
Assim será a tua semente. 6
15.6
Rm 4.3
Gl 3.6
Tg 2.23
Creu Abrão em Jeová, que lhe imputou isto como justiça. 7Disse-lhe mais: Eu sou Jeová, que te fiz sair de
15.7
Gn 11.31
Ur dos caldeus, a fim de te
15.7
Gn 13.15,17
dar esta terra em herança. 8Perguntou-lhe Abrão: Ó Senhor Jeová,
15.8
Lc 1.18
como saberei que a hei de herdar? 9Respondeu-lhe: Toma-me uma novilha de três anos, e uma cabra de três anos, e um carneiro de três anos, e uma rola, e um pombinho. 10Ele, tomando todos esses animais, os
15.10
Gn 15.17
partiu pelo meio e pôs cada metade em frente da outra; mas
15.10
Lv 1.17
as aves não partiu. 11As aves de rapina desciam sobre os cadáveres, porém Abrão as enxotava.

Jeová entra numa aliança com Abrão

12Quando o sol ia a entrar, caiu um

15.12
Gn 2.21
28.11
Jó 33.15
profundo sono sobre Abrão; eis que lhe sobreveio um horror de grandes trevas. 13E lhe foi dito: Sabe, com certeza, que
15.13
At 7.6,17
a tua semente será peregrina em terra alheia, e
15.13
Dt 5.15
será reduzida à escravidão, e será aflita por
15.13
Gl 3.17
Êx 12.40
quatrocentos anos. 14Sabe, também, que eu hei de julgar a nação a que têm de servir; e, depois, sairão
15.14
Êx 12.32-38
com grandes riquezas. 15Tu, porém,
15.15
Gn 25.8
47.30
irás em paz para teus pais; serás sepultado numa boa velhice. 16
15.16
Gn 15.13
Na quarta geração, voltarão para cá, porque
15.16
Lv 18.24-28
a medida da iniquidade dos amorreus ainda não está cheia. 17Quando o sol já estava posto, e era escuro, um fogo fumegante e uma tocha de fogo
15.17
Jr 34.18-19
passaram por entre aquelas metades. 18Naquele dia, fez Jeová uma aliança com Abrão, dizendo: À tua semente tenho dado esta terra, desde
15.18
Êx 23.31
Nm 34.1-15
Dt 1.7-8
o rio do Egito até o grande rio, o rio Eufrates: 19o
15.19
Êx 3.17
23.28
Js 21.43
24.11
queneu, o quenezeu, o cadmoneu, 20o heteu, o ferezeu, os refains, 21o amorreu, o cananeu, o girgaseu e o jebuseu.