Tradução Brasileira (2010) (TB)

Visão das abominações em Jerusalém

81

8.1
Ez 1.1-2
20.1
40.1
No sexto ano, no sexto mês, aos cinco dias do mês, estando eu sentado em minha casa,
8.1
Ez 14.1-4
33.31
Ml 2.7
e os anciãos de Judá, sentados diante de mim, sucedeu que ali caiu sobre mim
8.1
Ez 3.14
33.22
37.1
a mão do Senhor Jeová. 2Então, olhei, e eis uma semelhança como a aparência de fogo. Desde
8.2
Ez 1.27
a aparência dos seus lombos e daí para baixo, havia fogo; e, desde os seus lombos e daí para cima, como a aparência de resplendor,
8.2
Ez 1.4,27
como o brilho de electro. 3Estendeu a forma
8.3
Ez 2.9
duma mão e tomou-me por uma trança da minha cabeça;
8.3
Ez 3.12
11.1
o Espírito me levantou entre a terra e o céu e, nas visões de Deus, me levou a Jerusalém, à entrada da porta
8.3
Ez 8.16
do átrio interior, que olha para o norte, onde estava o assento da
8.3
Ez 8.5
imagem do ciúme, que provoca o ciúme. 4Eis que estava ali a
8.4
Ez 1.28
glória do Deus de Israel, conforme a aparência que eu tinha visto no vale.

5Então, disse-me ele: Filho do homem,

8.5
Jr 3.2
Zc 5.5
levanta os teus olhos para o caminho do norte. Levantei, pois, os meus olhos para o caminho do norte, e eis que, ao norte da porta do altar, estava essa
8.5
Ez 8.3
Sl 78.58
Jr 7.30
32.34
imagem do ciúme na entrada. 6Disse-me ele mais: Filho do homem, vês tu o que eles estão fazendo? Vês as grandes
8.6
Ez 8.9,17
Ez 5.11
2Rs 23.4-5
abominações que a casa de Israel faz aqui, para que
8.6
Ez 7.22,24
Sl 78.60
me retire longe do meu santuário? Pois ainda tornarás a ver
8.6
Ez 8.11,14,16
outras grandes abominações.

7Ele me levou à porta do átrio; e quando olhei, eis uma abertura na parede. 8Então, me disse: Filho do homem,

8.8
Jó 34.22
Is 29.15
cava na parede; e, quando eu tinha cavado na parede, eis uma porta. 9Disse-me: Entra e vê as perversas abominações que eles estão fazendo aqui. 10Entrei, pois, e vi; eis
8.10
Ez 14.3
Êx 20.4
Dt 4.16-18
Jr 2.26-27
16.18
toda a forma de répteis, e animais abomináveis, e todos os ídolos da casa de Israel, pintados na parede em todo o redor. 11Estavam em pé diante deles
8.11
Êx 24.1,9
Nm 11.16,25
Lc 10.1
setenta homens dos
8.11
Jr 19.1
anciãos da casa de Israel, entre os quais se achava Jaazanias, filho de Safã, tendo cada um na mão o seu
8.11
Nm 16.17,35
incensário; e subiu o odor da nuvem de
8.11
Ez 16.18
23.41
Jr 44.3-5
incenso. 12Então, disse-me: Filho do homem, viste o que fazem nas trevas os anciãos da casa de Israel, cada um nas suas câmaras de imagens? Pois
8.12
Ez 9.9
dizem: Jeová não nos vê; Jeová abandonou a terra. 13Também me disse: Ainda tornarás a ver
8.13
Jr 9.3
outras grandes abominações que eles estão fazendo.

14Levou-me à entrada

8.14
Ez 44.4
46.9
da porta da Casa de Jeová, que olha para o norte; eis que estavam ali sentadas as mulheres, chorando a Tamuz. 15Disse-me: Vês isso, filho do homem? Ainda tornarás a ver maiores abominações do que essas.

16Levou-me ao

8.16
Ez 8.3
Ez 10.3
átrio interior da Casa de Jeová e eis que se achavam à porta do templo de Jeová, entre o pórtico e o altar,
8.16
Ez 11.1
uns vinte e cinco homens, que tinham
8.16
Ez 23.39
1Rs 8.30
2Cr 29.6
Jr 2.27
as costas voltadas para o templo de Jeová e virados os seus rostos para o oriente;
8.16
Dt 4.19
17.3
Jó 31.26-28
Jr 44.17
e estavam adorando o sol virados para o oriente. 17Então, me disse: Vês isso, filho do homem? Acaso, é isto coisa de pouca monta para a casa de Israel o fazerem eles as abominações que fazem aqui?
8.17
Ez 7.11,23
9.9
Am 3.10
Mq 2.2
Pois encheram de violência a terra e tornaram
8.17
Ez 16.26
Jr 7.18-19
para me provocarem à ira. Eis que eles chegam o ramo ao seu nariz. 18Por isso, também eu os tratarei com furor;
8.18
Ez 7.4
9.5,10
os meus olhos não pouparão, nem mostrarei piedade.
8.18
Is 1.15
Jr 11.11
Mq 3.4
Zc 7.13
Ainda que me gritem aos ouvidos em alta voz, contudo, não os ouvirei.

9

Visão da mortandade dos culpados

91Ele me gritou aos ouvidos em alta

9.1
Is 6.8
voz, dizendo: Chegai vós os que estais encarregados da cidade, cada um com as suas armas destruidoras na mão. 2Do caminho da porta superior, que olha para o norte, eis que vinham seis homens, cada um com seu instrumento de matança na mão; e, no meio deles
9.2
Ez 10.2
um homem vestido de linho, tendo um tinteiro de escrevente à sua cintura. Entraram e puseram-se junto ao altar de cobre.

3

9.3
Ez 10.4
11.22-23
A glória do Deus de Israel tinha-se removido de cima do
9.3
Ez 10.2,20
querubim sobre o qual estava para a entrada da casa; e chamou ao homem vestido de linho, que tinha o tinteiro de escrevente à sua cintura. 4Disse-lhe Jeová: Passa pelo meio da cidade, pelo meio de Jerusalém,
9.4
Ez 9.6
Êx 12.7,13
2Co 1.22
2Tm 2.19
Ap 7.2-3
e marca com um sinal as testas dos homens que suspiram e
9.4
Ez 6.11
21.6
Sl 119.53,136
Jr 13.17
que gemem por causa de todas as abominações que se fazem no meio dela. 5Aos outros disse ele, ouvindo-o eu: Passai pela cidade após ele, e feri.

9.5
Ez 9.10
Ez 5.11
7.4,9
Êx 32.27
Não poupem os vossos olhos, nem mostreis piedade; 6
9.6
2Cr 36.17
matai o velho, o moço e a donzela, meninos e mulheres, até os exterminardes; porém
9.6
Êx 12.23
Ap 9.4
não vos chegueis a qualquer homem sobre quem estiver
9.6
Ez 9.4
o sinal.
9.6
Jr 25.29
Am 3.2
Lc 12.47
Começai pelo meu santuário. Então, começaram
9.6
Ez 8.11
pelos anciãos que estavam diante da casa. 7Ele disse-lhes:
9.7
Ez 7.20-22
2Cr 36.17
Profanai a casa e
9.7
Ez 6.4
enchei de mortos os átrios; saí.

Saíram e entraram na cidade. 8Enquanto eles estavam ferindo, e eu me achava sozinho,

9.8
1Cr 21.16
caí com o rosto em terra, e clamei, e disse:
9.8
Ez 11.13
Am 7.2-6
Ah! Senhor Jeová! Dar-se-á caso que destruas as relíquias de Israel, derramando o teu furor sobre Jerusalém?

9Então, me disse ele: A iniquidade da casa de Israel e de Judá é grande em extremo, a terra está

9.9
Ez 7.23
22.2-3
2Rs 21.16
Jr 2.34
cheia de sangue, e a cidade, cheia da
9.9
Ez 22.29
Mq 3.1-3
7.3
perversão de juízos, porque
9.9
Ez 8.12
Jó 22.13
Sl 10.11
94.7
Is 29.15
dizem: Jeová abandonou a terra, Jeová não vê. 10Também quanto a mim,
9.10
Ez 8.18
24.14
Is 65.6
os meus olhos não pouparão, nem mostrarei piedade, porém sobre a cabeça deles
9.10
Ez 7.4
11.21
Os 9.7
farei recair o seu caminho. 11Eis que
9.11
Ez 9.4
o homem vestido de linho, que tinha o tinteiro à sua cintura, relatou, dizendo: Tenho feito como me ordenaste.

10

Visão das brasas de fogo

101Olhei, e eis que, no

10.1
Ez 1.22,26
firmamento que estava por cima da cabeça dos querubins, apareceu sobre eles uma como
10.1
Êx 24.10
pedra de safira, como a aparência da semelhança de
10.1
Ap 4.2-3
trono. 2E falou ao homem
10.2
Ez 9.2
vestido de linho, dizendo: Entra no meio das
10.2
Ez 10.13
Ez 1.15-21
rodas giradoras até debaixo do
10.2
Ez 10.20
Ez 9.3
querubim, e enche ambas as mãos de
10.2
Ez 1.13
Sl 18.10-13
Is 6.6
Ap 8.5
brasas de fogo, tirando-as dentre os querubins, e espalha-as sobre a cidade. Ele entrou à minha vista. 3Ora, os querubins estavam de pé ao lado direito da casa, quando entrou o homem; e a nuvem encheu o
10.3
Ez 8.3,16
átrio interior. 4A
10.4
Ez 9.3
11.22-23
glória de Jeová elevou-se de cima do querubim e pôs-se sobre a entrada da casa;
10.4
Êx 40.34-35
Is 6.1-4
a casa encheu-se da nuvem e ficou cheia
10.4
Ez 1.28
do resplendor da glória de Jeová. 5O ruído das asas dos querubins ouvia-se até o átrio exterior, como
10.5
Ez 1.24
Jó 40.9
Ap 10.3
a voz de Deus Todo-Poderoso, quando fala. 6Quando Jeová deu ordem
10.6
Ez 10.2
ao homem vestido de linho, dizendo: Toma fogo do meio das rodas giradoras, dentre os querubins, esse homem entrou e pôs-se de pé junto a uma roda. 7O querubim estendeu do meio dos querubins a mão para o
10.7
Ez 1.13
fogo que estava entre os querubins, tomou dele e pô-lo nas mãos daquele que estava vestido de linho, o qual o tomou e saiu. 8Apareceu nos querubins a forma
10.8
Ez 1.8
da mão de homem debaixo das suas asas.

Visão das quatro rodas

9Olhei, e eis

10.9
Ez 1.15-17
quatro rodas junto aos querubins, uma roda junto a um querubim, e outra roda junto a outro querubim; e a aparência das rodas era como o brilho de
10.9
Dn 10.6
Ap 21.20
pedra de berilo. 10Quanto à sua aparência, as quatro tinham uma só semelhança, como se uma
10.10
Ez 1.16
roda estivesse dentro de outra roda. 11Quando iam, iam
10.11
Ez 1.17
pelos seus quatro lados; e não se voltavam quando iam, mas para o lugar para onde olhava a cabeça, para esse a seguiam;
10.11
Ez 10.22
não se voltavam, quando iam. 12
10.12
Ap 4.6,8
Todo o corpo delas, e as suas costas, e as suas mãos, e as suas asas, e as suas
10.12
Ez 1.18
rodas, as rodas que as quatro tinham, estavam cheias de olhos ao redor. 13Quanto às rodas, a elas se lhes chamou
10.13
Ez 10.2
rodas giradoras, ouvindo-o eu. 14
10.14
Ez 10.21
Ez 1.6,10
1Rs 7.29,36
Ap 4.7
Cada uma das criaturas viventes tinha quatro rostos: o rosto da primeira era rosto de querubim; o rosto da segunda era rosto de homem, o terceiro rosto era rosto de leão, e o quarto rosto era rosto de águia.

15Os querubins se elevavam. Esta é

10.15
Ez 1.3,5
a criatura vivente que vi junto ao rio Quebar. 16Quando os querubins
10.16
Ez 1.19
iam, iam as rodas ao lado deles; e, quando os querubins levantavam as suas asas para se elevarem da terra, também as rodas não se separavam do lado deles. 17Quando aqueles
10.17
Ez 1.21
paravam, estas paravam; e, quando aqueles se elevavam, estas se elevavam também com eles. Pois o espírito da criatura vivente estava nelas.

A glória divina abandona o templo

18

10.18
Ez 10.4
A glória de Jeová saiu de sobre a entrada da casa e pôs-se
10.18
Sl 18.10
sobre os querubins. 19Os querubins levantaram as suas asas, e elevaram-se da terra, quando saíram acompanhados pelas rodas ao lado deles; pararam à entrada
10.19
Ez 11.1
da porta oriental da Casa de Jeová, e a glória do Deus de Israel estava em cima sobre eles.

20Esta é

10.20
Ez 10.15
Ez 1.5,26
a criatura vivente que vi debaixo do Deus de Israel, junto ao rio Quebar, e conheci que eram querubins. 21
10.21
Ez 10.14
Ez 1.6,8
41.18-19
Cada uma das criaturas viventes tinha de per si quatro rostos e cada uma quatro asas; e a semelhança das mãos de homem estava debaixo das suas asas. 22Quanto à semelhança dos seus rostos, eram os rostos que vi junto ao rio
10.22
Ez 10.15,20
Ez 1.1,3
Quebar, as suas aparências, e elas mesmas;
10.22
Ez 1.9,12
cada um ia para adiante de si.