Tradução Brasileira (2010) (TB)
2

A vocação de Ezequiel. Visão do rolo do livro

21Essa voz disse-me:

2.1
Ez 2.3,6,8
Ez 3.1
37.3
Filho do homem,
2.1
Dn 10.11
At 9.6
põe-te sobre os teus pés, e falarei contigo. 2Falando-me ele, entrou em mim
2.2
Ez 3.24
Dn 8.18
o Espírito, e pus-me sobre os meus pés; ouvi aquele que me falava. 3Ele disse-me: Filho do homem, eu te envio aos filhos de Israel, às nações
2.3
Ez 2.5
Ez 5.6
20.8,13,21
rebeldes que
2.3
1Sm 8.7-8
Jr 3.25
se rebelaram contra mim.
2.3
Ez 20.18,30
Eles e seus pais têm transgredido contra mim até o dia de hoje. 4Os filhos
2.4
Ez 3.7
Sl 95.8
Is 48.4
Jr 5.3
6.15
são desavergonhados e obstinados de coração. Eu te envio a eles, e tu lhes dirás: Assim diz o Senhor Deus. 5Eles,
2.5
Ez 2.7
Ez 3.11,27
Mt 10.12-15
At 13.46
quer queiram ouvir quer não queiram (porque são casa rebelde),
2.5
Ez 33.33
Lc 10.10-11
Jo 15.22
saberão que tem estado no meio deles um profeta. 6Tu, filho do homem,
2.6
Ez 3.9
Is 51.12
Jr 1.8,17
não tenhas medo deles, nem temas as suas palavras, ainda que estejam contigo
2.6
Ez 28.24
2Sm 23.6-7
Mq 7.4
sarças e espinhos, e habites entre escorpiões; não temas as suas palavras, nem te assustes com os seus semblantes, ainda que são casa rebelde. 7
2.7
Ez 3.10,17
Jr 1.7,17
Dir-lhes-ás as minhas palavras,
2.7
Ez 2.5
quer queiram ouvir quer não queiram, pois são rebeldes.

8Tu, porém, filho do homem, ouve o que eu te digo;

2.8
Nm 20.10-13,24
Is 50.5
não sejas rebelde, como aquela casa rebelde. Abre a tua boca
2.8
Ez 3.3
Jr 15.16
e come o que eu te dou. 9Quando olhei, eis que
2.9
Ez 8.3
uma mão se estendia para mim, e nela se achava
2.9
Ez 3.1
Jr 36.2
Ap 5.1-5
10.8-11
o rolo dum livro; 10abriu-o diante de mim; o rolo estava escrito por dentro e por fora. Nele, estavam escritas lamentações, e suspiros, e
2.10
Ap 8.13
ais.

3

31Disse-me mais: Filho do homem, come o que achares; come

3.1
Ez 3.9
este rolo e vai falar à casa de Israel. 2Eu
3.2
Jr 25.17
abri, pois, a minha boca, e ele me deu a comer o rolo. 3Então, me disse: Filho do homem, dá de comer ao teu ventre
3.3
Jr 6.11
20.9
e enche as tuas entranhas deste rolo que eu te dou. Eu o
3.3
Jr 15.16
comi; e ele era, na minha boca, doce
3.3
Sl 19.10
119.103
Ap 10.9-10
como o mel.

A comissão de profeta

4Disse-me ainda: Filho do homem,

3.4
Ez 3.11
Ez 2.3,7
Mt 10.5-6
vai ter com a casa de Israel e, com as minhas palavras, fala a eles. 5Pois
3.5
Jn 1.2
At 14.11
26.17
não és enviado a um povo de
3.5
Is 28.11
33.19
estranho falar e de linguagem difícil, mas à casa de Israel; 6não a muitos povos de estranho falar e de linguagem difícil, cujas palavras não possas entender. Certamente, se eu te enviasse aos tais, eles
3.6
Jn 3.5-10
Mt 11.21
At 13.46-48
te escutariam. 7A casa de Israel, porém,
3.7
1Sm 8.7
Jo 15.20,23
não te quer escutar, porque não me quer escutar a mim. Pois toda a casa de Israel é duma
3.7
Ez 3.4
Is 48.4
Jr 3.3
fronte desavergonhada e dum coração obstinado. 8Eis que fiz
3.8
Jr 1.18
15.20
duro o teu rosto contra os seus rostos e dura a tua fronte, contra as suas frontes. 9Fiz a tua fronte como
3.9
Zc 7.12
diamante, mais dura do que a pederneira.
3.9
Ez 3.6
Is 41.10,14
Não tenhas medo deles, nem te assustes com os seus semblantes, ainda que são casa rebelde. 10Disse-me mais: Filho do homem, mete no teu coração
3.10
Ez 3.1-3
Ez 2.8
Jó 22.22
todas as minhas palavras que eu te falar e ouve com os teus ouvidos. 11Vai ter com os
3.11
Ez 3.15
Ez 11.24-25
do cativeiro, com os filhos do teu povo, e fala com eles, e dize-lhes: Assim diz o Senhor Deus;
3.11
Ez 3.27
Ez 2.5
quer queiram ouvir quer não queiram.

12Então, o

3.12
Ez 3.14
Ez 8.3
At 8.39
Espírito me levantou, e ouvi por detrás de mim a voz de grande
3.12
At 2.2
estrondo dizer: Bendita seja
3.12
Ez 3.23
Ez 1.28
9.3
a glória de Jeová desde a sua morada! 13Eu ouvi
3.13
Ez 1.24
10.5
o ruído das asas das criaturas viventes, quando tocavam uma na outra, e o ruído
3.13
Ez 1.15
10.16-17
das rodas ao lado delas, o ruído de grande estrondo. 14Assim, me levantou
3.14
Ez 3.12
o Espírito e me levou; eu me fui
3.14
Jr 6.11
amargurado,
3.14
Jr 20.9
na indignação do meu espírito,
3.14
Ez 3.22
Ez 1.3
8.1
e a mão de Jeová era forte sobre mim. 15Então, fui a Tel-Abibe, ao lugar onde habitavam, ter com os do cativeiro, os quais habitavam junto ao
3.15
Ez 1.1
Quebar, e,
3.15
Jó 2.13
por sete dias, sentei-me ali atônito no meio deles.

O atalaia de Israel

16

3.16
Jr 42.7
Passados sete dias, veio a mim a palavra de Jeová, dizendo: 17Filho do homem, eu te dei por
3.17
Ez 33.7-9
Is 52.8
56.10
62.6
Jr 6.17
atalaia à casa de Israel; ouve, pois, da minha boca a palavra
3.17
2Cr 19.10
Is 58.1
Hc 2.1
e avisa-os da minha parte. 18Quando eu disser ao ímpio:
3.18
Gn 2.17
Certamente morrerás;
3.18
Ez 3.20
Ez 33.6,8
se não o avisares, nem falares para avisar ao ímpio que se desvie do seu mau caminho, a fim de salvares a sua vida, morrerá esse ímpio na sua iniquidade, mas o seu sangue, da tua mão o requererei. 19Contudo,
3.19
Ez 33.3,9
2Rs 17.13-14
se tu avisares o ímpio, e ele não se converter da sua maldade, nem do seu mau caminho, morrerá ele na sua iniquidade;
3.19
Ez 14.14,20
At 18.6
1Tm 4.16
tu, porém, livraste a tua alma. 20Demais,
3.20
Ez 18.24
33.18
Sl 125.5
Sf 1.6
quando o justo se desviar da sua justiça e cometer a iniquidade, e eu puser diante dele
3.20
Ez 14.3,7-9
Is 8.14
Jr 6.21
uma pedra de tropeço, ele morrerá; porque
3.20
Ez 3.18
não o avisaste, morrerá no seu pecado,
3.20
Ez 18.24
33.13
e não serão lembradas as suas ações de justiça que tem praticado; mas o seu
3.20
Ez 3.18
sangue, da tua mão o requererei. 21Todavia,
3.21
At 20.31
se tu avisares o justo para que o justo não peque, e ele não pecar, certamente, viverá, porque recebeu o aviso;
3.21
Ez 3.19
e tu livraste a tua alma.

22

3.22
Ez 3.14
Ez 1.3
37.1
A mão de Jeová estava ali sobre mim; e ele me disse: Levanta-te, sai ao
3.22
Ez 8.4
vale,
3.22
At 9.6
e lá falarei contigo. 23Então, me levantei e saí ao vale. Eis que estava ali
3.23
Ez 1.28
At 7.55
a glória de Jeová, como a glória que vi junto ao
3.23
Ez 1.1,3
rio Quebar; e
3.23
Ez 1.28
caí com o rosto em terra. 24
3.24
Ez 2.2
O Espírito entrou em mim e pôs-me sobre os meus pés; ele falou comigo e me disse: Vai e encerra-te dentro da tua casa. 25Mas, quanto a ti, filho do homem, eis que
3.25
Ez 4.8
porão sobre ti cordas e com elas te ligarão, e tu não sairás por entre eles. 26Farei que a tua língua se pegue ao teu paladar, ficarás
3.26
Ez 24.27
33.22
Sl 39.2
Lc 1.20-22
mudo e não lhes servirás de
3.26
Os 4.17
Am 8.11-12
repreendedor. Pois são casa rebelde. 27Mas, quando eu falar contigo,
3.27
Ez 29.21
33.22
Êx 4.11-12
abrirei a tua boca, e tu lhes dirás: Assim diz o Senhor Deus:
3.27
Ez 3.11
Ez 2.5,7
O que ouve ouça; e o que deixa de ouvir deixa. Pois são
3.27
Ez 3.9,26
casa rebelde.

4

Predição simbólica do cerco de Jerusalém

41Tu, pois, filho do homem,

4.1
Ez 5.1
12.3
Is 20.2
Jr 13.1
18.2
19.1
toma um tijolo e, pondo-o diante de ti, desenha nele uma cidade, a cidade de Jerusalém; 2
4.2
Ez 21.22
Jr 6.6
põe-lhe a ele sítio, e edifica contra ele fortificações, e levanta contra ele uma trincheira; põe também arraiais contra ele e coloca contra ele aríetes ao redor. 3Toma também uma panela de ferro e põe-na como um muro de ferro entre ti e a cidade; olha para a cidade,
4.3
Ez 5.2
Jr 39.1-2
e ela será sitiada, e tu a sitiarás. Isso servirá de
4.3
Ez 12.6,11
24.24-27
Is 8.18
20.3
sinal para a casa de Israel.

4Tu também deita-te sobre o teu lado esquerdo e põe sobre ele a iniquidade da casa de Israel; conforme o número dos dias em que deitarás sobre ele,

4.4
Lv 10.17
16.22
Nm 18.1
levarás a iniquidade deles. 5Pois eu dei os anos da iniquidade deles para que te sejam contados em dias, a saber, trezentos e noventa
4.5
Ez 4.6
dias; assim, levarás a iniquidade da casa de Israel. 6Quando tiveres cumprido esses dias, deitar-te-ás sobre o teu lado direito, levando a iniquidade da casa de Judá. Quarenta dias te dei,
4.6
Nm 14.34
Dn 9.24-26
12.11-12
Ap 11.2-3
cada dia por um ano. 7
4.7
Ez 4.3
Ez 6.2
Voltarás o teu rosto para o cerco de Jerusalém, tendo o teu braço estendido,
4.7
Ez 21.2
e profetizarás contra ela. 8Eis que
4.8
Ez 3.25
porei sobre ti cordas, e não te voltarás dum lado para o outro, até que tenhas cumprido os dias do teu cerco.

9Toma também trigo, e cevada, e favas, e lentilhas, e milho miúdo,

4.9
Êx 9.32
Is 28.25
e espelta, e mete-os num só vaso, e deles faze pão para ti. Comerás dele, conforme o número de dias que te deitarás sobre o teu lado, a saber,
4.9
Ez 4.5
trezentos e noventa dias. 10A tua comida, que hás de comer, será,
4.10
Ez 4.16
por peso,
4.10
Ez 45.12
vinte siclos por dia; de tempo em tempo, a comerás. 11Hás de beber água por medida, a sexta parte dum him; de tempo em tempo, beberás. 12Tu a comerás na forma de pão de cevada, assado ao borralho, e à vista deles a assarás com
4.12
Is 36.12
o excremento que sai do homem. 13Disse Jeová: Assim comerão os filhos de Israel o seu pão
4.13
Dn 1.8
Os 9.3
imundo, entre as nações para onde os lançarei. 14Então, disse eu:
4.14
Ez 9.8
20.49
Jr 1.6
Ah! Senhor Deus! Eis que a minha alma
4.14
At 10.14
nunca foi contaminada, pois, desde a minha mocidade até agora, não comi do animal
4.14
Ez 44.31
Lv 17.15
22.8
que morre de si mesmo ou que é dilacerado por feras;
4.14
Dt 14.3
Is 65.4
66.17
nem entrou na minha boca carne abominável. 15Então, ele me disse: Vê, dei-te bosta de bois em lugar de excremento humano; e sobre ela prepararás o teu pão. 16Disse-me mais: Filho do homem, eis
4.16
Ez 5.16
14.13
Lv 26.26
Is 3.1
que quebrarei o báculo de pão em Jerusalém. Comerão o pão
4.16
Ez 4.10-11
Ez 12.19
por peso e com ansiedade e beberão a água
4.16
Ez 12.18-19
Lm 5.4
por medida e com espanto, 17para que lhes falte o pão e a água, e se espantem uns com os outros
4.17
Ez 24.23
33.10
Lv 26.39
e se consumam na sua iniquidade.