Tradução Brasileira (2010) (TB)
15

O pau inútil da videira

151Veio a mim a palavra de Jeová, dizendo: 2Filho do homem, que se há de fazer do

15.2
Sl 80.8-16
Is 5.1-7
Jr 2.21
Os 10.1
pau da vide em preferência ao de qualquer outro pau, do sarmento da vide que se acha entre as árvores do bosque? 3Acaso, tomar-se-á dela madeira para fazer alguma obra? Ou fabricar-se-á dela uma estaca, para que se lhe pendure algum traste? 4Eis que foi lançado no
15.4
Ez 15.6
Ez 19.14
Is 27.11
fogo para lhe servir de pasto; fogo devorou ambas as extremidades dele, e o meio dele está queimado; acaso, presta ele para alguma obra? 5Eis que, quando ainda estava inteiro, não servia para obra alguma; quanto menos, quando o fogo o tiver devorado e estiver queimado? 6Por isso assim diz o Senhor Jeová: Bem como entre as árvores do bosque
15.6
Ez 15.2
Ez 17.3-10
é o pau da vide, que dei ao fogo para lhe servir de pasto, assim darei os habitantes de Jerusalém. 7
15.7
Ez 14.8
Lv 26.17
Sl 34.16
Jr 21.10
Porei o meu rosto contra eles. Do fogo
15.7
1Rs 19.17
Is 24.18
Am 9.1-4
sairão, e o fogo os devorará; quando eu
15.7
Ez 14.8
puser o meu rosto contra eles, sabereis que eu sou Jeová. 8Farei da terra uma desolação, porque eles
15.8
Ez 14.13
17.20
cometeram uma transgressão, diz o Senhor Jeová.

16

A baixa origem de Jerusalém

161Veio a mim a palavra de Jeová, dizendo: 2Filho do homem,

16.2
Ez 20.4
22.2
Is 58.1
faze conhecer a Jerusalém todas as suas
16.2
Ez 8.9-17
abominações, 3e dize: Assim diz o Senhor Jeová a Jerusalém: A tua origem e a tua natividade, vem da terra dos cananeus;
16.3
Ez 16.45
Gn 11.25-29
15.16
Dt 7.1
Js 24.14-15
o amorreu era teu pai, e tua mãe era
16.3
Ez 16.45
Dt 7.1
Jz 1.26
heteia. 4Quanto à tua natividade, no dia em que nasceste, não te foi cortado o umbigo, nem foste lavada na água para te limpar; não foste esfregada com sal, nem envolta em faixas. 5Não se apiedou de ti olho algum, para te fazer alguma dessas coisas, compadecendo-se de ti; porém no dia em que nasceste, foste arrojado
16.5
Dt 32.10
fora no campo, porque tiveram nojo de ti.

6Então, passei junto de ti e, vendo-te

16.6
Ez 16.22
envolta no teu sangue, te disse: Ainda que estás no teu sangue,
16.6
Êx 19.4
Sl 105.10-15
vive. 7Eu
16.7
Êx 1.7
Dt 1.10
te fiz multiplicar como o renovo do campo, cresceste, e te engrandeceste, e chegaste à grande formosura. Formaram-se os teus peitos, e cresceram os teus cabelos; contudo, estavas
16.7
Ez 16.22
nua e despida. 8Então, passei junto de ti, olhei para ti, e eis que o teu tempo era tempo de amores.
16.8
Rt 3.9
Jr 2.2
Estendi sobre ti a minha capa e cobri a tua nudez; sim,
16.8
Gn 22.16-18
dei-te juramento
16.8
Êx 24.7-8
e entrei em aliança contigo, diz o Senhor Jeová,
16.8
Ez 20.5
Êx 19.5
Os 2.19-20
e tu ficaste sendo minha. 9Então, te lavei na água, e te limpei do teu sangue,
16.9
Rt 3.3
e te ungi com óleo. 10Também te vesti de
16.10
Ez 16.13,18
Ez 26.16
27.7,16
Êx 26.36
roupas bordadas, e te calcei de pele de focas, e te cingi de linho fino, e te cobri de
16.10
Ez 16.13
seda. 11Também
16.11
Ez 23.40
te enfeitei com adornos e te pus
16.11
Ez 23.42
Gn 24.22,47
Is 3.19
braceletes nas mãos e um
16.11
Gn 41.42
Pv 1.9
colar ao redor do teu pescoço. 12Eu te pus
16.12
Gn 24.47
Is 3.21
um pendente no nariz, e arrecadas nas orelhas,
16.12
Ez 16.14
Is 28.5
Jr 13.18
e uma bela coroa na cabeça. 13Assim, foste enfeitada de
16.13
Ez 16.17
Sl 45.13-14
ouro e prata; o teu vestido era de linho fino,
16.13
Ez 16.10
de seda e de bordados; nutriste-te
16.13
Ez 16.19
da flor de farinha, e de mel, e de azeite; eras em
16.13
Ez 16.14
extremo formosa e chegaste a ter
16.13
1Sm 10.1
1Rs 4.21
estado real. 14Espalhou-se o teu
16.14
1Rs 10.1-24
renome entre as nações, por causa da tua formosura; porque era
16.14
Sl 50.2
Lm 2.15
perfeita devido à minha
16.14
Ez 16.12-13
majestade que eu tinha posto em ti, diz o Senhor Jeová.

15Porém

16.15
Ez 16.25
Ez 27.3
confiaste na tua formosura, e fornicaste por causa do teu renome, e
16.15
Ez 23.8
derramaste as tuas fornicações sobre todo o que passava; estavas ao seu dispor. 16Tomaste dos teus
16.16
Ez 16.10
vestidos, e te fizeste
16.16
Ez 6.3,6
20.29-30
altos, enfeitados de diversas cores, e fornicaste sobre eles. Coisas semelhantes não virão, nem assim sucederão. 17Também tomaste as tuas belas
16.17
Ez 16.11-12
joias, feitas do meu ouro e da minha prata que eu te havia dado,
16.17
Ez 7.20
e te fizeste imagens de homens, e fornicaste com elas; 18tomaste os
16.18
Ez 16.10
teus vestidos bordados, e as cobriste, e puseste diante delas o meu azeite e o meu incenso. 19Puseste diante delas em suave cheiro o meu pão que te dei,
16.19
Ez 16.13
a flor de farinha, e o azeite, e o mel com que te nutri, e assim se fez, diz o Senhor Jeová. 20Demais, tomaste teus filhos e tuas filhas,
16.20
Dt 29.11-12
Is 43.6
2Co 6.18
que me geraste, e lhos
16.20
Ez 20.31
23.37
Sl 106.37-38
Jr 7.31
sacrificaste para serem devorados pelas chamas. Acaso, foram as tuas fornicações coisa de tão pouca monta, 21que mataste os meus filhos e os entregaste,
16.21
2Rs 17.17
Jr 19.5
fazendo que para elas passassem pelo fogo? 22Em todas as tuas abominações e fornicações, não te lembraste dos dias da tua mocidade, quando estavas
16.22
Ez 16.6-7
nua, e despida, e envolta no teu sangue.

Descrição da sua grosseira infidelidade

23Depois de toda a tua maldade

16.23
Ez 24.6,9
(ai, ai de ti! — diz o Senhor Jeová), 24edificaste para ti
16.24
Ez 16.31,39
Ez 20.28-29
Jr 11.13
lugares altos em todas as ruas. 25Edificaste a cada canto do caminho
16.25
Sl 78.58
Is 57.5,7
o teu lugar alto, e prostituíste a
16.25
Ez 16.15
tua formosura, e alargaste os teus pés a todo o que passava, e multiplicaste as tuas fornicações. 26Também fornicaste com
16.26
Ez 20.7-8
23.19-21
os egípcios, teus vizinhos, homens corpulentos; e multiplicaste a tua fornicação, para
16.26
Ez 8.17
Jr 7.18-19
me provocares à ira. 27Eis que, portanto,
16.27
Ez 14.13
20.33-34
estendi sobre ti a minha mão, e diminuí a tua
16.27
Ez 16.13
porção,
16.27
Ez 16.37
Ez 23.22-23,28
e te entreguei à vontade
16.27
Ez 16.57
Is 9.12
das que te odeiam, das filhas dos filisteus, as quais se envergonhavam do teu caminho depravado. 28Também fornicaste com os
16.28
Ez 23.12
2Rs 16.7,10-18
2Cr 28.16,20-23
Jr 2.18,36
Os 10.6
assírios, porquanto eras insaciável; sim, fornicaste com eles; contudo, nem ainda ficaste satisfeita. 29Demais, multiplicaste a tua fornicação na terra de Canaã até
16.29
Ez 23.14-17
Caldeia e nem ainda com isso ficaste satisfeita.

30Quão

16.30
Pv 9.13
Is 1.3
Jr 4.22
enfraquecido está o teu coração, diz o Senhor Jeová, fazendo tu todas essas coisas, obras duma
16.30
Is 3.9
Jr 3.3
mulher meretriz e desenfreada, 31edificando a tua câmara abobadada
16.31
Ez 16.24
no canto de todos os caminhos e fazendo o teu lugar alto em todas as ruas! Não tens sido como a meretriz, visto que
16.31
Is 52.3
desprezas a paga. 32Mulher que comete adultério, que, em lugar do marido recebe os estrangeiros! 33A todas as prostitutas se dá a sua paga, mas
16.33
Ez 16.41
Is 57.9
Os 8.9-10
tu pagas a todos os teus amantes e lhes dás peitas, para que de todos os lados venham para fornicarem contigo. 34A ti sucede o contrário do que sucede a outras mulheres; tu fornicas, e ninguém anda após ti para fornicar;
16.34
Ez 16.33
tu dás a paga, e a ti não se te dá a paga; por isso, és diferente das outras.

O castigo de Jerusalém

35Portanto, ó meretriz, ouve a palavra de Jeová: 36Assim diz o Senhor Jeová: Porquanto foi excessiva

16.36
Ez 16.15
Ez 23.10,18,29
a tua lascívia e descoberta a tua nudez nas tuas fornicações com os teus amantes; por causa também de todos
16.36
Ez 20.31
23.37
Jr 19.5
os ídolos das tuas abominações e do sangue de teus filhos que lhes deste, 37portanto, eis que
16.37
Ez 23.9,22
Jr 13.22,26
Os 2.3,10
Na 3.5-6
ajuntarei todos os teus amantes, com os quais te deleitaste, e todos os que amaste, juntamente com todos os que
16.37
Ez 23.17,28
aborreceste; ajuntá-los-ei de todas as partes contra ti e
16.37
Is 47.3
descobrir-lhes-ei a tua nudez, para que vejam toda a tua nudez. 38
16.38
Ez 23.45
Julgar-te-ei como são julgadas as adúlteras e as que derramam sangue; e te entregarei ao sangue de
16.38
Ez 23.25
Sl 79.3,5
Jr 18.21
Sf 1.17
furor e de ciúme. 39Também
16.39
Ez 21.31
23.9,28
te entregarei nas mãos dos teus inimigos, que derribarão a tua
16.39
Ez 16.24,31
câmara abobadada e demolirão os teus lugares altos; que te despirão os teus
16.39
Ez 16.10,16
vestidos, tomarão as tuas
16.39
Ez 16.11-12,17
belas joias e te deixarão nua e despida. 40Também convocarão contra ti
16.40
Ez 23.47
Hc 1.6-10
uma assembleia, e com pedras te apedrejarão, e te traspassarão com as suas espadas. 41
16.41
2Rs 25.9
Jr 39.8
52.13
Abrasarão com fogo as tuas casas e executarão sobre ti juízos à vista de muitas mulheres.
16.41
Ez 23.48
Farei que cesses de fornicar, e não tornarás mais a dar paga. 42
16.42
Ez 5.13
21.17
2Sm 24.25
Zc 6.8
Assim, satisfarei em ti o meu furor, e se desviarão de ti os meus ciúmes; ficarei tranquilo
16.42
Ez 39.29
Is 40.1-2
54.9-10
e não me tornarei mais a irar. 43Porque
16.43
Ez 16.22
Sl 78.42
106.13
não te lembraste dos dias da tua mocidade, mas me
16.43
Ez 6.9
Is 63.10
irritaste por todas estas coisas; por isso, eis que
16.43
Ez 11.21
22.31
farei recair o teu caminho sobre a tua cabeça, diz o Senhor Jeová; e, a todas as suas abominações não acrescentarás esta depravidade.

Jerusalém, pior do que Sodoma ou Samaria

44Eis que todo o que usa

16.44
Ez 12.22-23
18.2-3
1Sm 24.13
de provérbios usará contra ti este provérbio: Tal mãe, tal filha. 45Tu és filha de tua mãe, que tem nojo de seu marido e de seus filhos; e tu és
16.45
Ez 23.2
irmã de tuas irmãs, que
16.45
Ez 23.37-39
Gn 18.20
Is 1.4
Zc 11.8
tinham nojo de seus maridos e de seus filhos;
16.45
Ez 16.3
vossa mãe era heteia, e vosso pai, amorreu. 46
16.46
Ez 23.4
Jr 3.8-11
Tua irmã maior é Samaria, que habita à tua mão esquerda, juntamente com suas filhas; e tua irmã menor, que habita à tua mão direita,
16.46
Ez 16.48-49,53-56,61
Gn 13.11-13
18.20
é Sodoma e suas filhas. 47Contudo, não andaste
16.47
Ez 5.7
nos seus caminhos, nem fizeste conforme as suas abominações; porém, como se isso fora
16.47
1Rs 16.31
coisa de pouca monta, foste
16.47
Ez 16.48,51
Ez 5.6
2Rs 21.9
mais corrompida do que elas em todos os teus caminhos. 48Pela minha vida, diz o Senhor Jeová,
16.48
Mt 11.23-24
não fez Sodoma, tua irmã, nem ela nem suas filhas, como fizeste tu e tuas filhas. 49Eis que esta era a iniquidade de Sodoma, tua irmã:
16.49
Ez 28.2,9,17
Gn 19.9
Sl 138.6
Is 3.9
a soberba,
16.49
Gn 13.10
Is 22.13
Am 6.4-6
a fartura de pão e
16.49
Lc 12.16-20
16.19
a próspera tranquilidade achavam-se nela e em suas filhas, porém não segurava ela a mão do
16.49
Ez 18.7,12,16
pobre e do necessitado. 50Eram
16.50
Ez 7.10
arrogantes e cometeram abominações diante de mim; portanto, ao ver isso,
16.50
Gn 19.24-25
as removi do seu lugar. 51Também Samaria não cometeu a
16.51
Ez 5.6
23.11
metade dos teus pecados, mas tu multiplicaste as tuas abominações mais do que elas e
16.51
Jr 3.8-11
Mt 12.41-42
justificaste tuas irmãs por todas as tuas abominações que praticaste. 52Tu também, que deste sentença favorável a tuas irmãs,
16.52
Ez 16.54,61
Ez 23.35
36.6-7
leva a tua vergonha; pelos teus pecados que cometeste
16.52
Ez 16.47-48,51
mais abomináveis do que elas, são elas
16.52
Ez 16.51
mais justas do que tu; confunde-te também e leva a tua vergonha, pois
16.52
Ez 16.51
justificaste tuas irmãs.

53

16.53
Ez 16.61
Ez 29.14
39.25
Jr 48.47
49.6,39
Farei voltar o cativeiro delas, o cativeiro de Sodoma e de suas filhas, e o cativeiro de Samaria e de suas filhas, e o cativeiro dos teus cativos
16.53
Is 19.24-25
no meio delas, 54para que
16.54
Ez 16.52,61
leves a tua vergonha e sejas
16.54
Jr 2.26
envergonhada por causa de tudo o que tens feito, servindo-lhes de
16.54
Ez 14.22
31.16
conforto. 55Tuas irmãs, Sodoma e suas filhas, tornarão ao seu estado primitivo, e Samaria e suas filhas tornarão ao seu estado primitivo, e tu e tuas filhas tornareis ao vosso
16.55
Ez 16.53
Ez 36.11
Ml 3.4
estado primitivo. 56Pois tua irmã Sodoma
16.56
Is 65.5
Lc 15.28-30
não foi mencionada pela tua boca no dia da tua soberba, 57antes que fosse descoberta
16.57
Ez 16.36-37
a tua maldade, como ela o foi no tempo
16.57
Ez 5.14-15
22.4
2Rs 16.5-7
2Cr 28.5-6,18-23
do opróbrio das filhas da Síria e de todos os que estão ao redor dela, isto é,
16.57
Ez 16.27
das filhas dos filisteus, que te desprezam. 58A tua depravidade e as tuas abominações,
16.58
Ez 23.49
levaste-as tu, diz Jeová. 59Pois assim diz o Senhor Jeová: Também te farei a ti
16.59
Ez 7.3
18.30
como fizeste, tu que
16.59
Ez 17.19
Is 24.5
desprezaste o juramento, invalidando a aliança.

Deus lembra-se da sua aliança

60Contudo, eu me lembrarei da minha

16.60
Ez 16.8
Sl 105.8
Jr 2.2
Os 2.15
aliança contigo nos dias da tua mocidade e estabelecerei contigo uma
16.60
Ez 37.26
Is 55.3
Jr 32.38-41
aliança eterna. 61Então, te
16.61
Ez 6.9
Jr 50.4-5
lembrarás dos teus caminhos e ficarás envergonhada, quando receberes as tuas irmãs, as irmãs mais velhas e bem assim as irmãs mais moças; e tas darei por filhas, porém não pela tua aliança. 62
16.62
Ez 20.37
34.25
37.26
Eu estabelecerei a minha aliança contigo e
16.62
Ez 20.43-44
Jr 24.7
saberás que eu sou Jeová, 63para
16.63
Ez 36.31-32
Dn 9.7-8
que te lembres, e fiques confundida,
16.63
Sl 39.9
Rm 3.19
e não abras mais a tua boca por causa da tua vergonha, quando eu
16.63
Sl 65.3
78.38
79.9
te houver perdoado tudo o que fizeste, diz o Senhor Jeová.

17

A parábola das duas águias e da videira

171Veio a mim a palavra de Jeová, dizendo: 2Filho do homem,

17.2
Ez 20.49
24.3
propõe um enigma e profere uma parábola à casa de Israel; 3dize: Assim diz o Senhor Jeová: Uma grande
17.3
Ez 17.12
Jr 48.40
Os 8.1
águia de
17.3
Dn 4.22
grandes asas e de plumagem comprida, cheia de penas de várias cores, veio ao
17.3
Jr 22.23
Líbano, e tomou
17.3
Ez 17.22
o topo dum cedro; 4arrancou o mais alto dos seus raminhos e levou-o à cidade do tráfico; pô-lo numa cidade de negociantes. 5Também tomou da
17.5
Ez 17.13
semente da terra e a plantou num
17.5
Dt 8.7-9
solo frutífero; pô-la junto às muitas águas, e colocou-a como
17.5
Is 44.4
salgueiro. 6Ela cresceu e tornou-se numa vide larga,
17.6
Ez 17.14
de pouca altura, para que os seus sarmentos se inclinassem para a tal águia, e as suas raízes estivessem debaixo dela; assim, se tornou uma vide, e produzia sarmentos, e brotava renovos.

7Também houve

17.7
Ez 17.15
outra grande águia de grandes asas e de muitas penas; eis que essa vide inclinou as suas raízes para ela e brotou os seus sarmentos para ela, desde as aréolas
17.7
Ez 31.4
em que estava plantada, para que ela a regasse. 8Numa
17.8
Ez 17.5
boa terra junto a muitas águas estava ela plantada, para produzir sarmentos e dar fruto, a fim de que fosse uma vide excelente. 9Dize: Assim diz o Senhor Jeová: Acaso,
17.9
Ez 17.10,15-21
prosperará ela? Porventura, a águia não lhe arrancará as raízes e não lhe cortará o fruto, para que seque, para que sequem todas as suas folhas recém-nascidas? Não será necessário nem grande poder nem muita gente para a arrancar pelas suas raízes. 10Eis que, depois de plantada, acaso,
17.10
Ez 17.15
prosperará ela? Não
17.10
Ez 19.14
Os 13.15
se secará de todo, quando a tocar o vento oriental? Secar-se-á nas aréolas onde cresceu.

Interpretação da parábola das águias e da videira

11Demais, veio a palavra de Jeová, dizendo: 12Dize, pois,

17.12
Ez 2.3-5
à casa rebelde:
17.12
Ez 12.9-11
24.19
Não sabeis o que significam essas coisas? Dize-lhes: Eis que veio
17.12
Ez 17.3
Ez 1.2
2Rs 24.11-12,15
o rei de Babilônia a Jerusalém, tomou o seu rei e os seus príncipes e fê-los recolher a si, a Babilônia; 13tomou um
17.13
Ez 17.5
2Rs 24.17
da estirpe real e fez aliança com ele; também recebeu dele
17.13
2Cr 36.13
juramento e levou
17.13
2Rs 24.15-16
os poderosos da terra, 14para que o reino se conservasse
17.14
Ez 17.6
Ez 29.14
abatido, de modo a não poder levantar-se; contudo, continuasse a existir, guardando a sua aliança. 15Porém ele
17.15
Ez 17.7
2Rs 24.20
2Cr 36.13
Jr 52.3
se rebelou contra o rei de Babilônia, enviando os seus embaixadores ao
17.15
Is 30.1-4
Jr 37.5-7
Egito, para que lhe desse cavalos e muita gente.
17.15
Ez 17.9-10
Acaso prosperará ele?
17.15
Ez 17.18
Jr 34.3
38.18,23
Porventura, escapará aquele que faz tais coisas? 16Pela minha vida, diz o Senhor Jeová, certamente, morrerá no lugar em que habita o rei que o fez reinar, cujo juramento
17.16
Ez 17.13,18-19
Ez 16.59
2Rs 24.17,20
desprezou e cuja aliança violou, sim, morrerá com ele
17.16
Ez 12.13
Jr 52.11
no meio de Babilônia. 17Nem o ajudará na guerra
17.17
Ez 29.6-7
Is 36.6
Jr 37.5,7
Faraó com o seu exército poderoso e companhia numerosa, quando se levantarem trincheiras e edificarem fortes, para a destruição de muitas pessoas. 18Pois
17.18
Ez 17.16
desprezou ao juramento, rompendo a aliança; eis que ele tinha
17.18
Lm 5.6
dado a sua mão; contudo, fez todas essas coisas;
17.18
Ez 17.15
não escapará. 19Portanto, assim diz o Senhor Jeová: Pela minha vida, certamente, farei recair sobre a cabeça dele
17.19
Ez 17.13,16
Ez 16.59
21.23
Jr 7.9
o meu juramento que desprezou e a minha aliança que violou. 20Estenderei sobre ele a
17.20
Ez 12.13
32.3
minha rede, e será
17.20
Jr 39.5-7
apanhado no meu laço, e fá-lo-ei vir à Babilônia
17.20
Ez 20.35-36
Jr 2.35
e lá entrarei em juízo com ele por causa
17.20
Ez 15.8
18.24
da sua transgressão que cometeu contra mim. 21Todos os seus
17.21
Ez 5.2,10,12-14
2Rs 25.5,11
fugitivos, em todas as suas tropas, cairão à espada, e os que ficarem serão espalhados a todos os ventos;
17.21
Ez 6.7,10
13.14,23
e sabereis que eu, Jeová, o disse.

22Assim diz o Senhor Jeová: Também eu tomarei do alto do topo do cedro

17.22
Ez 34.29
e o plantarei; e do mais alto dos seus raminhos quebrarei um que seja tenro
17.22
Ez 36.36
e o plantarei sobre um
17.22
Ez 20.40
37.22
Sl 72.16
alto e elevado monte. 23No alto monte de Israel, o plantarei; ele produzirá ramos, dará fruto e far-se-á
17.23
Sl 92.12
Is 27.6
um cedro excelente.
17.23
Ez 31.6
Os 14.5-7
Mt 13.31-32
Debaixo dele, habitarão todas as aves de toda a sorte; à sombra dos seus ramos, habitarão. 24Todas
17.24
Sl 96.12
Is 55.12
as árvores do campo saberão que eu, Jeová,
17.24
Ez 21.26
1Sm 2.7-8
Is 2.13
humilhei a árvore alta, exaltei a árvore baixa,
17.24
Ez 19.12
sequei a árvore verde e fiz
17.24
Ez 37.3,13
Am 9.11
reverdecer a árvore seca; eu, Jeová, falei e o fiz.