Tradução Brasileira (2010) (TB)

A pena de açoites

251

25.1
Dt 17.8-13
19.17
Se houver contenda entre alguns, e vierem a juízo, e os juízes os julgarem,
25.1
Dt 1.16-17
justificarão o inocente e condenarão o culpado. 2Se o culpado merecer açoites, o juiz o fará deitar-se e ser açoitado na sua presença, quanto bastar para a sua culpa, por conta. 3
25.3
2Co 11.24
Quarenta açoites lhe poderá dar, não irá além; não suceda que, se for além e lhe der mais açoites do que estes, teu irmão fique aviltado aos teus olhos.

4

25.4
1Co 9.9
1Tm 5.18
Não atarás a boca ao boi quando estiver debulhando.

A obrigação de um homem casar com a viúva de seu irmão

5Se morarem irmãos juntos, e um deles morrer e não tiver filhos, a mulher do defunto não se casará com homem estranho, de fora; o

25.5
Mt 22.24
Mc 12.19
Lc 20.28
irmão de seu marido estará com ela, recebê-la-á por mulher e fará a obrigação dum cunhado para com ela. 6O primogênito que ela lhe der sucederá ao nome do irmão falecido, para que
25.6
Rt 4.5,10
o nome deste não se apague de Israel. 7
25.7
Rt 4.1-2
Se o homem não quiser receber a mulher de seu irmão, esta subirá à porta, aos anciãos, e dirá: O irmão de meu marido recusa suscitar a seu irmão um nome em Israel, não quer cumprir para comigo a obrigação de cunhado. 8Então, os anciãos da sua cidade o chamarão e com ele falarão. Se ele persistir e disser: Não quero recebê-la, 9a
25.9
Rt 4.7-8
mulher de seu irmão se chegará a ele na presença dos anciãos,
25.9
Nm 12.14
e lhe tirará a alparca do pé, e lhe cuspirá no rosto, e dirá: Assim se fará ao homem que não edifica a casa de seu irmão. 10Dar-se-lhe-á o nome em Israel: A casa do descalçado.

11Quando brigarem dois homens, um com o outro, e a mulher de um se chegar para livrar o marido da mão daquele que o fere, e estender a mão, e lhe pegar pelas suas vergonhas, 12decepar-lhe-ás a mão;

25.12
Dt 7.2
o teu olho não terá piedade dela.

Pesos e medidas justas

13

25.13
Lv 19.35-37
Não terás na tua bolsa pesos diversos, um grande e um pequeno. 14Não terás em tua casa dois efas, um grande e um pequeno. 15Terás um peso inteiro e justo; terás um efa inteiro e justo, para que se prolonguem os teus dias na terra que Jeová, teu Deus, te está dando. 16Pois todo o que faz tais coisas, a saber, todo o que faz a injustiça é abominável a Jeová, teu Deus.

Amaleque será destruído

17

25.17
Êx 17.8-16
Lembra-te do que fez Amaleque no caminho quando saías do Egito. 18Lembra-te de como, não temendo a Deus, ele te saiu ao encontro no caminho e feriu na, tua retaguarda, todos os desfalecidos que ficavam atrás de ti, quando tu estavas abatido e cansado. 19Quando, pois, Jeová, teu Deus, te houver dado
25.19
Dt 12.9
descanso de todos os teus inimigos em redor, na terra que Jeová, teu Deus, te está dando por herança, para a possuíres, apagarás a memória de Amaleque de debaixo do céu; não te esquecerás.

As primícias da terra

261Quando entrares na terra que Jeová, teu Deus, te está dando por herança, e a possuíres, e nela habitares, 2tomarás das

26.2
Êx 22.29
23.16,19
primícias de todos os frutos do solo que recolheres da tua terra que Jeová, teu Deus, te está dando; pô-los-ás num cesto e irás ao lugar que Jeová, teu Deus, escolher para ali fazer habitar o seu nome. 3Chegarás ao sacerdote que estiver de serviço nesses dias e lhe dirás: Hoje, declaro a Jeová, teu Deus, que entrei na terra que ele prometeu, com juramento, a nossos pais que nos daria. 4O sacerdote, tomando o cesto da tua mão, pô-lo-á defronte de Jeová, teu Deus. 5Então, responderás: Um
26.5
Gn 25.30
31.40-42
43.1-14
arameu, prestes a perecer, era meu pai e desceu ao Egito, para ali peregrinar com
26.5
Gn 46.27
pouca gente. Ali, veio a ser nação
26.5
Dt 1.10
10.22
grande, forte e numerosa. 6Os egípcios nos maltrataram, nos afligiram e nos impuseram uma dura servidão. 7Clamamos a Jeová, Deus de nossos pais, e ele ouviu a nossa voz e viu a nossa aflição, o nosso trabalho e a nossa opressão; 8e
26.8
Dt 4.34
tirou-nos do Egito com mão forte, e com braço estendido, e com grande espanto, e com milagres, e com portentos. 9Introduziu-nos neste lugar, numa
26.9
Êx 3.8,17
terra que mana leite e mel. 10Eis que, agora, trago as primícias dos frutos do solo que tu, ó Jeová, me deste. Assim as porás diante de Jeová, teu Deus, e o adorarás. 11
26.11
Dt 12.7
Alegrar-te-ás por todo o bem que Jeová, teu Deus, te há dado a ti e a tua casa, tu, e o
26.11
Dt 12.12
levita, e o peregrino que está no meio de ti.

Oração daquele que deu os dízimos

12

26.12
Dt 14.28-29
Hb 7.5,9,10
Quando tiveres acabado de dizimar todos os dízimos da tua novidade no terceiro ano, que é o ano do dízimo, dá-lo-ás ao levita, ao peregrino, ao órfão e à viúva, para que comam dentro das tuas portas e se fartem. 13Dirás diante de Jeová, teu Deus: Tirei da minha casa as coisas consagradas e também as dei ao levita, ao peregrino, ao órfão e à viúva, de acordo com todo o teu mandamento que me ordenaste. Não transgredi nenhum dos teus mandamentos, nem deles me esqueci. 14Delas não comi no meu luto, nem delas tirei coisa alguma, quando eram imundas, nem delas dei para os mortos; eu ouvi a voz de Jeová, meu Deus, e fiz segundo tudo o que me ordenaste. 15Olha desde a tua santa habitação, desde o céu, e abençoa o teu povo de Israel e o solo que nos deste, assim como prometeste, com juramento, a nossos pais,
26.15
Dt 26.9
uma terra que mana leite e mel.

16Hoje Jeová, teu Deus, te ordena que observes estes estatutos e juízos; portanto, os guardarás e observarás de

26.16
Dt 4.29
todo o teu coração e de toda a tua alma. 17Hoje, fizeste Jeová dizer que te será por Deus e que andarás nos seus caminhos, e guardarás os seus estatutos, os seus mandamentos e os seus juízos, e ouvirás a sua voz. 18Jeová, hoje, te fez dizer que lhe serás
26.18
Dt 7.6
por seu próprio povo, como te prometeu, e que guardarás todos os seus mandamentos; 19de modo que,
26.19
Dt 28.1,13
acima de todas as nações que ele fez, te exalte para seu louvor, renome e honra, a fim de que sejas um
26.19
Dt 7.6
povo santo a Jeová, teu Deus, como disse.

27

A ordem de levantar um padrão e gravar nele a lei

271Ordenou Moisés e os anciãos de Israel ao povo, dizendo: Guarda todo o mandamento que eu hoje te ordeno. 2

27.2
Js 8.30-32
No dia em que passares o Jordão para a terra que Jeová, teu Deus, te está dando, levantar-te-ás grandes pedras e as caiarás. 3Nelas, escreverás todas as palavras desta lei, quando tiveres passado; para que entres na terra que Jeová, teu Deus, te está dando,
27.3
Dt 26.9
terra que mana leite e mel, assim como Jeová, Deus de teus pais, te prometeu. 4Quando tiverdes passado o Jordão, levantareis estas pedras, que eu hoje vos ordeno, no monte Ebal, e as caiareis. 5Edificarás ali um altar a Jeová, teu Deus, um altar de pedras; não alçaras sobre elas instrumento de ferro. 6De pedras brutas edificarás o altar de Jeová, teu Deus; e oferecerás sobre ele holocaustos a Jeová, teu Deus. 7Sacrificarás ofertas pacíficas e comerás ali; te
27.7
Dt 26.11
alegrarás diante de Jeová, teu Deus. 8Escreverás mui distintamente nestas pedras todas as palavras desta lei.

9Disse Moisés e os levitas sacerdotes a todo o Israel: Guarda silêncio e ouve, ó Israel; hoje, vieste a ser o povo de Jeová, teu Deus. 10Obedecerás à voz de Jeová, teu Deus, e cumprirás os seus mandamentos e os seus estatutos, que eu hoje vos ordeno.

As maldições que serão pronunciadas do monte Ebal

11No mesmo dia, ordenou Moisés ao povo, dizendo: 12Quando tiverdes passado o Jordão, estes estarão sobre o monte Gerizim, para abençoarem o povo:

27.12
Js 8.33-35
Simeão, Levi, Judá, Issacar, José e Benjamim; 13e estes estarão sobre o monte Ebal, para deitarem a maldição: Rúben, Gade, Aser, Zebulom, Dã e Naftali. 14Os levitas responderão e dirão a todos os homens de Israel em voz alta:

15Maldito o homem que faz uma

27.15
Êx 20.4,23
34.17
imagem esculpida ou fundida, coisa abominável a Jeová, obra da mão do artífice, e a põe em secreto! E todo o povo responderá: Amém!

16

27.16
Êx 21.17
Lv 20.9
Ez 22.7
Maldito aquele que não honra a seu pai ou a sua mãe! E todo o povo dirá: Amém!

17

27.17
Dt 19.14
Maldito aquele que remove os marcos do seu próximo! E todo o povo dirá: Amém!

18

27.18
Lv 19.14
Maldito aquele que faz que o cego erre no caminho! E todo o povo dirá: Amém!

19

27.19
Dt 24.17
Maldito aquele que perverte o direito do peregrino, do órfão e da viúva! E todo o povo dirá: Amém!

20

27.20
Dt 22.30
Lv 18.8
20.11
Maldito aquele que se deita com a mulher de seu pai, porque levantou o vestido de seu pai! E todo o povo dirá: Amém!

21

27.21
Êx 22.19
Lv 18.23
Maldito aquele que se deita com qualquer animal! E todo o povo dirá: Amém!

22

27.22
Lv 18.9
20.17
Maldito aquele que se deita com sua irmã, filha de seu pai ou filha de sua mãe! E todo o povo dirá: Amém!

23

27.23
Lv 20.14
Maldito aquele que se deita com sua sogra! E todo o povo dirá: Amém!

24

27.24
Êx 21.12
Lv 24.17
Nm 35.30-31
Maldito aquele que fere ao seu próximo em secreto! E todo o povo dirá: Amém!

25

27.25
Êx 23.7
Maldito aquele que recebe peita para matar uma pessoa inocente! E todo o povo dirá: Amém!

26

27.26
Gl 3.10
Maldito aquele que não confirma as palavras desta lei, para as cumprir! E todo o povo dirá: Amém!