Tradução Brasileira (2010) (TB)
14

Paulo e Barnabé em Icônio

141Em

14.1
At 13.51
At 14.19,21
16.2
2Tm 3.11
Icônio, Paulo e Barnabé
14.1
At 13.5
entraram juntos na sinagoga dos judeus e falaram de tal modo, que creu uma
14.1
cp.
grande multidão, tanto de judeus como de
14.1
Jo 7.35At 18.4
gregos. 2Mas
14.2
At 13.45,50
At 14.19
1Ts 2.16
os judeus
14.2
cp.
que não creram excitaram e exasperaram os ânimos dos gentios contra
14.2
At 1.15
os irmãos. 3Entrando, demoraram-se ali bastante tempo,
14.3
At 4.2920.32
Hb 2.4
falando ousadamente no Senhor, que dava testemunho da palavra da sua graça, concedendo que por mãos deles se fizessem
14.3
Jo 4.48
milagres e prodígios. 4Mas dividiu-se
14.4
cp.
o povo da cidade: uns eram pelos judeus, e outros, pelos
14.4
At 14.4,14
apóstolos. 5Como houvesse um movimento dos gentios e dos judeus, juntamente com as suas autoridades, para os ultrajar e
14.5
cp.
apedrejar, 6eles, sabendo-o, fugiram
14.6
At 14.8,21
At 16.12Tm 3.11
para Listra,
14.6
At 14.20
At 16.1
20.4
e Derbe, cidade da
14.6
At 14.6,11
Licaônia, e para a circunvizinhança 7e ali
14.7
At 14.21
At 16.10At 14.15
pregavam o evangelho.

A cura de um coxo em Listra

8Em Listra, estava sentado

14.8
At 3.2
um homem aleijado dos pés, coxo desde o seu nascimento, e que nunca tinha andado. 9Ele ouvia falar Paulo, e este,
14.9
At 3.4
10.4
fitando nele os olhos e vendo que tinha
14.9
cp.
fé de que seria curado, 10disse em alta voz: Levanta-te direito sobre os teus pés.
14.10
At 3.8
Ele saltou e andava. 11A multidão, vendo o que Paulo fizera, levantou a voz em língua licaônica, dizendo:
14.11
cp.
Os deuses em forma humana desceram a nós. 12Chamavam a Barnabé Júpiter e a Paulo, Mercúrio, porque era este quem dirigia a palavra. 13O sacerdote de Júpiter, que estava em frente da cidade, trouxe para as portas touros e grinaldas
14.13
Dn 2.46
e queria sacrificar com a multidão. 14Mas os apóstolos Barnabé e Paulo, quando ouviram isso,
14.14
Nm 14.6
Mt 26.65
Mc 14.63
rasgaram os seus vestidos e saltaram para o meio da multidão, 15clamando: Senhores, por que fazeis isso? Nós também somos
14.15
Tg 5.17At 10.26
homens da mesma natureza que vós
14.15
At 13.32At 14.7,21
e vos anunciamos o evangelho, para que dessas
14.15
Dt 32.21
1Sm 12.21
Jr 8.19
14.221Co 8.4
coisas vãs vos convertais ao
14.15
Mt 16.16
Deus vivo, que
14.15
Êx 20.11
Sl 146.6
Ap 14.7At 4.24
17.24
fez o céu, e a terra, e o mar, e tudo o que neles há; 16o qual, nos tempos passados,
14.16
cp.
permitiu que todas as nações
14.16
cp.
andassem nos seus próprios caminhos; 17e, contudo,
14.17
cp.
não deixou de dar testemunho de si mesmo, fazendo o bem,
14.17
Dt 11.14
Jó 5.10
Sl 65.10Ez 34.26Jl 2.23
dando-vos do céu chuvas e estações frutíferas, enchendo os vossos corações de mantimentos e de alegria. 18Dizendo isso, com dificuldade, impediram a multidão de lhes oferecer sacrifícios.

Paulo é apedrejado

19Sobrevieram, porém, alguns

14.19
At 13.45
judeus de
14.19
At 13.14
At 14.21At 14.26
Antioquia e
14.19
At 13.51
At 14.1,19,21
Icônio, e, havendo ganhado o favor do povo,
14.19
cp.
apedrejaram a Paulo, e arrastaram-no para fora da cidade, dando-o por morto. 20Mas, quando
14.20
At 11.26
At 14.22,28
os discípulos o rodearam, ele se levantou e entrou na cidade. No dia seguinte, partiu com Barnabé para
14.20
At 14.6
Derbe. 21
14.21
At 14.7
Evangelizando aquela cidade e tendo
14.21
At 2.47
feito muitos discípulos, voltaram para
14.21
At 14.6
Listra, Icônio e Antioquia, 22confirmando as almas dos discípulos, exortando-os a permanecer
14.22
At 6.7
na fé e dizendo que
14.22
Jo 16.33
1Ts 3.3
2Tm 3.12Mc 10.30
Jo 15.18,20
1Pe 2.21
Ap 1.9
9.16
por muitas tribulações nos é necessário entrar no reino de Deus. 23
14.23
Tt 1.52Co 8.19
Tendo feito eleger para eles
14.23
At 11.30
presbíteros em cada igreja, depois
14.23
At 13.31.24
de orar com jejuns,
14.23
At 20.32
encomendaram-nos ao Senhor, em quem haviam crido. 24Atravessando a
14.24
At 13.14
Pisídia, foram à
14.24
At 13.13
Panfília, 25e, tendo anunciado a palavra em
14.25
At 13.13
Perge, desceram a Atália, 26e dali navegaram para
14.26
At 11.19
Antioquia,
14.26
At 13.3
de onde haviam sido
14.26
At 15.40
At 11.23
encomendados à graça de Deus para a obra que tinham cumprido. 27Quando ali chegaram e reuniram a igreja,
14.27
At 15.4At 15.3,12
21.19
contaram quantas coisas fizera Deus com eles e como abrira a
14.27
1Co 16.9
2Co 2.12
Cl 4.3
Ap 3.8
porta da fé aos gentios. 28Demoraram-se muito tempo com
14.28
At 11.26
At 14.20,22
os discípulos.

15

A controvérsia sobre a circuncisão

151

15.1
At 15.24
Alguns homens, descendo da Judeia, ensinavam
15.1
At 1.15
At 15.3,22,32
aos irmãos: Se não vos
15.1
At 15.5
Gl 5.21Co 7.18
Gl 2.11,14
circuncidardes segundo
15.1
At 6.14
o rito de Moisés, não podeis ser salvos. 2Tendo tido Paulo e Barnabé uma grande contenda e
15.2
At 15.2,7
discussão com eles,
15.2
cp.
os irmãos resolveram que Paulo, e Barnabé, e alguns outros dentre eles subissem
15.2
At 15.4,6,22-23
At 16.4
At 11.30
aos apóstolos e presbíteros em Jerusalém acerca dessa questão. 3Eles, pois,
15.3
At 20.38
21.5
Rm 15.241Co 16.6,11
2Co 1.16
Tt 3.13
3Jo 6
sendo acompanhados até uma parte do caminho pela igreja, passavam pela
15.3
At 11.19
Fenícia e Samaria,
15.3
cp.
narrando a conversão dos gentios, 4e davam grande alegria a todos os irmãos. Chegados a Jerusalém, foram bem recebidos pela igreja, pelos apóstolos e pelos presbíteros e referiram tudo o que Deus tinha feito com eles. 5Mas levantaram-se alguns que tinham sido
15.5
cp.
da seita dos
15.5
Mt 3.7At 26.5
fariseus e que haviam crido, dizendo: É necessário circuncidar os gentios e mandar-lhes que observem a Lei de Moisés.

O concílio em Jerusalém

6Reuniram-se, pois, os apóstolos e os presbíteros para tratar dessa questão. 7Havendo uma grande discussão, levantou-se Pedro e disse:

Irmãos, vós sabeis que há muito tempo

15.7
cp.
Deus escolheu-me dentre vós, para que da minha boca ouvissem os gentios a palavra do
15.7
At 20.24
evangelho e cressem. 8Deus,
15.8
At 1.24
que conhece os corações, apresentou testemunho a favor deles,
15.8
At 10.47
dando-lhes o Espírito Santo, como também a nós, 9
15.9
cp.
e não fez distinção alguma entre nós e eles,
15.9
At 10.43
purificando os seus corações pela fé. 10Agora, pois, por que
15.10
cp.
provais a Deus, pondo um jugo sobre a cerviz dos discípulos, o qual
15.10
cp.
nem nossos pais, nem nós podemos suportar? 11Mas cremos que
15.11
Rm 5.153.24
2Co 13.1-4
Ef 2.5-8
pela graça do Senhor Jesus seremos salvos, assim como eles.

O parecer de Tiago

12Toda a assembleia calou-se e escutava a Barnabé e a Paulo, que contavam quantos

15.12
Jo 4.48
milagres e prodígios Deus fizera entre os gentios por meio deles. 13Depois de terminarem,
15.13
At 12.17
Tiago respondeu:

Irmãos, ouvi-me. 14

15.14
2Pe 1.1At 15.7
Simão acaba de relatar como Deus primeiramente visitou os gentios, para tomar deles um povo para o seu nome. 15Com isso concordam as palavras
15.15
cp.
dos profetas, como está escrito:

16Depois disto,

15.16
cp.
voltarei

e reedificarei o tabernáculo de Davi, que está caído;

reedificarei as suas ruínas

e tornarei a levantá-lo,

17para que o resto dos homens busque ao Senhor,

sim, todos os gentios

15.17
Tg 2.7
Dt 28.10
Is 63.19
Jr 14.9
Dn 9.19
que têm sido chamados pelo meu nome,

18diz o Senhor,

15.18
Is 45.21
que faz essas coisas conhecidas desde o princípio do mundo.

19Por isso,
15.19
cp.
eu julgo que não se deve perturbar os gentios que se estão convertendo a Deus, 20mas escrever-lhes que se abstenham das
15.20
At 15.29Dn 1.8
1Co 8.7-13
10.7-8,14-28
Ap 2.14,20
viandas oferecidas aos ídolos, da fornicação,
15.20
Gn 9.4
Lv 3.17
7.26
17.10,14
19.26
Dt 12.16,23
15.23
1Sm 14.33
dos animais sufocados e do sangue. 21Pois
15.21
At 13.15
2Co 3.14
Moisés, desde tempos antigos, tem, em cada cidade, homens que o pregam nas sinagogas, onde é lido todos os sábados.

A decisão enviada a Antioquia

22Então, pareceu bem

15.22
At 15.2
aos apóstolos e aos presbíteros com toda a igreja escolher homens dentre eles e enviá-los a
15.22
vd.
Antioquia com Paulo e Barnabé; e escolheram Judas, chamado Barsabás,
15.22
At 15.27,32,40
At 16.19,25,29
17.4,10,1418.52Co 1.19
1Ts 1.1
2Ts 1.1
1Pe 5.12
e Silas, homens principais entre
15.22
At 15.1
os irmãos, 23enviando, por mão deles, a seguinte carta: Os apóstolos e os presbíteros, irmãos, aos irmãos dentre os gentios em Antioquia, na
15.23
Mt 4.24At 15.41
Gl 1.21
Síria e
15.23
At 6.9
Cilícia,
15.23
At 23.26
Tg 1.12Jo 10
saúde. 24Visto que soubemos que
15.24
At 15.1
alguns dentre nós, aos quais não demos mandamento, vos tem
15.24
Gl 1.7
5.10
perturbado com palavras, subvertendo as vossas almas, 25
15.25
At 15.28
pareceu-nos bem, chegados a um acordo, escolher homens e enviá-los a vós com os nossos amados Barnabé e Paulo, 26que têm
15.26
At 9.2314.19
exposto as suas vidas pelo nome de nosso Senhor Jesus Cristo. 27Enviamos, pois,
15.27
At 15.22,32
Judas e
15.27
At 15.22
Silas, que também, por palavras, dirão as mesmas coisas. 28Pois pareceu bem ao
15.28
At 15.8At 5.32
Espírito Santo e
15.28
At 15.19,25
a nós não vos impor maior peso além destas coisas necessárias: 29que vos abstenhais de
15.29
At 15.20
coisas sacrificadas aos ídolos,
15.29
At 15.20
de sangue, de animais sufocados e de fornicação; dessas coisas fareis bem de vos guardar. Saúde.

A leitura da carta do concílio

30Despedidos eles,

15.30
At 15.22
desceram a Antioquia e, tendo reunido a congregação, entregaram a carta. 31A congregação, tendo-a lido, regozijou-se pelo conforto que lhe trouxe. 32
15.32
At 15.22,27
Judas e
15.32
At 15.22
Silas, que eram também
15.32
At 13.1
profetas, consolaram
15.32
At 15.1
os irmãos com muitas palavras e os fortaleceram. 33Tendo-se demorado ali por algum tempo, foram pelos irmãos despedidos
15.33
Mc 5.34
At 16.36
1Co 16.11Hb 11.31
em paz aos que os
15.33
At 15.22
tinham enviado.Alguns manuscritos inserem o v. 34: Mas pareceu bem a Silas ficar ali. 34[Mas pareceu bem a Silas ficar ali.] 35Mas
15.35
At 12.25
Paulo e Barnabé demoraram-se em Antioquia, ensinando e
15.35
At 8.4
pregando com muitos outros
15.35
At 13.12
a palavra do Senhor.

A segunda viagem missionária. A separação entre Paulo e Barnabé

36Alguns dias depois, disse Paulo a Barnabé: Voltemos agora para visitar os irmãos por

15.36
At 13.4,13-14,51
14.6,24
todas as cidades em que temos anunciado a palavra do Senhor, para ver como passam. 37Barnabé queria levar consigo também
15.37
At 12.12
João, que tinha por sobrenome Marcos. 38Mas Paulo não achou justo levar consigo a quem
15.38
At 13.13
os tinha deixado desde a Panfília e que não os tinha acompanhado no trabalho. 39Houve tal desavença, que se separaram um do outro, e Barnabé, levando consigo a
15.39
Cl 4.10
At 12.12
At 15.37
Marcos, navegou para
15.39
At 4.36
Chipre. 40Mas Paulo, tendo escolhido a
15.40
At 15.22
Silas, partiu,
15.40
At 14.26
At 11.23
encomendado pelos irmãos à graça do Senhor. 41Ele passou
15.41
Mt 4.24At 15.23
pela Síria e
15.41
At 6.9
Cilícia, fortalecendo as igrejas.

16

Paulo leva consigo a Timóteo

161Chegou também a

16.1
At 14.6
Derbe e a Listra. Achava-se ali um discípulo chamado
16.1
At 17.1418.5
19.22
20.4
Rm 16.21
1Co 4.17
16.10
2Co 1.1,19
Fp 1.1
2.19
Cl 1.1
1Ts 1.1
3.2,6
2Ts 1.1
1Tm 1.2,18
6.20
2Tm 1.2
Fp 1
Hb 13.23
Timóteo, filho de
16.1
2Tm 1.5
3.15
uma judia crente, mas de pai grego; 2dele davam bom testemunho
16.2
At 16.40
os irmãos em Listra e
16.2
At 13.51
Icônio. 3Paulo quis que ele fosse em sua companhia e,
16.3
cp.
tomando-o, circuncidou-o por causa dos judeus daqueles lugares; pois todos sabiam que seu pai era grego. 4Quando iam passando pelas cidades, entregavam-lhes para serem observadas
16.4
At 15.28
as decisões que haviam sido tomadas
16.4
At 15.2
pelos apóstolos e
16.4
At 11.30
presbíteros em Jerusalém. 5Assim
16.5
cp.
as igrejas eram fortalecidas na fé e
16.5
At 2.47
aumentavam em número cada dia.

A visão em Trôade

6Atravessaram a região

16.6
At 2.10
18.23
frígio-
16.6
At 18.23
1Co 16.1
Gl 1.2
3.1
2Tm 4.10
1Pe 1.1
gálata, tendo sido impedidos pelo Espírito Santo de anunciar a palavra na
16.6
At 2.9
Ásia. 7Tendo viajado na direção de
16.7
At 16.8
Mísia, tentavam seguir para
16.7
1Pe 1.1
Bitínia, mas o
16.7
Lc 24.49
Rm 8.9
Gl 4.6
Fp 1.19
1Pe 1.11At 8.29
Espírito de Jesus não o permitiu; 8e, tendo passado ao lado de Mísia, desceram a
16.8
At 16.11
At 20.52Co 2.12
2Tm 4.13
Trôade. 9De noite, apareceu a Paulo esta
16.9
At 9.10
visão: um homem da
16.9
At 16.10,12
At 18.5
19.21-22,29
20.1,3
27.2
Rm 15.26
Macedônia achava-se em pé, rogando-lhe: Passa à Macedônia e ajuda-nos. 10Depois dessa
16.10
At 9.10
visão,
16.10
At 16.10-17
20.5-15
21.1-18
27.1—28.16
procuramos logo partir para a Macedônia, concluindo que Deus nos havia chamado para aí
16.10
At 14.7
pregarmos o evangelho.

Paulo em Filipos. Lídia convertida

11Tendo, pois, navegado de

16.11
At 16.8
At 20.52Co 2.12
2Tm 4.13
Trôade, fomos
16.11
At 21.1
em direitura a Samotrácia, no dia seguinte, a Neápolis 12e dali, a
16.12
At 20.6
Fp 1.1
1Ts 2.2
Filipos, cidade
16.12
At 16.9-10
At 18.5
19.21-22,29
20.1,3
27.2
Rm 15.26
da Macedônia, primeira do distrito
16.12
cp.
e colônia. Nessa cidade, ficamos alguns dias. 13No
16.13
At 13.14
sábado, saímos fora da porta para junto de um rio, onde julgávamos haver um lugar de oração, e, sentados, falávamos às mulheres que ali haviam concorrido. 14Uma mulher chamada Lídia, vendedora de púrpura, da cidade de
16.14
Ap 1.11
2.18,24
Tiatira
16.14
At 18.713.43
e que temia a Deus, nos escutava;
16.14
cp.
e o Senhor abriu-lhe o coração para atender às coisas que Paulo dizia. 15Depois de serem batizadas,
16.15
At 11.14
ela e sua casa, fez-nos este pedido: Se julgais que sou crente no Senhor, entrai em minha casa e ficai nela; e constrangeu-nos a isso.

A cura de uma moça que tinha um espírito adivinhador

16Enquanto íamos

16.16
At 16.13
ao lugar de oração, veio-nos ao encontro uma moça que tinha um
16.16
cp.
espírito adivinhador, a qual, com as suas adivinhações, dava muito lucro aos amos. 17Ela, seguindo a Paulo e a nós, clamava: Estes homens que vos anunciam o caminho da salvação são servos
16.17
Mc 5.7
do Deus Altíssimo. 18E fazia isso por muitos dias. Mas Paulo, enfadado, virou-se para ela e disse ao espírito: Eu te ordeno
16.18
cp.
em nome de Jesus Cristo que saias dela; e, na mesma hora, saiu.

Paulo e Silas açoitados e presos. A conversão do carcereiro

19Vendo os seus amos que se lhes havia acabado a esperança do

16.19
At 16.16At 19.25
lucro, pegaram
16.19
At 15.40
At 16.25,29At 15.22
em Paulo e Silas, e
16.19
cp.
arrastaram-nos para a praça à presença das autoridades, 20e, apresentando-os aos pretores, disseram: Estes judeus estão perturbando muito a nossa cidade 21e
16.21
cp.
anunciam costumes que não nos é lícito receber nem praticar, sendo nós
16.21
At 16.12
romanos. 22A multidão levantou-se à uma contra eles, e os pretores, rasgando-lhes os vestidos, mandaram
16.22
2Co 11.251Ts 2.2
açoitá-los com varas, 23e, depois de lhes darem muitos açoites, lançaram-nos numa prisão, mandando ao
16.23
At 16.27,36
carcereiro que os guardasse com segurança. 24Ele, tendo recebido tal ordem, lançou-os na prisão interior e apertou-lhes os pés no
16.24
Jó 13.27
33.11
Jr 20.229.26
tronco. 25Mas, pela meia-noite,
16.25
At 16.19
Paulo e Silas oravam e
16.25
Ef 5.19
cantavam hinos a Deus, e os presos escutavam-nos. 26Subitamente,
16.26
cp.
houve um grande terremoto, de modo que foram abalados os alicerces do cárcere; logo,
16.26
At 12.10
se abriram todas as portas, e
16.26
cp.
foram soltas as correntes de todos. 27Tendo acordado o carcereiro e vendo abertas as portas da prisão, tirou da espada e ia
16.27
cp.
suicidar-se, supondo que os presos haviam fugido. 28Mas Paulo bradou em alta voz: Não te faças nenhum mal, porque todos estamos aqui. 29O carcereiro, tendo pedido uma luz, saltou dentro da prisão, e, tremendo, lançou-se aos pés de Paulo e de Silas, 30e, tirando-os para fora, perguntou-lhes: Senhores,
16.30
cp.
que me é necessário fazer para me salvar? 31Responderam eles:
16.31
cp.
Crê no Senhor Jesus e serás salvo, tu e
16.31
At 11.14
At 16.15
a tua casa. 32Anunciaram-lhe a palavra de Deus e a todos os que estavam em sua casa. 33Ele,
16.33
At 16.25
naquela mesma hora da noite, tomando-os consigo, lavou-lhes as feridas e foi logo batizado, ele e todos os seus. 34Fazendo-os subir para sua casa, deu-lhes de comer e alegrou-se muito com
16.34
At 11.14
At 16.15
toda a sua casa, por haver crido em Deus.

Paulo e Silas soltos da prisão

35Quando amanheceu, os pretores enviaram lictores a dizer-lhe: Solta esses homens. 36O carcereiro referiu essas palavras a Paulo, dizendo: Os pretores mandaram soltar-vos. Agora, pois, saí e ide

16.36
At 15.33
em paz. 37Mas Paulo disse aos lictores: Açoitaram-nos publicamente sem sermos condenados,
16.37
At 22.25-29
sendo romanos, e lançaram-nos na prisão; e, agora, nos lançam fora secretamente? Pois não há de ser assim, mas venham eles mesmos e tirem-nos. 38Os lictores deram parte disso aos pretores. Estes
16.38
At 22.29
temeram, ao saber que eles eram romanos, 39e, vindo, procuraram conciliá-los; e, tirando-os para fora, pediam-lhes que
16.39
cp.
se retirassem da cidade. 40Eles, saindo da prisão, entraram na casa de
16.40
At 16.14
Lídia, e, vendo
16.40
At 16.2
At 1.15
os irmãos, consolaram-nos, e partiram.