Tradução Brasileira (2010) (TB)
20

A sedição de Seba e a sua morte

201Ora, sucedeu achar-se

20.1
2Sm 16.7
ali um homem de Belial que se chamava Seba, filho de
20.1
Gn 46.21
Bicri, homem benjamita. Ele tocou a trombeta e disse:
20.1
2Sm 19.43
1Rs 12.16
Nós não temos parte em Davi, nem herança no
20.1
1Sm 22.7-9
filho de Jessé;
20.1
2Sm 18.17
1Sm 13.2
2Cr 10.16
cada um para as suas tendas, ó Israel. 2Todos os homens de Israel se separaram de Davi e seguiram a Seba, filho de Bicri; porém os homens de Judá se apegaram ao seu rei desde o Jordão até Jerusalém.

3Veio Davi para sua casa em Jerusalém.

20.3
2Sm 15.16
16.21-22
O rei tomou as dez mulheres, suas concubinas, que tinha deixado para guardarem a casa, e as meteu em custódia, e as sustentou, porém não entrou a elas. Assim, estiveram encerradas até o dia da sua morte, vivendo como viúvas.

4Disse o rei a

20.4
2Sm 17.25
19.13
Amasa: Convoca-me dentro de três dias os homens de Judá e apresenta-te aqui. 5Partiu Amasa para convocar os homens de Judá, mas
20.5
1Sm 13.8
tardou além do tempo que o rei lhe aprazara. 6Davi disse a
20.6
2Sm 21.17
Abisai: Mais mal agora nos fará Seba, filho de Bicri, do que nos fez Absalão. Portanto,
20.6
2Sm 11.11
1Rs 1.33
toma os servos do teu senhor e persegue-o; não suceda que ele consiga cidades fortificadas e nos escape. 7Saíram após ele os homens de Joabe, e os
20.7
2Sm 8.18
1Rs 1.38
quereteus, e os peleteus, e
20.7
2Sm 15.18
todos os homens valentes; e saíram de Jerusalém para perseguirem a Seba, filho de Bicri. 8Eles estavam junto da grande pedra em
20.8
2Sm 2.13
3.30
Gibeão, quando Amasa lhes veio ao encontro. Estava Joabe cingido com as armas que levara, e, sobre elas, um cinto no qual, presa aos seus lombos, estava uma espada, dentro da sua bainha; e, adiantando-se ele, caiu a espada. 9Disse Joabe a Amasa: Vais bem, meu irmão? Com a mão direita
20.9
Mt 26.49
Joabe tomou a Amasa pela barba, para o beijar. 10Amasa, porém, não reparou na espada que estava na mão de Joabe. Assim,
20.10
2Sm 2.23
3.27
1Rs 2.5
este o feriu com ela no ventre e lhe lançou por terra os intestinos, sem o ferir segunda vez; e Amasa caiu morto.

Joabe e Abisai, seu irmão, perseguiram a Seba, filho de Bicri. 11Um dos mancebos de Joabe ficou junto de Amasa e dizia: Quem favorece a Joabe, e quem está a favor de Davi,

20.11
2Sm 20.13
siga a Joabe. 12Amasa se revolvia no seu sangue no meio da estrada. Quando o mancebo viu que todo o povo parava, levou a Amasa da estrada para o campo e lançou sobre ele um manto, porque viu que todo aquele que chegava ao pé dele parava. 13Tirado que foi Amasa da estrada, todo o povo seguiu a Joabe, para perseguir a Seba, filho de Bicri.

14Joabe passou por todas as tribos de Israel até Abel, e a Bete-Maaca, e a todos os

20.14
Nm 21.16
beritas, os quais se ajuntaram e saíram também após ele. 15Foram e sitiaram-no em
20.15
1Rs 15.20
2Rs 15.29
Abel de Bete-Maaca
20.15
2Rs 19.32
Ez 4.2
e levantaram contra a cidade um montão, da altura do muro; e todo o povo que estava com Joabe batia o muro para o derribar. 16Gritou
20.16
2Sm 14.2
uma mulher sábia de dentro da cidade: Ouvi, ouvi; dizei a Joabe: Chega-te cá, para que eu fale contigo. 17Tendo ele se chegado perto dela, perguntou a mulher: És tu Joabe? Respondeu ele: Sou. Ela lhe disse: Ouve as palavras da tua escrava. Disse ele: Ouço. 18A mulher prosseguiu: Antigamente, era costume dizer: Peça-se conselho em Abel; e assim punham termo às questões. 19Eu sou dentre as pacíficas e fiéis em Israel;
20.19
Dt 20.10
tu estás procurando destruir uma cidade e uma mãe em Israel; por que queres devorar a
20.19
2Sm 14.16
21.3
1Sm 26.19
herança de Jeová? 20Respondeu Joabe: Longe, longe de mim que eu devore ou destrua. 21A coisa não é assim. Porém um homem
20.21
Js 24.33
da região montanhosa de Efraim, de nome
20.21
2Sm 20.2
Seba, filho de Bicri, levantou a mão contra o rei, contra Davi; entregai só este, e retirar-me-ei da cidade. Disse a mulher a Joabe: Eis que te será lançada a sua cabeça pelo muro. 22A mulher,
20.22
2Sm 20.16
Ec 9.13-16
na sua sabedoria, foi ter com todo o povo. Cortada a cabeça de Seba, filho de Bicri, lançaram-na a Joabe.
20.22
2Sm 20.1
Ele tocou a trombeta, e retiraram-se da cidade, cada um para a sua tenda. Joabe voltou a Jerusalém a ter com o rei.

23

20.23
2Sm 8.16-18
1Rs 4.3-6
Joabe estava sobre todo o exército de Israel; Benaia, filho de Joiada, estava sobre os quereteus e sobre os peleteus; 24Adorão, sobre os que trabalhavam forçados; Josafá, filho de Ailude, era cronista; 25Seva era secretário; Zadoque e Abiatar eram sacerdotes; 26e também
20.26
2Sm 23.38
Ira, o jairita, era ministro de Estado de Davi.

21

Fome em Israel e a sua causa

211Houve, nos dias de Davi,

21.1
Gn 12.10
26.1
42.5
uma fome de três anos consecutivos; e
21.1
Nm 27.21
Davi consultou a Jeová. Jeová disse: Há sangue sobre Saul e sobre a sua casa, porque matou os gibeonitas. 2Chamou o rei aos gibeonitas e disse-lhes (Ora, os gibeonitas não eram dos filhos de Israel, mas do resto dos amorreus; e
21.2
Js 9.3,15-20
os filhos de Israel se tinham ligado a eles por juramento; Saul, porém, procurou feri-los
21.2
Êx 34.11-16
Dt 7.2
1Sm 28.3
no seu zelo pelos filhos de Israel e de Judá.), 3sim, Davi perguntou-lhes: Que quereis que eu vos faça? Com que farei expiação,
21.3
2Sm 20.19
1Sm 26.19
para que abençoeis a herança de Jeová? 4Responderam-lhe os gibeonitas:
21.4
Nm 35.31-32
Não é por prata nem por ouro que temos questão com Saul ou com a sua casa; nem pretendemos tirar a vida a homem algum em Israel. Davi disse: O que vós disserdes, isso vos farei. 5Responderam ao rei:
21.5
2Sm 21.1
Quanto ao homem que nos consumiu e pensou em nos destruir, para que não ficássemos em qualquer termo de Israel, 6deem-se-nos sete de seus filhos, para que os enforquemos a
21.6
Nm 25.4
Jeová, em Gibeá de Saul,
21.6
1Sm 10.24
o eleito de Jeová. Disse o rei: Eu os darei.

7O rei, porém, poupou a

21.7
2Sm 4.4
9.10
Mefibosete, filho de Jônatas, filho de Saul,
21.7
1Sm 18.3
20.12-17
23.18
por causa do juramento de Jeová que havia entre eles, a saber, entre Davi e Jônatas, filho de Saul. 8Mas o rei tomou os dois filhos de
21.8
2Sm 3.7
Rispa, filha de Aiá, Armoni e Mefibosete, os quais houvera de Saul, também os cinco filhos de Merabe, filha de Saul, que ela deu à luz a Adriel, filho de Barzilai,
21.8
1Rs 19.16
meolatita, 9e entregou-os nas mãos dos gibeonitas, que os enforcaram no monte, diante de Jeová, e todos os sete caíram juntos. Foram mortos nos dias da ceifa, nos primeiros dias,
21.9
Êx 9.31-32
no princípio da ceifa da cevada.

A devoção de Rispa pelos mortos

10

21.10
Dt 21.23
Rispa, filha de Aiá, tomou um pano de cilício e estendeu-o para si sobre uma pedra, desde o princípio da ceifa até que a água caiu do céu sobre eles;
21.10
1Sm 17.44,46
não deixou aproximar-se deles as aves de dia, nem as feras de noite. 11Foi contado a Davi o que fizera Rispa, filha de Aiá e concubina de Saul.

12Foi Davi e tomou

21.12
1Sm 31.11-13
os ossos de Saul e os ossos de Jônatas aos homens de Jabes-Gileade, que os tinham roubado da praça de
21.12
Js 17.11
Bete-Seã,
21.12
1Sm 31.10
na qual os filisteus os tinham pendurado no dia em que
21.12
1Sm 31.4
mataram a Saul em Gilboa. 13Dali trouxe Davi os ossos de Saul e os de seu filho Jônatas; e recolheram os ossos dos que foram enforcados. 14Enterraram os ossos de Saul e de seu filho Jônatas na terra de Benjamim, em
21.14
Js 18.28
Zela, na sepultura de Quis, seu pai. Fizeram tudo o que o rei ordenara. Depois disso,
21.14
2Sm 24.25
Js 7.26
Deus se tornou propício para com a terra.

Quatro guerras contra os filisteus

15De novo, fizeram

21.15
2Sm 5.17-25
os filisteus guerra contra Israel. Desceu Davi com os seus servos, e pelejaram contra os filisteus. Ficando Davi muito fatigado, 16Isbi-Benobe, que era
21.16
2Sm 21.18-22
Nm 13.22,28
Js 15.14
dos filhos do gigante, cuja lança pesava trezentos siclos de cobre e que cingia uma espada nova, intentou matá-lo. 17
21.17
2Sm 20.6-10
Abisai, porém, filho de Zeruia, socorreu-o, feriu ao filisteu e matou-o. Então, os homens de Davi lhe juraram, dizendo:
21.17
2Sm 18.3
Não tornarás a sair conosco à batalha, para que não apagues
21.17
2Sm 22.29
1Rs 11.36
a lâmpada de Israel.

18

21.18
1Cr 20.4-8
Depois disso, houve ainda, em Gobe, uma guerra contra os filisteus; então,
21.18
1Cr 11.29
27.11
Sibecai, husatita, matou a Safe, que era dos filhos do gigante. 19Houve ainda, em Gobe, mais uma guerra contra os filisteus; e Elanã, filho de Jaaré-Oregim, belemita, matou a Golias, geteu,
21.19
1Sm 17.7
de cuja lança a haste era como órgão de tecelão. 20De novo, houve guerra em Gate, onde estava um homem de grande estatura, o qual tinha seis dedos em cada mão e, em cada pé, seis dedos; vinte e quatro ao todo. Este também
21.20
2Sm 21.16,18
nasceu gigante. 21Quando ele injuriava a Israel, tirou-lhe a vida Jônatas, filho de Simei, irmão de Davi. 22
21.22
1Cr 20.8
Esses quatro nasceram ao gigante em Gate; e caíram pela mão de Davi e pela mão dos seus servos.

22

Cântico de Davi em ação de graças

(Ver Sl 18)

221

22.1
Sl 18.2-50
Davi falou a Jeová
22.1
Êx 15.1
Dt 31.30
as palavras deste cântico no dia em que Jeová o livrou da mão de todos os seus inimigos e das mãos de Saul; 2e disse:

22.2
1Sm 23.25
24.2
Sl 31.3
71.3
Jeová é o meu rochedo, a minha fortaleza e o meu libertador.

3

22.3
Dt 32.4,37
1Sm 2.2
É o Deus da minha rocha, nele confiarei;

é o meu

22.3
Gn 15.1
Dt 33.29
escudo, e a
22.3
Dt 33.17
Lc 1.69
força da minha salvação, e a minha alta torre, e
22.3
Sl 9.9
o meu refúgio;

Ó meu salvador, da violência tu me livras.

4Hei de invocar a Jeová,

22.4
Sl 48.1
96.4
que é digno de louvor;

assim, serei salvo dos meus inimigos.

5Porque me

22.5
Sl 93.4
Jn 2.3
cercaram as ondas da morte,

22.5
Sl 69.14-15
as torrentes da impiedade me atemorizaram.

6

22.6
Sl 116.3
As cordas do Sheol me cingiram,

os laços da morte me apanharam.

7

22.7
Sl 116.4
120.1
Na minha angústia, invoquei a Jeová;

sim, invoquei ao meu Deus.

Do seu templo ouviu a minha voz,

e o meu clamor chegou aos seus ouvidos.

8Então,

22.8
Jz 5.4
Sl 97.4
a terra se comoveu e estremeceu,

22.8
Jó 26.11
os fundamentos do céu se moveram

e se abalaram, porque ele se irou.

9

22.9
Sl 97.4
Hb 12.29
Das suas narinas subiu fumo,

e da sua boca saiu fogo devorador,

22.9
2Sm 22.13
que pôs carvões em chamas.

10Abaixou também os céus e desceu;

22.10
Êx 19.16
1Rs 8.12
Sl 97.2
Na 1.3
e havia escuridade debaixo dos seus pés.

11

22.11
2Sm 6.2
Montou num querubim e voou;

e foi visto

22.11
Sl 104.3
sobre as asas do vento.

12

22.12
Jó 36.29
Fez das trevas tendas ao redor de si,

ajuntamento de águas, espessas nuvens do céu.

13Pelo esplendor que estava diante dele

22.13
2Sm 22.9
acenderam-se carvões de fogo.

14

22.14
Jó 37.2-5
Sl 29.3
Jeová trovejou do céu,

e o Altíssimo fez soar a sua voz.

15

22.15
Dt 32.23
Js 10.10
1Sm 7.10
Disparou setas e dissipou-os;

raios, e desbaratou-os.

16Então, apareceram as profundezas do mar,

descobriram-se os fundamentos do mundo,

pela repreensão de Jeová,

22.16
Êx 15.8
Na 1.4
ao assopro do vento dos seus narizes.

17

22.17
Sl 144.7
Enviou do alto e recebeu-me;

22.17
Êx 2.10
tirou-me das muitas águas;

18livrou-me do meu inimigo poderoso

e dos que me tinham ódio, porque eram mais fortes do que eu.

19Vieram sobre mim no dia da minha calamidade,

22.19
Sl 23.4
porém Jeová se fez o meu esteio.

20

22.20
Sl 31.8
118.5
Conduziu-me para um lugar espaçoso;

livrou-me,

22.20
2Sm 15.26
porque se agradou de mim.

21

22.21
1Sm 26.23
1Rs 8.32
Jeová recompensou-me segundo a minha justiça,

retribuiu-me

22.21
Sl 24.4
segundo a pureza das minhas mãos.

22

22.22
Gn 18.19
Sl 128.1
Pv 8.32
Pois guardei os caminhos de Jeová

e não obrei impiamente, apartando-me do meu Deus.

23

22.23
Dt 6.6-9
Sl 119.30,102
Porque todos os seus juízos estavam diante de mim;

e, quanto aos seus estatutos, deles não me arredei.

24

22.24
Gn 6.9
7.1
Ef 1.4
Cl 1.21-22
Fui também perfeito para com ele

e guardei-me da minha iniquidade.

25

22.25
2Sm 22.21
Por isso, me retribuiu Jeová segundo a minha justiça,

segundo a minha pureza diante dos seus olhos.

26

22.26
Mt 5.7
Para com o misericordioso, mostrar-te-ás misericordioso,

para com o homem perfeito, mostrar-te-ás perfeito,

27

22.27
Mt 5.8
1Jo 3.3
para com o puro, mostrar-te-ás puro

22.27
Lv 26.23-24
Rm 1.28
e para com o pervertido, mostrar-te-ás tortuoso.

28

22.28
Êx 3.7-8
Sl 72.12-13
Livrarás o povo humilhado,

22.28
Is 2.11-12,17
5.15
mas os teus olhos estão sobre os altivos, para que os abatas.

29

22.29
2Sm 21.17
Sl 27.1
1Rs 11.36
Pois tu és, Jeová, a minha candeia;

e Jeová alumiará as minhas trevas.

30

22.30
2Sm 5.6-8
Pois, com o teu auxílio, posso atacar uma tropa;

e, com o auxílio do meu Deus, posso saltar um muro.

31

22.31
Dt 32.4
Mt 5.48
Quanto a Deus, o seu caminho é perfeito;

22.31
Sl 12.6
119.140
Pv 30.5
a palavra de Jeová é purificada;

22.31
2Sm 22.3
Sl 84.9
ele é o escudo de todos os que nele confiam.

32

22.32
1Sm 2.2
Pois quem é Deus, senão Jeová?

22.32
2Sm 22.2
E quem é rocha, senão o nosso Deus?

33

22.33
2Sm 22.2
Sl 31.3-4
Deus é o meu refúgio poderoso

e faz o meu caminho perfeito.

34

22.34
2Sm 2.18
Hc 3.19
Ele iguala os meus pés com os das gazelas

22.34
Dt 32.13
e me põe sobre as minhas alturas.

35

22.35
Sl 144.1
Ele instrui as minhas mãos para a peleja,

22.35
Jó 20.24
de modo que os meus braços podem entesar um arco de cobre.

36Também me deste

22.36
Ef 6.16-17
o escudo da tua salvação,

e a tua condescendência me engrandeceu.

37

22.37
2Sm 22.20
Pv 4.12
Alargaste os meus passos debaixo de mim,

e não vacilaram os meus artelhos.

38Persegui os meus inimigos, e

22.38
Êx 15.9
os derrotei,

e não tornei atrás, até os consumir.

39Consumi-os e os atravessei, de sorte que não se pudessem levantar.

Sim,

22.39
Ml 4.3
caíram debaixo dos meus pés.

40Pois me cingiste de força para a peleja;

fizeste curvar-se debaixo de mim

22.40
Sl 44.5
os que se levantaram contra mim.

41

22.41
Êx 23.27
Js 10.24
Fizeste que me voltassem as costas os meus inimigos,

para que eu exterminasse os que me aborrecem.

42

22.42
Is 17.7-8
Olharam ao redor, porém não houve ninguém que os salvasse;

22.42
1Sm 28.6
Is 1.15
olharam para Jeová, mas ele não lhes respondeu.

43

22.43
2Rs 13.7
Então, os moí como o pó da terra;

22.43
Is 10.6
Mq 7.10
como a lama das ruas os pisei e os dissipei.

44

22.44
2Sm 3.1
19.9,14
Também me livraste das contendas do meu povo;

22.44
2Sm 8.1-14
guardaste-me para ser o cabeça das nações.

22.44
Is 55.5
Um povo que não conheço me servirá.

45

22.45
Sl 66.3
81.15
Os estrangeiros submeter-se-ão a mim;

logo que me conhecerem, obedecer-me-ão.

46Os estrangeiros dissipar-se-ão

22.46
1Sm 14.11
Mq 7.17
e, tremendo, sairão dos seus lugares fortes.

47Jeová vive, e bendita seja a minha rocha!

22.47
2Sm 22.3
Sl 89.26
E exaltado seja o Deus da rocha da minha salvação!

48

22.48
2Sm 4.8
1Sm 24.12
25.39
Sl 94.1
O Deus que me dá vingança,

22.48
Sl 144.2
que sujeita povos debaixo de mim

49e que me tira dentre os meus inimigos.

Tu me exaltas acima

22.49
Sl 44.5
dos que se levantam contra mim;

22.49
Sl 140.1,4,11
tu me livras do homem violento.

50

22.50
Rm 15.9
Por isso, Jeová, te darei graças entre as nações

e entoarei louvores ao teu nome.

51

22.51
Sl 144.10
Ele dá grande salvamento ao seu rei

22.51
Sl 89.24
e faz misericórdia ao seu ungido,

22.51
2Sm 7.12-16
a Davi e à sua semente, para sempre.