Tradução Brasileira (2010) (TB)
6

O ferro dum machado é feito nadar

61

6.1
2Rs 2.3
Os filhos dos profetas disseram a Eliseu: Eis que o lugar em que habitamos diante da tua face é estreito demais para nós. 2Vamos até o Jordão, tomemos de lá cada um de nós uma viga e edifiquemos ali um lugar em que habitemos. Respondeu ele: Ide. 3Disse um: Digna-te de ir com os teus servos. Ele tornou: Eu irei. 4Assim, foi com eles. Chegados ao Jordão, cortavam madeiras. 5Quando um cortava a sua viga, caiu na água o ferro do machado; ele gritou e disse: Ai! Meu senhor! Porque era emprestado. 6Perguntou o homem de Deus: Onde caiu? Ele lhe mostrou o lugar. Então, Eliseu
6.6
2Rs 2.21
4.41
Êx 15.25
cortou um pau, o lançou ali e fez nadar o ferro. 7Disse: Levanta-o. Estendeu ele a mão e o tomou.

Eliseu adivinha os conselhos do rei da Síria

8Ora, o rei da Síria fazia guerra a Israel; teve conselho com os seus servos, dizendo: Em tal e tal lugar, estará o meu acampamento. 9Mandou

6.9
2Rs 6.12
4.1,7
o homem de Deus dizer ao rei de Israel: Guarda-te, não passes por tal e tal lugar, porque os siros estão descendo ali. 10O rei de Israel enviou ao lugar que o homem de Deus lhe dissera e de que o avisara; assim, se salvou ali não uma nem duas vezes. 11Turbou-se o coração do rei da Síria por causa disso, chamou os seus servos e disse-lhes: Não me mostrareis qual de nós é pelo rei de Israel? 12Respondeu um dos seus servos: Não é assim, ó rei, meu senhor; mas o profeta Eliseu, que está em Israel, refere ao rei de Israel as palavras que falas na tua câmara de dormir. 13Ele disse: Ide e vede onde está, para que eu envie e faça trazê-lo. Foi-lhe dito: Eis que ele está em
6.13
Gn 37.17
Dotã.

14Portanto, mandou para lá cavalos e carros e uma tropa numerosa; chegaram de noite e cercaram a cidade. 15Tendo-se levantado cedo o servo do homem de Deus e saído para fora, eis que uma tropa de cavalos e carros estava ao redor da cidade. Disse-lhe o seu servo: Ai! Meu senhor! Como havemos de fazer? 16Respondeu ele:

6.16
Êx 14.13
Não tenhas medo; pois
6.16
2Cr 32.7-8
Rm 8.31
mais são os que estão conosco do que os que estão com eles. 17Orou Eliseu e disse:
6.17
2Rs 6.20
Jeová, abre os seus olhos, para que veja. Abriu Jeová os olhos do moço, que viu o monte cheio de
6.17
2Rs 2.11
Sl 68.17
Zc 6.1-7
cavalos e carros de fogo ao redor de Eliseu. 18Ao descerem os siros a ele, orou Eliseu a Jeová e disse: Fere de cegueira a essa gente.
6.18
Gn 19.11
Feriu-a de cegueira conforme a palavra de Eliseu. 19Eliseu disse-lhe: Este não é o caminho, nem esta a cidade; segui-me, e guiar-vos-ei ao homem que buscais. Guiou-os a Samaria.

20Tendo eles entrado em Samaria, disse Eliseu:

6.20
2Rs 6.17
Abre, Jeová, os olhos destes homens para que vejam. Abriu-lhes Jeová os olhos, e viram; e eis que estavam no meio de Samaria. 21Quando o rei de Israel os viu, perguntou a Eliseu: Feri-los-ei, feri-los-ei,
6.21
2Rs 2.12
5.13
8.9
meu pai? 22Respondeu ele: Não os ferirás.
6.22
Dt 20.11-16
2Cr 28.8-15
Acaso, feririas tu os que fazes cativos com a tua espada e com o teu arco?
6.22
Rm 12.20
Manda pôr-lhes diante pão e água, para que comam, e bebam, e tornem ao seu amo. 23Preparou-se-lhes uma grande quantidade de alimentos; tendo eles comido e bebido, despediu-os, e eles voltaram para o seu amo.
6.23
2Rs 5.2
24.2
As tropas da Síria não entraram mais na terra de Israel.

Samaria é cercada

24Depois disso, ajuntou

6.24
1Rs 20.1
Ben-Hadade, rei da Síria, todo o seu exército, e subiu, e sitiou a Samaria. 25Houve uma grande fome em Samaria; eis que a sitiaram, até que se vendeu uma cabeça de jumento por oitenta siclos de prata, e a quarta parte dum cabe de esterco de pombas, por cinco siclos de prata. 26Passando o rei de Israel sobre o muro, gritou-lhe uma mulher, dizendo: Acode-me, ó rei, meu senhor. 27Ele disse: Se Jeová não te acudir, donde te acudirei eu? Da eira ou do lagar? 28O rei perguntou-lhe: Que é o que tens? Respondeu ela: Esta mulher me disse: Dá teu filho, para o comermos hoje e amanhã comeremos meu filho. 29
6.29
Lv 26.27-29
Dt 28.52-53,57
Lm 4.10
Cozemos meu filho e o comemos; e, ao outro dia, lhe disse eu: Dá teu filho para o comermos; e ela escondeu seu filho. 30Tendo o rei ouvido as palavras da mulher,
6.30
1Rs 21.27
rasgou os seus vestidos (ora ele ia passando sobre o muro.); o povo olhou e viu que o rei tinha sacos sobre a sua carne. 31Então, ele disse:
6.31
Rt 1.17
1Rs 19.2
Assim me faça Deus e ainda mais, se a cabeça de Eliseu, filho de Safate, lhe ficar hoje sobre os ombros.

Eliseu prediz a abundância de víveres

32Eliseu, porém, estava sentado em sua casa, juntamente

6.32
Ez 8.1
14.1
20.1
com os anciãos. Enviou o rei um dos seus assistentes; mas, antes que o mensageiro chegasse a Eliseu, disse este aos anciãos:
6.32
1Rs 18.4,13-14
21.10,13
Vedes como este filho dum homicida mandou tirar-me a cabeça? Olhai quando vier o mensageiro, fechai a porta e empurrai-o para fora com a porta. Porventura, não vem após ele o ruído dos pés do seu amo? 33Quando Eliseu ainda estava falando com eles, eis que desceu o mensageiro a ter com ele. Disse ele:
6.33
Is 8.21
Jr 2.25
Eis que este mal vem de Jeová; porque me deteria eu mais por causa dele?

7

71Disse Eliseu: Ouvi a palavra de Jeová; assim diz Jeová:

7.1
2Rs 7.18
Amanhã, mais ou menos a estas horas, dar-se-á uma medida de flor de farinha por um siclo, e, por um siclo, duas medidas de cevada, na porta de Samaria. 2
7.2
2Rs 7.17,19
5.18
O capitão, a cuja mão estava o rei encostado, respondeu ao homem de Deus:
7.2
Gn 7.11
Ml 3.10
Ainda quando Jeová fizesse janelas no céu, poderia isso suceder? Eliseu disse: Eis que tu verás com os teus olhos, porém não comerás.

Quatro leprosos descobrem e revelam a fuga dos siros

3Quatro homens

7.3
Lv 13.45-46
Nm 5.2-4
12.10-14
leprosos estavam à entrada da porta, os quais disseram uns aos outros: Por que ficamos nós sentados aqui até morrermos? 4Se dissermos: Entremos na cidade, há fome ali, e morreremos; e, se ficarmos sentados aqui, também morreremos. Vamo-nos e passemo-nos para o
7.4
2Rs 6.24
arraial dos siros; se nos deixarem viver, viveremos; e, se nos tirarem a vida, morreremos. 5Levantaram-se, no crepúsculo, para irem ao arraial dos siros; e, tendo eles chegado à entrada do arraial, eis que não havia ali ninguém. 6Porque
7.6
2Sm 5.24
o Senhor fizera ouvir no arraial dos siros um estrondo de carros, um estrondo de cavalos, e um estrondo de um grande exército; e disseram uns aos outros: Eis que o rei de Israel alugou contra nós
7.6
1Rs 10.29
os reis dos heteus e
7.6
2Cr 12.2-3
Is 31.1
36.9
os reis dos egípcios, para virem sobre nós. 7Pelo que se levantaram, e fugiram no crepúsculo, deixaram as suas tendas, e os seus cavalos, e os seus jumentos, o arraial tal como estava, e fugiram para salvarem as suas vidas. 8Tendo os leprosos chegado à entrada do arraial, entraram numa tenda; comeram, e beberam, e
7.8
Js 7.21
levaram dali prata, ouro e vestidos, que foram esconder; e, tendo voltado, entraram em outra tenda, e tiraram dali objetos, que foram esconder.

9Então, disseram uns aos outros: Não fazemos bem; este dia é dia de boas-novas, e nós nos calamos; se esperamos até à luz da manhã, castigo nos sobrevirá. Vinde, agora,

7.9
2Rs 6.30
vamos informar à casa do rei. 10Assim, vieram, e chamaram aos porteiros da cidade, e contaram-lhes, dizendo: Fomos ao arraial dos siros, e eis que não havia ali ninguém, nem voz de homem, mas somente os cavalos, e os jumentos atados, e as tendas como estavam. 11Chamaram os porteiros e fizeram levar a nova ao interior da casa do rei. 12O rei levantou-se de noite e disse aos seus servos: Eu vos farei saber o que os siros nos acabam de fazer. Eles sabem que
7.12
2Rs 6.25-29
estamos com fome; portanto, saíram do arraial para
7.12
Js 8.4-12
se esconderem no campo, dizendo: Quando saírem da cidade, os apanharemos vivos e entraremos na cidade. 13Respondeu um dos seus servos: Tomem alguns de nós cinco dos cavalos que ainda restam na cidade (Eles estão como toda a multidão de Israel que nela fica; eles estão como toda a multidão de Israel, que perece.), e enviemo-los, e vejamos. 14Tomaram dois carros com cavalos; e o rei os enviou após o exército dos siros, dizendo: Ide e vede. 15Foram após os siros até o Jordão; e eis que todo o caminho estava cheio de vestidos e vasos, que os siros na sua pressa tinham arrojado. Voltaram os mensageiros e deram conta ao rei.

16Tendo o povo saído, saqueou o arraial dos siros. Assim, uma medida de flor de farinha foi vendida por um siclo, e duas medidas de cevada, por um siclo,

7.16
2Rs 7.1
conforme a palavra de Jeová. 17O rei deu a guarda da porta ao
7.17
2Rs 7.2
capitão a cuja mão se encostava; o povo o atropelou na porta, e morreu como dissera o homem de Deus,
7.17
2Rs 6.32
que falou quando desceu o rei a ter com ele. 18Assim, se cumpriu o que o homem de Deus havia dito ao rei: Amanhã, mais ou menos a estas horas, se darão na porta de Samaria por um siclo duas medidas de cevada, e, por um siclo, uma medida de flor de farinha; 19e aquele capitão respondeu ao homem de Deus:
7.19
2Rs 7.2
Ainda quando Jeová fizesse janelas no céu, poderia isso suceder? E ele disse: Eis que tu verás com os teus olhos, porém não comerás. 20Assim lhe sucedeu, porque o povo o atropelou na porta, e morreu.

8

A sunamita volta para a sua terra

81Ora,

8.1
2Rs 4.18,31-35
Eliseu tinha dito à mulher cujo filho ele havia restaurado à vida: Levanta-te, vai com os de tua casa a peregrinar onde puderes, porque
8.1
Sl 105.16
Ag 1.11
Jeová chamou a fome, que
8.1
Gn 41.27,54
virá sobre a terra por sete anos. 2Levantou-se a mulher e fez conforme a palavra do homem de Deus; e, indo com os de sua casa, peregrinou sete anos na terra dos filisteus. 3Ao cabo dos sete anos, a mulher voltou da terra dos filisteus; e saiu para rogar ao rei sobre a sua casa e sobre as suas terras. 4O rei falava com
8.4
2Rs 4.12
5.20-27
Geazi, servo do homem de Deus, dizendo: Conta-me todas as grandes obras que Eliseu tem feito. 5Referindo ele ao rei como Eliseu havia restaurado a vida àquele que estava morto, a mulher, cujo filho ele havia restaurado à vida, apareceu rogando ao rei sobre a sua casa e sobre as suas terras. Disse Geazi: Ó rei, meu senhor, esta é a mulher, e este é seu filho, a quem Eliseu restaurou à vida. 6O rei interrogou a mulher, e ela lhe fez a narrativa. Então, o rei lhe deu um eunuco, dizendo: Faze restituir-lhe tudo o que era seu e todos os frutos do campo, desde o dia em que ela deixou a terra até agora.

Hazael mata a Ben-Hadade

7Veio Eliseu a

8.7
1Rs 11.24
Damasco.
8.7
2Rs 6.24
Ben-Hadade, rei da Síria, estava doente; e lho anunciaram, dizendo:
8.7
2Rs 5.20
O homem de Deus é chegado aqui. 8Disse o rei a
8.8
1Rs 19.15,17
Hazael:
8.8
1Rs 14.3
Toma presentes contigo, e vai ao encontro do homem de Deus, e, por ele,
8.8
2Rs 1.2
consulta a Jeová, perguntando: Hei de eu sarar desta doença? 9Foi Hazael ao encontro dele, levando consigo um presente de quarenta camelos carregados com todas as boas coisas de Damasco. Chegou, apresentou-se diante dele e disse:
8.9
2Rs 5.13
Teu filho Ben-Hadade, rei da Síria, enviou-me a ti para perguntar: Hei de eu sarar desta doença? 10Respondeu-lhe Eliseu:
8.10
2Rs 8.14
Vai, dize-lhe: Hás de sarar; contudo,
8.10
2Rs 8.15
Jeová me mostrou que ele há de morrer. 11Olhou para Hazael, fitando nele os olhos,
8.11
2Rs 2.17
até que este ficou envergonhado; e o homem de Deus chorou. 12Perguntou-lhe Hazael: Por que chora o meu senhor? Respondeu ele: Porque
8.12
2Rs 10.32-33
12.17
13.3,7
sei o mal que hás de fazer aos filhos de Israel: porás fogo às suas fortalezas, matarás à espada os seus mancebos,
8.12
2Rs 15.16
Na 3.10
despedaçarás os seus pequeninos e rasgarás os ventres de suas mulheres grávidas. 13Tornou Hazael: Mas que é o teu servo,
8.13
1Sm 17.43
2Sm 9.8
este cão, para fazer tão grande coisa? Respondeu Eliseu:
8.13
1Rs 19.15
Jeová mostrou-me que tu serás rei da Síria. 14Então, deixou a Eliseu e veio ao seu amo, que lhe perguntou: Que te disse Eliseu? Respondeu ele: Disse-me
8.14
2Rs 8.10
que havias de sarar. 15Ao outro dia, tomou Hazael o cobertor, mergulhou-o em água e estendeu-o sobre o rosto do rei,
8.15
2Rs 8.10
que morreu. Em seu lugar, reinou Hazael.

O reinado de Jeorão

16No quinto ano de

8.16
2Rs 1.17
3.1
Jeorão, filho de Acabe, rei de Israel, reinando Josafá em Judá, começou a reinar Jeorão, filho de Josafá, rei de Judá. 17
8.17
2Cr 21.5-10
Tinha trinta e dois anos quando começou a reinar e reinou oito anos em Jerusalém. 18Andou nos caminhos dos reis de Israel, como o fez a casa de Acabe (porque tinha por mulher a
8.18
2Rs 8.27
filha de Acabe); e fez o mal à vista de Jeová. 19Todavia, Jeová não quis destruir a Judá por causa do seu servo Davi,
8.19
1Sm 7.12,15
1Rs 11.36
conforme a promessa que lhe havia feito de dar para sempre uma lâmpada a seus filhos.

20Nos seus dias, rebelou-se

8.20
2Rs 8.22
3.9,26-27
1Rs 22.47
Edom para não estar debaixo do poder de Judá e constituiu para si um rei. 21Então, Jeorão passou a Zair, e, com ele, todos os seus carros. Ele se levantou de noite e feriu os edomitas que o cercaram e os capitães dos carros;
8.21
2Sm 18.17
19.8
o povo fugiu para as suas tendas. 22Assim,
8.22
Gn 27.40
se rebelou Edom para não estar debaixo do poder de Judá até o dia de hoje. Rebelou-se
8.22
2Rs 19.8
Js 21.13
Libna ao mesmo tempo. 23O restante dos atos de Jeorão e tudo o que ele fez, porventura, não estão escritos no Livro das Crônicas dos Reis de Judá? 24Jeorão adormeceu com seus pais e
8.24
2Cr 21.20
foi sepultado com eles na Cidade de Davi. Em seu lugar reinou seu filho
8.24
2Cr 21.1,17
Acazias.

O reinado de Acazias

25

8.25
2Cr 22.1-6
No ano duodécimo de Jeorão, filho de Acabe, rei de Israel, começou a reinar Acazias, filho de Jeorão, rei de Judá. 26Acazias tinha vinte e dois anos quando começou a reinar e reinou um ano em Jerusalém. Sua mãe chamava-se Atalia, filha de Onri, rei de Israel. 27Ele andou no caminho da casa de Acabe e fez o mal à vista de Jeová, como o fez a casa de Acabe; porque era genro da casa de Acabe. 28Ele marchou com Jeorão, filho de Acabe, a pelejar contra
8.28
2Rs 8.15
Hazael, rei da Síria, em
8.28
1Rs 22.3,29
Ramote-Gileade; e os siros feriram a Jeorão. 29Então,
8.29
2Rs 9.15
o rei Jeorão voltou para se curar em Jezreel das feridas que os siros lhe fizeram em
8.29
2Rs 8.28
2Cr 22.5-6
Ramá, quando pelejava contra Hazael, rei da Síria.
8.29
2Rs 9.16
Acazias, filho de Jeorão, rei de Judá, desceu para visitar, em Jezreel, a Jeorão, filho de Acabe, que estava doente.