Tradução Brasileira (2010) (TB)
24

Jeoaquim é sujeito à Babilônia

241

24.1
2Cr 36.6
Jr 25.1
Nos seus dias, subiu Nabucodonosor, rei da Babilônia, e Jeoaquim ficou sendo seu servo por três anos; então, de novo, se rebelou contra ele. 2Jeová enviou contra ele
24.2
Jr 35.11
tropas dos caldeus,
24.2
2Rs 6.23
tropas dos siros,
24.2
2Rs 13.20
tropas dos moabitas e tropas dos filhos de Amom e enviou-as contra Judá para o destruírem,
24.2
2Rs 23.27
conforme a palavra que Jeová falou pelos profetas, seus servos. 3
24.3
2Rs 18.25
Foi, de fato, por ordem de Jeová que veio isso sobre Judá, para o remover da sua presença,
24.3
2Rs 23.26
por causa de todos os pecados cometidos por Manassés, 4
24.4
2Rs 21.16
bem como por causa do sangue inocente que ele derramou, pois encheu a Jerusalém de sangue inocente. Jeová não quis perdoar. 5Ora, o restante dos atos de Jeoaquim e tudo o que ele fez não estão, porventura, escritos nos Livros das Crônicas dos Reis de Judá? 6Adormeceu
24.6
Jr 22.18-19
Jeoaquim com seus pais, e, em seu lugar, reinou seu filho Joaquim. 7
24.7
Jr 37.5-7
O rei do Egito nunca mais saiu da sua terra, porque
24.7
Jr 46.2
o rei da Babilônia tinha tirado tudo o que pertencia ao rei do Egito,
24.7
Gn 15.18
desde a torrente do Egito até o rio Eufrates.

O princípio do cativeiro de Judá

8

24.8
1Cr 3.16
Joaquim tinha
24.8
2Cr 36.9
dezoito anos quando começou a reinar e reinou três meses em Jerusalém. Sua mãe chamava-se Neústa, filha de Elnatã, de Jerusalém. 9Ele fez o mal à vista de Jeová,
24.9
2Rs 21.2-7
conforme tudo o que seu pai tinha feito.

10Nesse tempo, subiram os servos de Nabucodonosor, rei da Babilônia, a Jerusalém, e a cidade foi sitiada. 11Veio à cidade Nabucodonosor, rei da Babilônia, enquanto seus servos a sitiavam; 12e

24.12
Jr 24.1
29.1-2
Joaquim, rei de Judá, saiu ao rei da Babilônia, com sua mãe, seus servos, seus príncipes e seus oficiais.
24.12
2Cr 36.10
O rei da Babilônia o tomou preso no oitavo ano do seu reinado. 13
24.13
2Rs 20.17
Is 39.6
Levou dali todos os tesouros da Casa de Jeová e os tesouros da casa do rei e, como Jeová havia dito,
24.13
2Rs 25.13-15
despedaçou todos os vasos de ouro
24.13
1Rs 7.48-50
que Salomão, rei de Israel, tinha feito no templo de Jeová. 14
24.14
Jr 24.1
Transferiu toda Jerusalém, todos os príncipes e todos os ilustres em valor,
24.14
2Rs 24.16
Jr 52.28
dez mil cativos, e
24.14
Jr 24.1
29.2
todos os artífices e ferreiros; ninguém ficou
24.14
2Rs 25.12
senão os mais pobres dentre o povo da terra. 15
24.15
2Cr 36.10
Jr 22.24-28
Transferiu também a Joaquim para a Babilônia; a mãe do rei, suas mulheres, seus oficiais e os homens principais da terra, ele os levou cativos de Jerusalém a Babilônia. 16Todos os homens de valor em número de
24.16
2Rs 24.14
sete mil, e os artífices e os ferreiros em número de mil, todos eles robustos e guerreiros, levou-os o rei da Babilônia cativos para a Babilônia. 17
24.17
2Cr 36.10-13
O rei da Babilônia constituiu rei em lugar dele a Matanias, irmão de seu pai, e mudou-lhe o nome em Zedequias.

Reinado de Zedequias

18

24.18
Jr 52.1
Zedequias tinha vinte e um anos quando começou a reinar e reinou onze anos em Jerusalém. Sua mãe chamava-se
24.18
2Rs 23.31
Hamutal, filha de Jeremias, de Libna. 19Ele fez o mal à vista de Jeová,
24.19
2Rs 23.37
conforme tudo o que Joaquim fizera. 20Pois, por causa da ira de Jeová, assim sucedeu em Jerusalém e em Judá até os ter lançado da sua presença.
24.20
2Cr 36.13
Zedequias rebelou-se contra o rei da Babilônia.

25

Jerusalém é sitiada e tomada

251

25.1
2Cr 36.17-20
Jr 39.1-7
Aconteceu que, no ano nono do seu reinado, no décimo mês, aos dez dias do mês, veio
25.1
Jr 34.1-2
Ez 24.2
Nabucodonosor, rei da Babilônia, com todo o exército contra Jerusalém, e acampou-se contra ela, e contra ela
25.1
Ez 21.22
levantaram trincheiras ao redor. 2A cidade ficou sitiada até o undécimo ano de Zedequias. 3Aos nove dias do quarto mês, viu-se a cidade
25.3
2Rs 6.24-25
Lm 4.9-10
apertada de fome, de modo que não havia pão para o povo da terra. 4Então, se abriu uma brecha na cidade e todos os homens de guerra fugiram de noite pelo caminho da porta entre os dois muros, a qual está junto
25.4
Ne 3.15
ao jardim do rei (Ora, os caldeus cercavam a cidade ao redor.); e o rei fugiu pelo caminho da Arabá. 5Mas o exército dos caldeus perseguiu ao rei e alcançou-o nas campinas de Jericó; e todo o exército do rei foi disperso para longe dele. 6Então,
25.6
Jr 34.21-22
o tomaram preso e o levaram
25.6
2Rs 23.33
a Ribla, ao
25.6
Jr 32.4
rei da Babilônia; e foi-lhe pronunciada a sentença. 7
25.7
Jr 39.6-7
Mataram aos filhos de Zedequias à sua vista,
25.7
Ez 12.13
vazaram-lhe os olhos, ataram-no com cadeias e levaram-no para a Babilônia.

8

25.8
Jr 39.8-12
Ora, no quinto mês, aos
25.8
Jr 52.12
sete dias do mês, que era o décimo nono ano de Nabucodonosor, rei da Babilônia, veio a Jerusalém Nebuzaradã, capitão da guarda, servo do rei da Babilônia. 9
25.9
2Cr 36.19
Sl 74.3-7
Queimou a Casa de Jeová e
25.9
Am 2.5
a casa do rei; todas as casas de Jerusalém, todas as casas importantes, ele as entregou às chamas. 10Todo o exército dos caldeus que estava com o capitão da guarda
25.10
2Rs 14.13
Ne 1.3
deitou abaixo em roda os muros de Jerusalém. 11Nebuzaradã, capitão da guarda, transferiu
25.11
2Cr 36.20
o resto do povo que havia ficado na cidade, e os que se tinham desertado para o rei da Babilônia, e o resto da multidão; 12mas deixou
25.12
2Rs 24.14
Jr 40.7
alguns dos mais pobres da terra para serem vinheiros e lavradores.

O templo é saqueado

13Os caldeus despedaçaram as

25.13
2Cr 36.18
colunas de bronze, as bases e o mar de bronze que estavam na Casa de Jeová e levaram o bronze para a Babilônia. 14
25.14
1Rs 7.47-50
Levaram também as panelas, e as pás, e os apagadores, e as colheres, e todos os vasos de bronze de que usavam no ministério. 15Levou o capitão da guarda os braseiros e as bacias, o que era de ouro e o que era de prata, 16as duas colunas, um mar e as bases que Salomão tinha feito para a Casa de Jeová;
25.16
1Rs 7.47
o bronze de todos esses vasos não foi pesado. 17
25.17
1Rs 7.15-22
A altura duma coluna era de dezoito cúbitos, e sobre ela havia um capitel de bronze. O capitel tinha três cúbitos de alto; e uma rede e romãs, sobre o capitel ao redor, tudo de bronze; semelhante a esta era a outra coluna com a rede.

18Levou também o capitão da guarda a

25.18
1Cr 6.14
Ed 7.1
Seraías, sumo sacerdote, e a
25.18
Jr 21.1
29.25,29
Sofonias, segundo sacerdote, e aos três guardas do vestíbulo. 19Da cidade levou a um oficial que tinha a seu cargo a gente da guerra, e a
25.19
Et 1.14
cinco homens dos que assistiam ao rei e que se achavam na cidade, e ao escriba, capitão do exército, que registrava o povo da terra, e a sessenta homens do povo da terra que se achavam na cidade. 20Tomando-os Nebuzaradã, capitão da guarda, levou-os ao rei da Babilônia, a
25.20
2Rs 23.33
Ribla. 21O rei da Babilônia os feriu e matou em Ribla, na terra de Hamate.
25.21
2Rs 23.27
Dt 28.64
Assim, Judá foi levado cativo para fora da sua terra.

Gedalias governa, mas Ismael mata-o

22Quanto ao povo que tinha ficado na terra de Judá, que Nabucodonosor, rei da Babilônia, tinha deixado, este o pôs sob o governo de

25.22
Jr 39.14
Gedalias, filho de Aicão, filho de Safã. 23Ora,
25.23
Jr 40.7-9
ouvindo todos os capitães das forças com seus homens que o rei da Babilônia havia posto por governador a Gedalias, vieram ter com este a
25.23
Js 18.26
Mispa, a saber, Ismael, filho de Netanias, Joanã, filho de Careá, Seraías, filho de Tanumete, netofatita, e Jazanias, filho do maacatita, eles e seus homens. 24Gedalias jurou-lhes, a eles e aos seus homens, e disse-lhes: Não tenhais medo por causa dos servos dos caldeus. Ficai na terra, e servi ao rei da Babilônia, e vos dareis bem. 25
25.25
Jr 41.1-2
Sucedeu, porém, no sétimo mês que Ismael, filho de Netanias, filho de Elisama, de sangue real, veio com dez homens, e feriram a Gedalias, de maneira que ele morreu, e aos judeus, e aos caldeus que com ele estavam em Mispa. 26Levantando-se
25.26
Jr 43.4-7
todo o povo, tanto pequenos como grandes, e os capitães das forças foram ao Egito, pois tiveram medo dos caldeus.

27

25.27
Jr 52.31-34
No trigésimo sétimo ano do
25.27
2Rs 24.12,15
cativeiro de Joaquim, rei de Judá, no dia vinte e sete do duodécimo mês, Evil-Merodaque, rei da Babilônia, no ano em que começou a reinar,
25.27
Gn 40.13,20
levantou a cabeça de Joaquim, rei de Judá, tirando-o da prisão. 28Falou-lhe benignamente, pôs o seu trono acima do trono dos que estavam com ele em Babilônia 29e fez-lhe mudar os vestidos de prisão. Joaquim
25.29
2Sm 9.7
comeu pão da mesa real todos os dias da sua vida. 30O rei proveu
25.30
Ne 11.23
12.47
a sua subsistência, dando-lhe uma pensão diária, durante todos os dias da sua vida.