Tradução Brasileira (2010) (TB)
12

A visão celestial. O espinho na carne

121É necessário que

12.1
2Co 11.3011.16,18
2Co 12.5,9
me glorie, ainda que não convém, mas passarei às visões e
12.1
2Co 12.7
Gl 1.12
2.2
Ef 3.31Co 14.6
revelações do Senhor. 2Conheço um homem
12.2
Rm 16.7
em Cristo que, há quatorze anos, (se no corpo, não sei; se fora do corpo, não sei;
12.2
2Co 11.11
Deus o sabe) foi
12.2
2Co 12.4
1Ts 4.17
Ap 12.5At 8.39
Ez 8.3
arrebatado até o
12.2
cp.
terceiro céu. 3Conheço o tal homem (se no corpo ou separado do corpo, não sei; Deus o sabe) 4que foi arrebatado ao
12.4
Lc 23.43
Paraíso e ouviu palavras indizíveis, as quais não é lícito ao homem referir. 5
12.5
2Co 12.1
Do tal me gloriarei; de mim, porém, não me gloriarei, senão nas minhas
12.5
1Co 2.3
2Co 12.9
fraquezas. 6Pois, se desejar gloriar-me, não serei
12.6
2Co 11.162Co 12.115.13
insensato,
12.6
2Co 7.14
porque falarei a verdade; mas abstenho-me para que ninguém julgue de mim fora do que vê em mim ou do que ouve de mim, 7e por causa da extraordinária grandeza das
12.7
2Co 12.1
revelações. Porquanto, para que eu me não engrandecesse demais, foi-me dado
12.7
Nm 33.55
Ez 28.24
Os 2.6
um espinho na carne,
12.7
cp.
mensageiro de Satanás para me esbofetear, a fim de eu não me engrandecer demais. 8Acerca disso,
12.8
cp.
três vezes, implorei ao Senhor que o espinho se apartasse de mim. 9E disse-me: Basta-te a minha graça, pois a minha
12.9
Fp 4.131Co 2.5
Ef 3.16
força se aperfeiçoa na fraqueza. Portanto, de boa vontade antes me gloriarei nas minhas fraquezas, para que a força de Cristo repouse sobre mim. 10Por isso,
12.10
Rm 5.38.35
folgo em fraquezas, em afrontas, em
12.10
2Co 6.4
necessidades, em
12.10
2Ts 1.4
2Tm 3.11
perseguições, em angústias
12.10
cp.
por amor de Cristo; pois,
12.10
cp.
quando estou fraco, então, estou forte.

As credenciais de um apóstolo

11Tenho-me tornado insensato; vós a isso me obrigastes. Eu devia ser louvado por vós, porque

12.11
2Co 11.51Co 15.10
em nada fui inferior aos maiores dentre os apóstolos, ainda
12.11
1Co 3.71Co 13.2
15.9
que nada sou. 12
12.12
1Co 9.1Rm 15.19
Jo 4.48
Os sinais dum apóstolo foram, de fato, operados entre vós com toda a paciência, por milagres, por prodígios e por virtudes sobrenaturais. 13Pois em que fostes inferiores às demais igrejas, senão que
12.13
1Co 9.12,18
2Co 11.9
2Co 12.14
eu mesmo não vos fui pesado? Perdoai-me
12.13
2Co 11.7
essa injustiça.

Paulo deseja visitá-los

14Eis que,

12.14
2Co 13.12Co 1.15
13.2
pela terceira vez, estou pronto a ir ter convosco e não vos serei pesado; pois
12.14
1Co 10.24,33
não busco os vossos bens, mas
12.14
1Co 9.19
a vós.
12.14
1Co 4.14Gl 4.19
Os filhos não devem entesourar para os pais, mas
12.14
Pv 19.14Ez 34.2
os pais, para os filhos. 15Eu,
12.15
cp.
de boa vontade, gastarei tudo e serei inteiramente gasto por amor das vossas almas. Se mais abundantemente
12.15
2Co 11.11
vos amo, serei menos amado? 16Mas seja assim,
12.16
2Co 11.9
eu não vos fui pesado; porém, sendo astuto,
12.16
cp.
vos apanhei com dolo. 17
12.17
cp.
Porventura, defraudei-vos por algum daqueles que vos enviei? 18
12.18
2Co 8.6
Roguei a
12.18
2Co 2.13
Tito e enviei com ele
12.18
cp.
um irmão; defraudou-vos Tito? Não andamos no mesmo
12.18
cp.
espírito? Não seguimos
12.18
Rm 4.12
as mesmas pegadas?

Paulo apela para o juiz de todos

19Há muito, pensais que nós nos desculpamos para convosco.

12.19
2Co 2.17Rm 9.1
Perante Deus em Cristo falamos; mas todas as coisas,
12.19
Hb 6.9
amados, são
12.19
2Co 10.8
Rm 14.191Ts 5.11
para a vossa edificação. 20Pois eu temo que,
12.20
2Co 2.1-41Co 4.21
indo ter convosco, não vos ache quais eu vos quero, e que seja achado por vós qual não me quereis, e que haja
12.20
cp.
contendas, ciúmes,
12.20
Gl 5.20
iras,
12.20
Rm 2.8
1Co 11.19
facções,
12.20
Rm 1.30Tg 4.11
1Pe 2.1
difamações,
12.20
Rm 1.29
murmurações,
12.20
cp.
inchações,
12.20
cp.
tumultos. 21Temo que, indo outra vez, meu Deus me humilhe perante vós, e chore eu a muitos dos que
12.21
2Co 13.2
antes pecaram e ainda não se arrependeram da
12.21
Gl 5.191Co 6.9,18
Cl 3.5
impureza, da fornicação e da impudicícia que cometeram.

13

Promete investigar e castigar. Admoestações

131

13.1
2Co 12.14
É esta a terceira vez que vou ter convosco;
13.1
Dt 19.15
Mt 18.16
na boca de duas ou três testemunhas, se afirmará toda palavra. 2Já o disse de antemão e de antemão torno a dizer, como quando estava presente a segunda vez e agora ausente, àqueles que já
13.2
2Co 12.21
antes pecaram, e a todos os mais que,
13.2
2Co 13.101Co 4.21
se for ainda outra vez, não os
13.2
cp.
pouparei, 3desde que
13.3
cp.
buscais uma prova de que é
13.3
1Co 5.4
7.40Mt 10.20
Cristo o que fala em mim, o qual para convosco não é fraco, mas em vós é
13.3
cp.
poderoso. 4Pois também ele foi
13.4
cp.
crucificado por fraqueza, mas vive
13.4
Rm 1.4
6.4
1Co 6.14
pelo poder de Deus. Também nós somos
13.4
1Co 2.3
2Co 13.9
fracos nele, mas
13.4
Rm 6.8
viveremos com ele pelo poder de Deus para convosco. 5
13.5
cp.
Examinai-vos se estais na fé,
13.5
1Co 11.28
provai-vos a vós mesmos; acaso, não reconheceis vós mesmos que Jesus Cristo está em vós? Se é que, porventura, não sois
13.5
cp.
reprovados. 6Espero, porém, que conhecereis que não somos nós reprovados. 7Rogamos a Deus que não façais mal algum, não para que nós pareçamos aprovados, mas para que vós façais o bem, embora nós sejamos como reprovados. 8Pois nada podemos contra a verdade, senão pela verdade. 9Nós nos regozijamos quando nós estamos
13.9
2Co 13.42Co 12.10
fracos, e vós sois fortes; e o que pedimos é o vosso
13.9
cp.
aperfeiçoamento. 10Por essa razão, vos escrevo essas coisas, estando ausente, para
13.10
cp.
que, quando estiver presente, eu não use
13.10
Tt 1.13
de rigor, segundo a
13.10
2Co 10.81Co 5.4
autoridade que o Senhor me deu para edificação e não para destruição.

Saudações

11

13.11
1Ts 4.1
2Ts 3.1
Afinal, irmãos, adeus! Sede perfeitos, sede confortados,
13.11
Rm 12.16
tende um mesmo espírito,
13.11
Mc 9.50
vivei em paz,
13.11
Rm 15.33Ef 6.23
e o Deus de amor e de paz será convosco. 12
13.12
Rm 16.16
Saudai-vos uns aos outros com ósculo santo.
13.12
Fp 4.22
Todos os santos vos saúdam.

A bênção

13

13.13
Rm 16.202Co 8.9
A graça do Senhor Jesus Cristo, e
13.13
Rm 5.5Jd 21
o amor de Deus,
13.13
Fp 2.1
e a comunhão do Espírito Santo sejam com todos vós.