Tradução Brasileira (2010) (TB)
16

161A palavra de Jeová veio a

16.1
1Rs 16.7
2Cr 19.2
20.34
Jeú, filho de
16.1
2Cr 16.7-10
Hanani, contra Baasa, dizendo: 2Porquanto
16.2
1Rs 14.7
te exaltei do pó e te constituí príncipe sobre o meu povo de Israel, e
16.2
1Rs 15.34
tens andado no caminho de Jeroboão e tens feito o meu povo de Israel pecar, para me provocar à ira com os seus pecados, 3eis que
16.3
1Rs 14.10
21.21
hei de exterminar a
16.3
1Rs 16.11
Baasa e a sua casa e
16.3
1Rs 15.29
hei de fazer a tua casa como a casa de Jeroboão, filho de Nebate. 4
16.4
1Rs 14.11
21.24
Quem morrer a Baasa na cidade, comê-lo-ão os cães; e quem lhe morrer no campo, comê-lo-ão as aves do céu.

5

16.5
1Rs 14.19
15.31
Ora, o restante dos atos de Baasa, e o que ele fez, e a sua força não estão, porventura, escritos no Livro das Crônicas dos Reis de Israel? 6Baasa adormeceu com seus pais e foi sepultado em
16.6
1Rs 14.17
15.21
Tirza. Em seu lugar, reinou seu filho Elá. 7Além disso, veio por intermédio do
16.7
1Rs 16.1
profeta Jeú, filho de Hanani, a palavra de Jeová contra Baasa e contra a sua casa, não somente por causa de todo o mal que ele fez à vista de Jeová, para o provocar à ira com a obra das suas mãos, fazendo-se como a casa de Jeroboão, mas também porque
16.7
1Rs 14.14
15.27,29
matou a Jeroboão.

A conspiração de Zinri

8No vigésimo sexto ano de Asa, rei de Judá, começou Elá, filho de Baasa, a reinar sobre Israel, em Tirza, e reinou dois anos. 9Conspirou contra ele o seu servo

16.9
2Rs 9.30-33
Zinri, comandante da metade dos seus carros. Achava-se Elá em Tirza, embebedando-se na casa de Arsa, que
16.9
1Rs 18.3
Gn 24.2
39.4
era seu mordomo em Tirza. 10Entrou Zinri, e o feriu, e o matou no ano vigésimo sétimo de Asa, rei de Judá, e reinou em lugar dele. 11Quando ele começou a reinar, logo que se assentou no seu trono,
16.11
1Rs 15.29
16.3
feriu a toda a casa de Baasa, sem deixar a este um só homem, nem dos seus parentes nem dos seus amigos. 12Assim, extinguiu Zinri toda a casa de Baasa,
16.12
1Rs 16.3
conforme a palavra que Jeová falou contra Baasa, por intermédio do profeta
16.12
2Cr 19.2
20.34
Jeú, 13por causa de todos os pecados de Baasa, e dos pecados de seu filho Elá, que eles cometeram, e pelos que fizeram Israel pecar,
16.13
1Rs 15.30
Dt 32.21
irritando com as suas vaidades a Jeová, Deus de Israel. 14
16.14
1Rs 16.5
Ora, o restante dos atos de Elá e tudo o que ele fez não estão, porventura, escritos no Livro das Crônicas dos Reis de Israel?

15No vigésimo sétimo ano de Asa, rei de Judá, reinou Zinri sete dias em Tirza. O povo estava acampado contra

16.15
1Rs 15.27
Gibetom, que pertencia aos filisteus. 16O povo que estava acampado ouviu dizer: Zinri acaba de conspirar contra o rei e de matá-lo. Pelo que, naquele dia, no arraial, todo o Israel constituiu rei sobre Israel a Onri, general do exército. 17Subiu, de Gibetom, Onri com todo o Israel, e sitiaram a Tirza. 18Vendo Zinri que a cidade era tomada, entrou no castelo da casa do rei, e queimou-a sobre si, e
16.18
1Sm 31.4-5
2Sm 17.23
morreu, 19por causa dos pecados que cometeu, fazendo o mal à vista de Jeová,
16.19
1Rs 12.28
14.16
15.26
andando no caminho de Jeroboão e no pecado que este cometeu, para fazer Israel pecar. 20
16.20
1Rs 16.5,14,27
Ora, o restante dos atos de Zinri e a traição que praticou não estão, porventura, escritos no Livro das Crônicas dos Reis de Israel?

Onri vence a Tibni e reina

21Então, se dividiu o povo de Israel em dois partidos: metade do povo seguia a Tibni, filho de Ginate, para o constituir rei; e outra metade seguia a Onri. 22O povo, porém, que seguia a Onri prevaleceu contra o que seguia a Tibni, filho de Ginate. Assim, morreu Tibni, e reinou Onri. 23No trigésimo primeiro ano de Asa, rei de Judá, começou Onri a reinar sobre Israel e reinou doze anos. Em

16.23
1Rs 15.21
Tirza, reinou seis anos. 24Comprou de Semer o outeiro de Samaria por dois talentos de prata; edificou no outeiro e chamou a cidade que edificou
16.24
1Rs 16.28-29,32
Samaria, do nome de Semer, senhor do outeiro. 25Fez
16.25
Mq 6.16
Onri o mal à vista de Jeová e
16.25
1Rs 16.30-33
1Rs 14.9
procedeu mais perversamente do que todos os que foram antes dele. 26Pois
16.26
1Rs 16.19
ele andou em todos os caminhos de Jeroboão, filho de Nebate, e em todos os pecados com que este fizera Israel pecar, para irritar com suas vaidades a Jeová, Deus de Israel. 27Ora, o restante dos atos que Onri fez e o poder que manifestou não estão, porventura, escritos no Livro das Crônicas dos Reis de Israel? 28Onri adormeceu com seus pais e foi sepultado em Samaria. Em seu lugar, reinou seu filho Acabe.

Acabe reina e casa com Jezabel

29No trigésimo oitavo ano de Asa, rei de Judá, começou Acabe, filho de Onri, a reinar sobre Israel; e reinou sobre Israel, em Samaria, vinte e dois anos. 30Acabe, filho de Onri, fez o mal à vista de Jeová

16.30
1Rs 16.25
1Rs 14.9
mais do que todos os que foram antes dele. 31Como se fora coisa de somenos importância andar ele nos pecados de Jeroboão, filho de Nebate,
16.31
Dt 7.1-5
tomou por mulher a Jezabel, filha de Etbaal, rei dos
16.31
1Rs 11.1-5
2Rs 10.18
17.16
sidônios, e foi, e serviu a Baal, e o adorou. 32Levantou um altar para Baal
16.32
2Rs 10.21,26-27
na casa de Baal, que ele tinha edificado em Samaria. 33Também fabricou Acabe a
16.33
2Rs 13.6
Aserá,
16.33
1Rs 14.9
16.29-30
e fez muito mais para irritar a Jeová, Deus de Israel, do que todos os reis de Israel que foram antes dele. 34
16.34
Js 6.26
Foi em seus dias que Hiel, betelita, edificou a Jericó; quando lançou os seus alicerces, morreu-lhe Abirão, seu primogênito; e, quando colocou as suas portas, morreu-lhe Segube, seu filho mais moço, conforme a palavra que Jeová falou por intermédio de Josué, filho de Num.

17

Elias prediz uma grande seca e é sustentado pelos corvos

171Elias, tisbita, que era dos que

17.1
Jz 12.4
peregrinavam em Gileade, disse a Acabe:
17.1
1Rs 18.10
22.14
2Rs 5.20
Pela vida de Jeová, Deus de Israel, em cuja presença estou,
17.1
1Rs 18.1
Lc 4.25
Tg 5.17
não haverá neste ano nem orvalho nem chuva, senão conforme a minha palavra. 2Veio a ele a palavra de Jeová, dizendo: 3Retira-te daqui, vai para a banda do oriente e esconde-te junto da torrente de Querite, que está defronte do Jordão. 4Beberás da torrente; eu
17.4
1Rs 17.9
ordenei aos corvos que te sustentem ali mesmo. 5Partiu e fez conforme a ordem de Jeová, porque foi e habitou junto da torrente de Querite, que está defronte do Jordão. 6Os corvos traziam-lhe pela manhã pão e carne, também, de tarde, pão e carne; e ele bebia da torrente. 7Mas passados dias, secou a torrente, porque não chovia sobre a terra.

Elias ressuscita ao filho da viúva de Sarepta

8Veio-lhe a palavra de Jeová, dizendo: 9Levanta-te, vai para

17.9
Ob 20
Lc 4.26
Sarepta, que pertence a Sidom, e ali habita. Eis que
17.9
1Rs 17.4
ordenei ali a uma mulher viúva que te sustente. 10Levantou-se e foi para Sarepta. Quando chegou à porta da cidade, estava ali uma mulher viúva apanhando lenha;
17.10
Gn 24.17
Jo 4.7
ele a chamou e lhe disse: Traze-me, num vaso, um pouco de água para eu beber. 11Indo ela a trazê-la, ele a chamou e lhe disse: Traze-me também um bocado de pão na tua mão. 12Ela respondeu:
17.12
1Rs 17.1
Pela vida de Jeová, teu Deus,
17.12
2Rs 4.2-7
não tenho pão, senão somente um punhado de farinha no vaso e um pouco de azeite na almotolia. Eis que ando apanhando uns gravetos para ir prepará-lo para mim e para meu filho, a fim de que o comamos e morramos. 13Elias disse-lhe: Não temas, vai e faze como disseste; mas primeiro faze dele para mim um pãozinho e traze-mo cá fora; para ti e para teu filho o farás depois. 14Porque assim diz Jeová, Deus de Israel: A farinha que está no vaso não se acabará, nem o azeite da almotolia faltará, até o dia em que Jeová faça cair chuva sobre a terra. 15Ela foi e fez conforme a palavra de Elias; comeram ele, e ela, e sua casa muitos dias. 16A farinha não se acabou no vaso, nem o azeite faltou na almotolia, conforme a palavra que Jeová falou por meio de Elias.

17Depois dessas coisas, adoeceu o filho da mulher, dona da casa, e a sua doença foi tão grave, que não lhe ficou mais fôlego. 18Então, disse ela a Elias:

17.18
2Sm 16.10
2Rs 3.13
Jo 2.4
Que tenho eu contigo,
17.18
1Rs 12.22
ó homem de Deus? Vieste a mim para trazeres à memória o meu pecado e para matares a meu filho! 19Ele lhe disse: Dá-me teu filho. Tomou-o do seu regaço, e levou-o para cima, à câmara, onde ele mesmo assistia, e pô-lo em cima do seu leito. 20Clamou a Jeová e disse: Ó Jeová, meu Deus, trouxeste também o mal sobre a viúva em cuja casa assisto, matando-lhe o filho? 21
17.21
2Rs 4.34-35
At 20.10
Estendeu-se sobre o menino três vezes, e clamou a Jeová, e disse: Ó Jeová, meu Deus, faze que a alma deste menino torne a entrar nele. 22Jeová ouviu a voz de Elias, e
17.22
Hb 11.35
a alma do menino tornou a entrar nele, e reviveu. 23Elias tomou o menino, e desceu-o da sua câmara à casa, e entregou-o à sua mãe, e disse: Vê! Teu filho vive! 24Então, disse a mulher a Elias:
17.24
Jo 2.11
3.2
Agora, sei que tu és um homem de Deus e que a palavra de Jeová na tua boca é verdade.

18

Elias encontra-se com Obadias

181

18.1
1Rs 17.1
Passados muitos dias, veio a palavra de Jeová a Elias, no terceiro ano, dizendo: Vai mostrar-te a Acabe; e farei cair chuva sobre a terra. 2Partiu Elias a se mostrar a Acabe. A fome era extrema em Samaria. 3Acabe chamou a Obadias,
18.3
1Rs 16.9
que estava sobre a sua casa (Ora, Obadias temia muito a Jeová, 4porque,
18.4
1Rs 18.13
quando Jezabel exterminava os profetas de Jeová, tomou Obadias cem profetas, e os escondeu cinquenta numa caverna e cinquenta na outra, e os sustentou de pão e água.). 5Disse Acabe a Obadias: Vai, pela terra, a todas as fontes de água e a todas as torrentes; talvez possamos achar erva e salvar a vida aos cavalos e machos, de maneira que não percamos todos os animais. 6Repartiram entre si a terra, para a percorrerem; Acabe foi sozinho por um caminho, e Obadias foi sozinho por outro caminho.

7Quando Obadias estava em caminho, eis que Elias se encontrou com ele. Obadias,

18.7
2Rs 1.6-8
reconhecendo-o, prostrou-se com o rosto em terra e disse: És tu, meu senhor Elias? 8Ele respondeu: Sou eu; vai e dize ao teu senhor: Eis aqui está Elias. 9Ele disse: Em que pequei, para que tu entregues o teu servo nas mãos de Acabe, para ele me matar? 10
18.10
1Rs 17.1
Pela vida de Jeová, teu Deus, que não há nação nem reino, aonde o meu senhor não tenha enviado em busca de ti, e, dizendo eles: Não está aqui, fazia ele jurar a nação e o reino que não te haviam achado. 11Agora, tu dizes: Vai e dize ao teu senhor: Eis aqui está Elias. 12Logo que eu me apartar de ti, levar-te-á
18.12
2Rs 2.16
Ez 3.12,14
At 8.39
o Espírito de Jeová para um lugar que ignoro; quando eu vier e o disser a Acabe, e ele não te puder achar, tirar-me-á a vida. Porém eu, teu servo, temo a Jeová desde a minha mocidade. 13
18.13
1Rs 18.4
Acaso, não se te disse o que fiz quando Jezabel matava os profetas de Jeová, a saber, como escondi cem dos profetas de Jeová, cinquenta numa caverna e cinquenta na outra, e os sustentei de pão e água? 14Agora, dizes tu: Vai e dize ao teu senhor: Eis aqui está Elias. Ele me matará. 15Elias disse:
18.15
1Rs 17.1
Pela vida de Jeová, em cuja presença estou, hoje mesmo, me hei de mostrar a ele.

Acabe encontra-se com Elias

16Foi Obadias encontrar-se com Acabe e avisou-o; e foi Acabe ter com Elias. 17Vendo-o,

18.17
1Rs 21.20
Js 7.25
disse-lhe: És tu, ó perturbador de Israel? 18Respondeu Elias: Eu não tenho perturbado a Israel; mas tu e a casa de teu pai, por
18.18
1Rs 9.9
2Cr 15.2
terdes deixado os mandamentos de Jeová e
18.18
1Rs 16.31
21.25-26
por teres tu seguido os Baalins. 19Agora, envia e ajunta a mim todo o Israel no
18.19
Js 19.26
2Rs 2.25
monte Carmelo e os quatrocentos e cinquenta
18.19
1Rs 18.22
profetas de Baal, e os quatrocentos profetas da
18.19
1Rs 16.33
Aserá, que comem da mesa de Jezabel.

Elias e os profetas de Baal

20Acabe enviou a todos os filhos de Israel e ajuntou os profetas no monte Carmelo. 21Elias, chegando-se a todo o povo, disse: Até

18.21
Dt 4.35
2Rs 17.41
quando claudicareis para duas partes?
18.21
Js 24.15
Se Jeová é Deus, segui-o; se, porém, Baal o é, segui-o. O povo não lhe respondeu palavra. 22Então, disse Elias ao povo:
18.22
1Rs 19.10,14
Eu sou o único que fiquei dos profetas de Jeová, mas os profetas de Baal são
18.22
1Rs 18.19
quatrocentos e cinquenta homens. 23Deem-se-nos, portanto, dois novilhos; escolham eles para si um novilho e, dividindo-o em pedaços, o ponham sobre a lenha, porém não metam fogo por baixo; eu prepararei o outro novilho e pô-lo-ei sobre a lenha, porém não meterei fogo por baixo. 24Invocai vós o nome do vosso deus, e eu invocarei o nome de Jeová; o
18.24
1Rs 18.38
Deus que responder por meio do fogo, seja esse o Deus. Todo o povo, respondendo, disse: É boa a proposta.

25Disse Elias aos profetas de Baal: Escolhei para vós um novilho, e preparai-o primeiro, porque sois muitos, e invocai o nome do vosso deus, e não metais fogo por baixo. 26Tendo eles tomado o novilho que lhes fora dado, prepararam-no e invocaram o nome de Baal desde a manhã até o meio dia, dizendo: Baal, responde-nos. Porém não havia voz, nem havia quem respondesse. Rodeavam, manquejando, o altar que se tinha feito. 27Ao meio-dia, Elias zombava deles e dizia: Gritai em altas vozes, pois ele é um deus; ou está meditando, ou está em retiro, ou está em viagem, ou, porventura, está dormindo e necessita que o acordem. 28Clamavam em altas vozes e, segundo o seu costume,

18.28
Lv 19.28
Dt 14.1
Mq 6.7
se retalhavam com facas e lancetas, até sair-lhes sangue. 29Passado o meio-dia, profetizavam
18.29
Êx 29.39,41
até o tempo de se oferecer a oblação da tarde; porém não havia voz, nem havia quem respondesse, nem atendesse.

30Então, disse Elias a todo o povo: Chegai-vos a mim. Chegou-se a ele todo o povo. Elias

18.30
1Rs 19.10,14
2Cr 33.16
consertou o altar de Jeová, que tinha sido derrubado. 31Tomou doze pedras, conforme o número das tribos dos filhos de Jacó, a quem viera a palavra de Jeová, dizendo:
18.31
Gn 32.28
35.10
2Rs 17.34
Israel será o teu nome. 32Com as pedras, edificou um altar ao nome de Jeová e fez um sulco capaz de conter duas medidas de semente ao redor do altar. 33
18.33
Gn 22.9
Lv 1.7-8
Dispôs a lenha, dividiu o novilho em pedaços e pô-lo sobre a lenha. Ele disse: Enchei de água quatro talhas e entornai-a sobre o holocausto e sobre a lenha. 34Disse ainda: Fazei-o segunda vez; e fizeram-no segunda vez. De novo, disse: Fazei-o terceira vez; e fizeram-no terceira vez. 35A água corria ao redor do altar; ele encheu também de água o sulco. 36
18.36
1Rs 18.29
Sendo já o tempo de se oferecer a oblação da tarde, chegou-se Elias e disse:
18.36
Êx 3.6
4.5
Ó Jeová, Deus de Abraão, de Isaque e de Israel, seja manifestado, hoje, que tu és Deus em Israel, e que eu sou teu servo, e
18.36
Nm 16.28-32
que por tua ordem tenho feito todas essas coisas. 37Responde-me, Jeová! Responde-me para que este povo conheça que tu, Jeová, és Deus, porque fizeste voltar para trás o seu coração! 38
18.38
Gn 15.17
Lv 10.1-2
2Rs 1.12
Jó 1.16
Caiu o fogo de Jeová, e consumiu o holocausto, e a lenha, e as pedras, e o pó, e sorveu a água que estava no sulco. 39O que tendo visto todo o povo, prostraram-se com o rosto em terra e disseram:
18.39
1Rs 18.21,24
Jeová é o Deus; Jeová é o Deus. 40Disse-lhes Elias: Agarrai os profetas de Baal; que nenhum deles escape. Agarraram-nos. Elias fê-los descer
18.40
Jz 4.7
5.21
à torrente de Quisom e
18.40
Dt 13.5
18.20
2Rs 10.24-25
ali os matou.

Fim da seca

41Disse Elias a Acabe: Sobe, come e bebe, porque se ouve o ruído duma grande chuva. 42Subiu Acabe a comer e a beber. Elias subiu ao cume do

18.42
1Rs 18.19-20
Carmelo e, inclinado por terra, meteu o rosto entre os joelhos. 43Disse ao seu criado: Sobe agora e olha para a banda do mar. Subiu, olhou e disse: Não há nada. Elias disse-lhe: Torna a ir sete vezes. 44À sétima vez, disse: Eis
18.44
Lc 12.54
que se levanta do mar uma nuvem, ao tamanho da mão dum homem. Disse-lhe Elias: Sobe e dize a Acabe: Manda aprontar o teu carro e desce, para que a chuva não te impeça de o fazer. 45Em pouco tempo, o céu enegreceu de nuvens e de vento, e caiu uma grande chuva. Acabe subiu ao carro e foi para
18.45
Js 17.16
Jz 6.33
Jezreel. 46
18.46
2Rs 3.15
Is 8.11
A mão de Jeová foi sobre Elias, que
18.46
2Rs 4.29
Jr 1.17
1Pe 1.13
cingiu os lombos e correu adiante de Acabe até a entrada de Jezreel.