Tradução Brasileira (2010) (TB)
20

Joabe sitia e toma Rabá

201Tendo decorrido um ano, ao tempo em que os reis costumam ir para a guerra, levou Joabe a flor do exército e devastou ao país dos filhos de Amom; veio e cercou a Rabá. Davi, porém, ficou em Jerusalém. Joabe bateu a Rabá e a destruiu. 2Davi tirou a coroa da cabeça do rei deles e achou nela o peso dum talento de ouro, e nela havia pedras preciosas; a coroa foi posta sobre a cabeça de Davi. Levou da cidade mui grande despojo. 3Fez sair também o povo que nela estava e mandou cortá-los com serras, com grades de ferro e com machados. Assim fez Davi a todas as cidades dos filhos de Amom; depois, voltou com todo o povo para Jerusalém.

Os filisteus são derrotados

4Depois disso, houve guerra em Gezer contra os filisteus. Sibecai, husatita, matou a Sipai, dos filhos do gigante; e ficaram subjugados. 5Fez-se ainda outra guerra contra os filisteus; e Elanã, filho de Jair, matou a Lami, irmão de Golias, geteu, de cuja lança a haste era como órgão de tecelão. 6Ainda houve outra guerra em Gate, onde se achou um homem de grande estatura, que tinha vinte e quatro dedos, seis em cada mão e seis em cada pé, e que também era filho do gigante. 7Quando insultava a Israel, Jônatas, filho de Simeia, irmão de Davi, o matou. 8Estes nasceram ao gigante em Gate; e caíram pela mão de Davi e pela mão dos seus servos.

21

Davi numera o povo, e Deus castiga-o

211Então, se levantou Satanás contra Israel e incitou a Davi a fazer resenha de Israel. 2Disse Davi a Joabe e aos príncipes do povo: Ide e contai a Israel desde Berseba até Dã; e trazei-me a conta, para que eu saiba o número. 3Respondeu Joabe: Multiplique Jeová o seu povo cem vezes mais do que ele é; porém, ó rei, meu senhor, não são todos eles servos do meu senhor? Por que requer isso o meu senhor? Por que será ele ocasião de culpa a Israel? 4Todavia, a palavra do rei prevaleceu contra Joabe. Pelo que partiu Joabe, e passou por todo o Israel, e voltou para Jerusalém. 5Joabe deu a Davi a soma da resenha do povo. Era todo o Israel um milhão e cem mil homens que usavam de espada; e Judá era quatrocentos e setenta mil homens que usavam de espada. 6Mas entre eles não contou Joabe a Levi nem a Benjamim, porque a palavra do rei era abominável a Joabe. 7Isso desagradou a Deus, que feriu a Israel. 8Então, disse Davi a Deus: Cometi um grande pecado em fazer isso; porém, agora, digna-te perdoar a iniquidade do teu servo, porque procedi mui loucamente.

9Falou Jeová a Gade, vidente de Davi: 10Vai e fala a Davi: Assim diz Jeová: Três coisas te proponho: Escolhe uma, para que eu ta faça. 11Veio Gade a Davi e disse: Assim diz Jeová: Escolhe o que quiseres: 12ou três anos de fome; ou seres por três meses consumido diante dos teus adversários, enquanto a espada dos teus inimigos te alcança; ou senão a espada de Jeová por três dias, a saber, a peste na terra, e o anjo de Jeová fazendo estragos em todos os termos de Israel. Considera, agora, que resposta hei de dar a quem me enviou. 13Respondeu Davi a Gade: Acho-me em grande aperto; caia eu nas mãos de Jeová (porque mui grandes são as suas misericórdias); e não caia nas mãos dos homens. 14Mandou Jeová a peste a Israel; e morreram de Israel setenta mil homens. 15Enviou Deus um anjo a Jerusalém para a destruir; estando o anjo prestes a destruir, olhou Jeová, e arrependeu-se do mal, e disse ao anjo destruidor: Basta; cesse já a tua mão. O anjo de Jeová estava junto à eira de Ornã, jebuseu. 16Levantando Davi os olhos, viu ao anjo de Jeová que estava entre a terra e o céu, tendo uma espada desembainhada na mão estendida sobre Jerusalém. Então, Davi e os anciãos, cobertos de cilício, se prostraram com o rosto em terra. 17Disse Davi a Deus: Não sou eu quem mandou contar o povo? Sou eu o que pequei e procedi malissamente; mas estas ovelhas, que fizeram? Seja Jeová, meu Deus, a tua mão contra mim e contra a casa de meu pai, porém não seja contra o teu povo para castigá-lo com peste.

Davi levanta um altar a Jeová na eira de Ornã

18Então, o anjo de Jeová ordenou a Gade que dissesse a Davi para subir e levantar um altar a Jeová, na eira de Ornã, jebuseu. 19Subiu Davi conforme a palavra que Gade falou em nome de Jeová. 20Virando-se Ornã, viu ao anjo; e esconderam-se seus quatro filhos que estavam com ele. Ora, Ornã estava debulhando trigo. 21Quando Davi se vinha chegando a Ornã, este olhou e o viu e, saindo da eira, prostrou-se perante ele com o rosto em terra. 22Então Davi disse a Ornã: Dá-me o lugar desta eira, para eu edificar um altar a Jeová (pelo seu valor mo darás), a fim de que cesse a praga de cima do povo. 23Respondeu Ornã a Davi: Toma-o, e faça o rei, meu senhor, o que for do seu agrado. Eis que te dou os bois para holocaustos, os instrumentos de trilhar para lenha e o trigo para a oferta de cereais; dou tudo. 24Disse o rei Davi a Ornã: Não; antes, pelo seu valor, quero comprá-lo, porque não tomarei o que é teu para Jeová, nem oferecerei um holocausto que não me custou nada. 25Davi deu a Ornã pelo lugar o peso de seiscentos siclos de ouro. 26Edificou ali um altar a Jeová, ofereceu holocaustos e ofertas pacíficas e invocou a Jeová, que lhe respondeu do céu, mandando fogo sobre o altar do holocausto. 27Jeová deu ordem ao anjo, que tornou a meter a sua espada na bainha.

28Nesse tempo, vendo Davi que Jeová lhe tinha respondido na eira de Ornã, jebuseu, ofereceu ali sacrifícios. 29Pois o tabernáculo de Jeová, que Moisés tinha feito no deserto, e o altar do holocausto estavam, naquele tempo, no alto em Gibeão. 30Mas Davi não podia ir perante ele para indagar de Deus, porque estava atemorizado por causa da espada do anjo de Jeová.

22

221Disse Davi: Esta é a Casa de Deus Jeová, e este é o altar do holocausto para Israel.

Davi faz preparativos para edificar o templo

2Davi ordenou que se ajuntassem os estranhos que se achavam na terra de Israel; e encarregou pedreiros que preparassem pedras lavradas para se edificar a Casa de Deus. 3Aparelhou Davi ferro em abundância para os pregos das portas e para as junturas, como também bronze em abundância e que não foi pesado; 4e madeira de cedro, inumerável; porque os sidônios e os de Tiro traziam a Davi madeira de cedro em abundância. 5Disse Davi consigo: Meu filho Salomão é ainda moço e tenro, e a casa que se há de edificar para Jeová deve ser magnificentíssima, digna de fama e de glória em todos os países. Começar-lhe-ei os preparos. Assim, Davi, antes da sua morte, fez grandes preparos.

Ordens de Davi a Salomão

6Então, chamou a seu filho Salomão e ordenou-lhe que edificasse uma casa a Jeová, Deus de Israel. 7Disse Davi a seu filho Salomão: Quanto a mim, foi a minha intenção edificar uma casa ao nome de Jeová, meu Deus. 8A palavra, porém, de Jeová veio a mim, dizendo: Tens derramado muito sangue e tens feito grandes guerras; não edificarás casa ao meu nome, porque tens derramado muito sangue sobre a terra, na minha presença. 9Eis que te nascerá um filho, que será homem de repouso; dar-lhe-ei repouso de todos os seus inimigos ao redor. Será chamado Salomão, e darei paz e descanso a Israel nos seus dias. 10Ele edificará uma casa ao meu nome; ele será meu filho, e eu serei seu pai; estabelecerei o trono do seu reino sobre Israel, para sempre. 11Agora, meu filho, seja Jeová contigo; prospera e edifica a Casa de Jeová, teu Deus, como ele falou a respeito de ti. 12Pelo menos te dê Jeová prudência e entendimento e te instrua acerca de Israel, para que assim guardes a lei de Jeová, teu Deus. 13Então, serás próspero, se cuidares em cumprir os estatutos e os juízos que Jeová mandou a Moisés acerca de Israel. Esforça-te e tem bom ânimo; não tenhas medo, nem te desalentes. 14Eis que, com duro trabalho, preparei para a Casa de Jeová cem mil talentos de ouro e um milhão de talentos de prata, e de bronze e de ferro que não se podem pesar, porque é em abundância; madeira também e pedra preparei; podes aumentá-los. 15Além disso, tens trabalhadores em abundância, pedreiros e carpinteiros; e todos os que são peritos em toda sorte de obra. 16O ouro, a prata, o bronze e o ferro são inumeráveis. Levanta-te e mete mão à obra, e seja Jeová contigo.

17Também Davi ordenou a todos os príncipes de Israel que ajudassem a seu filho Salomão, dizendo: 18Não está convosco Jeová, vosso Deus? E não vos deu descanso por todos os lados? Entregou-me nas mãos os habitantes da terra; e a terra está subjugada diante de Jeová e diante do seu povo. 19Disponde o vosso coração e a vossa alma para buscardes a Jeová, vosso Deus; levantai-vos e edificai o santuário de Deus Jeová, para que a arca da Aliança de Jeová e os vasos sagrados de Deus sejam trazidos para a casa que se há de edificar ao nome de Jeová.