Almeida Revista e Corrigida (1969) (RC69)
7

O jejum que não agrada a Deus

71ACONTECEU pois, no ano quarto do rei Dario, que a palavra do Senhor veio a Zacarias, no dia quarto do nono mês, em Chisleu. 2Quando de Betel foram enviados Saresar, e Regem-Meleque, e os seus homens, para suplicarem o favor do Senhor, 3Disseram

7.3:
Ml 2.7
aos sacerdotes, que estavam na casa do Senhor dos Exércitos, e aos profetas:
7.3:
Jr 52.12
Zc 8.19
Chorarei eu no quinto mês, separando-me, como o tenho feito por tantos anos? 4Então a palavra do Senhor dos Exércitos veio a mim, dizendo: 5Fala a todo o povo desta terra, e aos sacerdotes, dizendo: Quando jejuastes,
7.5:
Is 58.5
Jr 41.1
Zc 1.12
8.19
e pranteastes, no quinto e no sétimo mês, durante estes setenta anos,
7.5:
Rm 14.1
jejuastes vós para mim, mesmo para mim? 6Ou quando comestes, e quando bebestes, não foi para vós mesmos que comestes e bebestes? 7Não ouvistes vós as palavras que o Senhor pregou pelo ministério dos profetas precedentes, quando Jerusalém estava habitada e 7.7: ou prósperaquieta, com as suas cidades ao redor dela,
7.7:
Jr 17.26
e o sul e a campina eram habitados? 8E a palavra do Senhor veio a Zacarias, dizendo: 9Assim falou o Senhor dos Exércitos, dizendo:
7.9:
Jr 7.23
Mq 6.8
Zc 8.16
Mt 23.23
Executai juízo verdadeiro, mostrai piedade e misericórdia cada um a seu irmão; 10E
7.10:
Êx 22.21-22
Dt 24.17
Is 1.17
Jr 5.28
não oprimais a viúva, nem o órfão, nem o estrangeiro, nem o pobre,
7.10:
Zc 8.17
nem intente o mal cada um contra o seu irmão no seu coração. 11Eles, porém, não quiseram escutar,
7.11:
Ne 9.29
Jr 7.24
e me deram o ombro rebelde, e ensurdeceram os seus ouvidos, para que não ouvissem. 12Sim, fizeram
7.12:
Ez 11.19
36.26
Ne 9.29-30
os seus corações duros como diamante, para que não ouvissem a lei, nem as palavras que o Senhor dos Exércitos enviara pelo seu Espírito mediante os profetas precedentes;
7.12:
2Cr 36.16
Dn 9.11
donde veio a grande ira do Senhor dos Exércitos. 13E aconteceu que, como ele clamou, e eles não ouviram, assim também eles clamarão,
7.13:
Pv 1.24,28
Is 1.15
Jr 11.11
14.12
Mq 3.4
mas eu não ouvirei, diz o Senhor dos Exércitos. 14E
7.14:
Dt 4.27
28.33,64
Ez 36.19
Zc 2.6
os espalharei com tempestade entre todas as nações, que eles não conheceram, e a terra será assolada atrás deles, de sorte que ninguém passará por ela, nem se voltará porque têm feito da terra desejada uma desolação.

8

Bênçãos prometidas

81DEPOIS veio a mim a palavra do Senhor dos Exércitos, dizendo: 2Assim diz o Senhor dos Exércitos:

8.2:
Na 1.2
Zc 1.14
Zelei por Sião com grande zelo, e com grande indignação zelei por ela. 3Assim diz o Senhor:
8.3:
Zc 1.16
Voltarei para Sião, e habitarei no meio de Jerusalém;
8.3:
Is 1.21,26
2.2-3
e Jerusalém chamar-se-á a cidade de verdade, e o monte do Senhor dos Exércitos monte de santidade. 4Assim diz o Senhor dos Exércitos:
8.4:
Is 65.20,22
Ainda nas praças de Jerusalém habitarão velhos e velhas, levando cada um na mão o seu bordão, por causa da sua muita idade. 5E as ruas da cidade se encherão de meninos e meninas, que nelas brincarão. 6Assim diz o Senhor dos Exércitos: Se isto for maravilhoso aos olhos do resto deste povo naqueles dias,
8.6:
Gn 18.14
Lc 1.37
18.27
será também maravilhoso aos meus olhos? diz o Senhor dos Exércitos. 7Assim diz o Senhor dos Exércitos: Eis que
8.7:
Is 11.11-12
43.5-6
Ez 37.21
salvarei o meu povo da terra do oriente e da terra do ocidente; 8E trá-los-ei, e habitarão no meio de Jerusalém;
8.8:
Jr 4.2
30.22
31.1,33
Zc 13.9
e serão o meu povo, e eu serei o seu Deus em verdade e em justiça. 9Assim diz o Senhor dos Exércitos:
8.9:
Zc 8.18
Esforcem-se as mãos de todos vós, que nestes dias ouvistes estas palavras da boca dos profetas, que estiveram no dia em que foi posto o fundamento da casa do Senhor dos Exércitos, para que o templo fosse edificado. 10Porque
8.10:
Ag 2.16
antes destes dias não houve aluguel de homens, nem aluguel de animais; nem havia paz para o que entrava nem para o que saía, por causa do inimigo, porque eu incitei a todos os homens, cada um contra o seu companheiro. 11Mas agora não serei para com o resto deste povo como nos primeiros dias, diz o Senhor dos Exércitos. 12Porque
8.12:
Jl 2.22
a semente prosperará, a vide dará o seu fruto, e a terra dará a sua novidade,
8.12:
Ag 1.10
e os céus darão o seu orvalho; e farei que o resto deste povo herde tudo isto. 13E
8.13:
Jr 42.18
há de acontecer, ó casa de Judá, e ó casa de Israel, que, assim como fostes uma maldição entre as nações, assim vos salvarei,
8.13:
Jr 12.2
Is 19.24-25
Sf 3.20
Ag 2.19
e sereis uma bênção: não temais, esforcem-se as vossas mãos. 14Porque assim diz o Senhor dos Exércitos:
8.14:
Jr 31.28
Assim como pensei fazer-vos mal, quando vossos pais me provocaram à ira, diz o Senhor dos Exércitos,
8.14:
2Cr 36.16
e não me arrependi, 15Assim pensei de novo em fazer bem a Jerusalém e à casa de Judá nestes dias: não temais. 16Eis as cousas que deveis fazer:
8.16:
Zc 7.9
8.19
Ef 4.25
Falai verdade cada um com o seu companheiro; executai juízo de verdade e de paz nas vossas portas; 17E
8.17:
Pv 3.29
Zc 7.10
nenhum de vós pense mal no seu coração contra o seu companheiro, nem ame o juramento falso; porque a todas estas cousas eu aborreço, diz o Senhor. 18E a palavra do Senhor dos Exércitos veio a mim, dizendo: 19Assim diz o Senhor dos Exércitos: O jejum do quarto mês,
8.19:
Jr 52.6-7,12-13
Zc 7.3,5
e o jejum do quinto, e o jejum do sétimo,
8.19:
Jr 52.4
Is 35.10
e o jejum do décimo mês será para a casa de Judá gozo, e alegria, e 8.19: ou festas alegresfestividades solenes:
8.19:
Zc 8.16
amai pois a verdade e a paz. 20Assim diz o Senhor dos Exércitos: Ainda sucederá que virão povos e habitantes de muitas cidades; 21E os habitantes de uma cidade irão à outra, dizendo:
8.21:
Is 2.3
Mq 4.1-2
Vamos depressa suplicar o favor do Senhor, e buscar o Senhor dos Exércitos; eu também irei. 22Assim
8.22:
Is 60.3
66.23
virão muitos povos, e poderosas nações, buscar em Jerusalém o Senhor dos Exércitos, e suplicar a bênção do Senhor. 23Assim diz o Senhor dos Exércitos: Naquele dia sucederá que pegarão dez homens, de todas as línguas das nações, pegarão, sim, na orla do vestido de um judeu, dizendo:
8.23:
1Co 14.25
Iremos convosco, porque temos ouvido que Deus está convosco.

9

O castigo de diversos povos

919.1: ou SentençaPESO

9.1:
Jr 23.33
da palavra do Senhor contra a terra de Haldraque, e Damasco, o seu repouso; porque o olhar do homem,
9.1:
2Cr 20.12
e de todas as tribos de Israel se volta para o Senhor. 2E
9.2:
Jr 49.23
Is 23
Ez 26
27
28.1-21
1Rs 17.9
Ob 20
também Hamate nela terá termo: e Tiro e Sidom,
9.2:
Ez 28.3
ainda que sejam mui sábias. 3E Tiro edificou para si fortalezas,
9.3:
Jó 27.16
Ez 28.4-5
e amontoou prata como o pó, e ouro fino como a lama das ruas. 4Eis que
9.4:
Is 23.1
Ez 26.17
o Senhor a despojará, e ferirá no mar a sua força, e ela será consumida pelo fogo. 5Ascalom
9.5:
Jr 47.1-5
Sf 2.4
o verá e temerá, também Gaza, e terá grande dor: igualmente Ecrom, porque a sua esperança será iludida; e o rei de Gaza perecerá, e Ascalom não será habitada. 6E
9.6:
Am 1.8
um bastardo habitará em Asdode, e exterminarei a soberba dos filisteus. 7E da sua boca tirarei o seu sangue, e dentre os seus dentes as suas abominações; e ele também ficará como um resto para o nosso Deus; e será como príncipe em Judá, e Ecrom como um jebuseu. 8E
9.8:
Zc 2.5
me acamparei ao redor da minha casa, contra o exército, para que ninguém passe, e para que ninguém volte;
9.8:
Ez 28.24
Êx 3.7
para que não passe mais sobre eles o exator; porque agora vi com os meus olhos. 9Alegra-te
9.9:
Is 62.11
Zc 2.10
Jo 12.5
muito, ó filha de Sião; exulta, ó filha de Jerusalém:
9.9:
Jr 23.5
30.9
Lc 19.38
Jo 1.49
eis que o teu rei virá a ti, justo e Salvador, pobre, e montado sobre um jumento, sobre um asninho, filho de jumenta. 10E destruirei
9.10:
Os 1.7
2.8
Mq 5.10
os carros de Efraim e os cavalos de Jerusalém e o arco de guerra será destruído;
9.10:
Ef 2.14,17
e ele anunciará paz às nações: e o seu domínio se estenderá de um mar a outro mar, e desde o rio até às extremidades da terra. 11Ainda quanto a ti, por causa do sangue do teu concerto,
9.11:
Is 42.7
51.14
61.1
tirei os teus presos da cova em que não havia água. 12Voltai à fortaleza
9.12:
Is 49.9
61.7
ó presos de esperança: também hoje vos anuncio que vos recompensarei em dobro. 13Porque curvei Judá para mim, enchi com Efraim o arco: suscitarei a teus filhos, ó Sião, contra os teus filhos, ó Grécia! e pôr-te-ei como a espada de um valente. 14E o Senhor será visto sobre eles, e as suas frechas sairão como o relâmpago; e o Senhor Jeová fará soar a trombeta,
9.14:
Is 21.1
e irá com os redemoinhos do sul. 15O Senhor dos Exércitos os amparará: e comerão, depois que os tiverem sujeitado, as pedras da funda: também beberão e farão barulho como excitados pelo vinho; e encher-se-ão como taças
9.15:
Lv 4.18,25
Is 11.12
62.3
Ml 3.17
Dt 12.27
como os cantos do altar. 16E o Senhor seu Deus naquele dia os salvará, como ao rebanho do seu povo; porque como as pedras de uma coroa eles serão exaltados na sua terra. 17Porque, quão grande é a sua bondade! e quão grande é a sua formosura!
9.17:
Jl 3.18
Am 9.14
o trigo fará florescer os mancebos e o mosto as donzelas.

Utilizamos cookies de acordo com o nossa Política de Privacidade, respeitando todos as suas informações pessoais.[ocultar]