Almeida Revista e Corrigida (1969) (RC69)
5

A sexta visão: o rolo voante

51E OUTRA vez levantei os meus olhos

5.1:
Ez 2.9
e olhei, e vi um rolo voante. 2E ele me disse: Que vês? E eu disse: Vejo um rolo voante, que tem vinte côvados de comprido e dez côvados de largo. 3Então me disse:
5.3:
Ml 4.6
Esta é a maldição que sairá pela face de toda a terra; porque qualquer que furtar, será desarraigado, conforme a maldição de um lado; e qualquer que jurar falsamente será desarraigado, conforme a maldição do outro lado. 4Eu a trarei, disse o Senhor dos Exércitos, e a farei entrar na casa do ladrão,
5.4:
Lv 19.12
Zc 8.17
Ml 3.5
e na casa do que jurar falsamente pelo meu nome; e pernoitará no meio da sua casa, e a consumirá a ela com a sua madeira e com as suas pedras.

A sétima visão: a mulher e o efa

5E saiu o anjo, que falava comigo, e me disse: Levanta agora os teus olhos, e vê que é isto que sai. 6E eu disse: Que é isto? E ele disse: Isto é um efa que sai. Mais disse: Esta é a semelhança deles em toda a terra. 7E eis que foi levantado um talento de chumbo, e uma mulher estava assentada no meio do efa. 8E ele disse: Esta é a impiedade. E a lançou dentro do efa; e pôs sobre a boca dele o peso de chumbo. 9E levantei os meus olhos, e olhei, e eis que duas mulheres saíram, agitando o ar com as suas asas, pois tinham asas como as da cegonha; e levantaram o efa entre a terra e o céu. 10Então eu disse ao anjo que falava comigo: Para onde levam estas o efa? 11E ele me disse:

5.11:
Jr 20.5,18
Gn 10.10
Para lhe edificarem uma casa na terra de Sinear, e, estando ela acabada, ele será posto ali em seu próprio lugar.

6

A oitava visão: os quatro carros

61E OUTRA vez levantei os meus olhos, e olhei, e vi quatro carros que saíram dentre dois montes, e estes montes eram montes de metal. 2No primeiro carro

6.2:
Zc 1.3
Ap 6.4
eram os cavalos vermelhos,
6.2:
Ap 6.5
e no segundo carro cavalos pretos. 3E no terceiro
6.3:
Ap 6.2
carro cavalos brancos, e no quarto carro cavalos grisalhos e fortes. 4E respondi,
6.4:
Zc 5.6
e disse ao anjo que falava comigo: Que é isto, Senhor meu? 5E o anjo respondeu, e me disse:
6.5:
Hb 1.7,14
2Rs 22.19
Dn 7.10
Zc 4.14
Lc 1.19
Estes são os quatro ventos do céu, saindo donde estavam perante o Senhor de toda a terra. 6O carro em que estão os cavalos pretos,
6.6:
Jr 1.14
sai para a terra do norte, e os brancos saem atrás deles, e os grisalhos saem para a terra do sul. 7E os cavalos fortes saíam,
6.7:
Gn 13.17
Zc 1.10
e procuravam ir por diante, para andarem pela terra. E ele disse: Ide, andai pela terra. E andavam pela terra. 8E me chamou, e me falou, dizendo:
6.8:
Jz 8.3
Ec 10.4
Eis que aqueles que saíram para a terra do norte fizeram repousar o meu Espírito na terra do norte.

As coroas na cabeça de Josué: o Renovo

9E a palavra do Senhor veio a mim, dizendo: 10Recebe dos que foram levados cativos: de Heldai, de Tobias, e de Jedaías (e vem naquele dia, e entra na casa de Josias, filho de Sofonias), os quais vieram de Babilônia: 11Recebe, digo, prata e ouro,

6.11:
Êx 28.36
29.6
Lv 8.9
Zc 3.5
e faze coroas, e põe-nas na cabeça de Josué, filho de Josadaque, sumo sacerdote. 12E fala-lhe, dizendo: Assim fala e diz o Senhor dos Exércitos:
6.12:
Zc 3.8
Eis aqui o homem cujo nome é Renovo: ele brotará do seu lugar,
6.12:
Zc 4.9
Mt 16.18
Ef 2.20-22
Hb 3.3
e edificará o templo do Senhor. 13Ele mesmo edificará o templo do Senhor,
6.13:
Hb 3.1
e levará a glória, e assentar-se-á, e dominará no seu trono, e será sacerdote no seu trono, e conselho de paz haverá entre eles ambos. 14E estas coroas serão de Helém, e de Tobias, e de Jedaías, e de Hem, filho de Sofonias, como um memorial no templo do Senhor. 15E aqueles que estão longe virão, e edificarão no templo do Senhor,
6.15:
Zc 2.9
4.9
e vós sabereis que o Senhor dos Exércitos me tem enviado a vós; e isto acontecerá, se ouvirdes mui atentos a voz do Senhor vosso Deus.

7

O jejum que não agrada a Deus

71ACONTECEU pois, no ano quarto do rei Dario, que a palavra do Senhor veio a Zacarias, no dia quarto do nono mês, em Chisleu. 2Quando de Betel foram enviados Saresar, e Regem-Meleque, e os seus homens, para suplicarem o favor do Senhor, 3Disseram

7.3:
Ml 2.7
aos sacerdotes, que estavam na casa do Senhor dos Exércitos, e aos profetas:
7.3:
Jr 52.12
Zc 8.19
Chorarei eu no quinto mês, separando-me, como o tenho feito por tantos anos? 4Então a palavra do Senhor dos Exércitos veio a mim, dizendo: 5Fala a todo o povo desta terra, e aos sacerdotes, dizendo: Quando jejuastes,
7.5:
Is 58.5
Jr 41.1
Zc 1.12
8.19
e pranteastes, no quinto e no sétimo mês, durante estes setenta anos,
7.5:
Rm 14.1
jejuastes vós para mim, mesmo para mim? 6Ou quando comestes, e quando bebestes, não foi para vós mesmos que comestes e bebestes? 7Não ouvistes vós as palavras que o Senhor pregou pelo ministério dos profetas precedentes, quando Jerusalém estava habitada e 7.7: ou prósperaquieta, com as suas cidades ao redor dela,
7.7:
Jr 17.26
e o sul e a campina eram habitados? 8E a palavra do Senhor veio a Zacarias, dizendo: 9Assim falou o Senhor dos Exércitos, dizendo:
7.9:
Jr 7.23
Mq 6.8
Zc 8.16
Mt 23.23
Executai juízo verdadeiro, mostrai piedade e misericórdia cada um a seu irmão; 10E
7.10:
Êx 22.21-22
Dt 24.17
Is 1.17
Jr 5.28
não oprimais a viúva, nem o órfão, nem o estrangeiro, nem o pobre,
7.10:
Zc 8.17
nem intente o mal cada um contra o seu irmão no seu coração. 11Eles, porém, não quiseram escutar,
7.11:
Ne 9.29
Jr 7.24
e me deram o ombro rebelde, e ensurdeceram os seus ouvidos, para que não ouvissem. 12Sim, fizeram
7.12:
Ez 11.19
36.26
Ne 9.29-30
os seus corações duros como diamante, para que não ouvissem a lei, nem as palavras que o Senhor dos Exércitos enviara pelo seu Espírito mediante os profetas precedentes;
7.12:
2Cr 36.16
Dn 9.11
donde veio a grande ira do Senhor dos Exércitos. 13E aconteceu que, como ele clamou, e eles não ouviram, assim também eles clamarão,
7.13:
Pv 1.24,28
Is 1.15
Jr 11.11
14.12
Mq 3.4
mas eu não ouvirei, diz o Senhor dos Exércitos. 14E
7.14:
Dt 4.27
28.33,64
Ez 36.19
Zc 2.6
os espalharei com tempestade entre todas as nações, que eles não conheceram, e a terra será assolada atrás deles, de sorte que ninguém passará por ela, nem se voltará porque têm feito da terra desejada uma desolação.

Utilizamos cookies de acordo com o nossa Política de Privacidade, respeitando todos as suas informações pessoais.[ocultar]