Almeida Revista e Corrigida (1969) (RC69)
9

O castigo de diversos povos

919.1: ou SentençaPESO

9.1:
Jr 23.33
da palavra do Senhor contra a terra de Haldraque, e Damasco, o seu repouso; porque o olhar do homem,
9.1:
2Cr 20.12
e de todas as tribos de Israel se volta para o Senhor. 2E
9.2:
Jr 49.23
Is 23
Ez 26
27
28.1-21
1Rs 17.9
Ob 20
também Hamate nela terá termo: e Tiro e Sidom,
9.2:
Ez 28.3
ainda que sejam mui sábias. 3E Tiro edificou para si fortalezas,
9.3:
Jó 27.16
Ez 28.4-5
e amontoou prata como o pó, e ouro fino como a lama das ruas. 4Eis que
9.4:
Is 23.1
Ez 26.17
o Senhor a despojará, e ferirá no mar a sua força, e ela será consumida pelo fogo. 5Ascalom
9.5:
Jr 47.1-5
Sf 2.4
o verá e temerá, também Gaza, e terá grande dor: igualmente Ecrom, porque a sua esperança será iludida; e o rei de Gaza perecerá, e Ascalom não será habitada. 6E
9.6:
Am 1.8
um bastardo habitará em Asdode, e exterminarei a soberba dos filisteus. 7E da sua boca tirarei o seu sangue, e dentre os seus dentes as suas abominações; e ele também ficará como um resto para o nosso Deus; e será como príncipe em Judá, e Ecrom como um jebuseu. 8E
9.8:
Zc 2.5
me acamparei ao redor da minha casa, contra o exército, para que ninguém passe, e para que ninguém volte;
9.8:
Ez 28.24
Êx 3.7
para que não passe mais sobre eles o exator; porque agora vi com os meus olhos. 9Alegra-te
9.9:
Is 62.11
Zc 2.10
Jo 12.5
muito, ó filha de Sião; exulta, ó filha de Jerusalém:
9.9:
Jr 23.5
30.9
Lc 19.38
Jo 1.49
eis que o teu rei virá a ti, justo e Salvador, pobre, e montado sobre um jumento, sobre um asninho, filho de jumenta. 10E destruirei
9.10:
Os 1.7
2.8
Mq 5.10
os carros de Efraim e os cavalos de Jerusalém e o arco de guerra será destruído;
9.10:
Ef 2.14,17
e ele anunciará paz às nações: e o seu domínio se estenderá de um mar a outro mar, e desde o rio até às extremidades da terra. 11Ainda quanto a ti, por causa do sangue do teu concerto,
9.11:
Is 42.7
51.14
61.1
tirei os teus presos da cova em que não havia água. 12Voltai à fortaleza
9.12:
Is 49.9
61.7
ó presos de esperança: também hoje vos anuncio que vos recompensarei em dobro. 13Porque curvei Judá para mim, enchi com Efraim o arco: suscitarei a teus filhos, ó Sião, contra os teus filhos, ó Grécia! e pôr-te-ei como a espada de um valente. 14E o Senhor será visto sobre eles, e as suas frechas sairão como o relâmpago; e o Senhor Jeová fará soar a trombeta,
9.14:
Is 21.1
e irá com os redemoinhos do sul. 15O Senhor dos Exércitos os amparará: e comerão, depois que os tiverem sujeitado, as pedras da funda: também beberão e farão barulho como excitados pelo vinho; e encher-se-ão como taças
9.15:
Lv 4.18,25
Is 11.12
62.3
Ml 3.17
Dt 12.27
como os cantos do altar. 16E o Senhor seu Deus naquele dia os salvará, como ao rebanho do seu povo; porque como as pedras de uma coroa eles serão exaltados na sua terra. 17Porque, quão grande é a sua bondade! e quão grande é a sua formosura!
9.17:
Jl 3.18
Am 9.14
o trigo fará florescer os mancebos e o mosto as donzelas.

10

Promessas feitas a Israel

101PEDI

10.1:
Jr 14.22
Dt 11.14
Jó 29.23
Jl 2.23
ao Senhor chuva no tempo da chuva serôdia: o Senhor, que faz os relâmpagos, lhes dará chuveiro de água, e erva no campo a cada um. 2Porque
10.2:
Jr 10.8
Hc 2.18
os 10.2: ou ídolos do larterafins têm falado vaidade, e os adivinhos têm visto mentira, e descrito sonhos vãos;
10.2:
Jó 13.4
com vaidade consolam: por isso vão como ovelhas, estão aflitos,
10.2:
Ez 34.5
porque não há pastor. 3Contra os pastores se acendeu a minha ira, e castigarei os bodes;
10.3:
Lc 1.68
mas o Senhor dos Exércitos visitará o seu rebanho, a casa de Judá, e os fará como o seu majestoso na peleja. 4Dele a pedra
10.4:
Nm 24.17
1Sm 14.38
Is 22.23
de esquina, dele a estaca, dele o arco de guerra, dele juntamente sairão todos os exatores. 5E serão como valentes 10.5: ou que pisam os seus inimigos na lama das ruas na pelejaque pelo lodo das ruas entram na peleja, esmagando os inimigos; porque o Senhor estará com eles, e eles envergonharão os que andam montados em cavalos. 6E fortalecerei a casa de Judá, e salvarei a casa de José,
10.6:
Jr 3.18
Ez 37.21
Os 1.7
e tornarei a plantá-los, porque me apiedei deles: e serão como se os não tivera rejeitado; porque eu sou o Senhor seu Deus,
10.6:
Zc 13.9
e os ouvirei. 7E os de Efraim serão como um valente, e o seu coração se alegrará como pelo vinho, e seus filhos o verão, e se alegrarão; o seu coração se regozijará no Senhor. 8Eu lhes assobiarei,
10.8:
Is 5.26
49.19
Ez 36.37
e os ajuntarei, porque os tenho remido, e multiplicar-se-ão como se tinham multiplicado. 9E eu
10.9:
Os 2.23
Dt 30.1
os semearei entre os povos, e lembrar-se-ão de mim em lugares remotos; e viverão com seus filhos, e voltarão. 10Porque
10.10:
Is 11.11,16
Os 11.11
eu os farei voltar da terra do Egito, e os congregarei da Assíria; e trá-los-ei à terra de Gileade e do Líbano,
10.10:
Is 49.20
e não se achará lugar para eles. 11E ele passará
10.11:
Is 11.15-16
o mar com angústia, e ferirá as ondas do mar, e todas as profundezas dos rios se secarão:
10.11:
Is 14.25
Ez 30.13
então será derribada a soberba da Assíria, e o cetro do Egito se retirará. 12E eu os fortalecerei no Senhor,
10.12:
Mq 4.5
e andarão no seu nome, diz o Senhor.

11

O castigo dos impenitentes

111ABRE, ó Líbano,

11.1:
Zc 10.10
as tuas portas para que o fogo consuma os cedros. 2Gemei, faias, porque os cedros caíram, porque os mais excelentes são destruídos; gemei,
11.2:
Is 32.19
ó carvalhos de Basã, porque o bosque forte é derribado. 3Voz de uivo dos pastores! porque a sua glória é destruída: voz de bramido dos filhos de leões! porque foi destruída a soberba do Jordão! 4Assim diz o Senhor
11.4:
Zc 11.7
meu Deus: Apascenta as ovelhas da matança, 5Cujos possuidores
11.5:
Jr 2.3
as matam, e não se têm por culpados; e cujos vendedores dizem: Louvado seja o Senhor, porque hei enriquecido e os seus pastores não têm piedade delas. 6Certamente não terei mais piedade dos moradores desta terra, diz o Senhor, mas, eis que entregarei os homens cada um na mão do seu companheiro e na mão do seu rei; eles ferirão a terra, e eu não os livrarei da sua mão. 7E
11.7:
Sf 3.12
Mt 11.5
eu apascentei as ovelhas da matança, as pobres ovelhas do rebanho; e tomei para mim duas varas: a uma chamei 11.7: ou BelezaSuavidade, e à outra chamei 11.7: ou AtadurasLaços; e apascentei as ovelhas. 8E destruí os três pastores
11.8:
Os 5.7
num mês, porque se angustiou deles a minha alma, e também a sua alma teve fastio de mim. 9E eu disse: Não vos apascentarei mais:
11.9:
Jr 15.2
43.11
o que morrer morra, e o que for destruído seja, e as que restarem comam cada uma a carne da sua companheira. 10E tomei a minha vara Suavidade, e a quebrei, para desfazer o meu concerto, que tinha estabelecido com todos estes povos. 11E foi quebrada naquele
11.11:
Zc 11.7
Sf 3.12
dia, e conheceram assim os pobres do rebanho que me aguardavam que isto era palavra do Senhor. 12E eu disse-lhes: Se parece bem aos vossos olhos, dai-me o que me é devido, e, se não, deixai-o.
11.12:
Mt 26.25
Êx 21.32
E pesaram o meu salário, trinta moedas de prata. 13O Senhor pois me disse: Arroja isso ao oleiro,
11.13:
Mt 27.9-10
esse belo preço em que fui avaliado por eles. E tomei as trinta moedas de prata, e as arrojei ao oleiro na casa do Senhor. 14Então quebrei a minha segunda vara Laços, para romper a irmandade entre Judá e Israel. 15E o Senhor me disse:
11.15:
Ez 34.2-4
Toma ainda para ti o instrumento de um pastor insensato. 16Porque, eis que levantarei um pastor na terra, que não visitará as que estão perecendo, não buscará a desgarrada, e não sarará a doente, nem apascentará a sã; mas comerá a carne da gorda, e lhe despedaçará as unhas. 17Ai do pastor
11.17:
Jr 23.1
Ez 34.2
Jo 10.12-13
inútil que abandona o rebanho; a espada cairá sobre o seu braço e sobre o seu olho direito; o seu braço completamente se secará, e o seu olho direito completamente se escurecerá.