Almeida Revista e Corrigida (1969) (RC69)
15

Cristo dá-nos o exemplo da abnegação

151MAS nós, que somos fortes, devemos

15.1:
Gl 6.1
Rm 14.1
suportar as fraquezas dos fracos, e não agradar a nós mesmos. 2Portanto cada um de nós
15.2:
1Co 9.19,22
10.24
Fp 2.4-5
Rm 14.19
agrade ao seu próximo no que é bom para edificação. 3Porque também Cristo não agradou a si mesmo,
15.3:
Mt 26.39
Jo 5.30
6.38
Sl 69.9
mas, como está escrito: Sobre mim caíram as injúrias dos que te injuriavam. 4Porque tudo que dantes foi
15.4:
Rm 4.23-24
1Co 9.9
2Tm 3.16-17
escrito para nosso ensino foi escrito, para que pela paciência e consolação das Escrituras tenhamos esperança. 5Ora o Deus de paciência
15.5:
Rm 12.16
1Co 1.10
Fp 3.16
e consolação vos conceda o mesmo sentimento uns para com os outros, segundo Cristo Jesus. 6Para que concordes,
15.6:
At 4.24,32
a uma boca, glorifiqueis ao Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo. 7Portanto recebei-vos uns aos outros, como
15.7:
Rm 14.1,3
5.2
também Cristo nos recebeu para glória de Deus. 8Digo pois
15.8:
Mt 15.24
Jo 1.11
At 3.25
2Co 1.20
que Jesus Cristo foi ministro da circuncisão, por causa da verdade de Deus, para que confirmasse as promessas feitas aos pais; 9E para que os gentios
15.9:
Jo 10.16
Rm 9.23
Sl 18.49
glorifiquem a Deus pela sua misericórdia, como está escrito: Portanto eu te louvarei entre os gentios, e cantarei ao teu nome. 10E outra vez diz:
15.10:
Dt 32.43
Alegrai-vos, gentios, com o seu povo. 11E outra vez: Louvai
15.11:
Sl 117.1
ao Senhor, todos os gentios, e celebrai-o, todos os povos. 12E outra vez diz Isaías: Uma raiz
15.12:
Is 11.1,10
Ap 5.5
22.16
em Jessé haverá, e naquele que se levantar para reger os gentios, os gentios esperarão. 13Ora o Deus de esperança vos encha de todo o gozo
15.13:
Rm 12.12
14.17
e paz em crença, para que abundeis em esperança pela virtude do Espírito Santo.

O apostolado e propósitos de Paulo

14Eu próprio, meus irmãos, certo

15.14:
2Pe 1.12
1Jo 2.21
1Co 8.1,7,10
estou, a respeito de vós, que vós mesmos estais cheios de bondade, cheios de todo o conhecimento, podendo admoestar-vos uns aos outros. 15Mas, irmãos, em parte vos escrevi mais ousadamente, como para vos trazer outra vez isto à memória, pela
15.15:
Rm 1.5
12.3
Gl 1.15
Ef 3.7
graça que por Deus me foi dada; 16Que seja
15.16:
Rm 11.13
Gl 2.7
1Tm 2.7
2Tm 1.11
Is 66.20
Fp 2.17
ministro de Jesus Cristo entre os gentios, ministrando o evangelho de Deus, para que seja agradável a oferta dos gentios, santificada pelo Espírito Santo. 17De sorte que tenho glória em Jesus Cristo nas coisas que pertencem
15.17:
Hb 5.1
a Deus. 18Porque não ousaria dizer coisa alguma, que
15.18:
At 21.19
Gl 2.8
Rm 1.5
16.26
Cristo por mim não tenha feito, para obediência dos gentios, por palavra e por obras; 19Pelo poder dos sinais
15.19:
At 19.11
2Co 12.12
e prodígios, na virtude do Espírito de Deus: de maneira que desde Jerusalém, e arredores, até ao Ilírico, tenho pregado o evangelho de Jesus Cristo. 20E desta maneira me esforcei por anunciar o evangelho, não onde Cristo
15.20:
2Co 10.13
houvera sido nomeado, para não edificar sobre fundamento alheio; 21Antes, como está escrito: Aqueles a quem não foi
15.21:
Is 52.15
anunciado, o verão, e os que não ouviram o entenderão. 22Pelo que também muitas vezes
15.22:
Rm 1.13
1Ts 2.17-18
tenho sido impedido de ir ter convosco. 23Mas agora, que não
15.23:
At 19.21
Rm 1.11
15.32
tenho mais demora nestes sítios, e tendo já há muitos anos grande desejo de ir ter convosco, 24Quando partir para Espanha irei ter convosco; pois espero que de passagem vos verei, e que para lá
15.24:
At 15.3
seja encaminhado por vós, depois de ter gozado um pouco da vossa companhia. 25Mas agora vou a Jerusalém para
15.25:
At 19.21
20.22
24.17
ministrar aos santos. 26Porque pareceu bem à Macedônia
15.26:
1Co 16.1-2
2Co 8.1
9.2,12
e à Acaia fazerem uma coleta para os pobres dentre os santos que estão em Jerusalém. 27Isto lhes pareceu bem, como devedores que são para com eles. Porque, se os gentios
15.27:
Rm 11.17
1Co 9.11
Gl 6.6
foram participantes dos seus bens espirituais, devem também ministrar-lhes os temporais. 28Assim que, concluído isto, e havendo-lhes consignado este
15.28:
Fp 4.17
fruto, de lá, passando por vós, irei à Espanha. 29E bem sei que, indo ter convosco, chegarei com a plenitude da bênção do evangelho de Cristo. 30E rogo-vos irmãos, por nosso Senhor Jesus Cristo
15.30:
Fp 2.1
2Co 1.11
Cl 4.12
e pelo amor do Espírito, que combatais comigo nas vossas orações por mim a Deus; 31Para que seja livre
15.31:
2Ts 3.2
2Co 8.4
dos rebeldes que estão na Judeia, e que esta minha administração, que em Jerusalém faço, seja bem aceita pelos santos; 32A fim de que, pela vontade de Deus, chegue a vós
15.32:
At 18.21
1Co 4.19
16.18
Tg 4.15
2Co 7.13
2Tm 1.16
Fm 7,20
com alegria, e possa recrear-me convosco. 33E o Deus de
15.33:
1Co 14.33
2Co 13.11
Fp 4.9
1Ts 5.23
2Ts 3.16
Hb 13.20
paz seja com todos vós. Amém.

16

Recomendações, saudações e votos

161RECOMENDO-VOS pois Febe, nossa irmã, a qual serve na igreja que está em

16.1:
At 18.18
Cencreia. 2Para que a recebais no Senhor, como
16.2:
Fp 2.29
3Jo 5-6
convém aos santos, e a ajudeis em qualquer coisa que de vós necessitar; porque tem hospedado a muitos, como também a mim mesmo. 3Saudai a Priscila
16.3:
At 18.2,18,26
2Tm 4.19
e a Áquila, meus cooperadores em Cristo Jesus, 4Os quais pela minha vida expuseram 16.4: Gr. o seu pescoçoas suas cabeças; o que não só eu lhes agradeço, mas também todas as igrejas dos gentios. 5Saudai também a igreja
16.5:
1Co 16.15,19
Cl 4.15
Fm 2
que está em sua casa. Saudai a Epêneto, meu amado, que é as primícias da Ásia em Cristo. 6Saudai a Maria, que trabalhou muito por nós. 7Saudai a Andrônico e a Júnia, meus parentes e meus companheiros na prisão, os quais se distinguiram entre os apóstolos
16.7:
Gl 1.22
e que foram antes de mim em Cristo. 8Saudai a Amplias, meu amado no Senhor. 9Saudai a Urbano, nosso cooperador em Cristo, e a Estaquis, meu amado. 10Saudai a Apeles, aprovado em Cristo. Saudai aos da família d’Aristóbulo. 11Saudai a Herodião, meu parente. Saudai aos da família de Narciso, os que estão no Senhor. 12Saudai a Trifena e a Trifosa, as quais trabalham no Senhor. Saudai à amada Pérsida, a qual muito trabalhou no Senhor. 13Saudai a Rufo,
16.13:
2Jo 1
eleito no Senhor, e a sua mãe e minha. 14Saudai a Asíncrito, a Flegonte, a Hermas, a Pátrobas, a Hermes, e aos irmãos que estão com eles. 15Saudai a Filólogo e a Júlia, a Nereu e a sua irmã, e a Olímpia, e a todos os santos que com eles estão. 16Saudai-vos uns aos outros
16.16:
1Co 16.20
1Ts 5.26
1Pe 5.14
com santo ósculo. As igrejas de Cristo vos saúdam. 17E rogo-vos, irmãos, que noteis os que promovem dissensões
16.17:
At 15.1,5,24
1Co 5.9,11
2Ts 3.6,14
2Tm 3.5
Tt 3.10
2Jo 10
e escândalos contra a doutrina que aprendestes; desviai-vos deles. 18Porque os tais não servem a nosso Senhor Jesus Cristo, mas ao seu
16.18:
Fp 3.19
1Tm 6.5
Cl 2.4
2Tm 3.6
Tt 1.10
2Pe 2.3
ventre: e com suaves palavras e lisonjas enganam os corações dos símplices. 19Quanto à vossa obediência
16.19:
Mt 10.16
1Co 14.20
é ela conhecida de todos. Comprazo-me pois em vós; e quero que sejais sábios no bem, mas símplices no mal. 20E o Deus de paz
16.20:
Gn 3.15
1Co 16.23
Fp 4.23
Ap 22.21
esmagará em breve Satanás debaixo dos vossos pés. A graça de Nosso Senhor Jesus Cristo seja convosco. Amém. 21Saúdam-vos Timóteo, meu cooperador, e Lúcio, e Jasom,
16.21:
At 16.1
13.1
Fp 2.19
1Ts 3.2
1Tm 1.2
Hb 13.23
e Sosípatro, meus parentes. 22Eu, Tércio, que esta carta escrevi, vos saúdo no Senhor. 23Saúda-vos Gaio,
16.23:
1Co 1.14
At 19.22
2Tm 4.20
meu hospedeiro, e de toda a igreja. Saúda-vos Erasto, procurador da cidade, e também o irmão Quarto. 24A graça de nosso
16.24:
1Ts 5.28
Senhor Jesus Cristo seja com todos vós. Amém. 25Ora, àquele que é
16.25:
Ef 3.20
1.9
1Ts 3.13
2Ts 2.17
3.3
Jd 24
Cl 1.26-27
1Co 2.7
poderoso para vos confirmar segundo o meu evangelho e a pregação de Jesus Cristo, conforme a revelação do mistério que desde tempos eternos esteve oculto. 26Mas que se manifestou agora, e se notificou
16.26:
Ef 1.9
2Tm 1.10
Tt 1.2-3
1Pe 1.20
pelas Escrituras dos profetas, segundo o mandamento do Deus eterno, a todas as nações para obediência
16.26:
At 6.7
Rm 1.5
da fé; 27Ao único Deus, sábio,
16.27:
1Tm 1.17
6.16
Jd 25
seja dada glória por Jesus Cristo para todo o sempre. Amém.