Almeida Revista e Corrigida (1969) (RC69)
81

Deus repreende a Israel pela sua ingratidão e rebelião

Salmo de Asafe, para o cantor-mor, sobre Gitite

811CANTAI alegremente a Deus, nossa fortaleza: celebrai o Deus de Jacó. 2Tomai o saltério, e trazei o adufe, a harpa suave e o alaúde. 3Tocai a trombeta na lua nova, no tempo marcado para a nossa solenidade. 4Porque isto é um estatuto para Israel, e uma ordenança do Deus de Jacó. 5Ordenou-o em José por testemunho, quando saíra contra a terra do Egito, onde ouvi uma língua que não entendia. 6Tirei de seus ombros a carga; as suas mãos ficaram livres dos cestos. 7Clamaste na angústia, e te livrei; respondi-te do lugar oculto dos trovões:

81.7:
Êx 17.6
provei-te nas águas de Meribá. (Selá.) 8Ouve-me, povo meu, e eu te admoestarei: ah! Israel, se me ouvisses! 9Não haverá entre ti deus alheio, nem te prostrarás ante um deus estranho. 10Eu
81.10:
Êx 20.2
sou o Senhor teu Deus, que te tirei da terra do Egito: abre bem a tua boca, e ta encherei. 11Mas o meu povo não quis ouvir a minha voz, e Israel não me quis. 12Pelo que eu os entreguei aos desejos dos seus corações, e andaram segundo os seus próprios conselhos. 13Ah! se o meu povo me tivesse ouvido! se Israel andasse nos meus caminhos! 14Em breve eu abateria os seus inimigos, e voltaria a minha mão contra os seus adversários. 15Os que aborrecem ao Senhor ter-se-lhe-iam sujeitado, e o tempo dele seria eterno. 16E eu o sustentaria com o trigo mais fino e o saciaria com o mel saído da rocha.

82

O profeta repreende os juízes por causa da sua injustiça

Salmo de Asafe

821DEUS está

82.1:
2Cr 19.6
na congregação dos poderosos; julga no meio dos deuses. 2Até quando julgareis injustamente, e respeitareis a aparência das pessoas dos ímpios? (Selá.) 3Defendei o pobre e o órfão: fazei justiça ao aflito e necessitado. 4Livrai o pobre e o necessitado; tirai-os das mãos dos ímpios. 5Eles nada sabem, nem entendem; andam em trevas; todos os fundamentos da terra vacilam. 6Eu disse: Vós sois deuses, e vós outros sois todos filhos do Altíssimo. 7Todavia, como homens morrereis e caireis como qualquer dos príncipes. 8Levanta-te,
82.8:
Mq 7.2,7
ó Deus, julga a terra, pois te pertencem todas as nações.

83

As nações congregam-se contra Israel, e o profeta suplica a Deus que o livre

Cântico e salmo de Asafe

831Ó DEUS, não estejas em silêncio; não cerres os ouvidos nem fiques impassível, ó Deus. 2Porque eis que teus inimigos se alvoroçam, e os que te aborrecem levantaram a cabeça. 3Astutamente formam conselho contra o teu povo, e conspiram contra os teus protegidos. 4Disseram: Vinde, e desarraiguemo-los para que não sejam nação, nem haja mais memória do nome de Israel. 5Porque à uma se conluiaram; aliaram-se contra ti: 6As tendas de Edom, e dos ismaelitas, de Moabe, e dos agarenos, 7De Gebal, e de Amom, e de Amaleque e a Filístia com os moradores de Tiro. 8Também a Assíria se ligou a eles: foram eles o braço dos filhos de Ló. (Selá.) 9Faze-lhes como fizeste a Midiã, como a Sísera, como a Jabim na ribeira de Quisom; 10Os quais foram destruídos em Endor; vieram a servir de estrume para a terra. 11Faze aos seus nobres como

83.11:
Jz 7.25
a Orebe, e como a Zeebe; e a todos os seus príncipes como a Zebá e como a Zalmuna; 12Que disseram: Tomemos para nós em possessão hereditária, as famosas habitações de Deus. 13Deus meu,
83.13:
Is 17.13
faze-os como que impelidos por um tufão, como a palha diante do vento. 14Como o fogo que queima um bosque, e como a chama que incendeia as 83.14: ou montanhasbrenhas; 15Assim persegue-os com a tua tempestade, e assombra-os com o teu torvelinho. 16Encham-se de vergonha as suas faces, para que busquem o teu nome, Senhor. 17Confundam-se e assombrem-se perpetuamente; envergonhem-se, e pereçam. 18Para que saibam que tu, a quem só pertence o nome de Jeová, és o Altíssimo sobre toda a terra.

Utilizamos cookies de acordo com o nossa Política de Privacidade, respeitando todos as suas informações pessoais.[ocultar]