Almeida Revista e Corrigida (1969) (RC69)
62

Exortação a que se confie somente em Deus

Salmo de Davi para o cantor-mor, sobre Jedutum

621A MINHA alma 62.1: Hebr. está calada para com Deusespera somente em Deus: dele vem a minha salvação. 2Só ele é a minha rocha e a minha salvação; é a minha defesa; não serei grandemente abalado. 3Até quando maquinareis o mal contra um homem? sereis mortos todos vós,

62.3:
Is 30.13
sereis como uma parede encurvada e uma sebe pouco segura. 4Eles somente consultam como o hão de derribar da sua excelência: deleitam-se em mentiras; com a boca bendizem, mas nas suas entranhas maldizem. (Selá.) 5Ó minha alma, 62.5: Hebr. sê calada para com Deusespera somente em Deus, porque dele vem a minha esperança. 6Só ele é a minha rocha e a minha salvação; é a minha defesa; não serei abalado. 7Em Deus está a minha
62.7:
Jr 3.23
salvação e a minha glória: a rocha da minha fortaleza, e o meu refúgio estão em Deus. 8Confiai nele, ó povo, em todos os tempos; derramai perante ele o vosso coração; Deus é o nosso refúgio. (Selá.) 9Certamente
62.9:
Rm 3.4
que os homens de classe baixa são vaidade, e os homens de ordem elevada são mentira; pesados em balanças, eles juntos são mais leves do que a vaidade. 10Não confieis na opressão, nem vos desvaneçais na rapina; se as vossas riquezas aumentam, não ponhais nelas o coração. 11Uma cousa disse Deus, duas vezes a ouvi: que o poder pertence a Deus. 12A ti também, Senhor, pertence a misericórdia;
62.12:
Jr 32.19
Ez 7.27
33.21
Rm 2.8
Cl 3.25
1Pe 1.17
Ap 22.12
pois retribuirás a cada um segundo a sua obra.

63

Davi anela pela presença de Deus

Salmo de Davi quando estava no deserto de Judá

631Ó DEUS, tu és o meu Deus; de madrugada te buscarei: a minha alma tem sede de ti; a minha carne te deseja muito em uma terra seca e cansada, onde não há água; 2Para

63.2:
1Sm 4.21
ver a tua fortaleza e a tua glória, como te vi no santuário. 3Porque a tua benignidade é melhor do que a vida; os meus lábios te louvarão. 4Assim eu te bendirei enquanto viver: em teu nome levantarei as minhas mãos. 5A minha alma se fartará, como de tutano e de gordura; e a minha boca te louvará com alegres lábios. 6Quando me lembrar de ti na minha cama, e meditar em ti nas vigílias da noite. 7Porque tu tens sido o meu auxílio; jubiloso cantarei refugiado à sombra das tuas asas. 8A minha alma te segue de perto: a tua destra me sustenta. 9Mas aqueles que procuram a minha vida para a destruírem, irão para as profundezas da terra. 10Cairão à espada, serão uma ração para as raposas. 11Mas o rei se regozijará em Deus;
63.11:
Dt 6.13
qualquer que por ele jurar se gloriará; porque se taparão as bocas dos que falam a mentira.

64

Davi suplica a Deus que guarde a sua vida, e espera que lho conceda

Salmo de Davi para o cantor-mor

641OUVE, ó Deus, a minha voz na minha oração: livra a minha vida do horror do inimigo. 2Esconde-me do secreto conselho dos maus, e do tumulto dos que praticam a iniquidade. 3Os quais afiaram as suas línguas como espadas; e armaram por suas frechas palavras amargas, 4Para de lugares ocultos atirarem sobre o que é reto; disparam sobre ele repentinamente, e não temem. 5Firmam-se em mau intento; falam de armar laços secretamente, e dizem: Quem os verá? 6Fazem indagações maliciosas, inquirem tudo o que se pode inquirir; até o íntimo de cada um, e o profundo coração. 7Mas Deus disparará sobre eles uma seta, e de repente ficarão feridos. 8Assim eles farão com que as suas línguas se voltem contra si mesmos; todos aqueles que os virem, fugirão. 9E todos os homens temerão,

64.9:
Jr 50.28
51.10
e anunciarão a obra de Deus; e considerarão prudentemente os seus feitos. 10O justo se alegrará no Senhor, e confiará nele, e todos os retos de coração se regozijarão.