Almeida Revista e Corrigida (1969) (RC69)
52

Davi prediz a ruína do ímpio, e confia em Deus

Masquil de Davi para o cantor-mor, quando Doegue, o idumeu, o anunciou a Saul, e lhe disse: Davi veio à casa de Abimeleque

521PORQUE te glorias na malícia, ó homem poderoso? pois a bondade de Deus permanece continuamente. 2A tua língua intenta o mal, como uma navalha afiada, traçando enganos. 3Tu amas mais o mal do que o bem, e mais a mentira

52.3:
Jr 9.4-5
do que o falar conforme a retidão. (Selá.) 4Amas todas as palavras devoradoras, ó língua fraudulenta. 5Também Deus te destruirá para sempre; arrebatar-te-á e arrancar-te-á da tua habitação; e desarraigar-te-á da terra dos viventes. (Selá.) 6E os justos
52.6:
Ml 1.5
o verão, e temerão: e se rirão dele: 7Eis aqui o homem que não pôs a Deus por sua fortaleza; antes confiou na abundância das suas riquezas, e se fortaleceu na sua maldade. 8Mas eu
52.8:
Jr 11.16
sou como a oliveira verde na casa de Deus; confio na misericórdia de Deus para sempre, eternamente. 9Para sempre te louvarei, porque tu isso fizeste, e esperarei no teu nome, porque é bom diante de teus santos.

53

O ímpio nega a existência de Deus e se corrompe

Masquil de Davi para o cantor-mor sobre Maalate

531DISSE o 53.1: ou louconéscio no seu coração: Não Deus. Têm-se corrompido,

53.1:
Rm 3.10
e têm cometido abominável iniquidade: não ninguém que faça o bem. 2Deus olhou desde os céus para os filhos dos homens, para ver se havia algum que tivesse entendimento e buscasse a Deus. 3Desviaram-se todos, e juntamente se fizeram imundos; não quem faça o bem, não há sequer um. 4Acaso não têm conhecimento
53.4:
Jr 4.22
estes obreiros da iniquidade, os quais comem o meu povo como se comessem pão? eles não invocam a Deus. 5Eis que se acharam em grande temor, onde temor não havia,
53.5:
Ez 6.5
porque Deus espalhou os ossos daquele que te cercava; tu os confundiste, porque Deus os rejeitou. 6Oh! se de Sião já viesse a salvação de Israel! Quando Deus fizer voltar os cativos do seu povo, então se regozijará Jacó e se alegrará Israel.

54

Davi roga a Deus que o salve dos seus inimigos

Masquil de Davi para o cantor-mor sobre Neginote, quando os zifeus vieram e disseram a Saul: Porventura não está escondido entre nós?

541SALVA-ME, ó Deus, pelo teu nome, e faze-me justiça pelo teu poder. 2Ó Deus, ouve a minha oração, inclina os teus ouvidos às palavras da minha boca. 3Porque estranhos se levantam contra mim, e tiranos procuram a minha vida: não põem a Deus perante os seus olhos. (Selá.) 4Eis que Deus é o meu ajudador; o Senhor está com aqueles que sustêm a minha alma. 5Ele pagará o mal daqueles que me andam espiando: destrói-os por tua verdade. 6Eu te oferecerei voluntariamente sacrifícios; louvarei o teu nome, ó Senhor, porque é bom, 7Porque me livrou de toda a angústia; e os meus olhos viram cumprido o meu desejo acerca dos meus inimigos.

Utilizamos cookies de acordo com o nossa Política de Privacidade, respeitando todos as suas informações pessoais.[ocultar]