Almeida Revista e Corrigida (1969) (RC69)
46

A fé perfeita em Deus

Cântico sobre Alamote, para o cantor-mor entre os filhos de Corá

461DEUS é o nosso refúgio e fortaleza, socorro

46.1:
Dt 4.7
bem-presente na angústia. 2Pelo que não temeremos, ainda que a terra se mude, e ainda que os montes se transportem para o meio dos mares. 3Ainda que as águas rujam e se perturbem, ainda que os montes se abalem pela sua braveza. (Selá.) 4 um rio cujas correntes alegram a cidade de Deus, o santuário das moradas do Altíssimo. 5Deus está
46.5:
Dt 24.14
Is 12.6
Os 11.9
no meio dela; não será abalada: Deus a ajudará ao romper da manhã. 6As nações se embraveceram; os reinos se moveram; ele levantou a sua voz e a terra se derreteu. 7O Senhor dos Exércitos está conosco: o Deus de Jacó é o nosso refúgio. (Selá.) 8Vinde, contemplai as obras do Senhor; que desolações tem feito na terra! 9Ele faz cessar as guerras até ao fim da terra: quebra o arco e corta a lança: queima os carros no fogo. 10Aquietai-vos, e sabei que eu sou Deus;
46.10:
Is 2.11,17
serei exaltado entre as nações; serei exaltado sobre a terra. 11O Senhor dos Exércitos está conosco: o Deus de Jacó é o nosso refúgio. (Selá.)

47

O triunfo do reino de Deus

Salmo para o cantor-mor, entre os filhos de Corá

471APLAUDI com as mãos, todos os povos; cantai a Deus com voz de triunfo. 2Porque o Senhor Altíssimo é tremendo, e Rei grande sobre toda a terra. 3Ele nos submeterá os povos e porá as nações debaixo dos nossos pés. 4Escolherá para nós a nossa herança, a glória de Jacó, a quem amou. (Selá.) 5Deus subiu com júbilo, o Senhor subiu ao som da trombeta. 6Cantai louvores a Deus, cantai louvores; cantai louvores ao nosso Rei, cantai louvores. 7Pois Deus é o Rei de toda a terra, cantai louvores com inteligência. 8Deus reina sobre as nações: Deus se assenta 47.8: ou sobre o seu santo tronosobre o trono da sua santidade. 9Os príncipes dos povos se congregam para serem o povo do Deus de Abraão; porque os escudos da terra são de Deus: ele está muito elevado!

48

A beleza e os privilégios de Sião

Cântico; salmo para os filhos de Corá

481GRANDE é o Senhor e mui digno de louvor, na cidade do nosso Deus, no seu monte santo. 2Formoso de 48.2: Hebr. elevaçãosítio, e alegria de toda terra é o monte de Sião sobre os lados do norte, a cidade do grande Rei. 3Deus é conhecido nos seus palácios por um alto refúgio. 4Porque eis que os reis se ajuntaram: eles passaram juntos. 5Viram-no, e ficaram maravilhados; ficaram assombrados e se apressaram em fugir. 6Tremor ali os tomou, e dores como de parturiente. 7Tu quebras as naus de Tarsis com um vento oriental. 8Como o ouvimos, assim o vimos na cidade do Senhor dos Exércitos, na cidade do nosso Deus.

48.8:
Is 2.2
Mq 4.1
Deus a confirmará para sempre. (Selá.) 9Lembramo-nos, ó Deus, da tua benignidade no meio do teu templo. 10Segundo é o teu nome, ó Deus, assim é o teu louvor, até aos fins da terra: a tua mão direita está cheia de justiça. 11Alegre-se o monte de Sião; alegrem-se as filhas de Judá por causa dos teus juízos. 12Rodeai Sião; cercai-a; contai as suas torres; 13Notai bem os seus antemuros; observai os seus palácios, para que tudo narreis à geração seguinte. 14Porque este Deus é o nosso Deus para sempre; ele será nosso guia até à morte.