Almeida Revista e Corrigida (1969) (RC69)
40

Deus ouve a alma paciente: a obediência é melhor do que o sacrifício; o salmista faz oração a Deus para que o livre dos males

Salmo de Davi para o cantor-mor

401ESPEREI com paciência no Senhor, e ele se inclinou para mim, e ouviu o meu clamor. 2Tirou-me 40.2: ou de uma cova de destruiçãodum lago horrível, dum charco de lodo, pôs os meus pés sobre uma rocha, firmou os meus passos; 3E pôs um novo cântico na minha boca, um hino ao nosso Deus; muitos o verão, e temerão, e confiarão no Senhor. 4Bem-aventurado

40.4:
Jr 17.7
o homem que põe no Senhor a sua confiança, e que não respeita os soberbos nem os que se desviam para a mentira. 5Muitas são, Senhor meu Deus, as maravilhas que tens operado para conosco, e os teus pensamentos não se podem contar diante de ti; eu quisera anunciá-los, e manifestá-los, mas são mais do que se podem contar. 6Sacrifício
40.6:
1Sm 15
e oferta não quiseste; as minhas orelhas furaste; holocausto e expiação pelo pecado não reclamaste. 7Então disse: Eis aqui venho; no rolo do livro está escrito de mim: 8Deleito-me em fazer a tua vontade, ó Deus meu; sim, a tua lei está dentro do meu coração. 9Preguei a justiça na grande congregação; eis que não retive os meus lábios, Senhor, tu o sabes. 10Não escondi a tua justiça dentro do meu coração; apregoei a tua fidelidade e a tua salvação:
40.10:
At 20.20,27
não escondi da grande congregação a tua benignidade e a tua verdade. 11Não detenhas para comigo, Senhor, as tuas misericórdias; guardem-me continuamente a tua benignidade e a tua verdade. 12Porque males sem número me têm rodeado: as minhas iniquidades me prenderam de modo que não posso olhar para cima; são mais numerosas do que os cabelos da minha cabeça; pelo que desfalece o meu coração. 13Digna-te, Senhor, livrar-me: Senhor, apressa-te em meu auxílio. 14Sejam à uma confundidos e envergonhados os que buscam a minha vida para destruí-la; tornem atrás e confundam-se os que me querem mal. 15Confundidos sejam em troca da sua afronta os que me dizem: Ah! Ah! 16Folguem e alegrem-se em ti os que te buscam: digam constantemente os que amam a tua salvação: Engrandecido seja o Senhor. 17Eu sou pobre e necessitado; mas o Senhor
40.17:
1Pe 5.7
cuida de mim: tu és o meu auxílio e o meu libertador; não te detenhas, ó meu Deus.

41

O cuidado de Deus para com os pobres. Davi queixa-se da traição de seus inimigos e busca o socorro de Deus

Salmo de Davi para o cantor-mor

411BEM-AVENTURADO

41.1:
Pv 14.21
é aquele que atende ao pobre; o Senhor o livrará no dia do mal. 2O Senhor o livrará, e o conservará em vida; será abençoado na terra, e tu não o entregarás à vontade de seus inimigos. 3O Senhor o sustentará no leito da enfermidade; tu renovas a sua cama na doença. 4Eu dizia: Senhor, tem piedade de mim; sara
41.4:
Sl 6.3
a minha alma, porque pequei contra ti. 5Os meus inimigos falam mal de mim, dizendo: Quando morrerá ele, e perecerá o seu nome? 6E, se algum deles vem ver-me, diz cousas vãs; no seu coração amontoa a maldade; em saindo para fora, é disso que fala. 7Todos os que me aborrecem murmuram à uma contra mim; contra mim imaginam o mal, dizendo: 8Uma má doença se lhe pegou; e, pois que está deitado, não se levantará mais. 9Até o meu próprio amigo íntimo, em quem eu tanto confiava, que comia do meu pão, levantou contra mim o seu calcanhar. 10Mas tu, Senhor, tem piedade de mim, e levanta-me, para que eu lhes dê o pago. 11Por isto conheço eu que tu me favoreces: que o meu inimigo não triunfa de mim. 12Quanto a mim, tu me sustentas na minha sinceridade, e me puseste diante da tua face para sempre. 13Bendito seja o Senhor Deus de Israel, de século em século: Amém e Amém.

42

A alma anela por servir a Deus no seu templo

Masquil para o cantor-mor, entre os filhos de Corá

421COMO o cervo 42.1: ou anelabrama pelas correntes das águas, assim suspira a minha alma por ti, ó Deus! 2A minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo: quando entrarei e me apresentarei ante a face de Deus? 3As minhas lágrimas servem-me de mantimento de dia e de noite, porquanto me dizem constantemente: Onde está o teu Deus? 4Quando me lembro disto, dentro de mim derramo a minha alma: pois

42.4:
Is 30.29
eu havia ido com a multidão; fui com eles à casa de Deus, com voz de alegria e louvor, com a multidão que festejava. 5Por que estás abatida, ó minha alma, e por que te perturbas em mim? Espera em Deus, pois ainda o louvarei na salvação da sua presença. 6Ó meu Deus, dentro de mim a minha alma está abatida; portanto lembro-me de ti desde a terra do Jordão, e desde os hermonitas, desde o 42.6: Hebr. monte Mizarpequeno monte. 7Um abismo
42.7:
Jr 4.20
Ez 7.26
chama outro abismo, ao ruído das tuas catadupas: todas as tuas ondas e vagas têm passado sobre mim. 8Contudo o Senhor mandará de dia a sua misericórdia, e de noite a sua canção estará comigo: a oração ao Deus da minha vida. 9Direi a Deus, a minha Rocha: Por que te esqueceste de mim? por que ando de nojo por causa da opressão do inimigo? 10Como 42.10: Hebr. com espada ou esmagamentocom ferida mortal em meus ossos me afrontam os meus adversários, quando todo o dia me dizem: Onde está o teu Deus? 11Por que estás
42.11:
Sl 42.6
abatida, ó minha alma, e por que te perturbas dentro de mim? espera em Deus, pois ainda o louvarei. Ele é 42.11: ou a saúdea salvação da minha face, e o meu Deus.