Almeida Revista e Corrigida (1969) (RC69)
115

A glória do Senhor e a vaidade dos ídolos. Exortação a confiar só em Deus

1151NÃO a nós,

115.1:
Is 48.11
Ez 36.32
Senhor, não a nós, mas ao teu nome dá glória, por amor da tua benignidade e da tua verdade. 2Porque dirão as nações: Onde está o seu Deus? 3Mas o nosso Deus está nos céus: faz tudo o que lhe apraz. 4Os ídolos deles
115.4:
Dt 4.28
são prata e ouro, obra das mãos dos homens. 5Têm boca, mas não falam; têm olhos, mas não veem; 6Têm ouvidos, mas não ouvem; nariz têm, mas não cheiram. 7Têm mãos, mas não apalpam, têm pés, mas não andam; nem som algum sai da sua garganta. 8Tornem-se semelhantes a eles os que os fazem, e todos os que neles confiam. 9Confia, ó Israel, no Senhor: ele é seu auxílio e seu escudo. 10Casa de Aarão, confia no Senhor: ele é seu auxílio e seu escudo. 11Vós, os que temeis ao Senhor, confiai no Senhor: ele é seu auxílio e seu escudo. 12O Senhor, que se lembrou de nós, abençoará; abençoará a casa de Israel; abençoará a casa de Aarão. 13Abençoará os que temem ao Senhor, tanto pequenos como grandes. 14O Senhor vos aumentará cada vez mais, a voz e a vossos filhos. 15Sede benditos
115.15:
Gn 1.1
14.19
do Senhor que fez os céus e a terra. 16Os céus são os céus do Senhor; mas a terra deu-a ele aos filhos dos homens. 17Os mortos não louvam ao Senhor,
115.17:
Is 38.18
nem os que descem ao silêncio. 18Mas
115.18:
Dn 2.20
nós bendiremos ao Senhor, desde agora e para sempre. 115.18: Hebr. AleluiaLouvai ao Senhor.

116

Amor e gratidão para com Deus pela sua salvação

1161AMO ao Senhor, porque ele ouviu a minha voz e a minha súplica. 2Porque inclinou para mim os seus ouvidos; portanto invocá-lo-ei enquanto viver. 3Cordéis da morte me cercaram, e angústias do inferno se apoderaram de mim: encontrei aperto e tristeza. 4Então invoquei o nome do Senhor, dizendo: Ó Senhor, livra a minha alma. 5Piedoso é o Senhor e justo: o nosso Deus tem misericórdia. 6O Senhor guarda aos símplices: estava abatido, mas ele me livrou. 7Volta, minha alma, a

116.7:
Jr 6.16
Mt 11.29
teu repouso, pois o Senhor te fez bem. 8Porque tu, Senhor, livraste a minha alma da morte, os meus olhos das lágrimas, e os meus pés da queda. 9Andarei perante a face do Senhor, na terra dos viventes. 10Cri,
116.10:
2Co 4.13
por isso falei: estive muito aflito. 11Eu dizia na minha precipitação: Todo o homem é mentira. 12Que darei eu ao Senhor, por todos os benefícios que me tem feito? 13Tomarei o cálice da salvação, e invocarei o nome do Senhor. 14Pagarei os meus votos ao Senhor, agora, na presença de todo o seu povo. 15Preciosa é à vista do Senhor a morte dos seus santos. 16Ó Senhor, deveras sou teu servo: sou teu servo, filho da tua serva; soltaste as minhas ataduras. 17Oferecer-te-ei
116.17:
Lv 7.12
sacrifícios de louvor, e invocarei o nome do Senhor. 18Pagarei os meus votos ao Senhor: que eu possa fazê-lo na presença de todo o meu povo. 19Nos átrios da casa do Senhor, no meio de ti, ó Jerusalém! 116.19: Hebr. AleluiaLouvai ao Senhor.

117

Deus é louvado por amor da sua bondade e veracidade

1171117.1: Hebr. AleluiaLOUVAI ao Senhor todas as nações,

117.1:
Rm 15.11
louvai-o todos os povos. 2Porque a sua benignidade é grande para conosco e a verdade do Senhor é para sempre. Louvai ao Senhor.