Almeida Revista e Corrigida (1969) (RC69)
9

O banquete da Sabedoria

91A SABEDORIA já edificou

9.1:
Mt 16.18
Ef 2.20-22
1Pe 2.5
a sua casa, já lavrou as suas sete colunas. 2Já sacrificou as
9.2:
Mt 22.3
Pv 9.5
23.30
suas vítimas, misturou o seu vinho: e já preparou a sua mesa. 3Já deu ordens
9.3:
Pv 8.1-2
9.14
Rm 10.15
às suas criadas, já anda convidando desde as alturas da cidade, dizendo: 4Quem é simples,
9.4:
Pv 6.32
9.16
Mt 11.25
volte-se para aqui. Aos faltos de entendimento diz: 5Vinde,
9.5:
Pv 9.2
Ct 5.1
Is 55.1
comei do meu pão, e bebei do vinho que tenho misturado. 6Deixai os insensatos, e vivei; e andai pelo caminho do entendimento. 7O que repreende o escarnecedor, afronta toma para si; e o que censura o ímpio, recebe a sua mancha. 8Não repreendas o escarnecedor, para que te não aborreça: repreende o sábio, e amar-te-á. 9instrução ao sábio e, ele se fará mais sábio: ensina ao justo, e ele crescerá em entendimento. 10O temor do Senhor é o princípio da sabedoria, e a ciência do Santo a prudência. 11Porque
9.11:
Pv 3.2,16
10.27
por mim se multiplicam os teus dias, e anos de vida se te acrescentarão. 12Se fores sábio, para ti sábio serás; e, se fores escarnecedor, tu só o suportarás. 13A mulher louca é alvoroçadora; é simples, e não sabe cousa alguma. 14E assenta-se à porta da sua casa ou numa cadeira, nas alturas da cidade. 15Para chamar os que passam e seguem direitos o seu caminho; 16Quem é simples, volte-se para aqui. E aos faltos de entendimento diz: 17As águas roubadas são doces, e o pão comido a ocultas é suave. 18Mas não sabe que ali estão os mortos; que os seus convidados estão nas profundezas do inferno.

10

Provérbios acerca de vários assuntos

101PROVÉRBIOS de Salomão. O filho sábio alegra a seu pai, mas o filho louco é a tristeza de sua mãe. 2Os tesouros

10.2:
Lc 12.19-20
da impiedade de nada aproveitam; mas a justiça livra da morte. 3O Senhor não deixa ter fome a alma do justo, mas o desejo dos ímpios rechaça. 4O que trabalha com mão enganosa
10.4:
Pv 12.24
19.15
empobrece, mas
10.4:
Pv 13.4
21.5
a mão dos diligentes enriquece. 5O que ajunta no verão é filho entendido, mas o que dorme na sega é filho que envergonha. 6Bênçãos sobre a cabeça do justo, mas a violência
10.6:
Et 7.8
Pv 10.11
cobre a boca dos ímpios. 7A memória do justo é abençoada, mas o nome dos ímpios apodrecerá. 8O sábio de coração aceita os mandamentos, mas o louco palrador será transtornado. 9Quem anda
10.9:
Pv 10.8
Is 33.15-16
em sinceridade, anda seguro; mas o que perverte os seus caminhos será conhecido. 10O que acena com os olhos dá dores, e o tolo de lábios será transtornado. 11A boca do justo é manancial de vida, mas a violência cobre a boca dos ímpios. 12O ódio excita
10.12:
Pv 17.9
1Co 13.4
1Pe 4.8
contendas, mas o amor cobre todas as transgressões. 13Nos lábios do entendido se acha a sabedoria, mas a vara é para as costas do falto de entendimento. 14Os sábios escondem a sabedoria; mas a boca
10.14:
Pv 18.7
21.23
do tolo é uma destruição. 15A fazenda
10.15:
Jó 31.24
Pv 18.11
1Tm 6.17
do rico é a cidade da sua fortaleza: a destruição dos pobres é a sua pobreza. 16A obra do justo conduz à vida, as produções do ímpio ao pecado. 17O caminho para a vida é daquele que guarda a correção, mas o que abandona a repreensão erra. 18O que encobre o ódio tem lábios falsos, e o que difama é um insensato. 19Na
10.19:
Ec 5.3,5
Tg 3.2
multidão de palavras não falta transgressão, mas o que modera os seus lábios é prudente. 20Prata escolhida é a língua do justo: o coração dos ímpios é de nenhum preço. 21Os lábios do justo apascentam a muitos, mas os tolos, por falta de entendimento, morrem. 22A bênção
10.22:
Gn 24.35
26.12
do Senhor é que enriquece; e não acrescenta dores. 23Um divertimento
10.23:
Pv 14.9
15.21
é para o tolo praticar a iniquidade;
10.23:
Jó 15.21
para o homem entendido o mesmo é o ser sábio. 24O temor do ímpio virá sobre ele, mas o desejo dos justos
10.24:
Mt 5.6
1Jo 5.14-15
Deus o cumprirá. 25Como a tempestade, assim passa o ímpio, mas o justo
10.25:
Mt 7.24-25
16.18
tem perpétuo fundamento. 26Como vinagre para os dentes, como fumo para os olhos, assim é o preguiçoso para aqueles que o mandam. 27O temor do Senhor aumenta os dias, mas os anos dos ímpios serão abreviados. 28A esperança dos justos é alegria, mas a expectação dos ímpios perecerá. 29O caminho do Senhor é fortaleza para os retos, mas ruína virá aos que praticam a iniquidade. 30O justo nunca será abalado, mas os ímpios não habitarão a terra. 31A boca do justo produz sabedoria em abundância, mas a língua da perversidade será desarraigada. 32Os lábios do justo sabem o que agrada, mas a boca dos ímpios anda cheia de perversidades.

11

111BALANÇA

11.1:
Lv 19.35-36
Dt 25.13,16
Pv 16.11
20.10,23
enganosa é abominação para o Senhor, mas o peso justo é o seu prazer. 2Vindo a soberba,
11.2:
Pv 15.33
16.18
18.12
virá também a afronta; mas com os humildes está a sabedoria. 3A sinceridade
11.3:
Pv 13.6
dos sinceros os encaminhará, mas a perversidade dos desleais os destruirá. 4Não aproveitam as
11.4:
Gn 7.1
Ez 7.19
Sf 1.18
riquezas no dia da ira, mas a justiça livra da morte. 5A justiça do sincero endireitará o seu caminho, mas o ímpio pela sua impiedade cairá. 6A justiça dos virtuosos os livrará, mas na sua perversidade serão apanhados os iníquos. 7Morrendo o homem
11.7:
Pv 10.28
ímpio perece a sua expectação, e a esperança da iniquidade perde-se. 8O justo
11.8:
Pv 21.18
é libertado da angústia, e o ímpio fica em seu lugar. 9O hipócrita
11.9:
Jó 8.13
com a boca danifica o seu próximo; mas os justos são libertados pelo conhecimento. 10No bem dos justos
11.10:
Et 8.15
Pv 28.12,28
exulta a cidade, e, perecendo os ímpios, há júbilo. 11Pela bênção dos sinceros se exalta
11.11:
Pv 29.8
a cidade, mas pela boca dos ímpios é derribada. 12O que despreza o seu próximo é falto de sabedoria; mas o homem de entendimento cala-se. 13O que anda
11.13:
Lv 19.16
Pv 10.19
praguejando descobre o segredo, mas o fiel de espírito encobre o negócio. 14Não havendo sábia direção, o povo cai;
11.14:
1Rs 12.1
Pv 15.22
24.6
mas na multidão de conselheiros há segurança. 15Decerto 11.15: ou se quebrantarásofrerá severamente aquele que fica por fiador do estranho, mas o que aborrece a fiança estará seguro. 16A mulher aprazível
11.16:
Pv 31.30
guarda a honra, como os violentos guardam as riquezas. 17O homem benigno
11.17:
Mt 5.7
25.34
faz bem à sua própria alma, mas o cruel perturba a sua própria carne. 18O ímpio recebe um salário enganoso, mas para
11.18:
Os 10.12
Gl 6.8-9
Tg 3.18
o que semeia justiça haverá galardão certo. 19Como a justiça encaminha para a vida, assim o que segue o mal faz isso para sua morte. 20Abominação para o Senhor são os perversos de coração, mas os que são perfeitos em seu caminho são o seu deleite. 21Ainda que o mau junte mão
11.21:
Pv 16.5
à mão, não ficará sem castigo, mas a semente dos justos escapará. 22Como joia de ouro em focinho de porca, assim é a mulher formosa, que se aparta da 11.22: ou discriçãorazão. 23O desejo dos justos é somente o bem, mas a esperança
11.23:
Rm 2.8-9
dos ímpios é a ira. 24Alguns há que espalham, e ainda se lhes acrescenta mais; e outros que retêm mais do que é justo, mas é para a sua perda. 25A alma
11.25:
2Co 9.6-10
generosa engordará, e o que regar também será regado. 26Ao que retém
11.26:
Jó 29.13
Am 8.5-6
o trigo o povo o amaldiçoa, mas bênção haverá sobre a cabeça do vendedor. 27O que busca cedo o bem, busca favor,
11.27:
Et 7.10
mas ao que procura o mal, ele lhe sobrevirá. 28Aquele
11.28:
Mc 10.24
Lc 12.21
1Tm 6.17
que confia nas suas riquezas cairá, mas os justos
11.28:
Jr 17.8
reverdecerão como a rama. 29O que perturba a sua casa herdará o vento, e o tolo será servo do entendido de coração. 30O fruto do justo é árvore de vida, e o que ganha almas
11.30:
Dn 12.3
1Co 9.19
Tg 5.20
sábio é. 31Eis que
11.31:
Jr 25.29
1Pe 4.17-18
o justo é punido na terra; quanto mais o ímpio e o pecador!