Almeida Revista e Corrigida (1969) (RC69)

A lei acerca das lâmpadas

241E FALOU o Senhor a Moisés, dizendo: 2Ordena

24.2:
Êx 27.20
aos filhos de Israel que te tragam azeite de oliveira, puro, batido, para a luminária, para acender as lâmpadas continuamente. 3Aarão as porá em ordem perante o Senhor continuamente desde a tarde até à manhã, fora do véu do testemunho, na tenda da congregação: estatuto perpétuo é pelas vossas gerações. 4Sobre o castiçal puro porá em ordem as lâmpadas
24.4:
Êx 31.8
39.37
perante o Senhor continuamente.

O pão para a mesa do Senhor

5Também tomarás da flor de farinha, e dela cozerás

24.5:
Êx 25.30
doze bolos: cada bolo será de duas dízimas de efa. 6E os porás em duas fileiras, seis em cada fileira, sobre a
24.6:
1Rs 7.48
2Cr 4.19
13.11
Hb 9.2
mesa pura, perante o Senhor. 7E sobre cada fileira porás incenso puro, que será para o pão por oferta memorial; oferta queimada é ao Senhor. 8Em cada dia de
24.8:
Nm 4.7
2Cr 2.4
sábado, isto se porá em ordem perante o Senhor continuamente, pelos filhos de Israel, por concerto perpétuo. 9E será
24.9:
Êx 29.33
Lv 8.31
21.22
de Aarão e de seus filhos, os quais o comerão no lugar santo, porque uma cousa santíssima é para ele, das ofertas queimadas ao Senhor, por estatuto perpétuo.

A pena do pecado da blasfêmia

10E apareceu um filho duma mulher israelita, o qual era filho dum egípcio, no meio dos filhos de Israel; e o filho da israelita e um homem israelita porfiaram no arraial. 11Então o filho da mulher israelita blasfemou

24.11:
Lv 24.16
Jó 1.5,11
2.5,9-10
Is 8.21
o nome do Senhor, e o amaldiçoou, pelo que o trouxeram a Moisés: e o nome de sua mãe era Selomite, filha de Dibri, da tribo de Dã. 12E o levaram à prisão,
24.12:
Nm 15.34
27.5
até que se lhes fizesse declaração pela boca do Senhor. 13E falou o Senhor a Moisés, dizendo: 14Tira o que tem blasfemado para fora do arraial; e todos os que o ouviram porão
24.14:
Dt 13.9
17.7
as suas mãos sobre a sua cabeça: então toda a congregação o apedrejará. 15E aos filhos de Israel falarás, dizendo: Qualquer que amaldiçoar o seu Deus,
24.15:
Lv 5.1
20.17
Nm 9.13
levará sobre si o seu pecado. 16E aquele que blasfemar o
24.16:
1Rs 21.10,13
Sl 74.10,18
Mt 12.31
Mc 3.28
Tg 2.7
nome do Senhor, certamente morrerá; toda a congregação certamente o apedrejará; assim o estrangeiro como o natural, blasfemando o nome do Senhor, será morto. 17E quem matar
24.17:
Nm 35.31
Dt 19.11-12
a alguém certamente morrerá. 18Mas quem matar
24.18:
Lv 24.21
um animal, o restituirá, vida por vida. 19Quando também alguém desfigurar o seu próximo, como ele fez
24.19:
Êx 21.24
Dt 19.21
Mt 5.38
7.2
assim lhe será feito: 20Quebradura por quebradura, olho por olho, dente por dente: como ele tiver desfigurado a algum homem, assim se lhe fará. 21Quem pois matar
24.21:
Êx 21.23
Lv 24.18
um animal, restituí-lo-á, mas quem matar um homem
24.21:
Lv 24.17
será morto. 22Uma mesma lei tereis:
24.22:
Êx 12.49
Lv 19.34
Nm 15.16
assim será o estrangeiro como o natural; pois eu sou o Senhor vosso Deus. 23E disse Moisés aos filhos de Israel que levassem
24.23:
Lv 24.14
o que tinha blasfemado para fora do arraial, e o apedrejassem com pedras: e fizeram os filhos de Israel como o Senhor ordenara a Moisés.