Almeida Revista e Corrigida (1969) (RC69)
46

Profecia contra várias nações. A invasão e conquista do Egito

461A PALAVRA do Senhor, que veio a Jeremias, o profeta, contra as nações. 2Acerca do Egito,

46.2:
2Rs 23.29
2Cr 35.20
contra o exército de Faraó Neco, rei do Egito, que estava junto ao rio Eufrates em Carquêmis; ao qual feriu Nabucodonosor rei de Babilônia, no ano quarto de Joaquim, filho de Josias, rei de Judá. 3Preparai o escudo e o pavês, e chegai-vos para a peleja. 4Selai os cavalos, e montai, cavaleiros, e apresentai-vos com elmos; alimpai as lanças, vesti-vos de couraças. 5Por que razão vejo os medrosos voltando as costas? os seus heróis estão abatidos, e vão fugindo, sem olharem para trás: terror
46.5:
Jr 6.25
49.29
ao redor, diz o Senhor. 6Não fuja o ligeiro e não escape o herói: para a banda do norte, junto à borda do rio Eufrates
46.6:
Dn 11.19
tropeçaram e caíram. 7Quem é este que vem
46.7:
Is 8.7-8
Jr 47.2
subindo como o Nilo e cujas águas se movem como os rios? 8O Egito vem subindo como o Nilo e as suas águas se movem como os rios; ele disse: Subirei, cobrirei a terra, destruirei a cidade, e os que habitam nela. 9Trepai, ó cavalos, e estrondeai, ó carros, e saiam os valentes: os etíopes, e os de Pute, que tomam o escudo e os lídios, que tomam
46.9:
Is 66.19
e entesam o arco. 10Porque este dia
46.10:
Is 13.6
Jl 1.15
2.1
é o dia do Senhor Jeová dos Exércitos, dia de vingança para se vingar dos seus adversários: e a espada devorará,
46.10:
Dt 32.42
Is 34.6
e fartar-se-á, e embriagar-se-á com o sangue
46.10:
Ez 34.6
39.17
Sf 1.7
Ez 39.17
deles; porque o Senhor Jeová dos Exércitos tem um sacrifício na terra do norte, junto ao rio Eufrates. 11Sobe
46.11:
Jr 8.22
51.8
Is 47.1
a Gileade, e toma bálsamo, ó virgem filha do Egito: debalde multiplicas remédios: não cura para ti. 12As nações ouviram falar da tua vergonha, e a terra está cheia do teu clamor; porque o valente tropeçou no valente, e ambos caíram juntos. 13A palavra que falou o Senhor a Jeremias, o profeta, acerca da vinda de Nabucodonosor, rei de Babilônia, para ferir
46.13:
Is 19.1
Jr 43.10-11
Ez 29
30
32
a terra do Egito. 14Anunciai no Egito, e fazei ouvir isto em Migdol; fazei também ouvi-lo em Nofe e em Tafnes; dizei: Apresenta-te
46.14:
Jr 46.3,10
e prepara-te; porque a espada devorou o que está ao redor de ti. 15Por que foram derribados os teus valentes? não se puderam ter em pé, porque o Senhor os abateu. 16Multiplicou os que tropeçavam: também caíram
46.16:
Lv 26.37
uns sobre os outros, e disseram: Levanta-te, e voltemos ao nosso povo, e à terra do nosso nascimento, por causa da espada que oprime. 17Clamaram ali: Faraó rei do Egito é apenas um som; deixou passar o tempo assinalado. 18Vivo eu, diz o rei,
46.18:
Is 47.4
48.2
Jr 48.15
cujo nome é o Senhor dos Exércitos, que certamente como o Tabor entre os montes, e como o Carmelo junto ao mar, assim ele virá. 19Prepara-te para ires para o cativeiro, ó moradora,
46.19:
Jr 48.18
filha do Egito; porque Nofe será tornada em desolação, e será abrasada, até que ninguém mais aí more. 20Bezerra
46.20:
Os 10.11
Jr 1.14
46.6,10
47.2
mui formosa é o Egito: mas vem a destruição, vem do norte. 21Até os seus mercenários no meio dela são como bezerros cevados; mas também eles viraram as costas, fugiram juntos; não estiveram firmes; porque veio sobre eles o dia da sua ruína e o tempo da sua visitação. 22A sua voz
46.22:
Is 29.4
irá como a da serpente; porque marcharão com um exército, e virão a ela com machados, como cortadores de lenha. 23Cortaram
46.23:
Is 10.34
Jz 6.5
o seu bosque, diz o Senhor, que era impenetrável; porque se multiplicaram mais do que os gafanhotos; são inumeráveis. 24A filha do Egito está envergonhada:
46.24:
Jr 1.15
foi entregue na mão do povo do norte. 25Diz o Senhor dos Exércitos, Deus de Israel: Eis que eu visitarei Amom de Nô,
46.25:
Ez 30.13-16
Na 3.8
Jr 43.12-13
e a Faraó, e ao Egito, e aos seus deuses, e aos seus reis; ao próprio Faraó, e aos que confiam nele. 26E os entregarei
46.26:
Jr 44.30
Ez 32.11
na mão dos que procuram a sua morte, na mão de Nabucodonosor, rei de Babilônia, e na mão dos seus servos; mas depois será habitada
46.26:
Ez 29.11,13-14
como nos dias antigos, diz o Senhor. 27Não temas
46.27:
Is 41.13-14
43.5
44.2
Jr 30.10-11
pois tu, servo meu, Jacó, nem te espantes, ó Israel; porque eis que te livrarei mesmo de longe, e a tua semente da terra do seu cativeiro; e Jacó voltará, e descansará, e sossegará, e não haverá quem o atemorize. 28Tu não temas, servo meu, Jacó, diz o Senhor, porque estou contigo; porque porei termo a todas as nações entre as quais te lancei; mas a ti não porei termo,
46.28:
Jr 10.24
30.11
mas castigar-te-ei com medida, e não te deixarei de todo impune.

47

Profecia contra os filisteus

471A PALAVRA do Senhor que veio a Jeremias,

47.1:
Jr 25.20
Ez 25.15-16
Sf 2.4-5
Am 1.6-8
o profeta, contra os filisteus, antes que Faraó ferisse a Gaza. 2Assim diz o Senhor:
47.2:
Is 8.7
Jr 1.14
46.7-8,20
Eis que se levantam as águas do norte, e tornar-se-ão em torrente transbordante, e alagarão a terra e sua plenitude, a cidade, e os que moram nela; e os homens clamarão, e todos os moradores da terra se lamentarão, 3Ao ruído
47.3:
Jr 8.16
Na 3.2
estrepitoso das unhas dos seus fortes cavalos, ao barulho de seus carros, ao estrondo das suas rodas: os pais não atendem aos filhos, por causa da fraqueza das mãos; 4Por causa do dia que vem para destruir a todos os filisteus,
47.4:
Jr 25.22
para cortar de Tiro e de Sidom todo o resto que os socorra; porque o Senhor destruirá os filisteus
47.4:
Ez 25.16
o resto da ilha de Caftor. 5A rapadura
47.5:
Am 1.7
Mq 1.16
Sf 2.4,7
Zc 9.5
veio sobre Gaza, foi desarraigada Ascalom, com o resto do seu vale: até quando te sarjarás? 6Ah! espada
47.6:
Dt 32.41
Ez 21.3-5
do Senhor! até quando deixarás de repousar? volta para a tua bainha, descansa, e aquieta-te. 7Como podes estar quieta, se o Senhor te deu uma ordem contra Ascalom, e contra as bordas do mar? ali lho tem prescrito.

48

Profecia contra Moabe

481CONTRA Moabe

48.1:
Is 14.2
15—16
Jr 25.21
27.3
Ez 2.5,9
Am 2.1-2
Nm 32.38
33.47
assim diz o Senhor dos Exércitos, Deus de Israel: Ai de Nebo, porque foi destruída: envergonhada está Quiriataim,
48.1:
Nm 32.37
é tomada: Misgabe está envergonhada e espantada. 2A
48.2:
Is 15.4
16.14
glória de Moabe não é mais; em Hesbom pensaram mal contra ela, dizendo: Vinde, e desarraiguemo-la, para que não seja mais povo; também tu, ó Madmém, serás desarraigada; a espada te irá seguindo. 3Voz
48.3:
Jr 48.5
de grito de Horonaim: ruína e grande destruição. 4Está destruída Moabe: seus filhinhos fizeram ouvir gritos. 5Porque
48.5:
Is 15.5
pela subida de Luíte eles irão com choro contínuo; porque na descida de Horonaim os adversários de Moabe ouviram um lastimoso clamor. 6Fugi,
48.6:
Jr 17.6
51.6
salvai a vossa vida, e sereis como a tamargueira no deserto. 7Porque, por causa da tua confiança nas tuas obras e nos teus tesouros, também tu serás tomada;
48.7:
Nm 21.29
Jz 11.24
Is 46.1-2
Jr 43.12
49.3
e Camós sairá para o cativeiro, os seus sacerdotes e os seus príncipes juntamente. 8Porque virá o destruidor
48.8:
Jr 6.26
48.18
sobre cada uma das cidades, e nenhuma escapará, e perecerá o vale, e destruir-se-á a campina; porque o Senhor o disse. 9Dai asas a Moabe; porque voando sairá, e as suas cidades se tornarão em assolação, e ninguém morará nelas. 10Maldito
48.10:
Jz 5.23
aquele que fizer a obra do Senhor fraudulentamente: e maldito aquele que preserva a sua espada do sangue. 11Moabe esteve descansado desde a sua mocidade,
48.11:
Sf 1.12
e as suas fezes repousaram; não foi mudado de vaso para vaso, nem foi para o cativeiro; por isso conservou o seu sabor, e o seu cheiro não se alterou. 12Portanto, eis que dias vêm, diz o Senhor, em que lhe enviarei derramadores que o farão andar a grandes passos; e despejarão os seus vasos, e romperão os seus odres. 13E Moabe terá vergonha
48.13:
Jz 11.2,4
1Rs 11.7
12.29
de Camós, como se envergonhou a casa de Israel de Betel, sua confiança. 14Como direis: Somos valentes e homens fortes para guerra? 15Moabe está destruída,
48.15:
Jr 48.8-9,18
e subiu das suas cidades, e os seus mancebos escolhidos desceram à matança diz o rei,
48.15:
Jr 46.18
51.57
cujo nome é o Senhor dos Exércitos. 16Está prestes a vir a perdição de Moabe; e apressa-se muito o seu mal. 17Condoei-vos dele todos os que estais em redor dele, e todos os que sabeis o seu nome; dizei:
48.17:
Is 9.4
14.4-5
Como se quebrou a vara forte, o cajado formoso! 18Desce da tua glória, e assenta-te em seco, ó moradora,
48.18:
Is 15.2
47.1
Jr 46.19
Nm 21.30
filha de Dibom; porque o destruidor de Moabe subiu contra ti, e desfez as tuas fortalezas. 19Põe-te no caminho,
48.19:
Dt 2.36
e espia, ó moradora do Aroer: pergunta ao que vai fugindo; e à que escapou dize: Que sucedeu? 20Moabe está envergonhado, porque foi quebrantado;
48.20:
Is 16.7
Nm 21.13
uivai e gritai: anunciai em Arnom que Moabe está destruído. 21Também o julgamento veio
48.21:
Jr 48.8
sobre a terra da campina: sobre Holom, e sobre Jaza, e sobre Mefaate, 22E sobre Dibom e sobre Nebo, e sobre Bete-Diblataim, 23E sobre Quiriataim, e sobre Bete-Gamul, e sobre Bete-Meom, 24E sobre Queriote,
48.24:
Jr 48.41
Am 2.2
e sobre Bozra; e até sobre todas as cidades da terra de Moabe, as de longe e as de perto. 25Está cortado o poder de Moabe, e quebrantado o seu braço,
48.25:
Ez 30.21
diz o Senhor. 26Embriagai-o,
48.26:
Jr 25.15,27
porque contra o Senhor se engrandeceu; e Moabe se revolverá no seu vômito, e será ele também um objeto de escárnio. 27Pois
48.27:
Sf 2.8
Jr 2.26
não foi também Israel objeto de escárnio para ti? porventura foi achado entre ladrões? por que então desde que falas dele te ris? 28Deixai as cidades, e habitai no rochedo, ó moradores de Moabe; e sede como a pomba que se aninha nas extremidades da boca da caverna. 29Ouvimos falar da
48.29:
Is 16.6
soberba de Moabe, que é soberbíssimo; da sua arrogância, e do seu orgulho, e da sua altivez e da altura do seu coração. 30Eu conheço, diz o Senhor, a sua indignação, mas isso nada é: as suas mentiras nada farão. 31Por isso gemerei
48.31:
Is 15.5
16.7,11
por Moabe; sim, gritarei por todo o Moabe: pois os homens de Quir-Heres se lamentarão. 32Com o choro de Jaezar chorar-te-ei,
48.32:
Is 16.8-9
ó vide de Sibma; os teus ramos passaram o mar, chegaram até ao mar de Jazer; mas o destruidor caiu sobre os frutos do teu verão, e sobre a tua vindima. 33Tirou-se pois o folguedo e a alegria
48.33:
Is 16.10
Jl 1.12
do campo fértil e da terra de Moabe; porque fiz que o vinho acabasse nos lagares: não pisarão uvas com júbilo: o júbilo não será júbilo. 34Ouviu-se
48.34:
Is 15.4-6
Jr 48.5
o grito de Hesbom até Eleale e até Jaaz, e desde Zoar, até Horonaim, se ouviu a sua voz, como de bezerra de três anos; porque até as águas do Ninrim se tornarão em assolação. 35E farei desaparecer de Moabe, diz o Senhor,
48.35:
Is 15.2
16.12
quem sacrifique nos altos, e queime incenso aos seus deuses. 36Por isso soará como frautas
48.36:
Is 15.5
o meu coração por Moabe; e como frautas soará o meu coração pelos homens de Quir-Heres;
48.36:
Is 15.7
porquanto a abundância que ajuntou se perdeu. 37Porque toda
48.37:
Is 15.2
Jr 47.5
a cabeça ficará calva, e toda a barba diminuída; sobre todas as mãos haverá sarjaduras,
48.37:
Gn 37.34
e sobre os lombos sacos. 38Sobre todos os telhados de Moabe e nas suas ruas haverá um pranto geral; porque quebrei a Moabe,
48.38:
Jr 22.28
como a um vaso que não agrada, diz o Senhor. 39Como está quebrantado! Como uivam! Como virou Moabe as costas e se envergonhou! assim será Moabe objeto de escárnio e de espanto para todos os que estão em redor dele. 40Porque assim diz o Senhor:
48.40:
Dt 28.49
Jr 49.22
Dn 7.4
Os 8.1
Hc 1.8
Eis que voará como a águia, e estenderá as suas asas sobre Moabe. 41São
48.41:
Jr 48.24
tomadas as cidades, e ocupadas as fortalezas:
48.41:
Is 13.8
Jr 30.6
49.22,24
50.43
Mq 4.9
e será o coração dos valentes de Moabe naquele dia como o coração da mulher em suas dores. 42E Moabe
48.42:
Is 7.8
será destruído, para que não seja povo; porque se engrandeceu contra o Senhor. 43Temor,
48.43:
Is 24.17-18
e cova, e laço, vêm sobre ti, ó morador de Moabe, diz o Senhor. 44O que fugir do temor cairá na cova, e o que sair da cova ficará preso no laço;
48.44:
Jr 11.23
porque trarei sobre ele, sobre Moabe, o ano da sua visitação, diz o Senhor. 45Os que fugiam ficaram sem força
48.45:
Nm 21.28
e pararam à sombra de Hesbom; mas fogo saiu de Hesbom, e a labareda do meio de Siom,
48.45:
Nm 24.17
e devorou o canto de Moabe e o poder dos turbulentos. 46Ai
48.46:
Nm 21.29
de ti, Moabe; pereceu o povo de Camós; porque teus filhos ficaram cativos, e tuas filhas em cativeiro. 47Mas farei
48.47:
Jr 49.6,39
voltar os cativos de Moabe no último dos dias, diz o Senhor. Até aqui o juízo de Moabe.