Almeida Revista e Corrigida (1969) (RC69)
26

Jeremias prediz a ruína do templo e de Jerusalém: e corre perigo de morte

261NO princípio do reinado de Joaquim, filho de Josias, rei de Judá, veio esta palavra do Senhor, dizendo: 2Assim diz o Senhor:

26.2:
Jr 19.14
Põe-te no átrio da casa do Senhor e dize a todas as cidades de Judá, que vêm adorar à casa do Senhor, todas as palavras que te mandei que lhes dissesses;
26.2:
Ez 3.10
At 20.27
não esqueças nem uma palavra: 3Bem pode ser
26.3:
Jr 36.3
que ouçam, e se convertam cada um do seu mau caminho, e
26.3:
Jr 18.8
Jn 3.8-9
eu me arrependa do mal que intento fazer-lhes por causa da maldade das suas ações. 4Dize-lhes pois: Assim diz o Senhor:
26.4:
Lv 26.14
Dt 28.15
Se não me derdes ouvidos para andardes na minha lei, que pus diante de vós, 5Para que ouvísseis as palavras dos meus servos,
26.5:
Jr 7.13,25
11.7
25.3-4
os profetas, que eu vos envio, madrugando e enviando, mas não ouvistes; 6Então farei que esta casa
26.6:
Jr 12.14
24.9
seja como Silo, e farei desta cidade uma maldição para todas as nações da terra. 7E ouviram os sacerdotes, e os profetas, e todo o povo, a Jeremias, anunciando estas palavras na casa do Senhor. 8E sucedeu que, acabando Jeremias de dizer tudo quanto o Senhor lhe havia ordenado que dissesse a todo o povo, pegaram nele os sacerdotes, e os profetas e todo o povo, dizendo: Certamente morrerás. 9Porque profetizaste no nome do Senhor, dizendo: Será como Silo esta casa, e esta cidade será assolada, de sorte que fique sem moradores. E ajuntou-se todo o povo contra Jeremias, na casa do Senhor. 10E, ouvindo os príncipes de Judá estas palavras, subiram da casa do rei à casa do Senhor, e se assentaram à entrada da porta nova do Senhor. 11Então falaram os sacerdotes e os profetas aos príncipes e a todo o povo, dizendo:
26.11:
Jr 38.4
Este homem é réu de morte, porque profetizou contra esta cidade, como ouvistes com os vossos ouvidos. 12E falou Jeremias a todos os príncipes e a todo o povo, dizendo: O Senhor me enviou a profetizar contra esta casa, e contra esta cidade, todas as palavras que ouvistes. 13Agora, pois,
26.13:
Jr 7.3
melhorai os vossos caminhos e as vossas ações, e ouvi a voz do Senhor vosso Deus,
26.13:
Jr 26.3,19
e arrepender-se-á o Senhor do mal que falou contra vós. 14Quanto a mim,
26.14:
Jr 38.5
eis que estou nas vossas mãos; fazei de mim conforme o que for bom e reto aos vossos olhos. 15Sabei, porém, com certeza que, se me matardes a mim, trareis sangue inocente sobre vós, e sobre esta cidade, e sobre os seus habitantes: porque, na verdade, o Senhor me enviou a vós, para dizer aos vossos ouvidos todas estas palavras. 16Então disseram os príncipes, e todo o povo, aos sacerdotes e aos profetas: Este homem não é réu de morte, porque em nome do Senhor, nosso Deus, nos falou. 17Também
26.17:
At 5.34
se levantaram alguns dentre os anciãos da terra, e falaram a toda a congregação do povo, dizendo: 18Miqueias,
26.18:
Mq 1.1
o morasita, profetizou nos dias de Ezequias, rei de Judá, e falou a todo o povo de Judá, dizendo: Assim disse o Senhor dos Exércitos:
26.18:
Mq 3.12
Sião será lavrada como um campo, e Jerusalém se tornará em montões de pedras, e o monte desta casa como os altos de um bosque. 19Mataram-no, porventura, Ezequias, rei de Judá, e todo o Judá?
26.19:
2Cr 32.26
Antes não temeu este ao Senhor, e não implorou o favor do Senhor? e o Senhor se arrependeu do mal que falara contra eles:
26.19:
At 5.39
e nós fazemos um grande mal contra as nossas almas. 20Também houve um homem que profetizava em nome do Senhor: Urias, filho de Semaías, de Quiriate-Jearim, o qual profetizou contra esta cidade, e contra esta terra, conforme todas as palavras de Jeremias. 21E, ouvindo o rei Joaquim, e todos os seus valentes, e todos os príncipes, as suas palavras, procurou o rei matá-lo: e ouvindo isto Urias, temeu, e fugiu, e foi para o Egito; 22Mas o rei Joaquim, enviou uns homens ao Egito, a Elnatã, filho de Acbor, e a outros homens com eles, ao Egito; 23E eles tiraram a Urias do Egito e o trouxeram ao rei Joaquim, que o feriu à espada, e lançou o seu cadáver nas sepulturas dos filhos do povo. 24A mão
26.24:
2Rs 22.12,14
Jr 39.14
pois de Aicão, filho de Safã, foi com Jeremias, para que o não entregassem na mão do povo, para ser morto.

27

Jeremias aconselha submissão ao rei de Babilônia

271NO princípio do reinado de Joaquim,

27.1:
Jr 3.12,20
28.1
filho de Josias, rei de Judá, veio esta palavra a Jeremias da parte do Senhor, dizendo: 2Assim me disse o Senhor: Faze umas prisões e jugos,
27.2:
Jr 28.12
Ez 4.1
24.3
e pô-los-ás sobre o teu pescoço. 3E envia-os ao rei de Edom, e ao rei de Moabe, e ao rei dos filhos de Amom, e ao rei de Tiro, e ao rei de Sidom, pela mão dos mensageiros que vêm a Jerusalém ter com Zedequias, rei de Judá. 4E lhes darás uma mensagem para seus senhores, dizendo: Assim diz o Senhor dos Exércitos, o Deus de Israel: Assim direis a vossos senhores: 5Eu fiz a terra,
27.5:
Is 45.12
Dn 4.17,22,32
o homem, e os animais que estão sobre a face da terra, pelo meu grande poder, e com o meu braço estendido, e a dou aquele que me agrada em meus olhos. 6E
27.6:
Jr 28.14
Ez 29.18,20
Dn 2.38
agora eu entreguei todas estas terras na mão de Nabucodonosor, rei de Babilônia, meu servo: e ainda até os animais do campo lhe dei, para que o sirvam. 7E todas
27.7:
2Cr 36.20
Jr 25.21
as nações o servirão a ele, e a seu filho, e ao filho de seu filho, até que também venha o tempo da sua própria terra, quando muitas nações e grandes reis se servirão dele. 8E acontecerá que, se alguma nação e reino não servirem o mesmo Nabucodonosor, rei de Babilônia, e não puserem o seu pescoço debaixo do jugo do rei de Babilônia, visitarei com espada, e com fome, e com peste essa nação, diz o Senhor, até que a consuma pela sua mão. 9E não deis ouvidos aos vossos profetas, e aos vossos adivinhos, e aos vossos sonhos, e aos vossos agoureiros, e aos vossos encantadores, que vos falam, dizendo: Não servireis o rei de Babilônia. 10Porque mentiras
27.10:
Jr 27.14
vos profetizam, para vos mandarem para longe da vossa terra, e para que eu vos lance dela, e vós pereçais. 11Mas a nação que meter o seu pescoço sob o jugo do rei de Babilônia, e o servir, eu a deixarei na sua terra, diz o Senhor, e lavrá-la-á e habitará nela. 12E
27.12:
Jr 28.1
38.17
falei com Zedequias, rei de Judá, conforme todas estas palavras, dizendo: Metei os vossos pescoços no jugo do rei de Babilônia, e servi-o, a ele e ao seu povo, e vivereis. 13Por que
27.13:
Ez 18.31
morrerias tu e o teu povo, à espada, e à fome, e de peste, como o Senhor disse da gente que não servir ao rei de Babilônia? 14E não deis ouvidos às palavras dos profetas, que vos falam, dizendo: Não servireis ao rei de Babilônia:
27.14:
Jr 14.14
29.8-9
pois vos profetizam mentiras. 15Porque não os enviei, diz o Senhor, e profetizam falsamente em meu nome, para que eu vos lance fora, e pereçais vós e os profetas que vos profetizam. 16Também falei aos sacerdotes, e a todo este povo, dizendo: Assim diz o Senhor:
27.16:
2Cr 36.7,10
Jr 28.3
Dn 1
Não deis ouvidos às palavras dos vossos profetas, que vos profetizam dizendo: Eis que os vasos da casa do Senhor cedo voltarão de Babilônia; pois eles vos profetizam mentiras. 17Não lhes deis ouvidos, servi ao rei de Babilônia, e vivereis: por que se tornaria esta cidade um deserto? 18Porém, se são profetas, e se há palavras do Senhor com eles, orem agora ao Senhor dos Exércitos, para que os vasos que ficaram na casa do Senhor, e na casa do rei de Judá, e em Jerusalém, não vão para Babilônia. 19Porque assim diz o Senhor dos Exércitos acerca
27.19:
2Rs 25.13
Jr 52.17,20-21
das colunas, e do mar, e das bases, e dos restantes vasos que ficaram na cidade. 20Os quais Nabucodonosor, rei de Babilônia, não levou, quando transportou de Jerusalém para Babilônia a Jeconias,
27.20:
2Rs 24.14-15
Jr 24.1
filho de Joaquim, rei de Judá, como também a todos os nobres de Jerusalém; 21Assim pois diz o Senhor dos Exércitos, o Deus de Israel, acerca dos vasos que ficaram na casa do Senhor, e na casa do rei de Judá, e em Jerusalém: 22A Babilônia
27.22:
2Rs 25.13
2Cr 36.18
serão levados, e ali ficarão até ao dia em que os visitar,
27.22:
Jr 29.10
32.5
diz o Senhor: então os farei subir, e os tornarei a trazer a este lugar.

28

A luta de Jeremias com o falso profeta Hananias

281E SUCEDEU

28.1:
Jr 27.1
no mesmo ano, no princípio do reinado de Zedequias, rei de Judá, no ano quarto, no mês quinto, que Hananias, filho de Azur, o profeta de Gibeom, me falou na casa do Senhor, perante os olhos dos sacerdotes e de todo o povo, dizendo: 2Assim fala o Senhor dos Exércitos, o Deus de Israel, dizendo:
28.2:
Jr 27.12
Eu quebrei o jugo do rei de Babilônia. 3Depois
28.3:
Jr 27.16
de passados dois anos completos, eu tornarei a trazer a este lugar todos os vasos da casa do Senhor, que deste lugar tomou Nabucodonosor, rei de Babilônia, levando-os para Babilônia. 4Também a Jeconias, filho de Joaquim, rei de Judá, e a todos os do cativeiro de Judá, que entraram em Babilônia, eu tornarei a trazer a este lugar, diz o Senhor: porque quebrarei o jugo do rei de Babilônia. 5Então falou Jeremias, o profeta, a Hananias, o profeta, aos olhos dos sacerdotes, e aos olhos de todo o povo que estava na casa do Senhor. 6Disse pois Jeremias,
28.6:
1Rs 1.36
o profeta: Amém! assim faça o Senhor: o Senhor confirme as tuas palavras, com que profetizaste, e torne ele a trazer os vasos da casa do Senhor, e todos os do cativeiro de Babilônia a este lugar. 7Mas ouve agora esta palavra, que eu falo aos teus ouvidos e aos ouvidos de todo o povo: 8Os profetas que houve antes de mim e antes de ti, desde a antiguidade, profetizaram contra muitas terras, e contra grandes reinos, guerra, e mal, e peste. 9O profeta
28.9:
Dt 18.22
que profetizar paz, quando se cumpra a palavra desse profeta, será conhecido por aquele a quem o Senhor na verdade enviou. 10Então Hananias, o profeta,
28.10:
Jr 27.2
tomou o jugo do pescoço do profeta Jeremias, e o quebrou. 11E falou Hananias aos olhos de todo o povo, dizendo: Assim diz o Senhor:
28.11:
Jr 27.7
Assim quebrarei o jugo de Nabucodonosor, rei de Babilônia, depois de passados dois anos completos, de sobre o pescoço de todas as nações. E Jeremias, o profeta, se foi seu caminho. 12Mas veio a palavra do Senhor, a Jeremias depois que Hananias, o profeta, quebrou o jugo de sobre o pescoço do profeta Jeremias, dizendo: 13Vai, e fala a Hananias, dizendo: Assim diz o Senhor: Jugos de madeira quebraste, mas em vez deles farás jugos de ferro. 14Porque assim diz o Senhor dos Exércitos, o Deus de Israel:
28.14:
Dt 28.48
Jr 27.7
Jugo de ferro pus sobre o pescoço de todas estas nações, para servirem a Nabucodonosor, rei de Babilônia, e servi-lo-ão;
28.14:
Jr 27.6
e até os animais do campo lhe dei. 15E disse Jeremias, o profeta, a Hananias, o profeta: Ouve agora, Hananias: Não te enviou o Senhor,
28.15:
Jr 29.31
Ez 13.22
mas tu fizeste que este povo confiasse em mentiras. 16Pelo que assim diz o Senhor: Eis que te lançarei de sobre a face da terra; este ano morrerás,
28.16:
Dt 13.5
Jr 29.32
porque falaste em rebeldia contra o Senhor. 17E morreu Hananias, o profeta, no mesmo ano, no sétimo mês.