Almeida Revista e Corrigida (1969) (RC69)

Profecia simbólica do cativeiro dos egípcios e dos etíopes

201NO ano em que

20.1:
2Rs 18.17
veio Tartã a Asdode, enviando-o Sargom, rei da Assíria, e guerreou contra Asdode, e a tomou; 2Falou o Senhor, pelo mesmo tempo, pelo ministério de Isaías, filho de Amós, dizendo:
20.2:
1Sm 19.24
Mq 1.8
Vai, solta o cilício de teus lombos, e descalça os sapatos dos teus pés. E assim o fez, indo nu e descalço. 3Então disse o Senhor: Assim como o meu servo Isaías andou três anos nu e descalço,
20.3:
Is 8.18
por sinal e prodígio sobre o Egito e sobre a Etiópia. 4Assim o rei da Assíria levará em cativeiro os presos do Egito, e os exilados da Etiópia, tanto moços como velhos, nus e descalços,
20.4:
2Sm 10.4
Jr 13.22,26
e com as nádegas descobertas, para vergonha do Egito. 5E assombrar-se-ão,
20.5:
2Rs 18.21
Is 30.3,5,7
36.6
e envergonhar-se-ão, por causa dos etíopes, sua esperança, e dos egípcios, sua glória. 6Então dirão os moradores desta ilha naquele dia: Vede que tal é a nossa esperança, aquilo que buscamos por socorro, para nos livrarmos da face do rei da Assíria! como pois escaparemos nós?