Almeida Revista e Corrigida (1969) (RC69)
3

Cristo é superior a Moisés; o perigo da incredulidade e da desobediência

31PELO que, irmãos santos, participantes da vocação celestial,

3.1:
Rm 1.7
1Co 1.2
Ef 4.1
considerai a Jesus Cristo, apóstolo e sumo sacerdote da nossa confissão, 2Sendo fiel ao que o constituiu, como também o foi Moisés
3.2:
Nm 12.7
Hb 3.5
em toda a sua casa. 3Porque ele é tido por digno de tanto maior glória do que Moisés,
3.3:
Zc 6.12
Mt 16.18
quanto maior honra do que a casa tem aquele que a edificou. 4Porque toda a casa é edificada por alguém,
3.4:
Ef 2.10
mas o que edificou todas as coisas é Deus. 5E na verdade, Moisés
3.5:
Êx 14.31
Nm 12.7
Dt 3.24
foi fiel em toda a sua casa, como servo, para testemunho das coisas que se haviam de anunciar; 6Mas Cristo, como Filho sobre a sua própria casa;
3.6:
1Co 3.16
Ef 2.21-22
1Tm 3.15
a qual casa somos nós, se tão somente conservarmos firme a confiança e a glória da esperança até ao fim. 7Portanto,
3.7:
2Sm 23.2
At 1.16
como diz o Espírito Santo, se ouvirdes hoje a sua voz. 8Não endureçais os vossos corações, como na provocação, no dia da tentação no deserto, 9Onde vossos pais me tentaram, me provaram, e viram por quarenta anos as minhas obras. 10Por isso me indignei contra esta geração, e disse: Estes sempre erram em seu coração, e não conheceram os meus caminhos. 11Assim jurei na minha ira que não entrarão no meu repouso. 12Vede, irmãos, que nunca haja em qualquer de vós um coração mau 3.12: Gr. de incredulidadee infiel, para se apartar do Deus vivo. 13Antes exortai-vos uns aos outros todos os dias, durante o tempo que se chama Hoje, para que nenhum de vós se endureça pelo engano do pecado; 14Porque nos tornamos participantes de Cristo, se
3.14:
Hb 3.6
retivermos firmemente o princípio da nossa confiança até ao fim. 15Enquanto se diz:
3.15:
Hb 3.7
Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais os vossos corações, como na provocação. 16Porque,
3.16:
Nm 14.2,4,11,24,30
Dt 1.34,36,38
havendo-a alguns ouvido, o provocaram; mas não todos os que saíram do Egito por meio de Moisés. 17Mas com quem se indignou por quarenta anos? Não foi porventura com os que pecaram,
3.17:
Nm 14.22,29
26.65
Sl 106.26
cujos corpos caíram no deserto? 18E a quem jurou
3.18:
Nm 14.30
Dt 1.34-35
que não entrariam no seu repouso, senão aos que foram desobedientes? 19E vemos que
3.19:
Hb 4.6
não puderam entrar por causa da sua incredulidade.

4

41TEMAMOS, pois

4.1:
Hb 12.5
que, porventura, deixada a promessa de entrar no seu repouso, pareça que algum de vós fica para trás. 2Porque também a nós 4.2: ou foi pregado o evangelhoforam pregadas as boas-novas, como a eles, mas a palavra da pregação nada lhes aproveitou, porquanto não estava misturada com a fé naqueles que a ouviram. 3Porque nós,
4.3:
Sl 95.11
Hb 3.11,14
os que temos crido, entramos no repouso, tal como disse: Assim jurei na minha ira que não entrarão no meu repouso; embora as suas obras estivessem acabadas desde a fundação do mundo. 4Porque em certo lugar disse assim do dia sétimo:
4.4:
Gn 2.2
Êx 20.11
31.17
E repousou Deus de todas as suas obras no sétimo dia. 5E outra vez neste lugar: Não entrarão no meu repouso. 6Visto, pois, que resta que alguns entrem nele,
4.6:
Hb 3.19
e que aqueles a quem primeiro foram pregadas as boas-novas, não entraram por causa da desobediência. 7Determina outra vez um certo dia, Hoje, dizendo por Davi, muito tempo depois, como está dito:
4.7:
Sl 95.8
Hb 3.7
Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais os vossos corações. 8Porque, se Josué lhes houvesse dado repouso, não falaria depois disso de outro dia. 9Portanto resta ainda um repouso para o povo de Deus. 10Porque aquele que entrou no seu repouso, ele próprio repousou de suas obras, como Deus das suas. 11Procuremos pois entrar naquele repouso,
4.11:
Hb 3.12,18-19
para que ninguém caia no mesmo exemplo de desobediência. 12Porque a palavra de Deus é viva e eficaz,
4.12:
Is 49.2
Jr 23.29
2Co 10.4-5
e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração. 13E não há
4.13:
Sl 33.13-14
90.8
139.11-12
criatura alguma encoberta diante dele; antes todas as coisas estão nuas e patentes aos olhos daquele com quem temos de tratar.

Cristo é superior aos sumos sacerdotes do antigo pacto

14Visto que temos um grande sumo sacerdote,

4.14:
Hb 3.1
7.26
Jesus, Filho de Deus, que penetrou nos céus, retenhamos firmemente a nossa confissão. 15Porque
4.15:
Is 53.3
Lc 22.28
2Co 5.21
não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado. 16Cheguemos pois
4.16:
Ef 2.18
3.12
com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno.

5

51PORQUE todo o sumo sacerdote, tomado dentre os homens,

5.1:
Hb 2.17
8.3-4
é constituído a favor dos homens nas coisas concernentes a Deus, para que ofereça dons e sacrifícios pelos pecados; 2E possa compadecer-se ternamente dos ignorantes
5.2:
Hb 2.18
4.15
e errados; pois também ele mesmo está rodeado de fraqueza. 3E por esta causa
5.3:
Lv 4.3
9.7
deve ele, tanto pelo povo, como também por si mesmo, fazer oferta pelos pecados. 4E ninguém toma
5.4:
2Cr 26.18
Jo 3.27
para si esta honra, senão o que é chamado por Deus, como Aarão. 5Assim também Cristo
5.5:
Jo 8.54
Sl 2.7
Hb 1.5
se não glorificou a si mesmo, para se fazer sumo sacerdote, mas aquele que lhe disse: Tu és meu Filho, hoje te gerei. 6Como também diz noutro lugar:
5.6:
Sl 110.4
Hb 7.17,21
Tu és Sacerdote eternamente, segundo a ordem de Melquisedeque. 7O qual, nos dias da sua carne, oferecendo,
5.7:
Mt 26.39,42,44
Mc 14.36,39
Jo 17.1
com grande clamor e lágrimas, orações e súplicas ao que o podia livrar da morte, foi ouvido quanto ao que temia. 8Ainda que era Filho,
5.8:
Hb 3.6
Fp 2.8
aprendeu a obediência, por aquilo que padeceu. 9E, sendo ele 5.9: ou aperfeiçoadoconsumado,
5.9:
Hb 2.10
11.40
veio a ser a causa de eterna salvação para todos os que lhe obedecem; 10Chamado por Deus sumo sacerdote,
5.10:
Hb 5.6
6.20
segundo a ordem de Melquisedeque. 11Do qual muito
5.11:
Jo 16.12
2Pe 3.16
temos que dizer, de difícil interpretação; porquanto vos fizestes negligentes para ouvir. 12Porque, devendo já ser 5.12: ou instruidoresmestres pelo tempo, ainda necessitais de que se vos torne a ensinar quais sejam os primeiros rudimentos
5.12:
Hb 6.1
1Co 3.1-3
das palavras de Deus; e vos haveis feito tais que necessitais de leite, e não de sólido mantimento. 13Porque qualquer que ainda se alimenta de leite não está experimentado na palavra da justiça,
5.13:
1Co 13.11
14.20
Ef 4.14
1Pe 2.2
porque é menino. 14Mas o mantimento sólido é para os perfeitos, os quais, em razão do costume, têm os sentidos exercitados para
5.14:
Is 7.15
1Co 2.14-15
discernir tanto o bem como o mal.