Almeida Revista e Corrigida (1969) (RC69)
6

Profecia contra os montes de Israel

61E VEIO a mim a palavra do Senhor, dizendo: 2Filho do homem,

6.2:
Ez 20.46
21.2
25.2
36.1
dirige o teu rosto para os montes de Israel; e profetiza contra eles. 3E dirás: Montes de Israel, ouvi a palavra do Senhor Jeová: Assim diz o Senhor Jeová aos montes, aos outeiros, aos ribeiros e aos vales: Eis que eu, sim eu, trarei a espada sobre vós,
6.3:
Lv 26.30
e destruirei os vossos altos. 4E serão assolados os vossos altares, e quebradas as vossas imagens do sol,
6.4:
Lv 26.30
e derribarei os vossos traspassados, diante dos vossos ídolos. 5E porei os cadáveres dos filhos de Israel diante dos seus ídolos; e espalharei os vossos ossos em redor dos vossos altares. 6Em todos os vossos lugares habitáveis as cidades serão destruídas, e os altos assolados; para que os vossos altares sejam destruídos e assolados, e os vossos ídolos se quebrem e cessem, e as vossas imagens do sol sejam cortadas, e desfeitas as vossas obras. 7E os traspassados cairão no meio de vós;
6.7:
Ez 6.13
7.4,9
11.10,12
12.15
para que saibais que eu sou o Senhor. 8Mas deixarei um
6.8:
Jr 44.28
Ez 5.2,12
resto, para que haja alguns que escapem da espada entre as nações, quando fordes espalhados pelas terras. 9Então se lembrarão de mim os que de vós escaparem entre as nações para onde foram levados em cativeiro;
6.9:
Nm 15.39
Ez 20.7,24
porquanto 6.9: ou quebrantei eu o seu coração adúlterome quebrantei por causa do seu coração corrompido, que se desviou de mim, e por causa dos seus olhos, que se andaram corrompendo após os seus ídolos;
6.9:
Lv 26.39
Jó 42.6
Ez 20.43
36.31
e terão nojo de si mesmos, por causa das maldades que fizeram em todas as suas abominações. 10E saberão que eu, o Senhor, não disse debalde que lhes faria este mal. 11Assim diz o Senhor Jeová:
6.11:
Ez 21.14
Bate com a mão, e bate com o teu pé, e dize: Ah! por todas as abominações das maldades da casa de Israel! porque cairão à espada, e de fome, e de peste. 12O que estiver longe morrerá de peste, e o que está perto cairá à espada; e o que ficar de resto e cercado morrerá de fome;
6.12:
Ez 5.13
e cumprirei o meu furor contra eles. 13Então
6.13:
Ez 6.7
sabereis que eu sou o Senhor, quando estiverem os seus traspassados no meio dos seus ídolos, em redor dos seus altares,
6.13:
Jr 2.20
em todo o outeiro alto,
6.13:
Os 4.13
em todos os cumes dos montes, e debaixo de toda a árvore verde,
6.13:
Is 57.5
e debaixo de todo o carvalho espesso, no lugar onde ofereciam suave perfume a todos os seus ídolos. 14E
6.14:
Is 5.25
estenderei a minha mão sobre eles, e farei a terra assolada, e mais assolada do que o deserto da banda de
6.14:
Jr 48.22
Diblá, em todas as suas habitações; e saberão que eu sou o Senhor.

7

O fim vem! O fim vem!

71DEPOIS veio a palavra do Senhor a mim, dizendo: 2E tu, ó filho do homem, dize; assim diz o Senhor Jeová acerca da terra de Israel:

7.2:
Ez 7.3,6
Am 8.2
Mt 24.6,13-14
Vem o fim, o fim vem sobre os quatro cantos da terra. 3Agora vem o fim sobre ti, porque enviarei sobre ti a minha ira,
7.3:
Ez 7.8-9
e te julgarei conforme os teus caminhos, e trarei sobre ti todas as tuas abominações. 4E não te poupará o
7.4:
Ez 5.11
7.9
8.18
9.10
meu olho, nem terei piedade de ti, mas porei sobre ti os teus caminhos, e as tuas abominações estarão no meio de ti;
7.4:
Ez 6.7
7.27
12.20
e sabereis que eu sou o Senhor. 5Assim diz o Senhor Jeová: Um mal eis que um só mal vem. 6Vem o fim, o fim vem, despertou-se contra ti; eis que vem. 77.7: ou vem a tua ruínaVem a tua sentença, ó habitante da terra.
7.7:
Ez 7.10
Vem o tempo;
7.7:
Ez 7.12
Sf 1.14-15
chegado é o dia da turbação, e não da alegria, sobre os montes. 8Agora
7.8:
Ez 20.8,21
depressa derramarei o meu furor sobre ti, e cumprirei a minha ira contra ti,
7.8:
Ez 7.3
e te julgarei conforme os teus caminhos, e porei sobre ti todas as tuas abominações. 9E
7.9:
Ez 7.4
não te poupará o meu olho, nem terei piedade; conforme os teus caminhos, assim carregarei sobre ti, e as tuas abominações estarão no meio de ti;
7.9:
Ez 7.4
e sabereis que eu, o Senhor, castigo. 10Eis aqui o dia, eis que vem;
7.10:
Ez 7.7
veio a tua ruína; já floresceu a vara, reverdeceu a soberba. 11A
7.11:
Jr 6.7
violência se levantou em vara de impiedade: nada restará deles, nem da sua multidão, nem do seu arruído,
7.11:
Jr 16.5-6
Ez 24.16,22
nem haverá lamentação por eles. 12Vem
7.12:
Ez 7.7
o tempo, é chegado o dia; o que compra não se alegre, e o que vende não se entristeça: porque a ira ardente está sobre toda a multidão deles. 13Porque o que vende não tornará a possuir o que vendeu, ainda que esteja entre os viventes; porque a visão não tornará para trás sobre toda a sua multidão; nem ninguém fortalecerá a sua vida com a sua iniquidade. 14 tocaram a trombeta, e tudo prepararam, mas não quem vá à peleja, porque sobre toda a sua multidão está a minha ardente ira. 15Fora
7.15:
Dt 32.25
Lm 1.20
Ez 5.12
está a espada, e dentro a peste e a fome: o que estiver no campo morrerá à espada, e o que estiver na cidade a fome e a peste o consumirão. 16E
7.16:
Ez 6.8
só escaparão os que deles se escaparem, mas estarão pelos montes, como pombas dos vales, todos gemendo, cada um por causa da sua maldade. 17Todas
7.17:
Is 13.7
Jr 6.24
Ez 21.7
as mãos se enfraquecerão, e todos os joelhos destilarão águas. 18E
7.18:
Is 3.24
15.2-3
Jr 48.37
Am 8.10
se cingirão de sacos,
7.18:
Sl 55.5
e os cobrirá o tremor; e sobre todos os rostos haverá vergonha, e sobre todas as suas cabeças calva. 19A sua prata lançarão pelas ruas,
7.19:
Pv 11.4
Sf 1.18
e o seu ouro será como imundícia;
7.19:
Ez 14.3-4
44.12
nem a sua prata nem o seu ouro os poderá livrar no dia do furor do Senhor; eles não fartarão a sua alma, nem lhes encherão as entranhas, porque isto foi o tropeço da sua maldade. 20E a glória do seu ornamento, ele a pôs em magnificência; mas fizeram nela imagens das suas abominações e cousas detestáveis; por isso eu a tornei para eles como uma cousa imunda. 21E será entregue na mão dos estranhos por presa, e aos ímpios da terra por despojo; e a profanarão. 22E desviarei deles o meu rosto, e profanarão o meu lugar oculto; porque entrarão nele saqueadores, e o profanarão. 23Faze uma cadeia,
7.23:
2Rs 21.16
Ez 9.9
11.6
porque a terra está cheia de crimes de sangue, e a cidade está cheia de violência. 24E farei vir os piores de entre as nações, e possuirão as suas casas; e farei cessar a arrogância dos valentes, e os seus lugares santos serão profanados. 25Vem a destruição; e eles buscarão a paz, mas não há nenhuma. 26Miséria sobre
7.26:
Dt 33.23
Jr 4.20
miséria virá, e se levantará rumor sobre rumor; então buscarão do profeta uma visão, mas do sacerdote perecerá a lei e dos anciãos o conselho. 27O rei se lamentará, e o príncipe se vestirá de amargura, e as mãos do povo da terra se molestarão: conforme o seu caminho lhes farei, e com os seus juízos os julgarei; e saberão que eu sou o Senhor.

8

As abominações no santuário

81SUCEDEU pois, no sexto ano, no mês sexto, no quinto dia do mês, estando eu assentado na minha casa,

8.1:
Ez 1.3
3.22
14.1
20.1
e os anciãos de Judá assentados diante de mim, que ali a mão do Senhor Jeová caiu sobre mim. 2E olhei,
8.2:
Ez 1.26-27
e eis uma semelhança como aparência de fogo; desde a aparência dos seus lombos, e para baixo, era fogo;
8.2:
Ez 1.4
e dos seus lombos para cima como aspecto de um resplendor, como cor de âmbar; 3E estendeu
8.3:
Dn 5.5
Ez 3.14
a forma duma mão, e me tomou pelos cabelos da minha cabeça; e o Espírito me levantou entre a terra e o céu, e
8.3:
Ez 11.1,24
40.2
me trouxe a Jerusalém em visões de Deus, até à entrada da porta do pátio de dentro, que olha para o norte,
8.3:
Jr 7.30
32.34
Ez 5.11
Dt 32.16,21
onde estava colocada a imagem dos ciúmes, que provoca ciúmes. 4E eis que a glória do Deus de Israel estava ali,
8.4:
Ez 1.28
3.22-23
conforme a semelhança que eu tinha visto no vale. 5E disse-me: Filho do homem, levanta agora os teus olhos para o caminho do norte. E levantei os meus olhos para o caminho do norte, e eis que da banda do norte, à porta do altar, estava esta imagem de ciúmes, à entrada. 6E disse-me: Filho do homem, vês tu o que eles estão fazendo? as grandes abominações que a casa de Israel faz aqui, para que me afaste do meu santuário? mas verás ainda maiores abominações. 7E levou-me à porta do átrio: então olhei, e eis que havia um buraco na parede. 8E disse-me: Filho do homem, cava agora naquela parede. E cavei na parede, e eis que havia uma porta. 9Então me disse: entra, e vê as malignas abominações que eles fazem aqui. 10E entrei, e olhei, e eis que toda a forma de répteis, e de animais abomináveis e de todos os ídolos da casa de Israel, estavam pintados na parede em todo o redor. 11E setenta homens dos anciãos da casa de Israel, com Jaazanias, filho de Safã, que se achava no meio deles, estavam em pé diante das pinturas, e cada um tinha na mão o seu incensário; e subia uma espessa nuvem de incenso. 12Então me disse: Viste, filho do homem, o que os anciãos da casa de Israel fazem nas trevas, cada um nas suas câmaras pintadas de imagens? e eles dizem:
8.12:
Ez 9.9
O Senhor não nos vê; o Senhor abandonou a terra. 13E disse-me: Tornarás a ver ainda maiores abominações do que as que estes fazem. 14E levou-me à entrada da porta da casa do Senhor, que está da banda do norte, e eis que estavam ali mulheres assentadas chorando por 8.14: que era um ídolo do paganismoTamuz. 15E disse-me: Viste, filho do homem? verás ainda abominações maiores do que estas. 16E levou-me para o átrio interior da casa do Senhor, e eis que estavam à entrada do templo do Senhor,
8.16:
Jl 2.17
Ez 11.1
Jr 2.27
32.33
entre o pórtico e o altar, cerca de vinte e cinco homens, de costas para o templo do Senhor, e com os rostos para o Oriente;
8.16:
Dt 6.19
2Rs 23.5,11
Jó 31.26
e eles adoravam o sol virados para o Oriente. 17Então me disse: Viste, filho do homem? há cousa mais leviana para a casa de Judá, do que essas abominações, que fazem aqui?
8.17:
Ez 9.9
havendo enchido a terra de violência, tornam a irritar-me; e, ei-los a chegar o ramo ao seu nariz. 18Pelo que também
8.18:
Ez 5.11,13
7.4,9
9.5,10
16.42
24.13
Pv 1.28
Is 1.15
Jr 11.11
14.12
Mq 3.4
Zc 7.13
eu procederei com furor; o meu olho não poupará, nem terei piedade: ainda que me gritem aos ouvidos com grande voz, eu não os ouvirei.

Utilizamos cookies de acordo com o nossa Política de Privacidade, respeitando todos as suas informações pessoais.[ocultar]