Almeida Revista e Corrigida (1969) (RC69)
29

Profecia contra o Egito

291NO décimo ano, no décimo mês, no dia doze do mês, veio a mim a palavra do Senhor, dizendo: 2Filho do homem,

29.2:
Ez 28.21
Is 19.1
Jr 25.1
dirige o teu rosto contra Faraó, rei do Egito, e profetiza contra ele e contra todo o Egito. 3Fala, e dize: Assim diz o Senhor Jeová:
29.3:
Jr 44.30
Ez 28.22
29.10
32.2
Eis-me contra ti, ó Faraó, rei do Egito, grande 29.3: ou crocodilodragão, que pousas no meio dos teus rios, e que dizes: O meu rio é meu,
29.3:
Ez 28.2
e eu o fiz para mim. 4Mas
29.4:
Is 37.29
Ez 38.4
eu porei anzóis em teus queixos, e prenderei o peixe dos teus rios às tuas escamas; e todo o peixe dos teus rios se pegará às tuas escamas. 5E te deixarei no deserto, a ti e a todo o peixe dos teus rios;
29.5:
Jr 8.2
7.33
16.4
25.33
34.20
sobre a face do campo cairás: não serás recolhido nem ajuntado: aos animais da terra e às aves do céu te dei por mantimento. 6E saberão todos os moradores do Egito que eu sou o Senhor,
29.6:
2Rs 18.21
Is 36.6
porque se tornaram um bordão de cana para a casa de Israel. 7Tomando-te
29.7:
Ez 17.17
eles pela mão, te quebraste, e lhes rasgaste todo o ombro, e, encostando-se eles a ti, te quebraste, tornando imóveis todos os seus lombos. 8Portanto, assim diz o Senhor Jeová:
29.8:
Ez 14.17
32.11-13
Eis que eu trarei sobre ti a espada, e separarei de ti homem e animal. 9E a terra do Egito se tornará em assolação e deserto; e saberão que eu sou o Senhor, porque disseste: O rio é meu, e eu o fiz. 10Portanto, eis que eu estou contra ti e contra os teus rios;
29.10:
Ez 30.12
e tornarei a terra do Egito em desertas e assoladas solidões,
29.10:
Ez 30.6
desde a torre de Sevene até aos confins da Etiópia. 11Não
29.11:
Ez 32.13
passará por ela pé de homem, nem pé de animal passará por ela, nem será habitada quarenta anos. 12Porquanto
29.12:
Ez 30.7,26
tornarei a terra do Egito em assolação no meio das terras assoladas; e das suas cidades no meio das cidades desertas se tornarão em assolação por quarenta anos; e espalharei os egípcios entre as nações, e os derramarei pelas terras. 13Mas assim diz o Senhor Jeová:
29.13:
Is 19.23
Jr 46.26
Ao cabo de quarenta anos ajuntarei os egípcios dentre os povos entre os quais foram espalhados. 14E removerei o cativeiro dos egípcios, e os farei voltar à terra de Patros, à terra do seu comércio;
29.14:
Ez 17.6,14
e serão ali um reino baixo. 15Mais baixo se fará do que os outros reinos, e nunca mais se exalçará sobre as nações; porque os diminuirei, para que não dominem sobre as nações. 16E
29.16:
Is 30.2-3
36.4,6
não terá mais da casa de Israel a confiança, para lhes trazer à lembrança a sua iniquidade, quando olharem para trás deles; antes saberão que eu sou o Senhor Jeová. 17E sucedeu que, no ano vinte e sete, no mês primeiro, no primeiro dia do mês, veio a mim a palavra do Senhor, dizendo: 18Filho do homem,
29.18:
Jr 27.6
Ez 26.7-8
Nabucodonosor, rei de Babilônia, fez com que o seu exército prestasse um grande serviço contra Tiro; toda a cabeça se tornou calva, e todo o ombro se pelou: e não houve paga de Tiro para ele, nem para o seu exército, pelo serviço que prestou contra ela. 19Portanto, assim diz o Senhor Jeová: Eis que eu darei a Nabucodonosor, rei de Babilônia, a terra do Egito; e levará a sua multidão, e tomará o seu despojo, e roubará a sua presa, e isto será a paga para o seu exército. 20Por paga do seu trabalho, com que serviu contra ela, lhe dei a terra do Egito,
29.20:
Jr 25.9
visto que trabalharam por mim, diz o Senhor Jeová. 21Naquele dia farei brotar o poder na casa de Israel,
29.21:
Ez 24.27
e te darei abrimento da boca no meio deles; e saberão que eu sou o Senhor.

30

Outra profecia contra o Egito e contra Faraó

301E VEIO a mim a palavra do Senhor, dizendo: 2Filho do homem, profetiza, e dize: Assim diz o Senhor Jeová:

30.2:
Is 13.6
Gemei: Ah! aquele dia! 3Porque
30.3:
Ez 7.7,12
Jl 2.1
Sf 1.7
está perto o dia, sim, está perto o dia do Senhor, dia nublado: o tempo dos gentios ele será. 4E uma espada virá ao Egito, e haverá grande dor na Etiópia, quando caírem os traspassados no Egito; e
30.4:
Ez 29.9
Jr 50.15
tomarão a sua multidão, e quebrar-se-ão os seus fundamentos. 5Etiópia, e 30.5: ou LíbiaPute, e Lude, e toda
30.5:
Ez 30.23-25
a mistura de gente, e Cube, e os filhos da terra do concerto, com eles cairão à espada. 6Assim diz o Senhor: Também cairão os que o Egito sustém, e descerá a soberba de seu poder:
30.6:
Ez 29.10
desde a torre de Sevene ali cairão à espada, diz o Senhor Jeová. 7E serão
30.7:
Ez 29.12
assolados no meio das terras assoladas; e as suas cidades estarão no meio das cidades desertas. 8E saberão que eu sou o Senhor, quando eu puser fogo ao Egito, e forem destruídos todos os que lhe davam auxílio. 9Naquele dia sairão mensageiros de
30.9:
Is 18.1-2
diante de mim em navios, para espantarem a Etiópia descuidada; e haverá neles grandes dores, como no dia do Egito; porque, eis que vem. 10Assim diz o Senhor Jeová:
30.10:
Ez 29.19
Eu pois farei cessar a multidão do Egito, por mão de Nabucodonosor, rei de Babilônia. 11Ele e o seu povo
30.11:
Ez 28.7
com ele, os mais formidáveis das nações, serão levados para destruírem a terra; e desembainharão as suas espadas contra o Egito, e encherão a terra de traspassados. 12E os rios farei secos,
30.12:
Is 19.5-6
e venderei a terra, entregando-a na mão dos maus, e assolarei a terra e a sua plenitude pela mão dos estranhos; eu, o Senhor o disse. 13Assim diz o Senhor Jeová: Também
30.13:
Is 19.1
Jr 43.12
46.25
Zc 13.2
destruirei os ídolos, e farei cessar as imagens de Nofe:
30.13:
Zc 10.11
Is 9.16
e não haverá mais um príncipe da terra do Egito; e porei o temor na terra do Egito. 14E assolarei
30.14:
Ez 29.14
Na 3.8-10
a Patros, e porei fogo a Zoã, e executarei juízos em Nô. 15E derramarei o meu furor sobre Sim, a força do Egito,
30.15:
Jr 46.25
e exterminarei a multidão de Nô. 16E atearei um fogo no Egito; Sim terá grande dor, e Nô será fendida, e Nofe terá angústias quotidianas. 17Os mancebos de Áven e Pibsete cairão à espada, e estas cidades cairão em cativeiro. 18E em Tafnes se escurecerá o dia,
30.18:
Jr 2.16
quando eu quebrar ali os jugos do Egito, e nela cessar a soberba da sua força: uma nuvem a cobrirá, e suas filhas cairão em cativeiro. 19Assim executarei juízos no Egito, e saberão que eu sou o Senhor. 20E sucedeu que, no ano undécimo, no mês primeiro, aos sete do mês, veio a mim a palavra do Senhor, dizendo: 21Filho do homem,
30.21:
Jr 48.25
eu quebrei o braço de Faraó, rei do Egito,
30.21:
Jr 46.11
e eis que não lhe aplicarão emplastos, nem lhe porão ligaduras para o atar, para o esforçar, para que pegue da espada. 22Portanto assim diz o Senhor Jeová: Eis que eu estou contra Faraó, rei do Egito, e quebrarei os seus braços, o forte como o que está quebrado, e farei cair da sua mão a espada. 23E espalharei
30.23:
Ez 30.26
29.12
os egípcios entre as nações, e os espalharei pelas terras. 24E esforçarei os braços do rei de Babilônia, e porei a minha espada na sua mão; mas quebrarei os braços de Faraó, e diante dele gemerá como geme o traspassado. 25Eu levantarei os braços do rei de Babilônia, mas os braços de Faraó cairão; e saberão que eu sou o Senhor, quando eu puser a minha espada na mão do rei de Babilônia, e ele a estender sobre a terra do Egito. 26E espalharei os egípcios entre as nações, e os espalharei pelas terras; assim saberão que eu sou o Senhor.

31

Outra profecia contra Faraó, rei do Egito

311E SUCEDEU, no ano undécimo, no terceiro mês, ao primeiro do mês, que veio a mim a palavra do Senhor, dizendo: 2Filho do homem, dize a Faraó, rei do Egito, e à sua multidão:

31.2:
Ez 31.18
A quem és semelhante na tua grandeza? 3Eis que
31.3:
Dn 4.10
a Assíria era um cedro no Líbano, de ramos formosos, de sombrosa ramagem e de alta estatura, e o seu topo estava entre os ramos espessos. 4As águas o fizeram crescer, o abismo o exalçou: as suas correntes corriam em torno da sua plantação, e ela enviava os regatos a todas as árvores do campo. 5Por isso
31.5:
Dn 4.11
se elevou a sua estatura sobre todas as árvores do campo, e se multiplicaram os seus ramos, e se alongaram as suas varas, por causa das muitas águas que enviava. 6Todas as aves do céu se aninhavam nos seus ramos, e todos
31.6:
Ez 17.23
Dn 4.12
os animais do campo geravam debaixo dos seus ramos, e todos os grandes povos se assentavam à sua sombra. 7Assim era ele formoso na sua grandeza, na extensão dos seus ramos, porque a sua raiz estava junto às muitas águas. 8Os cedros não o podiam escurecer no jardim
31.8:
Gn 12.8
13.10
de Deus; as faias não igualavam os seus ramos, e os castanheiros não eram como os seus renovos: nenhuma árvore no jardim de Deus se assemelhou a ele na sua formosura. 9Formoso o fiz com a multidão dos seus ramos: e todas as árvores do Éden, que estavam no jardim de Deus tiveram inveja dele. 10Portanto assim diz o Senhor Jeová: Como te elevaste na tua estatura, e se levantou o seu topo no meio dos espessos ramos,
31.10:
Dn 5.20
e o seu coração se exalçou na sua altura, 11Eu o entregarei na mão da mais poderosa das nações, que lhe dará o tratamento merecido; pela sua impiedade o lançarei fora. 12E estranhos,
31.12:
Ez 32.5
35.8
os mais formidáveis das nações, o cortaram, e o deixaram: caíram os seus ramos sobre os montes e por todos os vales, e os seus renovos foram quebrados por todas as correntes da terra; e todos os povos da terra se retiraram da sua sombra, e o deixaram. 13Todas as aves do céu habitavam sobre a sua
31.13:
Is 18.6
Ez 32.4
ruína, e todos os animais do campo se acolheram sob os seus ramos; 14Para que todas as árvores junto às águas não se exaltem na sua estatura, nem levantem o seu topo no meio dos ramos espessos, nem as que bebem as águas venham a confiar em si, por causa da sua altura; porque todos estão entregues à morte,
31.14:
Ez 32.18
até à terra mais baixa, no meio dos filhos dos homens, com os que descem à cova. 15Assim diz o Senhor Jeová: No dia em que ele desceu ao inferno, fiz eu que houvesse luto; fiz cobrir o abismo, por sua causa, e retive as suas correntes, e elas detiveram-se; e cobri o Líbano de preto por causa dele, e todas as árvores do campo por causa dele desfaleceram. 16Ao som
31.16:
Ez 26.15
Is 14.15
da sua queda fiz tremer as nações, quando o fiz descer ao inferno com os que descem à cova;
31.16:
Is 14.8
e todas as árvores do Éden, a flor e o melhor do Líbano, todas as que bebem águas, se consolavam na terra mais baixa. 17Também estes com ele descerão ao inferno, a juntar-se aos que foram traspassados a espada: sim, aos que foram seu braço,
31.17:
Lm 4.20
e que estavam assentados à sombra no meio das nações. 18A quem
31.18:
Ez 31.2
32.19
pois és semelhante em glória e em grandeza entre as árvores do Éden? Todavia descerás com as árvores do Éden à terra mais baixa; no meio dos incircuncisos jazerás
31.18:
Ez 28.10
32.19,21,24
com os que foram traspassados à espada: este é Faraó e toda a sua multidão, diz o Senhor Jeová.