Almeida Revista e Corrigida (1969) (RC69)
5

51SEDE pois imitadores

5.1:
Mt 5.45
Lc 6.36
de Deus, como filhos amados; 2E andai
5.2:
Jo 13.24
1Jo 3.11
Gl 1.4
em amor, como também Cristo vos amou, e se entregou a si mesmo por nós, em oferta e sacrifício a Deus, em cheiro suave. 3Mas a prostituição,
5.3:
Rm 6.13
1Co 6.18
2Co 12.21
e toda a impureza ou avareza, nem ainda se nomeie entre vós, como convém a santos; 4Nem torpezas,
5.4:
Mt 12.35
Rm 1.28
nem parvoíces, nem chocarrices, que não convém; mas antes ações de graças. 5Porque bem sabeis isto: que nenhum fornicário,
5.5:
1Co 6.9
Gl 5.19
Cl 3.5
ou impuro, ou avarento, o qual é idólatra, tem herança no reino de Cristo e de Deus. 6Ninguém vos engane
5.6:
Jr 29.8
Mt 24.4
Cl 2.4,8,18
2Ts 2.3
com palavras vãs; porque por estas coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência. 7Portanto não sejais seus companheiros. 8Porque noutro tempo éreis
5.8:
Is 9.2
At 26.18
Rm 1.21
trevas, mas agora sois luz no Senhor: andai como filhos da luz. 9(Porque o fruto
5.9:
Gl 5.22
do Espírito está em toda a bondade, e justiça e verdade); 10Aprovando
5.10:
Rm 12.2
Fp 1.10
1Ts 5.21
o que é agradável ao Senhor. 11E não comuniqueis
5.11:
1Co 5.9,11
2Co 6.14
com as obras infrutuosas das trevas, mas antes condenai-as. 12Porque o que eles fazem em oculto até dizê-lo é
5.12:
Rm 1.24,26
torpe. 13Mas todas estas coisas
5.13:
Jo 3.20-21
Hb 4.13
se manifestam, sendo condenadas, pela luz, porque a luz tudo manifesta. 14Pelo que diz: Desperta, tu que dormes,
5.14:
Is 60.1
Rm 13.11-12
e levanta-te dentre os mortos, e Cristo te esclarecerá. 15Portanto, vede prudentemente como andais,
5.15:
Cl 4.5
não como néscios, mas como sábios, 16Remindo
5.16:
Gl 6.10
Cl 4.5
Rm 12.2
o tempo; porquanto os dias são maus. 17Pelo que não sejais
5.17:
Cl 4.5
Rm 12.2
insensatos, mas entendei qual seja a vontade do Senhor. 18E não vos embriagueis
5.18:
Pv 20.1
Is 5.11-12
At 16.25
1Co 14.26
Cl 3.16
com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito; 19Falando entre vós em salmos, e hinos, e cânticos espirituais: cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração; 20Dando sempre graças
5.20:
Is 63.7
Cl 3.17
1Ts 5.18
por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo: 21Sujeitando-vos
5.21:
Fp 2.3
1Pe 5.5
uns aos outros no temor de Deus.

Os deveres domésticos

22Vós, mulheres, sujeitai-vos a vossos

5.22:
Gn 3.16
1Co 14.34
Cl 3.18
maridos, como ao Senhor; 23Porque o marido
5.23:
1Co 11.3
Ef 1.22-23
Cl 1.18
é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja: sendo ele próprio o salvador do corpo. 24De sorte que, assim como a igreja está sujeita a Cristo,
5.24:
Cl 3.20,22
Tt 2.9
assim também as mulheres sejam em tudo sujeitas a seus maridos. 25Vós, maridos,
5.25:
Cl 3.19
1Pe 3.7
At 20.28
amai vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela, 26Para a santificar,
5.26:
Jo 3.5
Hb 10.22
1Jo 5.6
purificando-a com a lavagem da água, pela palavra, 27Para a apresentar
5.27:
2Co 11.2
Cl 1.22
Ct 4.7
a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível. 28Assim devem os maridos amar a suas próprias mulheres, como a seus próprios corpos. Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo. 29Porque nunca ninguém aborreceu a sua própria carne; antes a alimenta e sustenta, como também o Senhor à igreja; 30Porque somos membros
5.30:
Gn 2.23
Rm 12.5
1Co 6.15
do seu corpo. 31Por isso
5.31:
Gn 2.24
Mt 19.5
1Co 6.16
deixará o homem seu pai e sua mãe, e se unirá a sua mulher; e serão dois numa carne. 32Grande é este mistério: digo-o, porém, a respeito de Cristo e da igreja. 33Assim também vós
5.33:
Ef 5.25
Cl 3.19
1Pe 3.6
cada um em particular ame a sua própria mulher como a si mesmo, e a mulher reverencie o marido.

6

61VÓS, filhos, sede obedientes a

6.1:
Pv 23.22
Cl 3.20
vossos pais no Senhor, porque isto é justo. 2Honra a teu pai
6.2:
Êx 20.12
Dt 5.16
Jr 35.18
Mc 7.10
e a tua mãe que é o primeiro mandamento com promessa; 3Para que te vá bem, e vivas muito tempo sobre a terra. 4E vós, pais, não
6.4:
Cl 3.21
Gn 18.19
Pv 19.18
provoqueis a ira a vossos filhos, mas criai-os na doutrina e admoestação do Senhor. 5Vós, servos,
6.5:
Cl 3.22
1Tm 6.1
Tt 2.9
obedecei a vossos senhores segundo a carne, com temor e tremor, na sinceridade de vosso coração, como a Cristo; 6Não servindo à vista,
6.6:
Cl 3.22-23
como para agradar aos homens, mas como servos de Cristo, fazendo de coração a vontade de Deus; 7Servindo de boa vontade como ao Senhor, e não como aos homens. 8Sabendo que cada
6.8:
Rm 2.6
2Co 5.10
Cl 3.11
um receberá do Senhor todo o bem que fizer, seja servo, seja livre. 9E vós senhores,
6.9:
Cl 4.1
Lv 25.43
Jo 13.13
fazei o mesmo para com eles, deixando as ameaças, sabendo também que o Senhor deles e vosso está no céu, e que para com ele não há acepção de pessoas.

A armadura de Deus

10No demais, irmãos meus, fortalecei-vos no Senhor e na

6.10:
Ef 1.19
Cl 1.11
força do seu poder. 11Revesti-vos de
6.11:
Rm 13.12
2Co 6.7
Ef 6.13
toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo. 12Porque não temos que lutar contra a carne
6.12:
Mt 16.17
1Co 15.50
Rm 8.38
e o sangue, mas sim contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais. 13Portanto tomai
6.13:
2Co 10.4
Ef 5.16
toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau, e, havendo feito tudo, ficar firmes. 14Estai pois firmes,
6.14:
Is 11.5
Is 59.17
1Pe 1.13
tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça; 15E calçados
6.15:
Is 52.7
Rm 10.15
os pés na preparação do Evangelho da paz; 16Tomando sobretudo o
6.16:
1Jo 5.4
escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno. 17Tomai também o capacete
6.17:
Is 59.7
1Ts 5.8
Hb 4.12
da salvação, e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus; 18Orando em todo o tempo com toda a
6.18:
Lc 18.1
Rm 12.12
Cl 4.2
oração e súplica no Espírito, e vigiando nisto com toda a perseverança e súplica por todos os santos, 19E por mim;
6.19:
At 4.29
Cl 4.3
2Ts 3.1
para que me seja dada, no abrir da minha boca, a palavra com confiança, para fazer notório o mistério do evangelho, 20Pelo qual sou
6.20:
2Co 5.20
At 26.29
embaixador 6.20: Gr. numa cadeiaem cadeias; para que possa falar dele livremente, como me convém falar.

Tíquico, o portador desta epístola. Saudações finais

21Ora, para que vós também possais saber dos meus

6.21:
Cl 4.7
At 20.4
2Tm 4.12
Tt 3.12
negócios, e o que eu faço, Tíquico, irmão amado, e fiel ministro do Senhor, vos informará de tudo. 22O qual vos enviei
6.22:
Cl 4.8
para o mesmo fim, para que saibais do nosso estado, e ele console os vossos corações. 23Paz seja
6.23:
1Pe 5.14
com os irmãos, e caridade com fé da parte de Deus Pai e da do Senhor Jesus Cristo. 24A graça seja com todos os que amam a nosso Senhor Jesus Cristo em sinceridade. Amém.